História What's wrong with saying I love you? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Wenka
Tags Amor Doce, Armim
Visualizações 38
Palavras 1.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie
Awn quero agradecer a minha amiga Deyse Nataly pela capa maravilhosa da fanfic e para comemorar,novo capítulo
Yaaaaay

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction What's wrong with saying I love you? - Capítulo 2 - Capítulo 2

-É brincadeira não é? - ele perguntou me olhando e depois olhando para seus amigos -Não tem a menor chance de isso ser verdade, nós não temos nada em comum, e acho que saberia se eu tivesse uma irmã.
-Bom aí é que está - falei olhando para ele- eu pensei a mesma coisa, mas estou aqui não é, e se não acredita em mim - peguei a minha carteira e tirei dela uma cópia da minha certidão de nascimento e entreguei a ele- Carlos Boldt não é? É o nome do seu pai, e o nome do meu também.
-E o que isso prova? Você pode muito bem ter falsificado isso!
-OLHA AQUI, O QUE EU GANHARIA COM ISSO? FAZ DUAS SEMANAS QUE DESCOBRI QUE TENHO UM IRMÃO,  COMO VOCÊ ACHA QUE EU ESTOU ME SENTINDO PORRA !
Respirei algumas vezes , tanto Castiel como seus amigos me olhavam com cara de espanto.
-Quer saber? -falei recuperando a calma- Aqui tá o meu  endereço atual e aqui está o meu celular, quando você estiver disposto a me ouvir estarei disposta a falar. Sinto muito ter causado qualquer incomodo.- falei antes de me dirigir a porta e sair daquela casa.
     
                °•~━━✥❖✥━━~•°
Algumas horas depois eu estava deitada na minha cama lendo um livro sobre Espíritos e seres do além,  quando minha madrinha botou a cabeça para dentro do meu quarto.
-Querida , você  tem visita.-Ela abriu espaço e pude reconhecer os olhos acinzentados por dentro do capuz .
-Oi pode entrar -Falei para ele, ele entrou e minha madrinha saiu fechando a porta , assim que ela fechou a porta chutei uma cadeira, que foi girando até ele.
Após ele se sentar eu o encarei.
-Me desculpa , por você sabe, ter explodido daquela forma.
- Você não é a primeira a fazer isso, já perdi as contas de quantas vezes a Anna , a Brunna e a Rosalya já fizeram isso, sem falar da Íris.
-Eu deveria considerar que minhas desculpas estão aceitas?
-Se é assim que você enxerga. -ele deu de ombros.
-Bom , ainda está disposta a falar?- ele brincou.
-Se você quiser ouvir.
Ele acenou com a cabeça e começei a falar.
-Bom, meus pais se separaram quando eu tinha um ano e três meses, depois disso minha guarda ficou com minha mãe e passei a morar com ela, meu pai deveria mandar a pensão até eu completar dezoito, e depois que isso aconteceu minha mãe e eu começamos a passar por algumas dificuldades,  parei de ir a escola para poder me dedicar ao trabalho que havia arrumado ,e por causa das faltas acabei repetindo,  mas nunca sobrava dinheiro para refazer a matrícula e eu desisti de tentar,  daí minha madrinha nos ligou oferecendo um lugar para eu e minha mãe,  mas minha mãe tinha acabado de encontrar um bom emprego e não podia largá-lo então vim apenas eu, mas  umas duas semanas antes de eu vir pude ouvir minha mãe conversando com alguém,  acho que era com o meu pai, foi nesta conversa que eu descobri que tinha um meio-irmão e isso é um pouco estranho mas acho que eu consigo me acostumar.
-Uau que história cheia de inspiração. -Ele falou em tom de zombaria.
-Se não acredita então por que ainda não surtou comigo?
-Eu teria surtado,  mas não estou irritado nem nada, e lá em casa você teve razão de perder a calma , acho que disse aquelas coisas por que o velho escondeu uma coisa importante assim de mim.
-Vai ver foi minha mãe que pediu isso, não sei -dei de ombros -mas então,  Castiel, como se sente? Sabendo que tem uma irmã? 
-O que eu deveria estar sentindo ?
-Sei lá,  eu pensava que seria algo estranho, diferente sei lá. Eu me senti assim.
-Hum , isso é confuso,  e complicado , e com certeza difícil de acreditar.
Sorri para ele de certa  forma eu entendia ele.
-Então você vai fazer o último ano aqui?
-Sim , minha madrinha me matriculou em uma escola por aqui, acho que o nome é Sweet Amoris ou algo assim.
-Sério? -ele levantou uma sombracelha -Quer dizer que vai estudar comigo.
-Sério?  Que conhecidencia. 
-Né.
Um silêncio estranho rodou entre nós eu não sabia o que falar, ele começou a girar a cadeira enquanto observava meu quarto .
-Um belo lugar esse aqui .- Ele falou quebrando o silêncio
-É , nunca esperei que minha madrinha fosse arrumar algo tão... lindo , para mim.
-É e ... espera,  aquilo é um baixo? 

-É , minha madrinha sabe que sou boa com instrumentos de corda-Falei me levantando e abrindo o resto da porta , deixando a mostra os quatro pedestais , um com um violão,  outro com uma guitarra e outro com um violino.
-Até violino?
- É -falei rindo- Eu fazia parte do clube de música da minha escola, já tentei bateria, teclado e até mesmo saxofone,  mas me dei melhor nas cordas.
-Legal, eu também toco -olhei para ele surpresa -Guitarra , tenho uma banda chamada New Moon.
-New Moon?
-Sim é meio chato mas não fui eu que escolhi, foram as meninas.
-Meninas? Pera aquele pessoal da sua casa, eles são  sua banda?
-Sim , eu toco guitarra, o Nathaniel Bateria, a Iris é a segunda guitarrista, Anne toca teclado e canta , e o Lysandre , é o vocalista principal.
-Legal .
  
  ●▽●▽●▽●▽●▽●▽●▽●▽●▽●▽●▽

Castiel e eu conversamos por mais algumas horas , e ele precisou voltar para casa, descobrimos que temos muita coisa em comum,como gostos músicas,  bem nem todos , ele riu quando eu disse que era eclética,  e até ouvia K-pop , e disse que se eu falasse isso para a Brunna  (seja lá quem for) ela não iria desgrudar de mim nunca mais.
Depois do banho , saí na sacada e fiquei olhando para o céu,  estava tão distraída que nem vi Cris se aproximar de mim.
-Então você encontrou ele mesmo?
Levei um susto quando ela disse isso
-Do que você está falando?
-Do rapaz que veio aqui hoje, ele é o seu irmão não é?
-C-como você sabe que fui atrás dele?
-Querida, era óbvio que eu iria descobrir , além de ele ser a cara do seu pai , você não teria coragem de trazer um garoto para casa no primeiro dia nesta cidade.
Ri baixinho.
-Tem razão,  mas não conte para minha mãe por favor, tenho medo da reação dela.
-Eu não contaria , e também,  não poderia lhe impedir de conhecer a outra parte da sua família.
-Obrigada por tudo Cris, por tudo o que você tem feito por mim e pela ajuda que tem dado a minha mãe por todo esse tempo.
-Vocês são minha família, faria qualquer coisa por vocês .
Abracei ela .
-Agora já pra cama mocinha , por que amanhã é seu primeiro dia de aula!
-Tudo bem - sorri para ela e fui me deitar pensando em como seria minha vida  a partir de agora

Notas Finais


Cabo ;-;
mais logo eu volto com mais :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...