História Who are you? - Alren - Capítulo 26


Escrita por: ~ e ~LittleAlly

Visualizações 60
Palavras 2.879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


* sussurro * hey? Tem alguém aí?
HALLO MEU NENÊZINHOS QUE SINTO TANTA FALTA! Eu sei que prometi auê não ia demorar, mas foi uma consecução de problemas pessoais que vocês não querem ouvir (ler rs) sobre, além de que me desanimou muito ter feito aquela volta "triunfal" e vocês não terem comentado. Acho que não estão mais lendo :(

Mas enfim, FAZ UM ANO E NOVE MESES QUE POSTEI O PRIMEIRÍSSIMO CAPÍTULO DE WAY, MEU BEBÊ TÁ TÃO GRANDE AAAAAAAH não sei lidar, prometi a mim mesma que ia terminar essa fanfic e vou até o final, não importa quanto tempo leve de uma postagem para a outra.

Não vou enrolar muito, espero que, se ainda tem gente lendo, gostem. O capítulo estava muito grande então tive que deixar o resto para depois :')

Enjoy!

Capítulo 26 - Chapter 25 - Conflitos


Fanfic / Fanfiction Who are you? - Alren - Capítulo 26 - Chapter 25 - Conflitos

"O que a vida mais tem me provado é que não importa o quão previsível seja a dor, quando ela chega nunca nos deixa menos assustados ou tampouco mais anestesiados. Ela vem e quase sempre nos põe os mesmo hematomas, senão maiores, causando o caos independente do quanto já esperávamos. - O Diário de Willem Adkins."

•••

De novo, todos os jovens do internato esperavam, curiosos, na frente da entrada. De novo, os sussurros que comentavam teorias do que teria acontecido dessa vez. E pensar que minha intenção inicial ao vir parar aqui era não chamar atenção e ser invisível, o mundo realmente dá voltas. Ou M o obriga a dar. Ao menos, tratando-se de mim e de minhas amigas.

Senti a mão de Lauren apertando a minha em forma de apoio então, olhando para ela com um sorriso, aperto de volta a sua e apoio minha cabeça em seu ombro. Caminhamos lado a lado, sendo seguidas por Melanie e Selena, que eram seguidas por Justin e Normani. Caminhávamos em meio aos outros jovens, que abriam o caminho. Diretor Cowell estava logo a frente, o nariz empinado e o olhar severo, nos guiando até sua sala.

Ao olhar para um ponto qualquer na multidão, vejo Ariana, Niall, Dinah e Camila. Os quatro tinham os olhos arregalados e os semblantes completamente confusos. Minha cabeça começava a explodir somente ao pensar em todas as coisas que teríamos que explicar. Do outro lado, Demi no olhava com o olhar fulminante.

Cowell abriu a porta de sua sala e então todos entramos, observando-o fechá-la silenciosamente.

"Primeiro, a fuga que as levou até a polícia e agora isso? Vocês tem alguma espécie de imã para atrair confusões?" Ele claramente se esforçava para manter a voz baixa e controlada, a um nível que assustava muito mais do que gritos.

Todos nos mantivemos calados, era claramente uma pergunta retórica e, com toda certeza, ele não queria respostas ou rebates.

"Muito bem," Ele suspirou, direcionando seu olhar até Melanie. "Melanie, você está de volta, afinal. Por sorte, Selena ainda não divide o quarto, você será colocada com ela."

Ótimo, e agora ficarão no mesmo quarto.

Observo as duas trocarem um olhar cúmplice e, em seguida, me encarar, fazendo com quem eu me encolha contra Lauren. Logo, Cowell voltou com as explicações.

"Normani ficará em repouso por uma semana, portanto não precisa frequentar as aulas durante esse período. E, para finalizar, como se trata de um sequestro, cujos sequestradores já estão sendo procurados pela polícia e vocês darão seus depoimentos hoje a noite, não os castigarei. Mas se algo assim acontecer uma vez mais, serei obrigado a tomar medidas trágicas, entendido?" Todos assentimos simultaneamente em resposta. "Ótimo, já podem se retirar."

Com claro alívio nos olhos de nós seis, nos retiramos da sala de Cowell. Enquanto Selena e Melanie seguiram sua própria direção, Justin, Normani, Lauren e eu seguimos até o refeitório.

"Meninas," Justin chamou, enquanto caminhávamos. "Cowell está escondendo algo relacionado a todos nós, tudo o que está acontecendo," Sussurrou.

"O quê?" Lauren e eu questionamos em uníssono.

"Quando Ariana e eu ficamos presos nos painéis de Cowell, escutamos uma conversa onde ele planejava juntar vocês três, Ariana, Dinah e Camila. E disse que não poderiam desconfiar de nada." O loiro gesticulou.

"Ele poderia estar falando com M," Lauren apertou minha mão mais forte mesmo sem perceber e pude notar o medo inundar seus olhos verdes. M conseguia assustar até mesmo Lauren e esse pensamento definitivamente me apavorava.

"Ou ele pode ser M," Normani cruzou os braços, séria.

"Mas o que ele ganharia com isso?" Minha voz se fez presente em meio a confusão.

"Não sabemos nada sobre ele além de ser diretor do internato onde, coincidentemente, todos viemos parar," Justin deu de ombros.

"Tem razão, não podemos garantir que ele não ganhe nada com isso," Foi Lauren a dar a palavra final, ao chegarmos ao refeitório. Por sorte, ele estava praticamente vazio, então nos dirigimos a uma mesa grande e afastada.

"Vocês sabiam?" Pergunto ao me sentar ao lado da morena de olhos verdes. Seu olhares confusos pairaram sobre mim e puxei fôlego para continuar. "Sobre Melanie ser minha irmã." Por mais que eu tentasse, não conseguia esconder meu olhar decepcionado, então apenas abaixei a cabeça encarando minhas mãos em meu colo.

"Eu não fazia a mínima idéia," O badboy novamente deu de ombros.

Esperei pelas respostas de Lauren e Normani, porém, para o aumento de minha decepção, ambas trocaram olhares culpados.

"Vocês... Vocês sabiam." Suspirei, soltando a mão de Lauren e me afastando um pouco da mesma. Como ela poderia saber que eu tinha uma irmã gêmea e não me contar? E Normani? Eu confiava totalmente nela desde que vim parar aqui!

"Ally..." Normani tentou, porém a cortei.

"Não."

"Okay," Foi a vez da garota negra suspirar. Senti o olhar de Lauren queimando sobre mim, no entanto me recusava a encará-la. Não lidaria com a profundidade daqueles verdes tentando me decifrar, não agora.

"Acham que M foi quem nos sequestrou?" Justin tentou quebrar o desconforto que havia ficado junto ao silêncio.

"É claro que foi ela," Resmunguei. Minha vida têm virado uma bagunça total, muita coisa a se pensar e se rebater, sequer tenho tempo para digerir uma informação e já me empurram outra. Como a morte de minha mamá, eu sequer pude ficar de luto.

"Ela?" Normani repetiu.

"Ele, tanto faz," Me remexi inquieta em minha cadeira, ficar na presença de ambas as garotas nesse momento estava me incomodando.

"Mas o que Melanie fazia lá?" Justin, aparentemente, era o mais determinado de nós a descobrir definitivamente toda a confusão que nos envolve. O admiro por isso, ele simplesmente ignora todo o cansaço que a situação gera para manter sua mente em contínuo processo de raciocínio, me sinto confiante com ele ao nosso lado.

"Provavelmente tinham algo contra ela, para fazê-la agir como eles queriam," Lauren batia as unhas, de coloração preta, na mesa encarando a mesma. Olhei-a disfarçardamente, ela não esboçava nenhuma reação e isso apenas me deixou mais inquieta e indignada.

"Aquela música é muito calma, Ari," A voz de Camila se fez presente. Ela e Ariana caminhavam até nossa mesa, Camila envolvendo os ombros da garota mais baixa com o braço, forçando-a a seguir o ritmo de seus passos.

"Eu gosto de músicas calmas," A garota levemente loira, ou ruiva, não sei ao certo ainda, rebateu.

Os olhos castanhos de ambas as garotas se voltaram para nós e Camila rapidamente soltou os ombros de Ariana, envolvendo seu pulso para correr até mim, arrastando-a junto. Com um movimento ágil, ela me empurrou de metade da cadeira para sentar-se ao meu lado, puxando Ariana para sentar em seu colo. Ari revirou os olhos, Camila era realmente bastante afobada as vezes. Sorri com a interação das duas, e meu sorriso se alargou ao notar as bochechas de Ariana ruborizarem quando seus olhos se encontraram com os de Justin. Pude jurar ter visto um leve sorriso, pela primeira vez, no rosto do garoto.

Dinah e Niall vinham logo atrás, pareciam conversar sobre um livro que o garoto loiro segurava. E, assim como Camila, se aproximaram curiosos ao nos ver.

"Contem absolutamente tudo!" Camila exclamou encarando cada um de nós, enquanto Niall se sentava ao lado de Justin, Dinah estando do outro lado, próxima a Normani.

"Bem, para começar," Lançei um olhar irritado de Normani para Lauren, logo de volta para Normani. "Eu tenho uma irmã gêmea, oh, e ela me odeia."

"Espera... O quê?" Ambas as garotas, Camila e Ariana, murmuraram juntas visivelmente surpresas.

"Sim, também não sei muito sobre isso, acho que Lauren e Normani podem explicá-las melhor, até mesmo Justin."

Observo, com rancor, Normani limpar a garganta e sentar-se em cima da mesa de forma ereta, "Bem, sim, Melanie é uma antiga amiga nossa. Ela havia sido liberada do internato e nunca mais ouvimos sobre ela desde então, ela sempre manteve muitos segredos e tinha uma personalidade misteriosamente peculiar."

"Acho que ela ainda estava aqui quando cheguei," Niall franziu o cenho pensativamente.

"Sim, ela foi liberada duas semanas depois," O outro rapaz loiro explicou.

"Por isso achei Ally tão familiar." Niall concluiu, ajeitando os óculos em seu rosto.

"E o sequestro?" Ouvi Dinah questionar, com a mão na coxa da garota negra.

"É o que estamos tentando entender," Justin bufou, exausto, jogando a cabeça sobre os braços em cima da mesa.

"Como vocês escaparam e porque estavam longe de mim e de Melanie?" Franzi o cenho ao lembrar que Melanie e eu estávamos longe de Justin, Normani e Lauren.

"Tinha muita fumaça, os palhaços estavam correndo para sobreviverem e era quase impossível enxergar alguma coisa. Conseguimos achar uma saída mas não encontrávamos vocês duas," Justin gesticulava. "Tentamos procurar, mas Normani, apesar de estar com o rosto coberto por um lenço, já estava fraca pela perna e Lauren a essa altura já havia desmaiado por inalar muita fumaça. Eu também não estava muito bem e ajudei Lauren e Normani a sair. Voltei e procurai por vocês, mas a saída já estava fechada."

"Espera, espera, espera," Ari balançou as mãos no rosto de forma afobada, fazendo Camila e Justin sorrirem. Espera. O quê? "Palhaços, Melanie... O quê?"

"Melanie é a irmã de Ally e onde M nos prendeu haviam muitas pessoas, cúmplices, vestidos de palhaço." Ouço Normani suspirar, caindo na cadeira ao lado de Dinah. A loira acariciou seu ombro em apoio.

"M de... M é de Melanie?" Camila perguntou, ajeitando Ariana em seu colo.

"Não, Melanie também foi sequestrada e quase morreu," Me apressei en dizer, não sei ao certo o porque. Uma coisa não saía de minha cabeça, e eu precisava de ajuda para decifrar isso. "Gente," Chamei a atenção de todos. "Quando Lauren e eu fugimos da primeira vez, alguém vestido de preto nos seguiu."

"Onde quer chegar, Ally?" Dinah foi a primeira a se pronunciar, embora todos me olhassem curiosos.

"Alguém têm nos seguido. Esse alguém tirou a mim e a Melanie de lá. Alguém que esteve nos seguindo por tempo o suficiente para estar no lugar certo, na hora certa. E porque esse alguém nos ajudaria?"

A resposta para a minha pergunta era inexistente até então, como eu imaginava. E tudo o que se seguiu fora trocas de olhares.

~*~


Eu acabava de sair da aula de literatura e, pela primeira vez na vida e como ninguém imaginei, eu estava odiando livros. Quem se importa se você concorda com seguir a razão ou a emoção? Não importa qual você siga o mundo vai arrumar um jeitinho todo especial e elaborado para foder sua vida. Umas mais do que outras, ainda sim ninguém sai imune.


Suspiro, enconstando-me em uma porta de sala qualquer. Parecia que minha cabeça ia explodir a qualquer momento, uma expressão bem irônica para ser usada por mim, considerando que há horas atrás eu estava tentando fugir de uma explosão que provavelmente me deixaria em pedaços.


"Allyboo, você está bem?" ah não, sem cabeça para isso agora, Troy.


"Sim, estou ótima, maravilhosa, nunca estive tão bem," Me recompus rapidamente, juntando os livros em meu peito e encarando Troy com fúria.


"Eu só quero ajudar," Ele deixou seus ombros cair em tristeza.


"Por favor, no nível em que estamos não há condições para você se fazer de vítima, Troy," Revirei os olhos.


"Ally, não me irrite, tenho certeza que não é o que quer agora," Sua pose rapidamente mudou, aquele tom de dominação voltando. Como eu pude gostar disso algum dia? Estou indignada comigo mesma.


"Algum problema por aqui?" Ouço uma voz baixa e grave, com uma entonação superior soar atrás de mim. O barulho da porta que outrora eu estava apoiada sendo fechada. Era um homem alto, moreno e parecia respeitável.


"Malik, não se intrometa," malik? Zayn Malik? Meu psicólogo e de Lauren?


"Ogletree, não acho que Simón vá gostar de saber que está importunando uma aluna dessa forma," Ele realmente soava como alguém respeitável. Minha impressão do homem desconhecido foi comprovada quand Troy o fulminou com o olhar, se retirando sem uma palavra sequer. "Não se preocupe, ele não vai mais incomodá-la," e seu tom era tão confiante que me passava uma certeza absoluta. Uou.


"Obrigada," Tentei sorrir, realmente não estava com ânimo para tal.


"Você e Lauren não compareceram a nossa última, e sua primeira, cessão," oh sim, tínhamos consulta com ele.


"Desculpe, mas nós-" Ele me cortou:


"Estavam respondendo a policiais e sendo seqüestradas, sim, eu sei," Ele riu de forma descontraída.


"Vida agitada," O acompanhei.


"Ally, precisamos conversar," Lauren se aproximou em passos imprudentes. Revirei os olhos novamente.


"Oh, hey Lauren," que olhar foi aquele que Malik deu para minha namorada?


Okay, não somos oficialmente namoradas, mas...


Que seja, somos alguma coisa, então ele não pode olhá-la assim.


"Hey Malik," Ao menos Lauren não havia o dado atenção. "Ally."


"Eu sei," Suspirei, pegando em sua mão e lhe dei um sorriso forçado. Ela franziu o cenho, se confundido com minha reação. Lhe dei um olhar mortal, então a morena fingiu sorrir também. "Vamos, amor. Tchau, sr. Malik."


"Tchau Mal-" A impedi de acenar e terminar sua despedida, me afastando em passos rápidos e puxando-a junto, parei somente ao chegar na porta do quarto de Normani. Camila estava no nosso junto a Dinah e Ariana, Lauren e eu realmente precisávamos conversar a sós.

"Que ceninha foi aquela?" Lauren questionou ao fechar a porta enquanto eu, adentrava o quarto batendo os pés.

"Er... Oi?" Normani saiu do closet, segurando uma jaqueta e nos olhando em confusão. Sentei-me, mais como joguei-me, na cama de Normani, cruzando os braços.

"Por favor, como se você não tivesse percebido como o tal do Zayn te olhou," Bufei, ignorando totalmente Normani, que voltou a se pronunciar:

"Assim, acho que erraram de dormitório, só acho," A garota negra franziu o cenho.

"Mas que porra você tá dizendo? Eu já estava aqui antes mesmo de Malik se tornar psicológico do internato, tem ideia de quantos anos nos conhecemos e me consulto com ele?" Lauren também cruzou os braços, totalmente indignada.

"Gente, eu posso considerar isso invasão, tá?" Normani falou um pouco mais alto, finalmente capturando nossa atenção.

"Calada!" Gritamos Lauren e eu em uníssono.

"Esse é o meu dormitório!"

Logo, nós três começamos uma discussão alta e barulhenta na qual nenhuma frase ficava totalmente clara. Somos interrompidas pela porta se abrindo e Niall segurando algo, no entanto.

"Garotas! Eu trouxe torta!" Ele quase saltava de animação

Lauren, Normani e eu o direcionamos olhares furiosos.

"Acho que vou comê-la sozinho mesmo," Pude ver Niall se arrepiar, saindo rapidamente.

"Ally, precisamos conversar a sós e civilizadamente," Lauren balançou a cabeça negativamente, se recompondo.

"Okay, por que não ser obrigada a sair de meu próprio dormitório, certo? Nenhum problema," Normani nos fulminou com o olhar, saindo logo em seguida. Lauren e eu saltamos ao ouvir o bater forte da porta.

"Sobre Melanie..." Lauren começou a falar, porém não a deixei terminar e nem planejava deixar.

"Você e Normani sabiam disso, simplesmente não me contaram nada!" Me lavantei da cama, ficando frente-a-frente com a morena.

"Não, não contamos. E nossa intenção era te proteger, então não me arrependo nem mesmo um pouco," Lauren tinha uma pose desafiadora que apenas me irritou mais.

"Me proteger? Por que todos acham que mentir é a melhor forma de me proteger? Meus pais mentiram para mim, minha mãe agora está morta, minha irmã se tornou uma psicopata que me odeia e meu pai me enfiou na porra de um internato para jovens problemáticos com pessoas realmente perigosas. Pode me dizer como isso é me proteger?!" Gritei fora de mim.

"Eu não sou seus pais, mentir para você estava apenas te mantendo longe da Melanie e é assim que me trata!" Laura gritou de volta. Eu estava sirpesa por ela ficar fora de si, mas estava com raiva demais para me importar.

"E olha como descobri," Ri melancolicamente. "Você sequer demonstra qualquer emoção diante de tudo que estamos passando, eu nem sei se você se importa!" Segurei as lágrimas ao máximo que pude, especialmente ao ver os olhos verdes brilhar com ad lágrimas surgindo. Droga, Lauren ia chorar.

"E você acha que não sinto? Que não me importo? Que não dói? Eu fui obrigada a ter que aprender a lutar, Ally, lutar até onde eu não puder mais. E esse não puder mais significa apenas minha morte. Enquanto isso eu tenho que não me abalar e continuar lutando porque não tenho outra opção! Eu nunca tive sorte como você de encontrar boas influências e ter amigos não-problemáticos para me ajudar e se importar comigo! Eu fui obrigada a ter que abandonar toda minha humanidade com onze anos e ter que lidar com coisas que você sequer faz ideia! Você achar que também não estou quebrada por dentro? Eu não sou vazia como todos acham, e pensei que você não fizesse parte desse todo!"

E então ela desabou. E eu desabei. Parece que realmente cairiamos juntas a partir de agora, se uma cair, a outra também cai.

"Me... Me desculpa," A puxei para a cama, próxima a mim. Lauren havia deixado seus muros cair e isso era assustador. Mas ela escolheu a mim. Ela escolheu a mim para demonstrar o que havia dentro dela, o que ninguém conhecia e sequer sabia que existia. E eu não minimizaria isso.

Deitamos na cama. A garota mais velha envolveu os braços em minha cintura, deitando o rosto em meu peito enquanto eu acariciava seus cabelos tentando acalmá-la. E foram assim que se passaram os próximos minutos, com minhas lágrimas e seus soluços.

"Lauren," A chamei, me deparando com os olhos verdes a me olhar. "Eu quero que me conte... Sua história, sua história com Melanie, com Normani e Justin... Eu quero saber. Tudo."


Notas Finais


O capítulo ficou bem merda e cheio de erros mesmo porque comecei ele há meses e vim terminar agora às três da manhã, desgurpa :((

Prometo tentar deixar o próximo melhor, amo vocês :3

Xoxo, Emz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...