História When it Comes to Us - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 9
Palavras 1.468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas! Como estão? Espero que bem.
Voltei com mais um capítulo frasquinho, espero que gostem! Boa leitura

Capítulo 2 - Nova York


Fanfic / Fanfiction When it Comes to Us - Capítulo 2 - Nova York


Pov Dylan

Uma semana após a formatura da faculdade, estou eu aqui carregando caixas e mais caixas para o apartamento. Tyler também está fazendo algo de útil e me ajudando, já que ele também vai morar conosco.

- Não aguento mais! - Falei me jogando no grande sofá da sala. Eu estava todo suado e cansado, desde as 9:00AM Ty e eu subimos e descemos treze lances de escada, já que para nossa infelicidade o elevador está em manutenção.

- Vamos Dyl, só falta mais umas cinco caixas. - Disse Tyler me puxando e me empurrando rumo a saída. Enquanto nos dois fazíamos o trabalho pesado, Crys organizava as coisas do seu jeitinho todo delicado, graças a deus conseguimos arrumar uma diarista e ela está nos ajudando a arrumar tudo o mais rápido possível.

Após carregarmos tudo lá pra cima, Ty e eu fomos tomar um banho e em seguida fomos comprar o almoço pois já era 1:40PM da tarde e ninguém havia comido nada. Seguimos até um restaurante e compramos comida o suficiente para todos.

- Já entregou sua papelada na DP? - Perguntou Ty enquanto dirigia.

- Sim, começo na segunda. - Respondi a ele. - E você? Já entregou seus documentos na clínica? - Perguntei ao mesmo. Ty havia cursado Medicina veterinária.

- Não, eles disseram que posso levar na segunda, é quando eu começo. - Respondeu o mesmo. - A única com sorte é a Crystal, só começa a trabalhar no mês que vem. - A academia de treinamento estava em reforma então só estaria em fucionamento daqui um mês.

- Sorte mesmo. - Falei ao sair do carro. Graças ao rapaz da manutenção, o elevador já estava funcionando. Ao chegarmos no apartamento, levamos um susto. A cozinha e a sala estavam arrumadas e limpas.

- Achei que tinham ido buscar a comida em Los Angeles. - Reclamou Crys.

- Como conseguiram? - Falei me referindo a organização dos cômodos principais.

- Somos mulheres querido! - Respondeu Crys. Marta apenas deu risada e concordou com ela. Nós arrumamos a mesa e almoçamos aquela comida maravilhosa.

Ao final da tarde, boa parte da casa estava em ordem, meu quarto ainda tinha algumas coisas para guardar e o de hóspedes ainda estava meio bagunçado. Marta havia ido embora e nós décimos continuar a arrumação amanhã.

- Vamos pedir pizza pro jantar? - Perguntou Ty.

- Sim! - Falei. - Você paga, pois eu paguei o almoço. - Completei jogando uma almofada nele. O mesmo revidou e então uma guerra de almofadas começou, até que Crystal apareceu.

- Que bonito! Que adulto! Parem com a zona agora! E me deem espaço. - Disse ela se sentando entre nos dois.

- Porque o estresse amor?! - Perguntou Tyler beijando seu ombro e depois a bochecha.

- Não estou estressada. - Disse a mesma dando um selinho no namorado.

- Não sou obrigado a ver isso. - Falei ao me levantar. Mas fui interrompido a seguir meu caminho.

- Senta aí, Shell tem  novidades para nos contar. - Na mesma hora eu voltei ao meu lugar. Olhamos para a tela do notebook que estava no colo da Crys, e a imagem da morena apareceu.

- Hey! - Falamos uníssono.

- Ai meu deus! Que saudade de vocês! - Disse Shell toda feliz.

- Também estamos, isso porque só faz uma semana. - Respondi a ela.

- Como é Nova York? - Perguntou ela.

- Lindo amiga! A noite fica a coisa mais espetacular que os meus olhos já virão! - Respondeu Crys todo empolgada. Realmente a cidade era muito bonita, principalmente a noite.

- Aí meu deus! Quando vocês vão voltar para nos visitar? - Perguntou Shell.

- Não sabemos Shell, os meninos começam a trabalhar na segunda e eu no mês que vem. - Disse Crys.

- Ah que pena.... Tenho novidades! - Disse Shell empolgada.

- Foi só por isso que aceitamos sua chamada. - Disse Ty.

- Aí que grosso... Não sei porque você namora esse brutamontes amiga. - Disse Shell

- O amor é cego. - Falei a ela. A mesma caiu na risada e concordou. Tyler por outro lado me deu um tapa no ombro.

- Miga foco! - Disse Crys.

- Certo. Vamos lá, eu ja consegui um emprego numa agência de viagens, assim como a Arden! - Disse Shell.

- Parabéns amiga! Mande um beijo para a minha flango favorita! - Disse Crys.

- Tem mais! Holl está ficando com um colega de trabalho, chamado Max, ele parece ser gente boa, diferente do Colton, aquele babaca. - Falou Shell. Estaria mentindo se disseste que não fiquei bolado com isso.

- Ual! Essa é minha garota, quero conhecer ele. - Falou Tyler.

- Calma senhor paizão... Bom, eu também estou ficando com um garoto, Daniel ele é colega de trabalho. - Disse Shell com os olhinhos brilhando.

- Também quero conhecê-lo! Diga a esses dois aí, que o Dyl tem uma arma.- Falou Tyler. Eu apenas ri e Crystal mandou ele ficar quieto.

- Isso é tão bom amiga, estou feliz por vocês duas! - Falou Crys.

- Agora tenho que desligar, as meninas estão me chamando! Vamos marcar um dia para todos entrarem e se verem ok? - Perguntou Shell.

- Ok! Amo você! E diga as meninas que as amo! - Falou Crystal.

- Beijos! - Disse Shell desligando sua chamada. Por um momento nós três ficamos em silêncio. Me levantei do sofá e segui até o meu quarto. Após 30 min, Ty bateu na porta e deixou um prato com pizza em cima da mesinha de estudos. Devorei aquelas fatias em minutos, estava com preguiça de ir levar o prato e o copo na cozinha, resolvi deixar por aqui mesmo, pois o sono já estava batendo na porta.

 Arrumei minha cama e estava pronto para deitar, quando Crystal bateu na porta e adentrou ao cômodo.

- Você esta bem? - Perguntou ela.

- Estou, porque não estaria? - Falei a ela que logo se aproximou de mim.

- Dylan, sabe que não precisa mentir pra mim. - Disse ela me dando um abraço.

- Estou falando sério... Ela ta seguindo a vida dela... E outra ela nunca me deu bola, não tenho que ficar chateado com isso. - Falei retribuindo o gesto.

- Se você diz... Só não esquece, estou aqui pro que precisar. - Disse a mesma. Eu apenas dei um beijo em sua testa e concordei.

- Boa noite. - Disse ela saindo do quarto.

Não sei quem eu quero enganar, pensei que eu realmente teria uma chance com a ruiva em algum momento da minha vida. Mas essa chance foi pro ralo no momento em que a Shell contou sobre esse Max.

                           ...

O final de semana foi bem tranquilo, passamos o sábado terminando de colocar as coisas em ordem e o domingo fomos conhecer mais a cidade e alguns pontos turísticos.

Ao final do dia estávamos cansados por conta da mudança, Ty estava ansioso pelo dia de amanhã, e eu também. Décimos pedir algo leve para o jantar, infelizmente eu perdi para o Tyler no quesito lavar a louça, enquanto eu limpava a cozinha, Crystal estava na sala falando com Holland pelo Skype e sem querer ouvi a conversa das duas.

- " Eu sei que isso pode se repetir, ele estava alterado por conta da bebida, Crys... - Disse Holl.

-  Isso não é desculpa, vocês nem estão em um relacionamento sério e já está acontecendo essas coisas. - Disse Crys.

- Ele prometeu que não vai mais acontecer. - Falou Holl.

-  Quantas vezes o Colton te disse isso? Umas duzentas né, e nunca mudou.... Holl só quero que seja feliz, então não deixe ele em sua vida, você merece mais. - Concluiu Crys."

Após essa conversa estranha, mas que eu entendi perfeitamente, elas desligaram a chamada e pude ver o quão Crystal ficou pensativa.

- Tudo bem? - Falei me sentando ao seu lado. Sei que não estava, mas ela precisava falar.

- Sim, está! - Um sorriso falso se formou em seus lábios, ela acha que não escutei nada. Iludida.

- Como mente mal Reed, deveria treinar mais. - Falei ao abraçar ela.

- Ele bateu nela né. - Afirmei minha pergunta.

- Você ouviu? - Perguntou Crystal. Eu apenas afirmei que sim. - Eu só queria que ela deixasse pessoas como você, ou melhor deixasse você entrar na vida dela, você sim é uma pessoa boa. - Conclui Crys em meio as lágrimas. Todos sabiam do relacionamento abusivo que a Holl sofreu enquanto estava com o Colton, isso começou logo no primeiro ano da faculdade e só terminou dois anos depois, Tyler e Cody flagraram o Colton batendo e ameaçando a Holl em uma festa, eles deram a maior surra no babaca, o mesmo ainda tentou falar com ela semanas depois, mais aí, ele encontrou comigo e levou mais uns bons socos, até que desistiu dela e se mudou pra Inglaterra. Desde então, Holl prometeu para todos que nunca mais deixaria alguém encostar em um fio de cabelo seu, mas parece que cumprir promessas não é muito o forte dela.



Notas Finais


Espero que tenham gostados, comentem o que acharam, o que devo melhorar!
Até o próximo, beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...