História "When l Get Baaack" - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Anna Milton, Castiel, Dean Winchester, Hannah, Miguel, Sam Winchester
Tags Casdev, Castiel, Destiel, Sambriel, Sastiel
Exibições 60
Palavras 4.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiih monas ❤🌈 Como estão? Espero que bem 🌼 Sinto MUITOOOO pela demora do capítulo a culpa não foi minha 💔🌚(MENTIRA FOI SIM ) foi das estrelas 🍃 rsrsrs (Que bosta) Mais enfim espero que gostem🐰🌼 sinto muito pelos erros de ortografia 🍃🐰 E bom capítulo 👽✌💙

Capítulo 2 - Hightway to Hell...


Fanfic / Fanfiction "When l Get Baaack" - Capítulo 2 - Hightway to Hell...

Ele sorria pra mim. Aquele sorriso lindo, com as covinhas quase impercetíveis, mas que não eu nunca deixei de notar. Seus olhos estavam em um azul tão intenso,que quase me perdi neles. O "Eu te amo" saiu quase involuntário da minha boca,sendo correspondido por um beijo apaixonado.

Eu o amo.

Eu amo Cada pedaço de seu corpo,cada parte de sua personalidade. Eu o amei desde o começo.

Naquela noite,na primeira noite que passamos juntos,ele estava tão intregue,tão tranquilo.Me perdi na bagunça de seus cabelos,enquanto ele jurava me amar.

E então,o cenário foi cortado pelo som de um tapa.
O som do seu soluço me despertou do erro que eu tinha acabado de cometer. Os bombons rolavam escada abaixo,e as lindas rosas vermelhas eram esmagadas contra o chão.E seus olhos,que antes foram direcionados à mim com tanto amor,agora  me olhava com com nojo, ódio e desprezo.

"Não tente explicar,Dean,eu não quero ouvir. Eu te odeio."

Essas palavras reverberam em mente como o som de umas das canções do AC/DC. Repetia e repetia várias e várias vezes,até que eu não conseguia mais esquecer.

E então ele foi embora, me deixou ajoelhado aos prantos , ele levou parte de mim com ele.
Me levantei lentamente, pegando a pequna caixinha jogadas no chão. Voltei pro quarto,e encontrei meu erro. A causa de toda essa angústia.

Como eu pude ser tão cego?
Cair nesse joguinho de sedução barata,e trair a única pessoa que já  amei de verdade.
Olhei para minhas mãos, e olhei a pequna caixa e a abri. Eram as alianças com nossos nomes gravados. E.. ele....ele pretendia me pedir em casamento!.
Droga...
DROGA!
O que eu fiz ?

O desespero me tomou quando notei a gravidade do meu erro. Peguei rapidamente minhas roupas,e sai correndo escada abaixo,enquanto ela me chamava.

Eu sabia que não tinha jeito, mais mesmo assim tentei alcança-lo.

Quando alcancei o lado de fora da casa, vi que ele entrando em um táxi. Eu soube que ele tinha me deixado.
Corri atrás do carro até minhas pernas me trairam,e cai de joelhos. Tudo que eu conseguia fazer era gritar.

"Cas....cas ,volte cas.Me perdoe! Cas ,eu te amo,volte!!! eu te amo"

As lágrimas corriam soltas em meu rosto, eu não me importava de chorar. Nada importava se ele não estivesse aqui.

"CAS,VOLTE. POR FAVOR PERDOE! CAS, EU TE AMO, VOLTE!!"

Meus gritos se misturavam com meus soluços, minha garganta já doia, e eu não  podia mais fazer nada, eu o tinha deixando partir.

"Por favor cas me perdoe cas..Me perdoe!" sussurrei "Cas... cas...."

"CASS!"

- Dean!Acorde Dean!-Sinto alguém me chacoalhar, enquanto  chama por meu nome .Sentei na cama assustado,sentindo a respiração ofegante.

Aquele maldito sonho de novo! Ou melhor, o pesadelo que me persegue até hoje ,desde o dia em que deixei o amor da minha vida escapar pelas minhas mãos.

Lisa me olhava de maneira acusatória ,da mesma forma que sempre  me olha quando acordo assim . Olho pro relógio, 5:58,era sempre no mesmo horário. Sempre as mesmas lembranças, sempre a mesma dor sufocante que sentia todas as vezes que revia aquela cena. Estava tão cansado disto tudo.As vezes eu apenas queria poder voltar ao passado e fazer as escolas certas. Ter ele do meu lado.

- Isso de novo, Dean ? Sério que você não  consegue esquecer esse viadinho ?? - Ela gritou de novo me tirando de meus devaneios.- Eu não acredito Dean. Eu não aguento mais ess..

- Cala a boca,você vai acordar o ben. - a cortei no e meio da frase. minha voz saio muito mais ameaçadora do que o normal.- E pense muito bem antes de falar dele dessa forma, sua vadia.

Sem esperar uma resposta, levantei e fui em direção ao banheiro, fazer minhas higiene matinal.Eu sabia que não conseguiria voltar a dormir. Na verdade, eu nunca mais consegui dormir em paz nesses malditos quatorze anos que ele me deixou. Eu não pude fazer nada para impedir, porque eu era o culpado. Eu que fudi tudo,maldita hora que fui pra cama com Lisa.

    -.-.--.-.-.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-..-.-.-.-..-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-.-.-. -.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Após terminar minha higiene matinal, me troquei rapidamente ,pra não ficar muito tempo na presença de Lisa. Hoje completa quatorze anos que ele partiu, levando metade de mim junto.

Logo após sua partida fiquei meses tentando encontrá-lo, mas seus irmãos simplesmente negaram dizer o paradeiro de Cass. Quando descobriram a traição então,tudo que esteva ruim piorou.

Miguel quase me matou...
Literalmente.

Gabriel Quando, ele descobriu, me  culpou logo no começo alegando que se não estivesse o traído, Cass ainda estaria aqui. E isso se resultou em uma briga entre ele e Sam, que namoravam na época. Mesmo sendo culpado Sam me defendia, e isso enfurecia o diabético. E eu não o culpava, eu havia  magoado seu irmãozinho que ele amava tanto. E, Deus, quem não amava Cass?.. mas eu entendo, tentaria mata-lo se caso ele acabasse magoando meu irmão. E em umas dessas brigas Gabriel disse que simplesmente cansou, deu um pé na bunda de sam.

"Ele..ele disse que não aguentava mais ,falou que não poderia passar o resto de sua vida convivendo com um idiota. "

Palavras de Sam.
Depois que ele simplesmente surtou, em uma de nossas discussões
Foi a utima vez que conversamos/brigamos.

Antes dele virar um completo mistério para mim, nossa família e amigos. Depois da ida do Cass e do guinomo, ele simplesmente sumia por dias semanas, meses,já chegou a sair por dois anos e voltar como se nada tivesse acontecido. Independe da ocasião ou do momento, era simplesmente receber uma mensagem,ou uma ligação.
Que ele simplesmente saia correndo ao seu quarto fazer suas malas, e saia com um sorriso no rosto,ignorando todos ao seu redor. Mas isso mudou a cinco anos atrás,ele chegou em casa com os olhos vermelhos e inchados e com o nariz  fungando. Eestava tão nervoso. Quando perguntamos o motivo a resposta foi curta e grossa

" Eu odeio aquela criança."

Aquela resposta não apenas me assustou como, meus pais e Lisa também ficaram surpresos, afinal, à qual criança ele se referia? 

Eu e meus pais tentamos voltar ao assunto várias e várias vezes, mas era  simplesmente tocar nesse assunto que ele  ficava agressivo. Então desistimos.

Alguns meses depois ele começou a trabalhar em uma empresa  de advocacia e namorar uma tal de Ruby, o que era simplesmente muito estranho.
A relação dos dois era resumida em trabalho, ninguém nunca os via aos beijos, ou demostrando carinho e afeto. Quando os dois estavam juntos, tudo que se escutava era relacionado a empresa que os dois eram sócios.

Mais deixando o idiota do Sammy de lado, melhor me apressar,ou vou me atrasar para o serviço.

Bobby odeia atrasos.


   ~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~

Back in black
I hit the sack
I've been too long I'm glad to be back
Yes, I'm let loose
From the noose
That's kept me hanging about
I've been looking at the sky
'Cause it's gettin' me high
Forget the hearse 'cause I never die
I got nine lives
Cat's eyes
Abusin' every one of them and running wild

O som me desperta ,olho pro lado estou no meu quarto ,mas... como vim parar aqui?  Bem, foda-se.
O celular para de tocar me viro para dormi de novo alguns, minutos depois acordo com o belo som de AC/DC, olho pro relógio 7:57. Deus, que tipo de monstro liga a essa hora ?

Dean :Alô?

Charlie: Sou eu vadia, tô aqui  na sala, desce agora!

Dean : o que ?

Charlie :... AGORA

Ligação off:

E eu pensando que era minha mãe  a mandona. A obedeço,faço rapidamente minha higiene matinal e me troquei o mais rápido possível.

E, bem, Charlie se encontravam na sala de minha casa, a minha espera, mas não com uma boa expressão.

-Ei Charlie oqu.. -fui interrompido por um gemido de dor.

- Ah a..voc... você pirou ? Ai minhas preciosas bolas, você quer matar meu sucessores? Assim nunca vou ter meu filho.- falei gemendo de dor,ela só pode estar loca!

- Já tá pensando em engravidar a vadia da lisa ? - ela disse raiva.

- O que... como ? - Então tudo foi verdade? Eu... eu pensei... Não! Não! Não, por favor, que seja um sonho!

- Como eu descobri? Dean, se liga, seu idiota, todos já  sabem! Lisa espalhou pra meio mundo,eu apenas queria que fosse... MENTIRA SEU FILHO DA PUTA! - fala dando outro chute no meio das minhas pernas, fazendo-me deitar no chão, gemendo de dor com a mão por cima para defender de qualquer outro ataque surpresa.

- Charlie para ,Charlie para com isso Ok? deixa eu explicar tá ?!- tentei pedir.

-Explicar o que Dean ? Que você não  passa de um CACHORRO! Que não pode ver um rabo de saia?  É ISSO ? Por que se for,eu ja sabia! - Ela estava mesmo MUITO nervosa.

- Charlie ,eu amo o Cass, ok? Fiz besteira? Sim! Mas vou consertar isso. Pensei bastante ontem, e estará tudo resolvido hoje ,vou na casa dele e peço desculpas, e pronto tudo resolvido. - me defendi, tentando me levantar.

-Tudo RESOLVIDO?  Você tá brincando? Dean, você traiu ele, seu idiota! Ele nunca vai te perdoar. Ele não vai querer nem olhar pra sua cara seu..IDIOTA ! - gritou novamente. Será que não vai ficar quieta ?

- Ei, ei calma,é do Castiel de quem estamos falando, Charlie. Ele me ama,e vai me perdoar, ele já me perdoou uma vez, porque acha que não ira a segunda? - sorrio minimamente, e ela me olha indgnada.

- Porque ele não é mais um adolecente Dean ,ninguém mais é, por mais que você se comporte como um. E nem todos que amam perdoam, Dean,você ja deveria sabre isso mais do que ninguém! - dizia alto,fazendo gestos com as mãos. - E eu ainda não  sei como o Cass conseguiu te perdoar da primeira vez,sempre que ele olhava pra você o olhar dele tinha nojo e desprezo,e todos sabiam. Ele ficou quase um ano te evitando e você sabe disso, você lembra como ele mudou né. A surra que você levou comprova isso, ou até memo a cicatriz na suas costas - ela zombou. Só uma lembrança de mais um de meus erros.- Se ele te fez sofrer em dobro pela primeira vez, o que acha que ele fará na segunda? 

- Eu n... -ela não me deixou concluir.

- SEU MALDITO, COMO VOCÊ PODE FAZER ISSO COM O CASS? - chega Sam, parecendo o demônio, credo.

-Ei, até você Sam ? - sou interrompido por um soco. Todos tiraram o dia para me bater hoje ? - PIROU?

-EU DISSE PRA VOCÊ NÃO  MEXER COM ELE, NÃO FOI? E OLHA O QUE VOCÊ FEZ , VOCÊ O MAGOOU OUTRA VEZ ! - grita, me dando outro soco, que eu revido. Ele me pega pelo colarinho da camisa e me levanta pronto para dar outo soco.

Olha é bem é normal que ele esteja bravo, já que o Cass é o melhor amigo dele e tal. Mas de me bater e ficar tão alterado, isso é estranho.

- VOCÊ NÃO TEM NADA A VER COM ISSO ! ENTENDEU ? ELE É  E MEU NAMORANDO, NÃO  SEU, E QUE EU SAIBA, VOCÊ NAMORA O IRMÃO  DELE ! POR QUE ESTÁ TÃO  IRRITADO, EM? - a esse ponto, já havia perdido a paciência.

"P..por...PORQUE ELE É MEU!!." -fala me deixando sem reação Ele e o Cass ? Não, não, isso nunca! - M..meu melhor amigo, é claro.. e cunhado. - isso me fez soltar o ar que nem sabia que segurava. - Eu não irei deixar que você o machuque outra vez -fala me soltando no chão.

- QUE GRITARIA É ESSA - É, parece que Marry Winchester acordou, ou pior, foi acordada.- Eu fiz uma pergunta,Sam você primeiro.

- O que porque ele? - perguntei.

- Calado, Dean.- me olhou ameaçadora,e me encolhi. - Comece Sam.

-Ele traiu o Cass.- disse simplesmente, com raiva na voz.

-SAM ! - tentei protestar.

-...

-...

-...

-VOCÊ O QUE ? - Ela quebrou o silêncio que havia se instalado.

- Mãe...-ela veio correndo pra cima de mim,mais meu pai foi mais rápido e a pegou,antes que ela me batesse.

- VOCÊ É UM ESTÚPIDO?  VOCÊ NASCEU AONDE NAS CAVERNAS?  SEU FILHO DA PUTA. - ela está mesmo nervosa, mas isso é tão irônico.

- Você é a minha mãe. .- sussurrei.

- TÁ TENTANDO SE FAZER DE ENGRAÇADINHO?  QUEM DISSE QUE SOU SUA MÃE? EU  NUNCA TERIA UM FILHO IDIOTA COMO VOCÊ !PROVALVELME SEU PAI TE ACHOU NA RUA, SEU LIXO. - fala se soltando dos braços do meu pai e jogando tudo que via na sua frente na minha direção.

- Ei, ei, amor, se acalma ok ? Vou pegar algo para você beber. -quando meu pai estava acalmando minha mãe, aproveitei para tentar sair de fininho.-E você, Dean, sentado.

-Droga... - murmurei.

Minha mãe me olhava,e era como se me matasse de várias formas diferente em sua mente.

-Agora que está todos calmos,Charlie comece a explicar. - Antes que pudesse pronunciar algo, ele termina: - não  quero que ninguém a interrompa.

Então Charlie contou tudo, sobre a minha traição.Contou que Lisa era uma  ex-ficante, aquela com quem trai Cass pela primeira vez ,que tinha me perdoado, mas que agora Cass cansou de "sofrer". Contou uma coisa que eu não sabia ,que Castiel tinha aceitado a maldita proposta de emprego .Aquela proposta que nos dez brigar por meses.

- Eu não Acredito E...ele.. ele me disse... disse que não ia me deixar!  Falou que não ia aceitar a proposta,ele me prometeu.- me sobressaltei.

- Você disse também que não iria magoa- lo outra vez. As vezes as promessas são quebradas.- Sam me olhou com ódio.

A essa altura eu já tinha desabado,e a mascara caído ,não tinha razão pra me fazer de bad boy convencido, não com minha familia. As lágrimas já rolavam livres em meu rosto ,os soluços eram altos,eu sabia que tudo estaria perdido. Eu conhecia Cass, ele nunca me perdoou  da primeira traição,e a cicatriz no meu corpo comprova isso.

- Ele vai me odiar...- falo entre soluços

-Não se preocupe, ele já te odeia.- meu irmão me "consola".

- SAM! - minha mãe fala, o rempreendedo.

- Acha mesmo que ele vai querer olhar para sua cara, IDIOTA? - Sam simplesmente a ignora,e volta a gritar.

- Cala a boca ! -falo bravo, porém o choro continua.

- Sam, porque você está agindo assim? Eu sei que o Cass é nosso amigo e tudo ,mas, poxa, o Dean tá mal. - diz Charlie sem acreditar na reação de Sam .

-O Dean não  passa de um babaca mimado,só está triste por perder um dos seus "brinquedos" favoritos. - respondeu rude.

- Brinquedo ?Eu amo o Castiel!! Ele é meu namorado,era meu melhor amigo, ELE É MEU !- gritei.

- Pena que agora ele te adeia!! E sente nojo de olhar para sua cara. Ele nunca mais será seu. Ficaria magoado se eu o pagasse pra mim ? -fala com um sorriso malicioso,isso me tirou do sério. Quem ele pansa que é ?

- SEU FILHO DA PUTA ! - Já estava pronto para dar um soco naquela cara cínica ,quando meu pai gritou:

- PAREM AGORA. ESTÃO PENSANDO QUE ESTÃO AONDE? - se colocou entre nós,para apartar a briga.- Isso é uma casa, não um bordel. Se não pararam com essa braguinha besta,e se me tirarem do sério mais uma vez, vão levar uma bela de uma surra que nunca vão esquecer, estão ouvindo? 

- Sim. - falamos juntos, voltando a nos sentar.

-.....

-.....

-....

-....

-...

-Sam? - mamãe chama,calmamente.

-Sim, mãe ? -ele responde,sem olha-la.

-Você...você gosta do Castiel? - ela disse cautelosa.

-Sim, Eu o amo.- Pela primeira vez eu não sabia o que falar,eu o olhava espantado assim como meu pai - Ele é  como um irmão mais novo,e é  meu melhor amigo,e meu ex-cunhado, séria estranho, não? Se não o amase.

- Ah mãe, por favor,Samy namora Gabriel,ele não  ficaria com um irmão se ele gostasse de outro,ele não é assim.- meio que riimo, olhando indgnada para minha mãe. - E o Castiel é meu namorado, ele não o olharia com outos olhos para o meu irmão.

-Ah, sim ! Você está certo, filho.- fala mi,ha mãe, com uma risada envergonhada- Eu penso cada coisa !Seu  irmão e com seu namorado? Credo,desculpe filho, mas é  que você estava tão estranho.

- Bem, o Gabriel terminou tudo comigo ,Por culpa do Dean ! - E la vamos nós de novo.

-.....

-....

-....

-... Me desculpa?  - disse de um jeito confuso. Mais afirmando,do que perguntand algo.

- Ele... ele falou que não aguentava mais, falou que não poderia, e nem queria, passar o resto da vida ao lado de um idiota.- abaixou a cabeça, frustrado.

- Meu Deus, filho ,vocês brigam? - mamãe disse,aparentemente preocupada.

-Sim, tudo por culpa do Dean !! Castiel resolvel ir embora,e como o Gabriel não deixaria ele ir sozinho,resolveu ir junto... Mais não antes de terminar comigo.- me olhou com raiva de novo.

-Eu..eu sinto muito sammy..- tentei ser mais gentil. Sammy não merecia pagar por meus erros, mas não parecia tão  abalado quanto achei que estaria.

-Não sinta, Dean, é melhor assim ,está  tudo bem.- ele afirmou, e sorriu de um jeito estranho.

Nunca soube muito bem o que aquele sorriso significava,mas ele me perturbou durante dias, assim como as palavras de minha mãe. Imaginar que Sam sentisse algo por Castiel,me deixava simplesmente louco.

Mais uma vez me peguei pensando naquele dia. O dia depois que ele foi embora. O dia em que apanhei e fui xingado por todos ao meu redor. Um dos piores dias da minha vida.

Depois daquele dia, as noticias sobre o Cass se tornaram cada vez mais escassas. E até hoje ainda não ouço muito sobre ele, vez ou outra Charlie comenta algo, mas nada muito concreto. Como da vez em que descobri que ele teeminou a faculdade, e doi efetivado naquele maldito estágio.

Tudo que eu queria era voltar ao passado, e concertar isso tudo. Ele ainda estaria comigo, se eu não tivesse transado com Lisa aquela noite. Maldita a hora em que eu aceitei beber com ela, só porque estava neevoso.

Cass andava muito estranho, muito distante e frio comigo. Quando Lisa me chamou pra conversar aquela noite, eu sabia que algo daria errado. Horas antes, ele rinha marcado de passar em minha casa, tinha algo importante pra me contar. Mas ai ela veio me dizendo, que Benny também estava estranho. Ela disse que pegou mensagens deles, combinando de se encontrar. E, lra piorar, me mostrou uma foto dos dois abraçados. Então imaginei que era isso. Ele iria me contar da tradição, e então me deixaria.
Eu não sei o que me deu. Cass nunca faria aquilo, não o meu Cass. Mas eu estava nervoso, o sangue subiu a cabeça e eu não conseguia pensar direito. As doses de Wyski que tomei - que,sinceramente,não sei de onde surgiram-, também ajudaram para aquele desastre. Eu sei que isso não justifica minha tradição, mas eu estava com tanta raiva que precisava descontar em alguém. Eu faria o mesmo que ele fez, mesmo não acreditando ser verdade.
E ela estava ali, bem na minha frente,  sentindo a mesma dor da traição. Que situação seria melhor ?

Quando percebi, já estavamos aos beijos, caminhando para o quarto de maneira tortuosa. Derrubamos vários quadros, e parte da decoração do corredor. Eu nem sabia direito o que estava fazendo, não sentia nada, naquele momento só pensava na tradição, e em como eu poderia me vingar. Enquanto estocava rápida e violentamente, ela gemia como uma vadia, mas eu só queria estravazar a raiva, e não dar nenhum prazer a ela.
Deus,eu preferia mil vezes o Castiel.

Mas, antes de chegar ao meu  alívio,  escutei um soluço da voz que tanto amava, e foi ai que percebi o tamanho do erro que cometi. Ele estava parado ali, segurando um buquê de rosas vermelhas,e com lágrimas nos olhos, mas não as deixava cair. Orgulhoso como sempre foi.

Quando ele me deixou, precebi a burrada que havia cometido. Algumas semanas depois, a revelação veio a tona. Benny me contou que,na verdade só o estava ajudando com a papelada do casamento, e com a escolha das alianças. Brigamos feio, acabei com o rosto machucado, uma costela quebrada, um amigo a menos,e o orgulho mais ferido do que nunca. Eu tinha entendido tudo errado, eu fodi tudo de novo, como sempre faço. Chorei escondido durante semanas, um dia foi pior do que o outro. Mas, quando achei o meu inferno estava, finalmente, melhorando, o demônio usou seu último truque. Lisa estava grávida.
E foi como se tudo voltasse, mil vezes pior. Era como se eu estivesse preso por correntes, sendo obrigado a viver aquilo todos os dias. Minha tortura nunca ia acabar.

E assim se passaram os quartorze piores anos da minha vida. Se não fosse por Ben, meu filho, eu já teria jogado tudo pro alto a muito tempo. Comecei a trabalhar com Bobby na oficina, e foi obrigado a me casar com Lisa, depois que Benny foi embora.  Assumi a responsabilidade de criar um filho não planejado, com uma vadia que eu odiava mais do que tudo. Sepois daquela noite nunca mais a toquei, preferia pagar por pessoas na rua do que dormir com ela de novo. Dormir na mesma cama era obrigatório, a mesma cama que, durante tantas noites, dividi com o Cass. A única coisa boa disso tudo, foi meu filho, que eu aprendi a amar com o tempo. Embora tenha a estranha sensação de que ele não me pertence de verdade, assim como todos dizem.

Mas eu ainda queria poder cair na estrada, sem ter com que me preocupar, ouvindo Highway to Hell, porque aquelema  seria minha estrada para o inferno.






  *-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*--*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Acho que nunca tive um dia tão cansativo quanto esse. Mas também, não é todo dia que se comemora quatorze anos de um bandono. As vezes,por um minuto, queria que ele deixasse minha mente, queria que  ele me deixasse em paz. Nunca parei de pensar e, sinceramente, isso está me enlouquecendo.

  Quando finalmente saio da oficina, a primeira coisa que penso é que preciso beber. Graças a Deus minha amizade com Charlie não foi afetada, bom, não  muito afetada. Depois de várias brigas, tapas, e chutes no meu amigão, ela finalmente aceitou que ele não iria mais voltar. Era o que pensávamos, até aquele momento.

Assim que recebi a mensagem, marcando de me encontrar no bar onde trabalhava, nem me preocupei de avisar ninguém,  apenas liguei o carro e segui meu caminho.
Se eu soubesse o tamanho da surpresa que me aguardava lá dentro, eu teria me preparado melhor.

Ironicamente, Highway to Hell tocava no exato momento em pisei dentro daquele lugar. Era como um aviso de que eu estava voltando para o inferno, do meu anjo sem asas.

Cada passo que eu dava era como uma sentença de morte, como se eu caminhasse para a forca, para ser julgando por um erro antigo.
Não sei bem o que senti naquele momento. Raiva, tristeza,medo, dor ou alívio. Era uma mistura de tudo isso enquanto eu via aqueles cabelos negros. Pensei que era coisa da minha imaginação, não era a primeira vez que ela me pregava uma peça. 
Ora, Cass não estava aqui e,também, não bebia. Mas quando eu ouvi aquela voz, pedindo uma bebida, precebi que não estava alucinando. Ele realmente estava ali, bem na minha frrente. Fiquei alguns longos minutos observando sua silhueta na pouca luz do bar.

Quando finalmente criei coragem para falar, percebi que a estrada que percorri até aqui, não era nada comparado ao que iria acontecer. Esta seria minha verdadeira estrada para o inferno.

- Cass.... - sussurrei, e o vi virar lentamente. Ele me olhou de cima a baixo, antes de curvra minimamente os lábios, em um sorriso presunçoso. - Castiel é você? 

- Hello, Dean...- ele respondeu com a voz extremamente rouca, e eu paralizei.

Tudo que via eram seus olhos azuis e hipnotizantes, enquanto o refrão da música se sobrepunha aos meus pensamentos, resumindo tudo que eu estava sentindo naquele momento:

    " Estou na estrada para o inferno
Na estrada para o inferno
Estrada para o inferno
Estou na estrada para o inferno."


Notas Finais


Hello monas 👽✋ Gostaram? Espero que sim 💙 Se quiserem comentar fiquem a vontade digo o mesmo se não quiserem 🐰👍
❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
David: Daddy Porque tio sam mr odeia ?💔
Cass: Porque você pegou a pouca atenção que eu tinha dado a ele

Dean:Então além que ser um filho da puta eu nem faço sexo direito
Cass:De graças a chuck que ainda tem pênis

Dean: Me achei meio depressivo ai
Eu: Eu te achei MUITO depre meu amigo 🌚🍃
Cass: Falta de sexo 🌚
Eu: Se for esse o problema logo logo será resolvido..... Não é Cass? 😈🌼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...