História Where will I go? - imagine Taichi (hot) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias BLANC7
Tags Festa, Insinuação Sexual, Romance, Sexo
Visualizações 29
Palavras 709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - 4


No dia seguinte eu acordo e aqui estou eu sozinha, em casa. Olho para o lado e vejo uma pequena mancha de sangue e minha navalha ali do lado, suja. me levantei e vi que meus cortes tinham sido feios demais, estavam por todo o meu braço, os dois braços e o sangue na minha coxa de cama.

Eu me levantei e fui ate o banheiro tomar um banho, ao ir para debaixo da água sentir meus braços pegando fogo, passei sabonete com dificuldade, apos terminar o banho fui escovar os dentes, ao me olhar no espelho, me deparei com a minha face, meu olhos estavam fundos, minha expressão vazia, escovei os dentes e sequei os meus cabelos, sai dali fui ate meu armario e vesti um short curto com uma regata branca.

Desci e fiz meu café da manhã, comi sem senti o gosto da comida direito, naquele dia eu nao iria para a escola, queria ficar sozinha. terminando meu café vi que se eu quisesse ir para a escola estaria extremamente atrasada, fui para a sala e coloquei em qualquer coisa eu nao estava afim de assistir nada, apenas liguei por ligar. Depois de mais ou menos uma hora ali, quando estava na cozinha bebendo água, me veio a vontade de ir ao banheiro, fiz minhas nescessidades e ainda sem falar uma só palavra naquela manhã eu me olhei no espelho.

Vi uma garota fraca, e sem expectativas de vida agora, chorei, chorei ao me ver daquela forma, minha tia só viria para assinar os papeis e me ajudar a enterrar minha mãe, que ocorreria so dia seguinte, me olhei de novo e meus olhos estavam vermelhos e por fim gritei. 

s/n - VC É UMA IDIOTA, RIDICULA, TENDO PENA DE SI MESMO, NAO SABE SE DEFENDER DAS COISAS QUE ACONTECEM COM VOCÊ NA ESCOLA E AGORA FICA AI EM SILENCIO COMO SE ALGO FOSSE RESOLVER COM TUDO ISSO.... HIPÓCRITA...QUE TA TENTANDO FINGIR QUE ESTA BEM... LOUCA, FEIA, VACA, BURRA E IDIOTA É ISSO QUE VOCÊ É - gritava comigo mesma na frente do espelho - mas isso vai mudar a partir de hoje.

saí do banheiro e fui ao meu quarto pegar minha toalha, me desfiz das minhas roupas e tomei um banho, um banho que foi o melhor banho da minha vida, um banho que parece que tava lavando tudo de ruim de dentro de mim. Saí do banheiro e me vesti novamente com um short curto de taquitel e uma cropped branca de mangas longas, amarrei meu cabelo em um coque, fui para a cozinha e comecei a fazer meu almoço, enquanto a comida estava no fogo fui ate a sala e coloquei uma musica bem alta, "Save-me - BTS" cantei ela pra mim mesma, descidir que mas nada e nem ninguem me abalaria, ninguem mais pisaria em mim, eu nao deixaria mais. 

Quando o meu almoço estava pronto comi, e comi muito. Depois lavei a louça e guardei, só agora vim reparar que minha casa era imensa, e sem menor necessidade, minha mãe forçou meu pai comprar quando eu era mais nova, e muito movéis. entao fui ate os ouvros comodos e comecei a encaixotar tudo com as caisas que tinham no meu porão, passei o dia e=inteiro guardando coisas que eu nao iria precisar. quando eu já estava quase terminando tudo já eram 17:30 da tarde e eu estava exausta, guardei tudo dentro do porão e quando já estava saindo esbarro em algo que cai no chao, estava com uma capa preta, abri e vi que era um violão, ele era preto e grande, estava limpinho por esta guardado, meu pai tocava violao quando novo e agora pelo fato de ve-lo ali eu quis apender e um pouco sobre ele, tentei tocar mais o barulho saiu horrivel, estava desafinado a muito tempo, e eu nao sabia tocar.

Saí do porão e fui para frente do meu computador, pesquisei e conseguir achar aulas de violão comunitaros, nao me custaria nada, a notei o endereço e sairia no outro dia de manha cedo, como seria sábado, poderia encerrar as atividades cedo, e minha tia chegaria amanha de manha tambem, entao resolvi me arrumar para dormi, fiz um lanche rapido tomei um banho e dormi


Notas Finais


Agora que as tretas vão começar, aguardem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...