História Who? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga, V
Tags @queje, 6aigoo1, Amém Taegi, Amos Os Meus Pais, Mpreg, Sugav, Taegi, Top!taehyung, Vsuga, Yoongi!bottom
Visualizações 120
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Huum...
Oi, Oi, sou Meia Aigoo Um.
E estou aqui com a minha fanfic mais fofa (ou espero que seja) taegi mpreg pois eu quero.

Eu estava assistindo Junior e falei "por que não?" e então fiquei com um plot de mpreg.. MAS NÃO É ESSE. Talvez eu poste a outra versão Yoonjin. Bem louco!

Espero que gostem da fanfic, perdoa os erros e boa leitura.

Capítulo 1 - Pilot


Taehyung observava as negras madeixas de sua princesinha favorita que estava sentada no chão desenhando com o caderno apoiado na mesinha de centro com o seu belo sorriso quadrado estampado em seus lábios.

Ele a amava como se fosse a sua filha, afinal, ajudou seu melhor amigo a criar desde que descobriu que o mesmo estava grávido e foi seus pais que pagou as despesas dos hospitais para o Min na época, ja que o mesmo não tinha condições de fazer isso sozinho.


A onze anos atrás quando Min Yoongi tinha apenas quatorze anos, acabava por urinar sangue as vezes, o que preocupou o garoto e seu amigo que o obrigou a marcar uma consulta médica para ver se estava tudo ok com a bexiga ou o canal urinário, já que Yoongi achava que provavelmente estava com câncer ou alguma dst e foi ai então que descobriu ter um útero e o tal bendito sangue era nada mais e nada menos que a sua menstruação. Yoongi não se importou tanto com a descoberta; era um homem gay, com útero, mas de acordo com as aulas de biologia e conhecimento que tinha, ninguém engravidava pelo sexo anal, então Min nunca se importou com o seu útero e muito menos com a questão de proteção na hora do sexo, resultando em sua gravidez indesejada.

Jesus realmente estava gozando de sua cara e existência.

O pior de tudo nisso é que até hoje Yoongi não sabe quem é o outro pai da Min Yejin já que na época acabou se relacionando com muitos garotos, afinal, estava em sua puberdade.



Kim saiu de seus pensamentos quando ouviu a gargalhada alta da Yejin que se divertia desenhando e assistindo um desenho qualquer na televisão.

Essa garota era tão preciosa e especial para sí, igual ao pai da mesma.


— O quê a minha princesinha esta desenhando? — Taehyung questionou a garota, se levantando do sofá e sentando ao lado dela no chão que ainda ria, mesmo tentando se controlar.

— Taetae oppa, eu e os eappas — respondeu alegre mostrando o desenho ao Kim que pegou a folha e passou a observar o mesmo.

Min desenhava muito bem e Taehyung conseguia reconhecer cada um nos desenhos de traços finos e meio mal pintado já que a área da pequena Yejin era desenhar e não colorir. Viu o próprio com o costumeiro sorriso quadrado ao lado de Yoongi, já a pequena Yejin estava segurando a mão de um cara alto, mas sem rosto desenhado, apenas o contorno de seu corpo e o cabelo.

Passando a observar a expressão da pequena, Taehyung abriu um sorriso triste ao observar a feição abatida da garotinha.

— O que foi, pequena?

— Na escolinha a professora disse aos garotos que estavam brincando abraçadinhos que dois garotos não podiam ficar daquele jeito e dai lembrei quando você namorava o Kihyun oppa e que eu tinha dois papais. Eu não posso ter dois pais? Eu não posso brincar abraçadinha com uma amiguinha? Eu não entendo...

— Você ainda é jovem para entender a ignorância humana, Yejin. As pessoas acham errado quando se deparam com o novo e com o diferente.

— Mas ser diferente é normal, não é isso que dizem? — questionou Min sem entender o que seu oppa disse já que se pai sempre falou a frase que ela acabou de dizer para sí.

— Algumas pessoas não acham normal — Taehyung jogou os ombros, ficando em silêncio prestando atenção no desenho que passava na tv, mas acabou por desviar o olhar para o relógio — vai tomar banho para ir a aula, mocinha.

— Ah, mas não quero ir para a escola hoje.

— Fala isso para o seu pai.


— PAI! — Yejin deu um salto do chão saindo correndo em direção ao quarto do mais velho e Taehyung gargalhou alto a seguindo, encontrando Yoongi dentro do próprio quarto com o corpo molhado e as partes íntimas coberta pela toalha que estava enrolada na cintura.


— Bom dia, meu anjo — Yoongi sorriu aberto mostrando suas gengivas e se agachou em frente a menina — o que quer?

— Faltar da escola — pediu formando um biquinho nos lábios rosados, fazendo ambo os adultos rirem.

— Você esta ouvindo isso, Taehyung? — o mais velho perguntou retoricamente — a Yejin quer ficar burra pra sempre.

— Não é para sempre, só vou faltar uma vez. Não vou ser burra por causa disso. Por favor! Deixa.

— Eu fico com ela a tarde toda enquanto vai trabalhar, hyung — Taehyung se aproximou do mais velho tocando seu umbro nú e ainda úmido do banho, o ajudando a se levantar do chão.

Kim acabou por morder o lábio inferior enquanto observava o tronco nú e branquinho do mais velho, acabando por desviar o olhar para encarar Yejin que sorria por saber que ia faltar a aula hoje.

— TIO TAE-OPPA É O MELHOR! — gritou a Min mais nova correndo com os braços abertos pelo quarto e em seguida saiu do mesmo indo pelo o corredor da casa, enquanto os mais velhos estavam parado olhando a reação da garota em silêncio.

— Você mima muito ela, Taehy.

— Ela merece, hyung. É a princesinha da casa — rebateu Tae que ouviu o suspiro do mais velho em seguida. Taehyung acabou se sentando sobre a cama do Yoongi vendo o mesmo se trocando em silêncio — ela anda comentando muito sobre o outro pai.

— É, eu reparei. Até desenhar homens sem rosto juntos com ela, ela desenha — Concordou Min suspirando, começando a abotoar a calça jeans de lavagem clara.

— Eu acho que é o Jeongguk, sabe? Vocês namoravam na época. Eu acho a Yejin muito parecida com ele, os olhos redondinhos dela são iguais ao dele.

— Você acha? — Yoongi perguntou com um sorriso abobalhado, fazendo Kim revirar os olhos. Yoon acabou por negar com a cabeça repetitivamente e fechou a cara em uma careta desgostosa. — Não, não é ele. Fiz os cálculos quando soube da gravidez, sem chances, não estávamos mais juntos na época.

Ambos ficaram em um silêncio dentro do quarto, aonde única coisa que se ouvia era o som de Red Flavor tocando de fundo, aonde provavelmente Yejin havia colocado para ouvir em sua smart tv.

— Tem alguma probabilidade dos seus cálculos estarem errados? — Taehyung interrompeu o silêncio confortante que estava no quarto.

— Pequena, mas sim.

— Então em que você esta esperando para ir até ele e contar sobre a Yejin?


Notas Finais


Tá um lixo, eu sei, perdão ;-;
Espero que tenham gostado, não sei o que dizer, só sentir.
VAI FLOPAR? OH SE VAI!
Feliz dia das crianças para as crianças desse site (ou que tem a idade mental igual a de uma criança igual a mim)

Imaginem o Tae sendo pai? To apaixonadinha :')

Leiam minha oneshot TaeGi: https://spiritfanfics.com/historia/qual-o-seu-pokemon-preferido-10614196
Leiam a minha fanfic TaeYoonMin: https://spiritfanfics.com/historia/extraordinary-merry-christmas-10029415
Mpreg que recomendo: https://spiritfanfics.com/historia/broken-8966092


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...