História Who? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural, Teen Wolf, Zayn Malik
Personagens Abaddon, Castiel, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Lydia Martin, Personagens Originais, Peter Hale, Sam Winchester, Zayn Malik
Tags Abbadon, Anjos, Arcanjo, Aventura, Demonios, Drama, Holland Roden, Ian Bohen, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins, Nephilins, Nina Dobrev, Raziel, Romance, Supernatural, Zayn Malik
Visualizações 5
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura ❤

Capítulo 5 - Safety!


Fanfic / Fanfiction Who? - Capítulo 5 - Safety!

《 Tália Grace 》


O dia estava bom. O céu estava limpo. Tobias havia ido trabalhar. Minha mãe estava de folga. Decidimos ir até a cidade fazer compras. Fomos em algumas lojas mas nada me agradava. Fomos até uma banca de revistas. Olhava alguns panfletos até que minha atenção foi parar em uma revista nas mãos de minha mãe com uma foto de Zayn na capa.


- Sabia que ele era conhecido. Ele é o filho do meu patrão. - Exclamou com alegria.

- Você trabalha para o Yaser? - Perguntei.

- Yaser? Mas respeito. E Mr. Malik.

- Ele me disse para chama-lo de Yaser.

- Conheceu ele?

- Sim. Ontem Zayn me chamou para ir em sua empresa. Ele até me convidou para ser a nova capa da revista.

- Você? Mas não é modelo!

- Eu sei. Disse isso. Mas ele disse que eu era linda e que a nova campanha era sobre beleza natural.

- Filha. Você é a minha salvação. - Amélia disse num tom que me assustou.

- Salvação? - Perguntei assustada.

- Se você namorar o Zayn. Vai ser nora do maior empresário daqui. Como sou sua mãe. Para agradar Zayn. Ele me fará subir de cargo.

- Mãe. Eu não vou me envolver com o Zayn pra você subir de cargo.

- Por favor Filha! - Os olhos de minha mãe haviam mudado. So enxergava ambição neles.

- Não. Olha o que está me pedindo. Eu não vou me envolver com ele desse jeito. Quero alguém que me ame e que eu ame também. - Por um momento minha mãe abaixou a cabeça me deixando assustada. Ao levantar seus olhos estavam normais.

- Me desculpe. Eu não sei o que me deu. Eu... Desculpa filha! - Amélia me abraçou e senti um frio gelado passar por minhas costas me fazendo arrepiar.

- Tudo bem mãe.


Andamos mais um pouco até que decidimos ir pra casa. Me mantive calada a viagem toda. Nunca tinha visto ela assim. Tinha algo estranho nisso. Ela nunca me pediria aquilo. E o frio que senti? Ao chegarmos em casa senti o frio novamente e ao olhar no sofá, la estava Pesadelo. Sabia que o frio que senti tinha algo haver com ele.


- O que foi? Parece que viu um fantasma? - Amélia perguntou ao se sentar ao lado de Pesadelo me fazendo ficar ainda mais pálida.

- Mãe... Por favor... Eu estou bem! - Tentei me acalmar mas era impossível. De repente Pesadelo envolveu seus braços em volta de minha mãe. Vi que ela sentiu algo encostar nela pois ela se arrepiou. Pesadelo começou a beijar seu pescoço e a vi se arrepiar ainda mais. - Mãe. Por que não vai até la em cima e descansa! - Puxei Amélia pelo braço a tirando de perto de Pesadelo.

- Tudo bem. Juízo! - Amélia beijou minha testa e subiu às escadas.

- Não mexa com ela. Você quer a Mim. - Me sentei no outro sofá e liguei a TV.

- Por que não brincamos? - Senti sua mão pousar em minha coxa.

- Não toque em mim! - Tirei sua mão mas ele à colocou novamente. - Me deixe em paz! - Fechei meus olhos na tentativa de que ele desaparece-se.

- Isso é impossível! - Susurrou em meu ouvido.

- Nada é Impossível! - Retruquei.

- Você não desiste ne? Eu estou ligado a você Tália. Eu faço parte de você. Sou seu medo. Você e corajosa. Mas perto de mim. E apenas aquela garotinha a qual eu causava pesadelos. Não é assim que me chama? Pesadelo! 

- Suas palavras não me intimidam.

- Tem certeza disso?

- Sim! - De repente senti meu celular tocar. Era Zayn. - Zayn? - Perguntei.

- Tália? Será que você pode me encontrar? Quero lhe dizer algo!

- Tudo bem. Onde você está?

- Essa casa não é longe da sua. E uma casa abandonada. Na rua Sydney.

- Estou indo.


Ao desligar vi que Pesadelo havia sumido o que me deixou curiosa. Avisei minha mãe que ia sair e perguntei a um vizinho onde era a rua. Ele me mostrou o caminho o qual segui. Avistei uma casa caindo aos pedaços no final da rua. Caminhei até a entrada e ao entrar um arrepio que nunca sentirá antes se apoderou de mim. Um medo cresceu em mim. Respirei fundo e entrei na casa. Se por fora era feia, por dentro era assustadora. Havia quadros antigos nas paredes. Podia ouvir pessoas conversando. De repente vi Zayn descer as escadas. Fiquei feliz em ve-lo.


- Vamos? - Fez sinal para que eu o segui-se.

- Okay!


Subi calmamente as escadas. O segundo andar não era feio. Ele parecia ainda estar caindo aos pedaços. Zayn caminhou até um armário antigo e pegou um livro de capa dura com o nome Memories nele. O livro era pesado, então ele o pós em um Banco.


- Que livro e esse? - Perguntei.

- Você tem muito o que saber Tália. O que você é de verdade.

- O que eu sou?

- Abre! Respirei fundo e começei a folhear o livro.


As primeiras páginas falavam sobre uma Receptora. Ela foi salva por um Anjo que lhe deu o Dom de salvar as pessoas antes que fosse tarde demais. Ela conheceu um homem mal por quem se apaixonou. Mas ela não sabia. O tal homem era como ela só que diferente. Ele tinha o trabalho de atrapalhar a receptora. Mas... Algo ruim aconteceu. Ela viu sua própria morte e não tinha ninguém para salva-la. Então, antes de morrer pediu para que o Anjo que lhe deu o Dom desse essa oportunidade de salvar as pessoas a outros mas que também desse uma proteção para eles. Uma pessoa que pudesse fazer eles se sentir seguros.


- A recptora se chamava Angel. Quando ela morreu. Lucien se tornou mais forte. - Zayn disse ao apontar para a foto de uma mulher

 - Ela se parece comigo! - Disse ao ver a foto. Angel era ruiva como eu de olhos verdes.

- Por que acha que o homem misterioso não quer deixar você? Você lembra ela. Ele vê ela em você.

- Espera. Como sabe tanto sobre... O que está me escondendo Zayn?

- Eu tinha que ter certeza antes. E agora eu tenho. Você e uma receptora Tália. Quando você nasceu. Um anjo te visitou e lhe deu um Dom. Quando eu nasci um Anjo visitou minha mãe e lhe disse que eu seria um Guardião.

- Espera. Isso está muito confuso. Quem e Lucien?

- O homem que tanto te assombra.

- Pesadelo. Mas... Como ele?

- Ele se tornou poderoso. Só você vê ele não é? Mas não. Eu também vejo. Sua mãe não tem a capacidade. Nem outro humano. Apenas nós. Mas tem outra coisa.

- O que Zayn?

- Eu vejo algo que você não pode ver.

- O que? O que você vê?

- Fantasmas. E aqui tem uma legião.

- Fan-Fantasmas? - Gaguejei.

- Sim. Você vai poder ve- los com o tempo. Mas apenas consegue escutar.

- Zayn?

- Sim!

- Eu quero ir embora. - Levantei e desci as escadas mas senti algo puxar meu braço.

- Ei, calma eu te levo pra casa!


Ao descermos pude ouvir vozes. Zayn me abraçou forte fazendo meu medo sumir. Ao sairmos da casa fomos caminhando até a minha.

- Zayn? - O chamei.

- Diga!

- Você é o cara dos meus sonhos?

- Sim!

- Então você é meu guardião?

- Sim.

- Zayn?

- Diga!

- Obrigada! ...  


Notas Finais


Desculpem ter sumido. Eu estava ocupada mas voltei.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...