História When I Close My Eyes - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Personagens Originais
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Lemon, Namjin, Otp, Yoonseok
Visualizações 358
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - NOVE


Sábado 09:28 hrs

Era um dia difícil, Taehyung se mudaria para o apartamento de Hoseok, que chegaria em qualquer momento. O mais novo arrumava suas coisas com brutalidade e um enorme bico nos lábios.

-Já terminou? – perguntei ao vê-lo jogar a mochila no sofá, irritado. -Tae...

-Não fala comigo. – bufou.

-Taemin vai buscar o resto de suas coisas no seu apartamento. – suspirei. -Não pense que estou fazendo isso por não gostar de você.

-Não? – sorriu cínico. -Se isso é amor...

-Moleque, é pro seu bem. – Jungkook apareceu ao meu lado.

-Temos a mesma idade....moleque. – trincou os dentes. -E meu bem é morar com um cara que nem conheço?

-TaeTae ... -suspirei.

Estava prestes a mudar de ideia e deixa-lo ficar, mas fui impedido de dizer algo ao ouvir a campainha tocar. Corri ate a porta, já imaginando quem seria e a abri.

-Oi Minie, me atrasei? – sorriu e neguei. -Ah...você deve ser o Taehyung.

-Não...o Papai Noel. -Tae revirou os olhos em desgosto.

-Você não me disse que eu teria de domar uma fera. – Hobi sorria, agora com os braços cruzados.

-Eu disse que ele ia me estuprar, Chim ! – o mais novo arregalou os olhos, me encarando.

-TAEHYUNG! -me exaltei. -Hoseok é uma ótima pessoa e tenho certeza de que irão se dar bem.

-Você me parece legal... -Hobi sorriu novamente.

-Seu sorriso me irrita. – o loiro retrucou cruzando os braços desengonçadamente.

-Ótimo...vamos conviver muito bem. -Hoseok continuava sorrindo e Taehyung se irritava ainda mais.

Olhei para Jungkook no sofá e o mesmo encarava a situação como uma piada. Suas pernas cruzadas em estilo índio e seu sorriso escancarado no rosto, como uma criança assistindo a um desenho animado.

Não contive um sorriso e logo voltei a mim ao ouvir as vozes irritadas ecoando na minha sala de estar, o que me fez dar um grito.

-JÁ CHEGA! – senti meus olhos arderem. -Leva esse menino antes que eu o mate!

- Eu não quero ir.... – fez bico.

-Você não tem querer! – apontei pra porta. -Só vai!

-Aigoo!!!!!! – pegou a mochila saiu pisando firme, deixando Hoseok com um enorme sorriso para trás.

Ele com certeza estava se divertindo.

.

.

.

12:15

-Tédiooooooo ! – Jungkook berrou enquanto se esparramava no sofá. -JIMIIIIN!

-Que foi? Parece que ta morrendo! – o mais velho jogou uma almofada no outro.

-E to’! De tédio! – suspirou. -Vamos transar. – sorriu.

Jimin arqueou uma sobrancelha, cruzando os braços em seguida. Revirou os olhos e saiu da sala, ignorando o mais novo.

-HYUUNG! – Jeon chamou, mas foi ignorado. -Volte aqui!

Seguiu o menor, que havia ido para o quarto e sorriu ao ver o mesmo tirar a camisa.

-Nem vem...só vou tomar um banho. – jogou a peça sobre a cama e rumou para o banheiro.

-Vamos sair hoje a noite. – Jungkook se escorou no batente da porta, enquanto o mais velho terminava de se despir.

-Sair? Pra onde? – Jimin entrou no box, abrindo o chuveiro. Revirou os olhos pela secada que Jungkook deu em si.

-Naquela balada que nos encontramos aquela vez. – sorriu.

-Aquela em que você bebeu todas e que tive que dar de babá? -Jimin sorriu ao ver o mais novo trunfar a cara. -Vamos....mas sem beber .

-Nem um pouquinho? – fez bico.

-Aish... – riu e iniciou seu banho, ignorando o rapaz que , literalmente, o comia com o olhar.

[...]

21:46

-Está lotada... ainda bem que viemos de taxi, porque não tem vaga no estacionamento. – Jungkook suspirou, pegando a mão do namorado. -Vamos pro bar.

Jeon arrastou Jimin em meio ao tumulto, grudando o corpo do menor em si. Não queria que alguma mão boba tocasse seu homem, sabia que a bunda do moreno atraía olhares. Chegaram ao bar e pediram uma vodca, a qual Jimin quis rejeitar mas acabou cedendo.

-Jungkook-ah ! – Jimin pegou o copo da mão do garoto. – Acho que já chega. – devia ser o quarto copo de vodca que o mais novo bebia.

Jimin acabara de descobrir um defeito em Jungkook... a bebida. O mais novo não conseguia parar depois de começar a beber. Não que fosse um viciado, mas a bebia tinha um efeito rápido em si.

-Ta... – bufou. -Vamos dançar.

Pegou o pulso do menor e o jogou na pista, o deixando tonto. O mais novo se aproximou, roçando o corpo em Jimin, que estava estático. Suas mãos rapidamente se apossaram do corpo pequeno e se deliciavam a cada curva que passava. Jimin estava ficando excitado com aquilo, sentiu seu membro pulsar e por impulso, colou ainda maia seu corpo no de Jeon.

-Você é tão gostoso... – a voz rouca de Jungkook invadiu seu ouvido, o arrepiando. -Quero te foder....a-g-o-r-a.

-Kookie...- um gemido manhoso saiu dos lábios de Jimin, que os mordeu em seguida. -Vamos pra casa.

Jimin pegou o mais alto pela mão -este que sorria- e o levou para fora daquele lugar. Trombou em alguém, logo se abaixando para pedir desculpas e sorrindo ao ouvir a risada do cara.

-Está levando o bebê pra casa de novo? – Taemin sorria.

-Tae! – Jimin o abraçou e aumentou seu sorriso. -Bom, ele nem está bêbado...só vamos...embora...porque...

-Vão transar. – o mais velho disse simplista. -Bom, estou de carro. E indo para casa.

-Não quero incomodar. – Jimin sorriu, sacodiu Jungkook, que encarava Taemin com os olhos cerrados.

-Vamos,Tae! – Lisa apareceu, guardando o telefone. -Oh! Jimin! Jungkook!

-Oi Lisa! – sorri, retribuindo seu abraço em seguida.

-Oi. -Jeon disse seco.

-Bom, Lisa está indo lá pra casa. Vamos com a gente. -Taemin sorriu.

-Jeon? – Jimin olhou pidão pro namorado, que apenas assentiu e deu um breve sorriso.

-Ótimo. – Lisa sorriu e seguiu Taemin ate o carro, sendo acompanhada pelos outros dois.

.

.

.

-EU VI COMO ELE TE OLHA! NÃO TENTA MENTIR PRA MIM! -Jungkook gritava ao que entramos no apartamento. -ELE TE ENCARA COMO SE FOSSE UM PEDAÇO DE CARNE.

-Para de gritar, por favor! – pedi, tentando manter a calma. -Nós nunca tivemos nada, amor!

-COMO NÃO!? Esse cara te quer...ele não me engana, Jimin ! – riu sarcástico, enquanto andava de um lado a outro. -E pelo olhar dele parece que ele quer repetir a dose.

-Jungkook...- suspirei.

-Você já deu pra ele...não deu? – riu. -RESPONDE.

-TA! EU DEI PRA ELE ! ELE ME COMEU SIM! SATISFEITO? – gritei, quando dei por mim já havia dito tudo.

-Eu sabia... e pela sua cara deve ta querendo dar de novo. – atrapalhou os cabelos, que já estava atrapalhado.

-O que? – o olhei incrédulo. -OLHA AQUI! – apontei o dedo em seu rosto. -VOCÊ ME RESPEITA! EU NÃO SOU ESSE TIPO QUE VOCE ESTA PENSANDO!

-Não? – cruzou os braços. Ele estava bêbado, mas eu não deixaria que dissesse essas coisas a mim.

-CHEGA! – bati o pé e fui pro quarto. -E VAI DORMIR NO SOFÁ! – joguei a chave de casa nele, a qual nem lembrava que ainda segurava. -A SEMANA INTEIRA SEM SEXO, SENHOR PERFEITINHO! A PUTA AQUI TA DE FÉRIAS TEMPORARIA!

-OTIMO! QUEM SABE SEU AMIGUINHO NÃO QUEIRA TRANSAR COMIGO! – gritou.

-ELE NÃO COME PORCARIA. -gritei de volta e bati a porta do quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...