História When Passion's A Prision You Can't Break Free - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Camus de Aquário, Dégel de Aquário, Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Kardia de Escorpião, Miro de Escorpião, Shun de Andrômeda
Visualizações 81
Palavras 1.269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie pessoas, tudo bem?! Então aqui está mais um capítulo.
Espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 5 - Chains Of Love Got a Hold On Me (Parte 1)


Fanfic / Fanfiction When Passion's A Prision You Can't Break Free - Capítulo 5 - Chains Of Love Got a Hold On Me (Parte 1)

Eu estava feliz em rever os meus irmãos. Hyoga era a criança mais linda que eu já tinha visto, os cabelos eram loiros como o da sua mãe ele tinhas os olhos azuis do nosso pai. Me sentia tão feliz ao pega-lo no colo depois de três anos, e o Dite estava fabuloso como sempre. Eu sentia falta da presença dele, por mais que fossemos completamente diferente ele me entendia muito bem e nesse momento eu precisava dos conselhos dele. 

Nós já estávamos na igreja para o casamento do Degél com o Kardia, Dite seria um dos padrinhos -quando que esse sueco não fazia o que queria.- ele sempre sonhou em ser padrinho de casamento de alguém Então ele estava ansioso. O que me deixava com Hyoga durante o casamento, mas agora ele estava entretido brincando com outras crianças, e eu estava tentando acalmar um pouco o Dite.

Mas eu ainda não estava tão confortável em estar ali, e não por causa do Milo, que graças aos céus não tinha chegado ainda -tão típico desse grego se atrasar até pro casamento do irmão- mas estar aqui me deixava desconfortável porque me lembrava do passado, e o passado era algo que eu gostaria muito de esquecer. Mas isso não atrapalharia o dia do Degél, que era uma das melhores pessoas que eu conhecia e eu não poderia deixar transparecer o meu incômodo e estragar o dia de hoje. 

-Hei, eu é que estou ansioso aqui Camyu.-falou Afrodite me tirando dos meus pensamentos.-Relaxa meu querido, já já isso acaba e você não vai mais precisar ficar aqui na igreja. 

-Obrigado Dite.-eu falei esboçando um pequeno sorriso. 

-Mas quem é aquela belezinha que está entrando ali?.-perguntou meu irmão olhando para entrada.

E maldita hora em que eu fui olhar, era Milo quem estava entrando e para minha infelicidade ele estava olhando pra onde eu me encontrava. E graças aos céus o Dite não pode saber o que eu tô pensando, porque pela primeira vez na minha vida eu concordo com ele. 

Por mais que eu negue isso, o Milo está muito bonito hoje e isso ainda vai me deixar mais desconfortável, porque ele não sai da minha cabeça por mais que eu tente esquecê-lo. Eu não devia estar pensando isso, até porque o Milo é até bem parecido com a única pessoa que eu quero esquecer na minha vida. 

-Aquele é o irmão do Kardia.-eu respondi antes que o Dite notasse que eu ainda estava olhando pro Milo.-O nome dele é Milo. 

-Ele é bem bonito.-Afrodite disse com um sorrisinho malicioso.-Se o Kardia for parecido com ele o Dé está fazendo a coisa certa.

-Fica quieto Dite.-eu falei vendo que o Hyoga estava se aproximando do grego, junto com os garotos que ele estava brincando.-Eu vou lá buscar o Hyoga.

-Claro que é só pelo Oga.-meu irmão falou rindo enquanto eu me dirigia para a entrada. 

Por mais que eu não queira concordar com o Dite, é claro que eu não quero ir lá só pelo nosso irmão caçula. Mas eu não posso me dar ao luxo de querer algo com o Milo, pelo que eu soube ele da em cima de todas as pessoas e além do mais eu não quero nenhum relacionamento, não depois do que aconteceu. 

-Esse seu amiguinho novo é muito fofo Shun.-eu ouvi o Milo falando com um dos garotinhos. 

Assim que o Hyoga me viu ele veio correndo na minha direção, ele não se dava muito bem com outras pessoas e provavelmente estava assustado com o Milo. É claro que o loiro tinha que olhar pra onde meu irmãozinho estava correndo. 

-Camus.-ele já abriu um sorriso.-Achei que não ia te encontrar aqui atrás. 

-Na verdade eu vim aqui só pra levar o Hyoga lá pra frente.-eu pude ver que o garotinho que estava com o Hyoga fez cara de choro e se abraçou nas pernas do Milo. 

-Ei, o que foi Shun.-o loiro se agachou e o pegou no colo.-Por que você tá chorando?!

-Cam..-Hyoga estava puxado a minha calça.-Eu quero blinca com ele.

-Depois vocês brincam.-eu falei pegando meu irmão no colo.-Vamos lá com o Dite 

-Ei Camus, espera.-não sei de onde tinha surgido, mas outro garoto, mais velho que Shun, estava segurando a mão de Milo.-Meus sobrinhos querem brincar com o seu filho?!-o Milo ficou meio confuso.

-Ele não é meu filho.-falei e dei uma risada.-É meu irmão caçula. Nós devemos ir para frente, o casamento já vai começar. 

——-x——- 

Depois de um tempo o casamento começou, a cerimônia estava realmente muito bela eu não sabia que Degél tinha feito algo tão bonito. Do outro lado eu podia ver que a família de Kardia era basicamente como ele, a maioria das pessoas eram loiras e com a pele bronzeada do sol. E isso era um pouco incômodo, eu poderia jurar que ele estava ali em algum lugar e isso estava me deixando muito desconfortável. 

Mas ainda sim eu consegui suportar até o final do casamento, eu estava feliz pelo Degél e pelo Kardia eles eram boas pessoas e mereciam essa felicidade que podia se ver em seus rostos. E então nós fomos para a festa.

Eu não gosto de festas, mas infelizmente eu não podia faltar a essa então eu tive que ir. As pessoas estavam muito animadas, principalmente os parentes gregos que estavam presentes, o que era algo engraçado de se ver.

Fiquei sentado em uma das mesas olhando as crianças brincarem, eles eram tão fofos e o Oga estava se dando muito bem com as outras crianças. Pelo menos os meus dois irmãos estão se divertindo, desde que viemos para cá o Dite não sai da pista de dança.

-Achei que não te encontraria aqui.-para minha sorte era Milo que tinha me achado e estava se sentando ao meu lado. 

-Claro que eu iria vir, é a festa de casamento do meu primo.-eu falei o olhando. Ele estava lindo com a camisa social aberta, o que deixava parte de seu peito a mostra.-Não sabia que Kardia tinha filhos.-eu falei lembrando de Milo ter mencionado sobrinhos na igreja. 

-Aah mas ele não tem. 

-E de quem são aquelas crianças que você chamou de sobrinhos. 

-Eles são filhos do meu outro irmão. Você não deve conhecê-lo.

-Hm.. Eles não parecem gregos.-eu falei analisando as crianças.

-É que eles foram adotados.-eu ouvi ele suspirar.-Sabe Camus, me desculpe por ter te beijado antes.

-Tudo bem.-eu falei olhando para ele.-Só não faça mais. 

-Claro, da próxima vez eu vou te beijar quando você quiser.-ele falou convencido.-Aliás você está bonito. 

-Obrigado. Você também está.

Pude ver que Milo abriu um sorriso, e se aproximou mais de mim colocando uma de suas mãos perto da minha. Não sei porquê o elogiei, ele gostou e eu não deveria estar sentindo essa pequena felicidade. Ficamos um tempo em silêncio até que começou a tocar uma música lenta e meu sofrimento começou.

-Vem Camus vamos dançar.-o Milo já falou pegando o meu braço.

-Não obrigado, eu não danço.

-Qual é Camus, é uma festa.-ele falou já me puxando para a pista.-Só essa. Por favor.

-Tá bem.

Não sei porquê raios eu concordei com isso, mas fazer o que, deixei que Milo me conduzisse afinal eu não dançava mesmo -não era só uma desculpa- é bem até que não estava sendo tão ruim assim dançar com ele. Então enquanto Milo me puxava mais para perto dele durante a música, eu me deixar levar e quando dei por mim os lábios do loiro já estavam sobre os meus, e mais uma vez eu não pude fazer nada senão corresponder ao seu beijo. 

Continua.

 


Notas Finais


E então pessoinhas o que acharam?! Contem-me tudo. Quero deixar um super obrigada a Anale_kuchiki, a Dasf-chan, e a Camye que comentaram no capítulo passado. E também a todos que favoritaram a fic.
Então é isso, mil beijos e até o próximo capítulo.
NiHerondale.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...