História When You're Not There - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kiba Inuzuka, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Naruhina, Naruto, Naruto Uzumaki, Sasohina, Sasori, Sasuhina, Sasuke Uchiha
Exibições 52
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Josei, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem, obrigada por comentarem meus amores, são um incentivo 😘

Capítulo 5 - Capítulo IV


Fanfic / Fanfiction When You're Not There - Capítulo 5 - Capítulo IV

A semana seguinte passou a correr, e à medida em que o trabalho na empresa ficava cada vez maior e as colunas de papéis em sua mesa aumentavam, menos tempo Hinata passava em casa. Entre cafés e reuniões, mal tinha conversado direito com Suigetsu, na verdade, mal o tinha visto pelo apartamento. Saía sempre antes dele e chegava sempre muito depois. 

Naquela noite, ao entrar em casa e descalçar os sapatos na porta, encontrou-o no sofá assistindo um filme, a ruiva, Karin, estava embrulhada num cobertor ao seu lado e comiam pipocas. Sentiu-se, por momentos, uma intrusa na própria casa.

- Ah! Hinata! - Exclamou a ruiva vendo-a parada na entrada da sala, sorria - Senta aí, gosta de pipoca? - A perolada assentiu, aproximando-se e tomando o lugar no cadeirão. Karin olhava-a com curiosidade - Então, o que o meu primo fazia aqui no outro dia? 

- P-primo? 

- É, Naruto... Su-chan não disse? Meu sobrenome é Uzumaki.
Hinata não era mal educada, mas o destino bem que gostava de foder com a sua vida. Tinha quase certeza que aquele Nagato que dava aula de piano a Hanabi era um Uzumaki também. E as pessoas diziam que havia Hyuugas demais. Ah!

- Naruto é, bom, um amigo próximo. Estudámos juntos até ao ensino médio. 

Ela olhou-a com aquela cara de ahm ahm sei e deu um sorrisinho malicioso.

- E Sasuke? Também conhece? Ele estudava com Naruto. 

Infelizmente - Sim. 

Suigetsu desviou os olhos do filme naquela hora - Que acha de fazermos um jantar amanhã Hinata? - Ele tinha deixado o sufixo -san para trás, Hinata supunha que vê-lo semi-nu tinha algo a ver com o facto - É sábado e não há problema se bebermos demais, ninguém trabalha no dia seguinte. 

- Claro! Né Hinata? - A perolada assentiu, impossível não fazê-lo perante a animação da ruiva. 

- Ótimo, vou avisar o Sasuke.

Pera aí, como é? 

No dia seguinte acordou cedo e estranhamente de bom humor, parecia estar bom tempo, por isso colocou um top e uns calções de desporto e saiu para correr um pouco, indo na direção do parque. Konoha tinha um clima ameno agradável, e os Hyuuga sempre cultivaram o hábito de se exercitarem pela manhã, quando o ar ainda estava fresco. Hinata não era excepcional em desportos ou luta como o restante de sua família, mas tentava manter uma boa figura. Uma boa aparência era essencial. 

Parou para alongar perto de um velho carvalho, esticando os braços e tocando na ponta dos pés sem dificuldade, quando notou uma sombra atrás de si.

- Boa vista, Hyuuga.

Foi preciso toda e mais compostura que não tinha para não cair na hora. Ergueu-se, voltando-se na direção da voz e fechando a cara numa carranca. Sasuke tinha as mãos nos bolsos de uns calções desportivos e a t-shirt preta colada no corpo, provavelmente de água, uma vez que seus cabelos pingavam e havia uma pequena fonte perto deles. Devia ter parado para se refrescar e tinha-a visto em todo o seu esplendor, com o rabo bem no ar. Hinata acabou divagando, vendo as gotas caírem lentamente no seu rosto e descerem pela pele pálida até desaparecerem na clavícula. Pegou-se pensando em como seria lamber uma gota diretamente da sua pele. Engoliu em seco e fitou os ohos negros, ignorando o sorriso arrogante no rosto do moreno, tentando não corar por ter sido pega secando o corpo dele - Uchiha. 

Anos sem ver o maldito e agora ele brotava de todo o canto. 

- Gostou de alguma coisa? 

- Você que parece ter gostado, Uchiha - Retorquiu. Ele ergueu a sobrancelha e soltou uma risada. Era estranho ouvir Sasuke rir, no ensino médio ele sempre tinha um ar melancólico e o máximo que mostrava eram meios sorrisos. Ele tinha uma risada gostosa.

- Não era assim tão respondona na adolescência.

- Você não merecia resposta e nem sei se merece agora, sempre implicava comigo, com os meus olhos, com o meu cabelo, até com a roupa que eu usava. Não tenho culpa que seja um cretino, mas se vivo com o Suigetsu agora e vou ter que olhar essa sua cara feia com frequência, vou tentar ser minimamente cordial. Passar bem.

Nem todo o dinheiro do mundo lhe pagava a felicidade que foi ver o ar de surpresa e choque espelhado na cara de Sasuke. Pelo caminho, cumprimentou todo o mundo com um sorriso enorme no rosto. 

Quando chegou encontrou um bilhete na geladeira. Suigetsu tinha saído com Karin para comprar as coisas necessárias para o jantar naquela noite e não voltava até ser hora de se aprontar. Acabou por ficar sozinha o resto do dia. A meio da tarde decidiu tomar um banho demorado, enchendo a banheira de sais e marcou o número de Ino, colocando em alta voz enquanto vasculhava o armário - Fala peituda. 

- INO! - Exclamou, rindo - Tenho um jantar logo, não sei se vamos sair depois, mas queria uma ideia do que vestir, e você conhece bem as minhas roupas, então...

- Uhm, vai comer hoje ou ficar na seca? E se falar que o jantar é com certo loiro eu juro que vou aí e te dou uns tapas. 

Ponderou se devia ou não falar com quem era - É com o representante de Kirigakure de que falei, e a namorada dele. 

- Vai segurar vela? 

- Não! Lembra do Sasuke? - Silêncio - É, esse mesmo, ele vem também. Aparentemente ele e Suigetsu são amigos.

- Hina, meu amor, usa o vestido vermelho, vai arrasar.

Quando Suigetsu chegou já estava vestida e com a maquilhagem feita, nada demais, só um batom vermelho e um esfumado preto nos olhos para dar destaque. Antes de sair do quarto, fitou-se no espelho e achou que talvez fosse demais. O telemóvel, jogado em cima da cama, tocou. Alcançou-o depressa e mirou o nome. Naruto. Engoliu em seco. 

- Sim?

- Venha até aqui logo.

- Não posso - Disse, não dando explicações. 

- Como assim não pode? Já tem algo? 

- Uhm, um jantar aqui em casa - Houve uma pausa do outro lado - Naruto?

- Sasuke vai estar aí? 

Como ele sabia? - Penso que sim - Outra pausa, dessa vez maior.

- Quero que se mantenha longe dele, Hina - Nem era preciso ele dizer, não ia com a cara do Uchiha, quanto mais distância entre eles melhor seria para ela, contudo, não gostou, nem um pouco, do tom do loiro.

- Sou uma mulher adulta, Uzumaki, faço o que bem quiser - Desligou, depois, olhou para o telemóvel em suas mãos, incrédula com o que tinha feito e começou a rir. O telemóvel tocou de novo. Não precisava olhar para saber que era ele. Não atendeu, jogou o aparelho em cima da cama de novo e saiu do quarto. Pelas vozes no exterior do cómodo, Sasuke tinha chegado. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...