História Wherever You Will Go - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 119
Palavras 1.212
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Chapter 11- Yes you are, but i like you anyway


Fanfic / Fanfiction Wherever You Will Go - Capítulo 11 - Chapter 11- Yes you are, but i like you anyway

Eu sempre vou proteger eles dois, quem machucar Liz, ou Hareton, vai se ver comigo

—Andrew Heathcliff

Chapter 11

“Yes you are, but I like you anyway”

Jason Grace

Mantive-me em silêncio, se Piper quisesse conversar, ela que iniciasse o assunto, a Mclean havia acordado há alguns minutos, e assim, andávamos até o salão de jantar.

—Obrigada— Ela resmungou depois de algum tempo, meus lábios se franziram em um mínimo sorriso— Por salvar minha vida e tudo mais.

—Certo— Sorri— Digo, eu não deixaria você morrer, mesmo você sendo “malvada”

Demorou, algum tempo até que Piper respondesse

—Por que você nos considera malvados? —Perguntou, a duvida pingando de sua voz, de repente me senti sem respostas. Por que?

—Vocês matam pessoas— Disse a primeira coisa que me veio á mente— E... Vocês são frios, não fazem amizade com ninguém que não seja do seu grupinho... Sei lá, vocês são... Estranhos

—Eu fui jogada em uma lixeira— Ela disse de repente— Quando eu nasci... Minhas orelhas eram pontudas, eu puxei isso do meu tio, ele era um elfo, mas meu pai? Ele estava apavorado, minha mãe havia fugido, ele estava sozinho, sozinho com uma criança estranha, então, ele me jogou em uma lixeira— Arregalei os olhos— Eu era tão pequena, tão inocente. Um policial me achou, me mandaram para um orfanato, eu fui adotada por um ator famoso, Tristan Mclean, ele sabia o que eu era, ele me aceitou como eu sou— Uma lágrima rolou por seu rosto— Minha mãe foi embora, o meu pai se livrou de mim. Toda vez que eu me olho no espelho, toda vez que eu vejo essas orelhas estúpidas... Eu não sou malvada, eu só...

—Piper eu... —Tentei dizer algo, porém ela me interrompeu

—Rach previu a morte da mãe dela, ela tentou avisa-la, porem a Sra. Dare não acreditou na filha, depois que a mãe morreu, Rachel foi internada em um hospício, Zeus a tirou de lá— Soltou um soluço estrangulado— A mãe de Luke enlouqueceu... O pai de Bianca e Nico é um demônio que não dá a mínima para os filhos, a avó de Frank morreu na frente dele— Parou de andar, encarando o chão— A mãe de Percy sumiu, ninguém exatamente sabe o que aconteceu com o pai, Elizabeth foi quem criou ele, Elizabeth, que foi obrigada a abandonar aquele quem amava, que viu os pais morrerem em um incêndio! Você tem alguma ideia de como todos nós sofremos?! Talvez nós não sejamos malvados! Talvez seja apenas o mundo, o mundo que fez tanta merda com as nossas vidas, que nos tornou essas coisas! Essas aberrações! Nenhum de nós é o vilão aqui Grace! Apenas cansamos de esperar a felicidade...

Em um gesto impensado a abracei. Ela se agarrou em minha jaqueta e chorou com mais força, o pequeno corpo tremendo com a agressividade de seus soluços, passei a mão pelos seus macios cabelos e sussurrei que tudo ficaria bem.

—Desculpa, okay? Eu... Sou um babaca— Murmurei incerto, Piper tirou sua cabeça de meu peito, olhando-me com os olhos brilhantes

—Sim você é— Concordou, a voz fraca— Mas eu gosto de você mesmo assim

XXXXXXXXXXXXX

Eu queria falar sobre isso

Então Leo apareceu, dizendo que Thalia estava me procurando, tentei não parecer muito decepcionado enquanto o latino e a minha crush seguiam até o salão para jantarem e eu me arrastava até a enfermaria, onde minha irmã estava. Haviam três macas, Will e Thalia na frente delas, e nelas, Elizabeth, sentada e conversando com os dois, Nico, desmaiado, e Alex, desmaiado também

—O que aconteceu com esses dois? —Apontei para os desmaiados

—Nós três fomos envenenados— A vampira explicou— Parece que por eu ser uma vampira, meu organismo aceitou melhor a droga, por isso acordei antes

—E tem isso— Thalia pegou o braço de Elizabeth e o virou, estava escrito em sangue: Um— Veja os outros— Virei o de Nico: Deles. E por fim, Will me mostrou o de Alex: Morre— Nós estamos teorizando aqui, e a teoria que esta ganhando é que foi o tal líder misterioso da Nanissa, querendo nos angustiar com a ideia de que um deles três seja morto

—Talvez sejam três mortes— Comentei— Digo, um deles três, e mais dois, por isso ele usou três pessoas, para indicar três mortes

—Faz sentido— Will jogou a cabeça para o lado— Ao mesmo tempo, pode ser apenas a quantidade de pessoas que ele precisou para formar a frase, ou até mesmo para nos confundir, digo, matando Alex ele afeta a nós “do bem” —A expressão fez o meu estomago se retorcer, ignorei— Porque conhecemos ele a mais tempo, ao mesmo tempo ele é um lobisomem Alpha, extremamente forte, ele ajudaria em uma possível batalha, agora, matando Nico— Tossiu, eu e Thalia franzimos o cenho— Ele afeta o grupinho do Percy, e por ele ser meio demônio, quando ele morre, Bianca vira um demônio completo, ou uma humana normal, ela virar humana seria uma vantagem para o líder da Nanissa, ela virar um demônio... Seria uma vantagem para nós

 

—E a minha morte afetaria o meu grupo, Percy, e tiraria vantagem na hora da luta por eu já conhecer bem as estratégias de Nanissa— Elizabeth deu de ombros— Desculpa, mas do meu ponto de vista me matarem é o mais provável, a morte de Nico carrega probabilidades de tornar Bianca mais forte e a de Alex só o tira desse jogo e deixa alguns emocionalmente abalados

—Na verdade ficar pensando nisso não é uma boa ideia— Thalia cruzou os braços— Talvez essa seja a intenção, nos manter ocupados só pensando nisso enquanto planejam alguma coisa pior

A porta foi aberta e todos entraram, sentaram em macas ou no chão. Sorri para Annabeth, a qual estava do lado de Jackson, os dois em uma espécie de atmosfera privada, quando me viu, veio até mim, o moreno franziu o nariz em desgosto quando Rachel, descabelada e com os olhos vermelhos, se agarrou a seu braço. Elizabeth se levantou e foi até o banheiro

—Como foram as sete visões Rachel? —Bianca perguntou, segurando a mão de seu irmão ainda inconsciente— Alguma coisa importante?

—Não acho— a vidente encolheu os ombros— Digo, eu não entendi a maioria, e a única que eu entendi, não é verdade. Se tratava de Percy beijando a Chase— Apoiou a cabeça no ombro do namorado, que parecia nervoso. Estranho— O que eu sei que não aconteceu, porque Percynho me ama, e como eu disse, não entendi nenhuma das outras

—Certo— Will continuou, ignorando a vida amorosa da Dare— Nós temos que... — Umas batidas na porta da enfermaria o interromperam, ele foi até ela, abrindo-a, um homem ruivo e alto, vestido com um terno, sorrindo maliciosamente, com uma morena atrás dele— Hmm... Podem entrar, posso ajudar?

Os dois entraram, Will fechou a porta e olhou com a sobrancelha arqueada para os dois olhando pela sala. Quando o homem viu Annabeth ao meu lado, veio ate nós e sorriu ainda mais

—Você não sabe quanto tempo eu esperei para conhecê-la Annabeth— Entrei em posição protetora na frente dela, o homem riu— Eu não estou aqui para machucá-la, mas sim para protegê-la, essa é minha amiga Zoë, e eu sou...

—Andrew?! —A voz de Elizabeth ressonou, ele se virou para ela

—Olá irmã


Notas Finais


Opa tudo bom
Demorei um pouco, tenho um bom motivo
Lembra que eu disse que achava que tinha passado em tudo? Pois bem, acabou que eu quase peguei uma dependência em calculo, porém descobri ontem que tinha passado, ou seja, só comecei a escrever ontem
Sobre essa primeira frase, lembram quem matou Hareton, o irmão mais novo de Andrew? Se lembram, entenderam a treta
E sobre as historias dos personagens, isso não é tudo, ainda tem mais sobre eles, muito mais, mas quais foram as mais tristes nas opiniões de vocês?
Os comentários de vocês no ultimo foram LINDOS, continuem assim que vocês deixam a tia aqui felizona
Ele apareceu, gente, não é porque eu criei, mas eu amo esse cara, espero que gostem dele também
Também amo a Zoë, não pude evitar colocar ela
Percyval nunca beijaria Annabeth, não é mesmo?
Teorias sobre: Um deles morre?
Gente, sobre o acidente de avião... Sem palavras, só desejo que as famílias fiquem bem e que eles estejam em um lugar melhor...
Até o próximo (quem vem logo, porque eu to de FÉRIAS)
Kissus de nutella
COMENTEM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...