História When there's love - Capítulo 31


Escrita por: ~ e ~alwaysallyson

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Norminah, Vercy
Exibições 425
Palavras 1.776
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente esse capítulo é muito especial para mim, e eu iria postar só na terça-feira mas vou postar hoje por que sou um amor!

Não deixem de ler as NOTAS FINAIS!

Capítulo 31 - Por que demorou tanto?


Fanfic / Fanfiction When there's love - Capítulo 31 - Por que demorou tanto?

Pov Lauren 
 

Estávamos em Miami a 5 dias, o hotel era maravilhoso. Keana havia chegado de Nova York na noite de ontem e devido ao cansaço dela não saímos do quarto. Pedimos o jantar no quarto mesmo, e ficamos assistindo filmes até tarde. Olívia ficou conosco até 01:00am e depois foi para o quarto que estava dividindo com as amigas.
Acordamos cedo, por volta das 07:00am, fui tomar banho e Keana ainda permaneceu deitada. Ela estava apenas com a blusa do baby doll e calcinha. Quando estava saindo do banheiro, Keana estava vindo da porta.
- Quem era? - Perguntei quando ela se sentou na beirada da cama.
- A camareira, ela queria arrumar a cama, mas eu disse para ela que ainda não terminamos de usar. - Falou me puxando pela toalha que estava em meu pescoço.
- Mas são apenas 07:25pm, por que a camareira viria arrumar a cama? - Perguntei e ela desviou o olhar, sabia que ela estava mentindo, Camila havia passado aqui.
- Aaaah Keana.
- Lauren não vai atrás dela. - Ela gritou, mas eu já estava fora do quarto. Estava com uma calça skini e uma blusa social, sai descalço mesmo.
Rodei o nosso andar, e não a encontrei. Desci rápido pela escada a fim de pegar o elevador chegando no térreo, assim que abriu chamei por ela, mas ela não estava. 
Camila realmente sumiu e se eu a conhecia bem, ela não iria querer ser encontrada. 
Voltei para o quarto e peguei Keana arrumando suas malas. 
- Ela falou alguma coisa? - Perguntei entrando no quarto e calçando meus saltos.
- Nada que você já não soubesse, eu vou embora. 
- Acho que é uma boa ideia, eu sinto muito. - Falei, indo atrás de Camila percebi que ela era a única que merecia carregar no dedo um anel com meu nome.
- É eu também, já sabe que não vai dar certo né? - Ela falou quando eu estava na porta. 
- Eu acho que você está errada. - Falei deixando Keana no quarto e fechando a porta atrás de mim.
Desci para o saguão e encontrei Lorenzo.
- Filho onde está sua mama? 
- Eu não sei mãe, um pouco mais cedo ela passou por mim chorando e se trancou no quarto, não abriu a porta para mim.
- Merda. - Falei e me praguejei por usar esse linguajar na frente do Lorenzo.
- O que houve? Vocês brigaram? 
- Eu fui uma tremenda idiota, eu tive uma mulher maravilhosa ao meu lado e não tive coragem de expor meus sentimentos. E por mais que talvez ela não sinta nada por mim, eu vou tentar. - Eu estava desabafando com um garoto de 15 anos.
- Mãe, vou te contar um segredo. Mama gosta de você, e muito. Ela me disse, então não espere ser tarde demais, olha ela ali, vai lá e fala com ela.
- Camila espera. - Falei indo atrás dela.
- O que você quer Lauren? Eu já falei tudo que tinha para te falar, e depois de hoje você não precisará mais olhar na minha cara. - Eu não estava entendendo essa explosão dela.
- É isso que você quer? - Perguntei.
- Sim é isso que eu quero. - Falou e saiu me deixando sozinha, mas eu não iria desistir, eu teria Camila de volta.
Entrei no auditório logo atrás de Camila, ela se sentou na outra extremidade bem distante de mim. Preferi não pressiona-la naquele momento, fiquei por ali vendo as apresentações dos demais grupos. Quando chegou a apresentação dos meus filhos eu não segurei a emoção, mais parecia uma adolescente gritando por eles, aplaudindo. E como esperado eles ganharam a competição. Quando saíram do palco Olívia veio correndo pulando em meu colo, a segurei e ela me abraçou. Estava muito feliz, e eu estava feliz por ela também. 
- Você estava linda no palco meu amor, estou orgulhosa de você. - Falei beijando seu rosto e a colocando no chão.
- Obrigada mãe, vou falar com a mama. 
Ela foi correndo pulando no colo de Camila também, ela definitivamente era uma bebezona. Fiquei sorrindo diante daquela cena e Lorenzo veio correndo em minha direção.
- Por um momento achei que ia pular em meu colo também. - Falei fazendo Lorenzo gargalhar.
- Ah não tenho mais tamanho para isso mãe. - Falou me abraçando.
- Você dançou muito bem meu filho, estou orgulhosa de você. 
 -Aí mãe, não querendo me gabar, mas eu sabia que ganharíamos. Eles são fracos. - Lorenzo falou e um garoto passou olhando feio para ele, eu ria da cena.
Olhei para a outra extremidade do auditório e Camila já não estava mais ali, procurei pelo auditório e não havia sinal dela. Meu olhar caiu e Lorenzo percebeu.
- Mãe? A senhora está mesmo disposta a tentar? 
- Eu nunca quis tanto algo na vida, como quero reconquistar sua mãe.
- Ela deve estar no cantinho dela. Ela pensa que ninguém sabe, mas nesses últimos 3 dias ela tem sumido durante o dia e eu meio que segui ela e descobri o cantinho dela.
- Você é esperto demais garoto. - Falei e ele sorriu.
- Vem, ela deve estar lá. 
O segui para uma área afastada do hotel que tinha uma vista linda, havia um banquinho e como Lorenzo disse, Camila estava ali. 
- Vai lá mãe, não perde tempo. 
- Obrigada filho. 
- Por nada mãe, boa sorte. 
Ele falou e se retirou. Fui em direção ao banco e me sentei ao lado de Camila. Ela estava quieta, sabia que eu estava ali, mas não me olhou, ela estava realmente chateada.
 
 

Pov Camila


 
Hoje seria nosso último dia em Miami, e eu não poderia deixar de ir admirar aquela vista maravilhosa que foi minha única companhia em boa parte do tempo que estive nesse hotel.
Após minha explosão com Lauren na entrada do auditório, fiz questão de me sentar bem longe, eu não queria mas precisava manter toda a distância possível daquela mulher que conseguia encher meu coração de alegria e logo em seguida quebra-lo em pedaços como se não fosse nada.
Talvez algum dia eu fosse capaz de perdoar Lauren por ter estilhaçado meu coração, mas não enquanto ele ainda não estivesse realmente curado desse amor.
Estava sentada no banquinho observando a vista, a brisa daquela cidade praiana batendo em meu rosto, quando sinto alguém sentando ao me lado, e não precisei olhar para saber que era Lauren.
Permaneci em silêncio, o fato de ela talvez estar arrependida do que fez pela manhã não iria fechar de uma hora para outra a ferida enorme que se formou em meu peito.
Resolvi quebrar o silencio quando notei que ela não falaria nada.
- Você não tinha que vir. – Falei olhando em seus olhos.
- É claro que eu tinha – Ela respondeu na mesma intensidade.
- Não Lauren, não tinha que vir, eu te perdoo, não precisamos conversar. – Falei desviando o olhar, queria sair dali imediatamente.
- Camila você não pode evitar essa conversa fingindo que quer olhar para o horizonte. – Ela realmente me conhecia bem.
- Como assim? Eu te perdoei, não temos o que conversar. – Alterei o tom de voz.
- Não foi sincero!
- Se não acredita em mim não posso fazer nada Lauren.
- É claro que não acredito em você, você pode ficar com raiva de mim pelo que te fiz.
- Eu cansei de ficar com raiva das pessoas Lauren. – Falei sinceramente.
- Com as pessoas sim, mas sou eu Camz. – Falou como se fosse obvio, e eu realmente queria que ela estivesse errada.
- Como assim Lauren? Não nos conhecemos mais e você sabe disso.
- Eu não concordo com isso, especialmente depois daquela noite no seu escritório. – Um arrepio percorreu minha espinha ao lembrar daquela noite.
- Foi sexo Lauren, supere! – Cuspi as palavras em seu rosto.
- Tudo bem, chega de fugir Camila, essa conversa vai ter que acontecer. – Ela falou virando meu rosto para que olhasse em seus olhos.
- Porque está fazendo isso? – Perguntei, ela não poderia simplesmente ir embora e me deixar em paz? Ela estava prestes e se casar e mesmo assim queria estilhaçar mais ainda meu pequeno coração.
- Você sabe o motivo.
- Não Lauren, eu não sei.
- Porque parte de mim ainda é apaixonada por você, é patético eu sei, faz muito tempo, mas eu acho que ainda estou presa a você, e sim eu estive com outras mulheres, me enterrei no trabalho, mas você apareceu de novo na minha vida Camila e eu voltei, você ainda me tem e eu odeio isso, eu não odeio você, mas eu odeio como faz eu me sentir, porque eu não posso te ter, eu sinto muito Camz, eu só vim dizer isso! Eu sinto muito. – Falou e ia se levantando.
- Olha para mim. – Pedi, queria olhar nos olhos dela e saber que tudo aquilo era verdade.
- Não! – Ela respondeu olhando para o horizonte, que não me era tão atraente.
- Olha para mim Lauren!
- Não Camila, não faça isso, não precisa sentir pena de mim, eu só precisava que você ficasse sabendo disso. – Ela disse e as lagrimas se faziam presente em seus olhos.
- Lauren foi tão bom com você, algo irreal, irreal demais, então eu fiquei com medo, com medo de sofrer com a sua ausência de novo, fiquei com medo de te perder mais uma vez, e eu fugi, mas você foi a coisa mais bonita que já aconteceu comigo e eu não quero te perder Lauren, eu te amo, amo com todas as minhas forças, por isso não consigo mais viver sem você. – Falei de uma vez e Lauren ficou atônita.
Ela me olhou por alguns segundos para ter certeza de tudo que eu havia dito, e antes que eu pudesse dizer qualquer coisa ela me puxou para um beijo. Um beijo calmo, demonstrando todo amor que havia entre nós, nossas línguas se tocando, nossas lagrimas se misturando. Ao final do beijo ela colou nossas testas como fazíamos a anos atrás e disse:
- Eu amo você mais que a mim mesma, do seu lado é meu lugar e é aqui onde eu quero ficar. – Eu já não conseguia conter as lagrimas.
- Por que demorou tanto? – Perguntei olhando agora em seus olhos.
- Por que eu fui uma idiota, como sempre insegura. Mas agora eu estou aqui. – Falou e me beijou novamente.
Não sei quanto tempo ficamos naquele banquinho, e também não me importava. Tudo que eu queria era passar todo tempo do mundo ao lado de Lauren, minha Lauren. 


Notas Finais


Hallo, como estão?
Primeiramente tô postando hoje por que eu fico agoniada em ver vocês agoniadas para saberem o que vai acontecer!
Esse capítulo eu quero ver todos comentando, quero saber se tá bom.
Ignorem quaisquer erros, ontem fui para a última edição da Armada de Dumbledore, perdi a prova de inglês e não dormi ainda é ainda estou postando pelo celular.
Espero que gostem, até terça-feira.
Tia Mandy ama vocês ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...