História Where it all began - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Sessrin
Visualizações 95
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


• Kon'nichiwa, dokusha! /Oi, leitores!
• Alguns excertos do capítulo contém spoilers dos episódios 67 e 77 de Inuyasha.
• Agradeço carinhosamente os comentários! Arigato @MillyMalfoy001 e @atenaizauchiha.
• Como avisei estes capítulos quase POV's dos personagens serão apenas reflexivos sobre o desenrolar da relação SR, na minha perspectiva, por isso serão curtos (até porque esta fanfic é suposto ser short, uma pequena fanfic de Verão que elaborei e postei nas férias em Agosto), o epílogo é que tenho várias ideias mas não sei bem qual colocar em práctica. Em princípio poderá ter sexo ou insinuação de sexo mais provável, ou nenhuma das duas. Ainda não estou 100% certa quanto a isso. De qualquer das formas o último capítulo será maior. Que os restantes. Entre as 2000-3000 palavras provavelmente.
• Boas leituras, youkais!

Capítulo 3 - Guardian


Fanfic / Fanfiction Where it all began - Capítulo 3 - Guardian

Os cabelos longos balançavam com o vento, arranhando de leve o rosto de Rin, que gargalhava com o ardor na região. O kimono laranja e amarelo destacava-se perante as madeixas negras e a pele alva.

Arredondavam-se os treze meses que acompanhava Sesshoumaru-sama. A felicidade expressa em seu rosto era comovente. De gaguejos e sílabas incompreensíveis, Rin retornou a falar. Suas cantorias não eram mais uns sons roucos, ela expunha seus pensamentos em palavras acompanhadas pelo ritmo musical. Sorria, brincava, corria, saltava e apanhava flores… sempre tão alegre.

Sua gratidão ao Daiyokai era impagável, apesar das poucas palavras trocadas entre os dois. Não que fossem realmente necessárias, ele a salvou da morte sem ela pronunciar uma única.

Inúmeros demónios tentaram devorá-la, porém, ela não tinha mais medo. Cheia de ousadia e coragem, afrontava-os e afastava-os. Porque ela sabia, que bastava chamar seu nome, que ele apareceria. Sempre que suas forças acabavam e não conseguia mais lutar, seu guardião a salvava.

Rin sempre agradecia, e Sesshoumaru por vezes nem a encarava. No entanto, ela sorria feliz, a conexão entre eles aumentava. Ela podia senti-lo… Sempre que ela precisava, ele a protegeria.

Contudo, estabeleceu laços preciosos também com Jaken-sama, servo leal de Sesshoumaru-sama, e A-Un, o dragão youkai que o albino lhe encarregara para ela conseguir acompanhá-lo.

Jaken era usualmente cruel em palavras de afecto dirigidas a Rin, mesmo sendo indelicado, ele não conseguia demonstrar sua preocupação com a cria humana. Mas, ele apreciava sua presença. O servo notou a transformação de seu senhor desde que ela invadira suas vidas. A tristeza de Rin tornou-se a maior fraqueza de Sesshoumaru-sama, contudo, também transformara-se em sua maior força. Seu senhor faria de tudo para guardar o sorriso daquela humana. Ela era especial, reconhecia-o. Inclusive ele, tinha-se encantado pelo jeito doce e inocente de Rin.

Ela os salvara de sua escuridão. Mesmo que primeiro tenha sido seu senhor a ressuscitá-la. Sesshoumaru-sama estava começando a superar a dor de seu passado, o remorso e a mágoa contra seu pai e o meio irmão, Inuyasha.

Jaken acompanhava silencioso o impiedoso Príncipe do Oeste, que retornava aonde deixara Rin para buscar Naraku. Suspirou frustrado, seu senhor não estava nada de bom humor com o fracasso da missão, pode notar isso pelo rosto contorcido. Estava furioso! Tremeu de medo, temendo fazer algo, ou simplesmente por respirar demasiado alto, que incomodasse seu senhor e este descarregasse sua raiva em si.

 Andando nas montanhas, cruzando a floresta, voando no vento, cruzando os rios... Sesshoumaru-sama onde está você com seu companheiro Jaken? —Jaken ergueu o olhar escutando a canção de Rin, em poucos segundos notaram a pequena fisionomia balançando as pernas sobre uma rocha, cantando animada para o youkai herbívoro.

— Rin? —Jaken desviou o olhar incrédulo para o Daiyoukai, incrivelmente sua face encontrava-se serena. Piscou o olhar dourado, perplexo. Como uma simples humana acalmava desse jeito seu senhor!?

— Ah! Sesshoumaru-sama!

— Vamos embora. —Um curto olhar reforçou a segurança da criança. Ela não se sentia mais sozinha, ele sempre voltaria para ela, para a buscar. E Rin, sempre o  iria esperar, cantando feliz com seu futuro reencontro.

— Vamos. —Jaken murmurando, repetiu mal-humorado para a cria humana que não desmanchava seu sorriso.

— Hai !

De novo encarou Sesshoumaru-sama, percebendo que estava de facto calmo, Rin o ultrapassou, andando lado-a-lado do daiyoukai livre de qualquer receio ou constrangimento. Realmente as coisas tinham mudado, e por algum motivo que não soube explicar, ele estava gostando dessa mudança.

De repente, percebeu que estava ficando para atrás com A-Un, pegando nas suas rédeas, puxou o dragão com duas cabeças correndo, seguindo os dois, sendo embalado de novo pelo canto de Rin…

 

 

 ...Vou sempre te esperar Sesshoumaru-sama, por favor sempre volte pra mim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...