História Wherever You Are (Namjoon) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bangtan Seonyeondan, Bts, Kim Namjoon, Namjoon
Exibições 124
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello~
Olha a atrasada line aqui~
Atrasei mais que o esperado akshahs
Me desculpem

Boa leitura 💛

Capítulo 27 - Cap. 25


Fanfic / Fanfiction Wherever You Are (Namjoon) - Capítulo 27 - Cap. 25

Acordo com a claridade vinda da janela em meu rosto. Abro os olhos e vejo que estou sozinha na cama, não tem ninguém no quarto também. Lembro do que aconteceu na noite passada e me pergunto se foi só um sonho. Tiro o edredom de cima do corpo e vejo que realmente estou com uma camiseta de Namjoon.

"Eu falei aquilo pra ele mesmo?" – me pergunto em pensamento. Lembro que ele perguntou algo e eu acabei falando sobre meus problemas. Me sinto mal de novo. Ele não precisava saber tudo daquele jeito. Será que ele ficou chateado e saiu do quarto por isso? Eu disse mais algo antes de dormir. Só não lembro o quê.

"Pensa Sophia, pensa." – me obrigo, esfregando os olhos, tentando lembrar. Me pergunto por quê sou tão esquecida assim. Chega a ser patético.

Levanto da cama e sento na beirada, fico encarando minhas pernas, onde têm algumas cicatrizes. Acabo lembrando o que eu disse, suspiro pesadamente tentando saber de onde tirei coragem pra falar aquilo tudo.

Quando tive meus problemas com depressão, eu me julgava por tudo, me odiava por qualquer coisa. Na época eu tinha 17 anos, passei por coisas que não desejo a ninguém, tive um relacionamento abusivo que só piorou meu estado. Não fui em nenhum médico ou psicólogo, meus pais não se importavam comigo, viram meus cortes e cicatrizes diversas vezes e não fizeram absolutamente nada. Isso só fez com que eu me sentisse cada vez mais sozinha e odiada. Nunca disse nada para meus amigos, pois sabia que a única coisa que eles diriam seria "sua louca" e depois iriam esquecer, nem sequer considerariam meus motivos ou meus sentimentos.

Por algum milagre consegui superar tudo sozinha, chegou um dia que eu cansei de ser ignorada por todos e por mim mesma, decidi parar de ficar de cabeça baixa. Taquei o foda-se pra tudo.

Foi aí que entrei no "mundo do kpop". Sempre fui de assistir animes, já sabia mais ou menos o que era kpop mas nunca me aprofundei. Sempre vi pessoas falando de BTS e dizendo que quando alguém escutava nunca mais parava. Então lá fui eu querendo bancar a diferentona e provar que eu não sou todo mundo, me enganei. Acabei caindo no kpop e sofrendo por bias, mas por outro lado isso tudo me fez muito bem.

Entrei em um estado em que minha auto-estima raramente caía. Quando me sentia mal via vídeos dos meninos e me sentia melhor. Mas o principal sempre foi Kim Namjoon. Ele sempre me fez bem apesar de nem ter noção disso. O amo com todas as letras. Não tem explicação.

Sou desperta de meus pensamentos quando ouço a porta ser aberta e Namjoon entrar no quarto. Ele vem até a outra cama e senta de frente pra mim. O olho esperando que fale primeiro, tenho medo de dizer algo e acabar fazendo merda.

— Você está bem? – pergunta, me surpreendendo. Não esperava que ele perguntasse isso, esperava uma bronca ou até mesmo que perguntasse o por quê, mas não isso.

Ninguém nunca me pergunta isso, e é algo importante pois demonstra que a pessoa se importa. E olhando pra ele agora, o que mais vejo em seu semblante é preocupação. Namjoon me conhece a três dias, mas ele se preocupa comigo, ele se importa. Fico feliz por isso. Fico feliz por ser Army. Fico feliz por tudo o que já passei, pois sinto que se não fossem tais coisas eu não estaria aqui agora.

— Sim. – respondo dando um sorriso sincero. Sinto uma enorme vontade de abraçá-lo agora, estou tão feliz que acho que vou chorar.

— Ei ei, não chora. O que houve? – não percebi as lágrimas caindo, mas estou chorando. Namjoon coloca as mãos em minhas bochechas, secando algumas gotas. Sorrio em meio ao choro.

— É que eu tô feliz. – começo a rir fraco e chorar ao mesmo tempo. Namjoon me olha confuso, e ri também, o que faz com que suas covinhas apareçam. Por impulso coloco minhas mãos em seu rosto, acariciando aqueles furinhos fofos. Dou outra risada fraca, mas agora sem o choro. Não resisto e preciono suas bochechas, fazendo com que sua boca fique mais fofa e me deixe com vontade de mordê-la.

— Você é muito fofo, oppa! – digo. Nam franze a testa e abaixa a cabeça rindo, solto sua bochecha e rio também.

— Falando desse jeito você que é a fofa aqui. – diz me fazendo corar e agora sou eu quem abaixa a cabeça rindo. – Tá com vergonha, que fofa.

— Aish, para. – digo rindo quando ele bagunça meu cabelo.

— Vem vamos tomar café, Jin mandou eu vir te chamar e no fim fiquei aqui enrolando. – levanta puxando minha mão. Saímos do quarto e caminhamos até a cozinha de mãos dadas novamente.

— Pensei que não iriam vir. Estavam se pegando no quarto? – Jin pergunta me fazendo corar violentamente mais uma vez.

— Vou ao banheiro. – digo num murmuro, soltando a mão de Namjoon e saindo da cozinha.

— Tá louco Jin? Deixou a menina com vergonha. A gente só tava conversando. – o ouço dizer antes de entrar no banheiro e ver um tomate ao invés de meu reflexo no espelho.

"Meu deus o que foi isso?" – me pergunto colocando a mão no rosto e arregalando os olhos. Jin disse aquilo mesmo? Que vergonha!

Tá que eu fiquei com vontade de beijar ele ontem à noite, mas ninguém precisa saber. Respiro fundo tentando manter o controle sob minha respiração e meus batimentos cardíacos. Faço minhas higienes e saio do banheiro mais calma e controlada. Vou até a cozinha e mais uma vez vejo a maravilhosa cena dos meninos sentados a mesa tomando café da manhã, novamente sinto vontade de ficar aqui para sempre.

— Sophia posso perguntar uma coisa pra você? – Jimin pede já perguntando. Talvez eu tenha ficado muito tempo parada vendo eles ali.

— Pode. – digo simplista, me dirigindo até a mesa também.

— Por que você está com a blusa do Namjoon? – pergunta, eu paro imediatamente onde estou e o olho. Esqueci disso, olho pra blusa que estou vestindo, ela bate mais ou menos na metade da minha coxa. Fico intercalando entre olhar Jimin, a blusa e Rap Mon.

— Ela acordou no meio da noite e queria tomar banho mas não tinha uma blusa, daí eu dei essa pra ela dormir. – Namjoon fala tão rápido que me pergunto se os meninos entenderam.

Sustento sua resposta concordando com a cabeça rapidamente.

— Hum. Banho no meio da noite. Tá. – diz meio desconfiado, fico com vergonha de novo. – Senta aí, vamos comer.

Fico mais aliviada por não insistirem no assunto e me sento a mesa também. Estou morta de fome, ontem além de dormir sem tomar banho, também não comi nada.


Notas Finais


Sinto que os capítulos estão ficando cada vez maiores aksjajsh
Vamo deixar assim né? Nada de cortar capítulo no meio. Sz

Gente, preciso dizer que quase perdi esse capítulo inteiroooo eu quase morri vcs não tem noção.
Sempre deixo o rascunho salvo no wattpad antes de postar né, daí eu tava escrevendo o capítulo desde as nove horas na manhã, sim eu estava escrevendo na escola ajshaj
Só parei de escrever pra comer e tomar banho. Daí quando voltei do banho fui voltar a escrever e cadê o capítulo? T-T
Fiquei com tanta raiva que quase chorei. Mas daí achei o capítulo perdido lá na outra fic que eu parei de escrever ahsuahs vai saber né, mistérios do wattpad...

Sobre esse capítulo: apesar de tudo tô amando forte ajshaj

É isso aí. Votem, compartilhem... Te Amo vocês 💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...