História Whatta Man - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~JoyMito

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Personagens Originais
Tags J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Visualizações 117
Palavras 1.813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E aê, turu bom?
Primeira fanfic amyce em meio ao Kpop, estamos meio que hgjklahjglaj sabe? Pois é.
Eu não sei o que falar aqui como sempre, então vamos só partir pro primeiro capítulo e se ver nas NOTAS FINAIS, tá?

Boa leitura!

Capítulo 1 - JooNana, Pernas e uma Foto.


Fanfic / Fanfiction Whatta Man - Capítulo 1 - JooNana, Pernas e uma Foto.

Capítulo 1

 

“Cheguei, tô preparada pra atacar...”

— Major Lazer feat. Anitta e Pablo Vittar.

 

A música ecoa pelo meu quarto, enquanto converso com Nayeon e Joohyun sobre minhas férias no Brasil. Fui para lá principalmente pelo casamento da minha tia, porém o tempo que passei no país me rendeu um belo choque cultural. Pensei que não ia gostar da forma como as coisas acontecem lá, pois as pessoas são bem abertas, mas não foi esse o caso, eu me adaptei rapidamente e logo esse um mês se tornou pouco para eu aproveitar tudo o que queria.

 

JooNana

 

Hana mandou fotos.

 

Joo: Nossa Hana, o marido da sua tia é muito lindo! Podia ter mandado umas fotos antes kkkk.

Eu: Joohyun sua atirada kkkk desculpa eu nem me toquei de mandar.

Nay: Mas o que é isso? Eles usam mesmo esse farol aí?

Joo: Nayeon tá mesmo interessada no farol?

Nay: A gente finge né?

Eu: Sujas vocês hein, eu nem prestei atenção nele credo

Joo: Mentira é pecado Hana

Eu: kkkkk

 

Levanto da cama rindo e sigo até a porta do meu quarto saindo do mesmo, dou de cara com meu irmão no corredor.

Oppa! – O chamo e ele se vira.

Ao ver minha feição de quem quer algo, Jungkook torna a se virar e se curva. Dou risada e corro para pular em suas costas. Ele me ajeita e começa a caminhar.

Aigoo Hana, você está pesada.

— Foram os acarajés. – Respondo sua afirmação rindo baixo.

Jungkook começa a descer as escadas me levando até a cozinha, chegando lá desço das suas costas. Vemos nossa Omma fazendo um simples ramyeon, pois acabamos de chegar de viagem e estamos famintos.

— Omma, vai demorar?

— Não Hana, está quase pronto.

Aceno e olho para Jungkook na minha frente mexendo em seu celular, acabo lembrando que dei o número dele para Nayeon.

— Jungkook-ah, você mandou mensagem para a Nayeon? – Ele levanta o rosto e fecha a expressão, sorrio já sabendo que ele vai brigar comigo.

— Eu não, mas ela me mandou. Porque você deu meu número pra ela? Ela me assusta, Hana.

Franzo o cenho, ele nunca me falou isso. Como assim, gente?

— O que nela te assusta?

— Sendo sincero, as pernas. São enormes, parece que vão se enrolar em mim e me prender para o resto da vida. – Ele faz movimentos com as mãos e as põe em volta do pescoço.

Solto uma risada alta com isso. Ouço a Omma rir também enquanto mexe o ramyeon.

— Ah não, oppa, isso não faz sentido, você é mais alto que ela!

— Por dois centímetros, no máximo.

— Nossa como você é idiota. Nayeon é maravilhosa, e ela gosta de você. Não fique com medo das pernas dela, tenho certeza que vai acabar gostando. – Mexo as sobrancelhas para cima e ele faz uma careta.

— Fique na sua, Hana. Não preciso de uma menina de dezessete anos no meu pé.

— Dezoito, Jungkook! Até parece que você é muito velho, né? Um ajusshi e tanto, nossa meu Deus, como ele é velho.

— Cala a boca, Hana.

— Calem os dois. – Ouço a voz de meu appa e o vejo entrando na cozinha com algumas sacolas.

Ele deixa todas no balcão e se senta conosco.

— Do que estavam falando?

— Jungkook está dispensando Nayeon. – Falo olhando de um para o outro.

— Mas por quê? Ela é tão bonita, Jungkook.

— Ah, abeoji, por favor. – Ele balança a cabeça.

— Depois vocês falam disso, vamos comer. – Omma chega colocando as coisas na mesa.

A ajudamos a arrumar tudo e logo estamos comendo e conversando sobre a viagem, assunto que surgiu graças a um Jungkook cansado de falar sobre a Nayeon.

Após o jantar eu voltei para o meu quarto. Me arrumei para dormir, escovei os dentes e deitei. Abri minhas mensagens antes de resolver dormir. Elas conversaram sem mim sobre as fotos e o Brasil, depois falaram de algumas pessoas do colégio e saíram. Voltaram agora há pouco.

 

JooNana

 

Nay: Hana, seu irmão é um babaca. B A B A C A

Joo: Finalmente você descobriu isso, hein Nay.

Nay: Calada Joo, não pode falar nada porque o Taehyung é outro idiota.

Eu: Nossa Nay, você demorou pra ver esse lado dele né

Nay: Você sabe o que ele fez?

Nay: Parem de me chamar de lerda disfarçadamente.

Joo: Uau, ela entendeu. E não fala do meu Taehyung não.

Eu: Seu KKKKK

Eu: O que ele fez?

Nay: O demente estava conversando comigo e quando eu perguntei pq ele sempre dá um jeito de sair quando eu tô perto ele disse que eu assusto ele.

Nay: EU SOU UM AMOR, COMO ASSIM EU O ASSUSTO?

Joo: KKKKKKKKKKKKKKKKK

Eu: Mentira que ele te disse isso KKKKKKKKK

Eu: Ele me disse que são as suas pernas :’)

Joo: Ih, pesado.

 

Nayeon demora em responder e por isso eu deduzo que ela esteja surtando ou xingando meu irmão no privado.

 

JooNana

 

Nay: Esse filho de uma senhora coreana me paga, eu vou fazer implorar pra ter as minhas pernas em volta dele.

Joo: KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Eu: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Nay: Não ri não. Anota aí, esse dia vai chegar minhas queridas e quando chegar ele vai se fuder na minha mão.

Eu: Nayeon, ela mesma, a rainha do inferno de Jungkook.

Joo: A mais revolta da rodinha.

Eu: A+revoltada do rolê.

Joo: Que?

Nay: Tá me xingando, Hana? Olha que eu sei também hein.

Eu: kkkkkkkkkkkkkkkkkk, sai.

Eu: Foi a filha do marido da minha tia que me falou isso. Ela soltou do nada lá e eu gostei.

Nay: Sabe nem o que significa, vai que é um palavrão e tu fala pra algum brasileiro, eles vão te xingar de volta e tu nem vai saber.

Joo: Eu tô impressionada em como a Nayeon tá pensando hoje.

Eu: Eu sei o que significa sim, ela me disse que rolê é quando você sai com seus amigos pra fazer alguma coisa :0

Nay: Joohyun cuidado com o que você comer daqui pra frente, viu. Só avisando.

Joo: Me ameaçando, é isso mesmo?

Nay: Uau, ela entendeu.

Joo: Rolê, que estranho de falar.

Nay: Amei esse rolê, mas vou falar só com vocês.

Eu: Vou dormir, Joo presta atenção na comida.

Eu: Nay o Jungkook disse que tem medo das suas pernas se enrolarem nele pra sempre, tchau.

Nay: POIS EU VOU ME ENROLAR MESMO, PRA SEMPRE SEU LINDO.

 

Dou risada e vou colocar meu celular para carregar, volto para a cama e me deito novamente, me movo um pouco de um lado para o outro, bocejo e fico a olhar fixamente para a janela de meu quarto.

[...]

Quando acordo na manhã seguinte e desço para tomar café parece não ter ninguém em casa. Sei que meu appa voltou a trabalhar hoje mesmo, mas a omma e Jungkook eu não faço nem ideia de onde estão.

Sento no sofá e pego o celular, combino com as meninas de elas irem me encontrar em um café aqui perto. Troco-me rapidamente e saio de casa. Como o café não fica longe eu chego a ele em menos de quinze minutos.

— O povo sumiu. – Falo me sentando com elas que conversavam sobre algo.

— Hana você sabe o que estão dizendo do nosso diretor? – Joohyun pergunta ignorando o que falei.

— Caso você tenha esquecido eu voltei do Brasil ontem. – Respondo revirando os olhos, estar com fome me deixa sem paciência.

— Grossa. – Ela retruca.

— Ah, quem liga para os que estão falando. – Nayeon se pronuncia.

— Agora eu ligo, me deixaram curiosa. – Falo.

Uma moça chega para nos atender, nós fazemos os pedidos e ela se afasta.

— Falem.

— Bom, tão dizendo que ele estava desviando dinheiro da escola.

— O que? – Grito, porém me recomponho e volto a questionar Joohyun. — Como assim? Quem disse isso?

— Acho que foi um dos meninos que trabalhava com ele e ajudavam na biblioteca.

— Grande merda. – Nayeon solta e eu franzo o cenho.

— O que foi Nayeon?

— Que foi o que?

— Olha tu fala comigo direito. – Aponto um dedo para ela.

— Ih, me deixa.

— Quem liga pra Nayeon agora. – Joohyun dá de ombros. — Eu acho que eles vão mandar alguém pra ficar no lugar do diretor.

— É bem provável. – Concordo.

— Tomara que seja uma mulher. – Nayeon pontua se aproximando.

— Por quê?

— Mulheres são mais amorosas. – Responde com uma cara de quem está pensando.

— Cuidado pra o seu cérebro não explodir, Nayeon.

— Joohyun eu desejo profundamente que o Taehyung passe o resto da vida cagando pra você.

Dou risada, essas duas não param nunca.

— Eu não ligo se for homem ou mulher.

— É mesmo, Yoon Hana? – Joohyun me olha com um sorriso de lado e eu logo a entendo.

— É mesmo, Oh Joohyun. – Pisco para ela e começamos a rir.

— Me excluindo gente, nossa magoa assim não. – Nayeon fala ao lado de Joohyun e ela a abraça.

— Se meu pai me visse falando assim vocês. – Falo rindo e balançando a cabeça.

— Vira essa boca pra lá. – Nayeon manda com uma careta.

— Sim, voltando ao assunto, eu também não ligo, logo a gente tá terminando a escola mesmo.

— É. – Nayeon concorda com os olhos estreitados.

Joohyun ia falar mais uma das dela, porém nossa comida chega e então nós paramos para comer. Enquanto comíamos nós rimos e falamos das coisas que aconteceram por aqui e elas se esqueceram de me falar por mensagem.

— Hm, Hana sabe o Yoongi? Do segundo ano. – Nayeon puxa como quem tem algo mais a dizer.

— Sei, o namorado da Dahye. – Reviro os olhos.

— Ex. – Joohyun sussurra e eu até paro de comer.

— O que? Como assim? Porque eles terminaram?

— Dizem que foi traição, mas vai saber quem fez o que. – Joohyun dá de ombros.

— Gente do céu. – Paro com a mão no queixo e abro um sorriso. — Isso quer dizer que ele tá solteiro.

Nayeon olha para mim balançando a cabeça enquanto mastiga.

— Você não presta. – Joohyun comenta rindo e volta a comer.

— Presto sim, foi só uma observação. – Protesto com um sorriso.

Terminamos de comer alguns minutos depois, após pagar a conta saímos do café e enquanto caminhávamos pela calçada Nayeon deu um gritinho baixo. A olhei com o cenho franzido e Joohyun olhou dela para mim.

— O que é agora Nayeon?

— Vocês não sabem o que eu acabei de receber da Dahye.

— O que? Ela voltou com o Yoongi? – Pergunto já não gostando. Ele é bonito, só não fiquei com o tal antes das férias porque estava de namoro com essa garota.

— Não, sai dessa.

— Então o que foi? Mostra logo, Nayeon. – Joohyun pede sem paciência.

— É uma foto do suposto diretor substituto.

Paramos na esquina e Nayeon virou o celular para mim e Joohyun.

— Mentira, eles não iam mandar alguém tão bonito. – Joohyun fala pegando o aparelho para ver mais de perto.

Fico ao lado dela e dou zoom na foto para ver melhor. Após alguns segundos avaliando aquilo tudo me senti obrigada a soltar um simples e puro:

— Que homem!


Notas Finais


E aí? Ficou bão pra começar? Diz pra gente! <3

Avisos:
Todas as músicas no inicio dos capítulos serão nacionais. Ou seja, vai transbordar musga br aqui.
Deixando claro desde já que o Hoseok tem 32 aninhos e a Hana tem 18 na idade coreana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...