História Where Do Broken Hearts Go - Capítulo 32


Escrita por: ~ e ~MoreThanThis100

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Adoção, Brigas, Casamento, Gravidez, Orfanato
Exibições 141
Palavras 2.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá

Capítulo 32 - Capítulo 31


Esmeralda p.o.v

Minhas lágrimas escorriam por todo o meu rosto ao observar ao longe minha mãe conversar e cuidar de uma boneca atentamente no jardim da clínica na qual ela está internada.

Meu celular tocou mais uma vez em minha bolsa mas sabia que era o Liam, e eu não podia atender pois ele brigaria comigo por sair sem avisa-lo.

Respiro fundo e enxugo minhas lágrimas antes de ir até onde ela está sentada.

— Mae? — Ela olha para cima e sorrir largo ao me ver, meu coração se alivia momentaneamente.

— Meu amor, como você está? E a minha netinha? —Pergunta depois de me dar um abraço apertado.

— Estou bem, e a neta da senhora está ótima. — Falo sentando ao seu lado.

— Querida eu estou exausta, acredita que seu irmão chorou a noite inteira? Só agora que ele se acalmou e dormiu. — O sorriso em meu rosto morreu, me doía tanto escutar isso. — E seu pai dormiu a noite inteira sem se preocupar, seu pai as vezes me dá nos nervos.

— Ele devia estar cansado.— Digo acariciando sua mão e ela sorrir para mim.

— Quer segurar seu irmão? Ele sente sua falta aqui na nossa casa. — Meus olhos voltam a marejar.— Não chore querida, esses hormônios da gravidez nos deixam loucas. — Diz pegando a boneca e me entregando. — Cuidado para ele não acordar. — Assenti.

Segurei à boneca e olhei para minha mãe que agora me encarava com olhos arregalados.

— Meu bebê... O que você está fazendo com o meu bebê? ME DEVOLVE, SUA LADRA. — Ela arrancou a boneca de minhas mãos e ela parecia transtornada, minha respiração estava acelerada devido ao susto, alguns enfermeiros que estavam próximos correram em nossa direção e puxaram minha mãe, que gritava que uma estranha estava tentando roubar seu filho.

— Calma. — Um enfermeiro pediu para minha mãe. —Ela não é uma estranha, é sua filha. — Minha mãe me encarou com um olhar furioso que logo pareceu se suavizar e ela soltou a frase que eu mais tive medo de ouvir.

— Filha? Não senhor, eu sou uma moça solteira e não tenho filha nenhuma, ela deve está me confundindo. — Ouvir isso foi como se um soco fosse desferido em meu estômago, ver e ouvir o que a minha mãe disse doía muito, ainda mais por saber que ela não lembrava mais de mim. — Agora eu preciso ir para casa, meu pai não gosta que eu fale com estranhos e nem chegue tarde em casa.

Já não aguentava mais ouvir nada, sair correndo dali sentindo as lágrimas escorrerem por meu rosto. Meu corpo foi de encontro a outro, e quando olhei era Liam e meu pai, me agarrei ao meu pai chorando. Estava doendo tanto.

— O que aconteceu meu amor? — Liam perguntou me puxando para seus braços mas eu não conseguia falar nada, apenas chorava e soluçava no peito do meu esposo. — Vamos sair daqui. — Apenas assenti, Liam me levou até o seu carro e me colocou dentro do mesmo passando o cinto de segurança por meu corpo e fechou a porta dando a volta no carro, fechei meus olhos tentando controlar as lágrimas mas estava doendo tanto.

E foi em meio a toda a dor que eu estava sentindo no meu peito que eu a sentir pela primeira vez, era bem fraquinho e mais parecia borboletas em minha barriga.

— Liam... — Sussurro como se tivesse medo de falar mais alto e as borboletinhas em minha barriga parassem, Liam tirou os olhos da estrada e me encarou com cenho franzido. — A bebê... ela tá mexendo. — Liam parou o carro no mesmo instante e espalmou suas mãos em meu ventre com cara de fascínio, mas logo ficou confuso.

— Eu não tô sentindo nada. — Entortou a boca e fez bico.— Ainda tá mexendo? — Assenti.— Eu não sinto. — Ele disse frustrado.

— Amor lembra que a doutora disse que nas primeiras duas semanas que eu completasse o quarto mês de gestação e a bebê mexesse só eu iria sentir, mas daqui algumas semanas será mais perceptível? — Ele assentiu mas logo me encarou com um sorriso largo nos lábios.

— Como é? Qual a sensação? — Acariciei minha barriga e sorrir sentindo as lágrimas ainda em meus olhos.

— É uma sensação gostosa, parece que tem uma borboletinha na minha barriga. — Ele sorriu assentindo e logo ligou o carro novamente.

[...]

— Jacque o que você me diz se a decoração for toda nas cores rosa e branco? — perguntei para ela que estava escolhendo umas roupinhas da minha bebê, viemos a uma nova loja no shopping.

— Vai ficar tudo muito lindo. — ela respondeu sem dar muita atenção, a semana toda ela está assim, avoada.

— Hum! — murmuro a analisando. — Essas suas olheiras estão cada vez mais perceptíveis sabia. — falei como quem não diz nada demais.

— É, realmente são lindos os sapatinhos.

— Jacqueline. — A chamo assim para ver se surte efeito.

— Que? — Consegui que pelo menos me encarasse.

— O que está acontecendo afinal? Você não está mais se importando com nada.

— Será que poderíamos ir para algum lugar onde eu possa não me sentir tão desconfortável? — ela abaixou a cabeça envergonhada.

— Claro, vamos voltar lá para casa, mas no caminho você pode ir adiantando o assunto — ela assentiu — precisamos pegar as fraldas na loja ao lado e vamos.

….

— Mas ele lhe bateu ou lhe humilhou de algum modo? — Jacque me disse que ela é Zayn estavam estranhos, na verdade mais ele.

— Ele nunca levantou a mão para mim, sempre me tratou tão bem Esme — falou cabisbaixa — só que depois do dia em que tivemos que voltar para casa e termos o melhor momento romântico da minha vida ele mudou de umas semanas para cá e tô achando que a culpada fui eu por ter deixado o Harry chegar muito perto — deu uma pausa e já estava chorando e eu fazendo carinho em seu cabelo enquanto estávamos no sofá com ela deitada com a cabeça em minhas pernas — mas eu não pude fazer nada Esme, fui pega de surpresa quando eu senti que não era o Zayn eu tentei de todo jeito sair do aperto do Harry.

— Não chora Jacque, eu já tô com esses hormônios a flor da pela e ver minha amiga assim, também vai me fazer chorar. Olha eu tenho certeza que isso não é nada, você deve ter entendido errado, eu vejo como o Zayn te ama — ela levantou e recostou no sofá — ele pode está passando por algum problema é não quer te encher com isso Jacque.

— Não acredito que seja isso, mas eu não vou estragar seu dia com meus problemas. Hoje é o chá de fraldas da minha afilhada linda — Jacque sorriu e pegou na minha barriga.

— Jacque você sabe que além de amigas somos irmãs né, então você não tem que passar por problemas sozinha, eu tô aqui para tudo o que precisar.

— Sei sim Esme — sorriu para mim — mas vamos mudar o assunto — assenti — e como está essa bebê linda?

— Muito bem — alisei minha barriga por cima da blusa — ela já começou a mexer sabia, mas só eu consigo sentir. Liam ficou frustrado quando não conseguiu sentir também — rimos juntas.

— Você me ajuda nos últimos preparativos da arrumação do ambiente? — Perguntei a ela.

— Sim, o que está faltando?

— Preparei três brincadeiras para hoje só que não coloquei tudo na mesa lá de fora, você poderia me fazer esse favor? — questionei.

— Pode deixar, logo volto, são esses os materiais?

— Sim — ela pegou a caixa no canto perto da escada e saiu. Aproveitei para fazer uma ligação, afinal já está perto dos convidados chegarem, no segundo toque ele atendeu.

Ligação on

— Você está ocupado? — perguntei a Zayn que respondeu que não estava então pedi que viesse o mais rápido possível para cá.

— Uns segundos e já estou aí — ele disse e desliguei.

Ligação off.

— Você estava conversando com alguém? — me assustei com a voz de Jacque.

— Não, impressão sua, então conseguiu organizar tudo lá? — me levantei indo até ela.

— Fiz o máximo que consegui, tem mais algumas coisa?

— Que bom que perguntou, será que você poderia ficar com o Rafa e o Théo enquanto vou tomar banho? É que quero relaxar um pouco antes de tudo começar.

— Claro, eles estão lá cima? — perguntou olhando para a escada.

— Sim, na verdade Théo está jogando no quarto dele e Rafael dormindo e já faz um tempo que Liam saiu e Lúcia está ocupada, as crianças já estão lá sem que ninguém tenha ido ver como estão.

— Vai subir agora? — Jacque me perguntou.

— Só vou falar com Lúcia e logo subo — Jacque assentiu e foi em direção a escada. Fingi que ia para a cozinha até que ela já não estava mais visível, não demorou muito e Zayn chegou.

— O que aconteceu? Você está bem? Porque me chamou?

— Quanta pergunta Malik — rir do desespero dele — fala baixo e vem ca, vamos lá na cozinha.

Nós fomos para lá e contei a ele tudo o que precisava saber, e lhe disse que eu não aceitava isso de ver minha amiga triste por aí.

Depois disso não vi mais os dois, Liam chegou com os amigos e Niall estava com dois ursos de pelúcia enormes com um lacinho rosa no pescoço. Aos poucos os outros convidados foram chegando, meus sogros também vieram e meu pai, só me bateu a tristeza quando lembrei de minha mãe e que ela não estaria aqui.

— E que horas essa comida sai em? — Escutei Niall gritar.

— Se aquieta Niall, e você já roubou comida aí que eu vi — Liam se pronunciou — amor quer começar? — me abraçou por trás e deu um beijo em meu ombro, virei e me aconcheguei em seus braços.

— Tá cheiroso amor — falei sentindo seu perfume — você tá mais forte — apalpei seu peito por cima da camisa e morde o lábio.

— Gostou? Quis ficar atraente para você, agora vem aqui — nos beijamos e algumas pessoas chamaram nossa atenção.

— Os pombinhos podem terminar isso mais tarde, agora começa o chá de fraldas porque tô com fome — Niall falou mais uma vez.

— É mamãe, também tô com fome — olhei para Théo que estava do lado de Niall e o chamei.

— Vá até a cozinha é peça a Lúcia para dar-lhe algo para comer, leve a Ketley junto — dei-lhe um beijo no topo da cabeça e assim ele foi junto com a joaninha.

— Mas e eu? — disse Niall fazendo graça — não ganho nada?

— Não, porque você é adulto e eles ainda são crianças em fase de crescimento — Liam respondeu e riu em seguida, o irlandês saiu resmungando e se sentou na beira da piscina para brincar com o cachorrinho das crianças.

— Então pessoal, quero agradecer a presença de todos vocês por estarem em um de muitos momentos da existência da minha princesinha que ainda se encontra dentro dessa barriga linda — Liam falou todo bobo e logo cedeu a minha vez.

— A presença de todos vocês aqui significa muito para nós, pois, os que estão aqui são os mais chegados e amigos para toda hora, sem me esquecer da dona Karen, senhor Geoff e claro senhor Roberth — acenei para todos, meu pai jogou beijo para mim de onde estava e lhe correspondi — bom, começaremos por uma brincadeira bem simples, na verdade todas são, enfim…. Todos sentados, por favor, — distribuímos mesas pela área da piscina e na varanda, em cada uma tinha no máximo dez pessoas sendo que só tinha cinco mesas daquelas redondas grandes — para cada um tem um lápis e uma cartela com desenhos de objetos que os bebés precisam. Vou sortear um dos nome que está nessa urna aqui nas mãos de Liam e se caso alguém tiver na cartela marca, aí quem conseguir a maior quantidade ou marcar tudo ganha, ok? — todos responderam com “ok”

— Quem ganhar vai levar para casa um kit de café da manhã — Liam completou minha fala.

— Já me interessei — Niall se pronunciou fazendo todos rirem.

— O primeiro é… — mexi os papéis e quando peguei fiz mistério — quem tem uma mamadeira aí pode marcar — espero até que já pudesse pegar outro e acabou saindo um mordedor, só escutava resmungos do Niall e risadas alheias. Na terceira vez tirei uma banheira.

— Já estamos praticamente no fim, sendo que as cartelas só tem seis itens — Meu amor anúnciou.

— Agora todos os que tiverem o desenho da fralda aí pode marcar — o chá de fralda estava animado, todos conversando e fazendo baderna, organizada, claro, mesmo que não seja possível. Até que quem ganhou o kit de café da manhã foi o Josh e que ficou provocando Niall que ficou emburrado. Depois de rirmos disso fomos para a próxima brincadeira.

— Então galera é o seguinte, nesse momento vamos fazer assim, os que quiserem participar dessa brincadeira deverá se levantar e vir até aqui — dito isso umas 5 pessoas se levantaram — vocês vão olhar a barriga da minha querida e linda esposa e estipular quanto mais ou menos em centímetros está, e vão cortar o tamanho que estimam nesse barbante. Nós dois já sabemos quantos centímetros são. — Liam completou. Cada um fez o que ele disse e acabou que duas pessoas empataram e tivemos que dividir o brinde.

No final das coisas Liam e eu acabamos os dois marcados da cabeça aos pés pois tivemos que adivinhar o que eram os presentes e quem deu. Ele errou um monte e eu como não sou besta já tinha dado uma olhadinha disfarçada antes de começar tudo e não fiquei tão marcada assim.

— Tio Liam — estávamos sentados em uma das mesas conversando com os convidados e Ketley chamou a nossa atenção — você viu meu papai e minha mamãe? Eles sumiram desde cedo e eu tô com saudades — ela estava com uma carinha triste.

— Vem cá joaninha — Liam a chamou para o colo — eles saíram logo cedo, mas logo estaram de volta — e não demorou mesmo, pois vi dona Jacqueline e senhor Zayn aparecer em todos sorridentes de mãos dadas, Ketley desceu do colo de Liam e foi correndo até eles.


Notas Finais


Demoramos bastante! E durante esse tempo pensamos até em excluir a fanfic! (E foi o que aconteceu por um tempo) Pois não é justo vocês esperarem tanto, mas uma leitora veio conversar comigo e pediu para que continuássemos com a história, conversei com a Sol e decidimos que ela teria um final. Ela terá mais alguns capítulos, provavelmente uns 7 ou 8 capítulos ainda. Espero que gostem do capítulo e nos desculpem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...