História Where is she? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 21
Palavras 1.176
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiee
Aqui vai mais um capitulo pra vcs saindo direto do forno
Hmmm q cheiro de bosta
Kkkkk Brinks
Olá leitores fantasmas, como vão?
Espero q gostem, boa leitura!

Capítulo 3 - Lado oculto


Inesperadamente o bebê começou a gritar.


April: O bebê está gritando, eu não sei o que fazer!


Mãe: Fique de olho na Rebekah, não a perca de vista.


Olhei pela janela do sótão, mas não vi-la.


April: Não consegui encontrá-la. Ela não está na frente nem no quintal. Espero que ela tenha ido embora.


Mãe: Não baixe a guarda. A Rebekah é esperta.


April: Ela não pode estar na casa… Eu teria ouvido algo. Talvez ela esteja de fora chorando de novo.


Consegui acalmar o bebê, ela só estava com sono.


Mãe: Estou passando pela mercearia do Luke. Chegarei em alguns minutos.


April: Mãe, eu tenho que chamar a polícia. Talvez eles anotaram o endereço errado.


Sentei em uma poltrona com o bebê.


Mãe: Acho que não. Eu falei com eles duas vezes. Deve ter algo atrasando-os.


April: Espere…


Achei ter escutado barulhos vindo do telhado. Deve ser só imaginação minha. Passei por muita coisa hoje…


Mãe: Filha?


Até que escuto novamente… Ah meu Deus!


April: Escutei passos no telhado.


— Que droga! - digo.


April: É ela!


Mãe: O quê? Filha!!!


Rebekah começou a entrar pela janela do sótão.


Meu coração começou a disparar. Levantei lentamente da poltrona, enquanto a cada segundo ela ficava mais perto de me alcançar e a minha irmãzinha. Estou com tanto medo… Eu…


Não é hora de desistir.


Corri para fora do sótão e desci as escadas. Saí pela porta dos fundos para que ela não percebesse e me escondi no quintal. Enquanto respirava fundo, balancei minha irmãzinha. Estou com medo dela chorar e aquela louca achar nós duas.


Meu celular começava a apitar, então peguei e o silenciei. Minha mãe me mandou mensagens.


Mãe: April, você está bem? O que aconteceu?


Mãe: April? Por favor me responda!


April: Ela entrou no sótão, então corri as escadas e me escondi no quintal.


Mãe: Meu Deus!


April: Eu não sei o que fazer, estou ficando louca!


Mãe: Aguente firme querida. Estou ouvindo as sirenes. A polícia está vindo.


April: Por que eu não consigo ouví-los? Mãe, nada mais faz sentido!


Mãe: Apenas concentre-se em permanecer segura. Onde está a Rebekah?


April: Dentro de casa.


— Onde ela está?! - Rebekah gritou.


Senti que ela estava cada vez se aproximando mais de mim. Meu coração acelerou, mas tentei controlar minha respiração.


April: Ela continua gritando “Onde ela está?!” Eu estou com medo mãe. Mas não vou deixá-la pegar minha irmãzinha, ela sendo um erro ou não!


Mãe: Acabei de sair do táxi. Estou entrando no complexo.


Minha mãe está chegando. Ela vai me ajudar. Mas não estou segura aqui em casa.


Cuidadosamente saí do quintal, olhava para trás para ver se ela me seguia. Estava tão assustada e preocupada com tudo isso que nem reparei que já estava anoitecendo.


Cada vez mais eu entrava para dentro da mata, ela não pode nos ver mais. Melhor eu avisar a minha mãe.


April: Corri para a mata e me escondi nos arbustos do lago Swan.


Estava tão apavorada, que a cada segundo olhava para trás para ver se aquela louca estava me seguindo. Será que…


April: Acho que ela está nos seguindo!


Mãe: Lago Swan… Costumávamos fazer piqueniques em família aqui…


April: Mãe, está aqui? Estou com medo de sair daqui e o bebê começar a chorar.


O sinal ficava cada vez mais fraco à medida que eu me afastava de casa.


O bebê está se mexendo muito. Deve estar frio para ela aqui. Tomara que minha mãe chegue logo.


Comecei a escutar passos vindo em minha direção. Meu Deus!


April: Rebekah está se aproximando!


Mãe: Eu também. Meu Deus, essas árvores trazem tantas lembranças…


April: Mãe, agora não é hora de relembrar! ONDE ESTÁ A POLÍCIA?! ONDE ESTÁ PAPAI?! E ONDE VOCÊ ESTÁ?!


Mãe: Estou chegando querida, estou chegando.


Depois de ler a mensagem, fiquei mais aliviada, mas ainda estou com medo de que essa Rebekah faça alguma coisa conosco.


Vou ligar para meu pai, ele nem deve estar sabendo que essa louca está aqui.


Disquei o número dele e esperei chamar. Para minha surpresa, o som de seu telefone estava perto, talvez perto demais…


Se ele não está aqui…


O som ficava cada vez mais alto. Será que estou imaginando coisas? Não, acho que não.  


Esse som vem de onde?


Rapidamente procurei pelo cobertor que enrolava a bebê, só podia estar ali.


De repente sinto algo duro pelos cobertores, deve ser o celular do meu pai!


Ah meu Deus! O celular do papai está coberto de sangue!


Rapidamente derrubei-o no chão, pasma. Estava muito assustada. Como o celular dele veio parar aqui?


April: Meu Deus mãe, o celular do papai está coberto de sangue!


Mãe: Jogue-o no lago. Ou espere até eu chegar para fazer isso.


Por que ela iria querer fazer isso?


April: Por que faria isso? Mãe, por que tem sangue no celular do papai?


Mãe: Livre-se do telefone, April.


April: Não! Estou assustada, e se tiver acontecido algo com o papai?


Mãe: Papai, papai, papai! Você só se preocupa com seu pai! Eu sou a vitima aqui!


Estou começando a me assustar com a minha mãe, não parece ela que está falando comigo. Eu não a reconheço…


April: Mãe, a senhora está me assustando… Eu vou mexer no celular do papai, talvez eu descubra algo.


Mãe: Não olhe! Estou chegando. Acho que estou vendo a Rebekah.


A bebê estava quase chorando, até que eu balanço-a um pouco e ela se acalma. Peguei o celular do papai que ainda estava no chão e abri o aplicativo de conversa. Ainda com medo daquele sangue, não consegui pegar firme no celular.


Ele falou com minha mãe hoje. Deixe-me ver…


Meu Deus… Minha mãe mentiu para mim esse tempo todo.


April: Ele está te deixando, mãe. Disse que está apaixonado pela Rebekah.


Mãe: Seu pai foi um tolo!


April: Disse que não consegue lutar mais, e que você mudou. Por que mentiu para mim??


Mãe: Porque nada disso envolve você. O seu pai estava cometendo um erro!


Por que ela está falando no passado?


Acabei achando uma mensagem do papai para mim que nunca foi enviada.


“Oi filha, como você está? Querida, estão acontecendo algumas coisas comigo e com a sua mãe, um dia você vai entender. A Lily está estranha, sinto algo perto dela, que não é mais amor a um tempo, é algo ruim, ela não é mais a mesma. Eu estou apaixonado por outra, sei que parece errado, e realmente é, mas não consegui lutar contra meus sentimentos, quero explicar pessoalmente o que houve para sua mãe. Espero que algum dia você entenda e não fique com raiva de mim. Cuidado ao voltar para casa hoje, melhor, nem volte, sua mãe pode estar perigosa.”


E acabou… Ele não conseguiu enviar a mensagem para mim. O que aconteceu?


April: Mãe, o que está acontecendo? Ele queria explicar pessoalmente. Disse para não voltar para casa porque você poderia estar… Perigosa.


Mãe: Ha! Perigosa! Ele me trai e depois vem falando coisas de mim! Ele realmente foi um idiota.


April: … onde está o papai? O que você fez com ele?


Ela demorava um pouco para responder. Enquanto esperava uma resposta, alisava a bebê. Ela é tão linda. Não acredito que ficou esse tempo todo no porão, escuro, com frio e aquele cheiro horrível.


Mãe: Eu realmente tentei manter você fora disso, April.


April: Onde ele está?


Mãe: No porão.


Notas Finais


Oi de novoooo
E aí, gostaram?
Postarei o próximo, q vai ser o ultimo capitulo, quando eu melhorar da minha alergia, essa bosta. Nos vemos no próximo!
~XoXo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...