História White Rose - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Taylor Schilling
Personagens Laura Prepon, Taylor Schilling
Exibições 37
Palavras 1.177
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Moms


No caminho para casa, era  um completo silêncio, Laura estava com muita raiva de Taylor por ficar de paquera com aquela mulher na sua frente, e Taylor só queria saber por que de sua noiva estar tão séria, quando chegaram no portão de sua casa Laura não esperou nem o carro parar direito e foi logo descendo, Taylor desceu logo em seguida, se tinha alguma coisa errada ela queria saber, adentraram na casa.

- Laura precisamos conversar.

Gritou Taylor já que ela estava na parte de cima da escada, Laura não respondeu e continuou subindo em direção ao quarto, Taylor bufou, odiava quando ela fazia isso, se jogou no sofá, iria dar um tempo até ela se acalmar, e assim foi, Taylor ficou praticamente uma hora deitada no sofá, decidiu que estava na hora de conversarem, seja lá o que estava acontecendo, iriam resolver já, ela subiu em direção ao quarto, entrou e viu Laura deitada encolhida.

- Snaps o que você tem?
Laura nem se quer virou pra ela.
- QUE DROGA LAURA, DÁ PRA RESPONDER. - gritou ela
- EU NÃO TENHO NADA - gritou ela também - Satisfeita? - perguntou irônica
- Não - respondeu ela seca - Por que você está assim?
- Já disse que não é nada -  virou pra se deitar novamente.

Taylor pegou seu ombro e a fez virar para si novamente.

- Não mente pra mim, diz o que está se passando? - olhou séria.

Laura bufou, ela não iria deixá-la em paz, até saber a verdade.

- Está bem, está bem. -  Se deu por vencida. - Estou com raiva, com ciúmes, satisfeita?
- Não acredito que você está com ciúmes da Samanta, não tem cabimento. - Ela levantou da cama.
- Me responde uma coisa - disse ela, e Taylor se virou para olhá-la - Vocês já se conhecem a muito tempo? - Perguntou ela com receio.

Taylor voltou até onde estava e sentou novamente na cama.

- Sim. - respondeu - Eu a conheci quando eramos jovens.
- Foram mais que amigas?
- Sim, namoramos mais de 4 anos.
- O que? - Perguntou estática. -  E ainda diz que não tem cabimento, você não viu como ela te olhava? te comendo com os olhos? -
Estava furiosa.
- Não exagere Laura - levantou da cama e foi até a porta - Ela não estava nada me comendo com os olhos, isso chega a ser ridículo, Samanta não é esse tipo de mulher, ela n…
- Já chega - Interrompeu Laura - Não quero mais ouvir, pra você ela é perfeita. - Disse com indignação.

Taylor voltou a se aproxima dela, agora Laura estava sentada na cama, com a expressão nada boa.
- Snaps -  começou Taylor calma, ela não queria brigar - Eu não disse que ela é perfeita, por que pra mim você é perfeita - O coração de Laura se apertou, levou a mão pra tocar em seu rosto, mas a mesma virou a cara para que Taylor não a tocasse, ela levantou a mão em redenção. -  E além do mais - Taylor levantou - Ela é casada com o homem que você não tirava os olhos. - E saiu do quarto.

Laura percebeu que a última frase dela saiu ríspida, droga, como ela iria adivinhar que ela era casada com aquele monumento?! "Para Laura você é uma mulher casada" ouviu uma voz em seu interior lhe dizer, bem era casada, quando percebeu algo deu um pulo da cama e saiu gritando por Taylor.
_ Tay… Tay… Taylor, AHAHAHAHAH -
gritou quando sentiu alguém lhe agarrando, girou e foi colocada contra a parede.
_ Taylor.

Laura estava ofegante pelo susto, Taylor estava lhe olhando sem nenhuma expressão.
- Desculpa Tay eu…
- Shii - Taylor colocou seus dedos nos lábios de Laura a interrompendo. - Não diz nada.
- Mas eu tenho q…

Taylor a beijou, só assim ela pararia de falar, Laura suspirou ao sentir a língua dela invadindo sua boca, ela colocou seus braços em volta do pescoço de Taylor pra mais perto de si, Taylor levou a mão na cintura de Laura e acariciou levemente, a deixando arrepiada com seus toques.
Laura se assustou ao ser deitada na cama, como foi parar lá, Taylor riu da expressão da noiva, voltou a beijá-la novamente, quando o ar faltou ela desceu os beijos para o pescoço de Laura, ela gemeu baixinho, com uma mão foi cariciando sua barriga por de baixo da blusa, e mordiscou a orelha dela, Laura soltou outro gemido, um pouco mais alto ao sentir Taylor massageando seu seio por cima do sutiã.

- Eu te amo Laura. - disse com a voz rouca perto do seu ouvido.
- Eu também te amo Taylor. - disse com um pouco de dificuldade, pois as carícias dela estavam mais ousadas.

Taylor levantou um pouco a noiva, tirou sua blusa e seu sutiã, deixando a mostra seus seios rosados, e eretos, ela voltou a deita - lá, abocanhou um dos seu seios enquanto massageava o outro, Laura foi ao delírio com isso, ergueu a cabeça para trás e levantou os seus seios, Taylor mordia levemente, ela deu o mesmo tratamento no outro seio de Laura, já estando satisfeita, vendo a noiva respirando ofegante, subiu e a beijou nos lábios, Laura se mexeu de baixo dela ao sentir os dedos de Taylor a masturbando, precisava senti lá dentro de si, Taylor foi descendo os beijos até chegar em sua barriga, abriu a calça dela, Laura ajudou… ambas estavam nuas, ela a penetrou lentamente, Laura gemeu manhosa sentindo os dedos de Taylor. Laura gemeu alto, Taylor deu mais duas estocadas e gemeu na boca de Laura, nunca tinham se amado como se amaram nessa noite, Taylor deixou cair seu corpo em cima de Laura, ambas estavam com a respiração entrecortada, quando a respiração se normalizou Taylor rolou na cama trazendo Laura, ela se aconchegou em seus braços, se sentia protegida ali.
- Tenho algo para lhe contar - disse Laura se sentando na cama.
- O que? - perguntou Taylor virando o rosto para mira - lá.
- Espere aqui - Dizendo isso Laura se levantou e foi até o closet, demorou alguns minutos e voltou vestida em uma camisa de Taylor, com uma coisa pequena na mão. - É pra você amor.

Taylor pegou a caixa da mão dela e ficou olhando, intrigada com aquilo, não era seu aniversário, nem uma data comemorativa que ela se lembre.

- Você não esqueceu de nem uma data - Disse Laura como se pudesse ler o pensamento dela - Abra que você vai gostar do que vai ver - deu uma pausa - Assim eu espero.

Taylor comovida pela curiosidade abriu a caixa, e não pode acreditar no que via, era um par de sapatinhos brancos e tinha um papel com a caligrafia da Laura “Mamãe, estou chegando” Taylor soltou a caixa e abraçou Laura muito forte, sorriu com lágrimas nos olhos, abaixou até o ventre de Laura e disse “Mamãe te ama muito”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...