História Who Are You - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Exibições 943
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá meus amores, como vocês estão?

Capítulo 32 - Não daríamos certo


Fanfic / Fanfiction Who Are You - Capítulo 32 - Não daríamos certo

P.O.V Camila

 

Assim que eu fechei a porta, eu não tive controle sobre as minhas pernas, e muito menos as lagrimas que escorriam pelo o meu rosto. O meu corpo se arrastou pela porta em uma lentidão até que eu estivesse sentada no chão. Os soluços escapavam pela minha garganta em um choro desesperado. Eu não sabia ao certo porque eu estava chorando. Eu só não conseguia parar de chorar. A cada soluço que escapava, era como se um peso fosse arrancado de minhas costas, o choro que eu havia guardado por durante todo esse tempo. Eu não sabia ao certo o que eu estava sentindo. Eu sentia ódio, ódio de mim mesmo por ser tão frágil e vulnerável quando se trata de Lauren, eu sentia ódio por amar tanto a Lauren, eu sentia ódio de Lauren, por ela ter demorado tanto para vim atrás de mim, eu sentia ódio porque mesmo depois de tudo, olhando para ela ali na minha frente, a única vontade que eu tive foi de me jogar nos braços dela...

 

- Camila? – Escutei uma voz do outro lado da porta seguidos de batidas leves na porta. Eu não consegui reconhecer a voz, pois os meus soluços saíram mais alto, eu também não me importava. Eu só queria ficar ali e chorar sozinha. Como todas as outras vezes em que chorava.

 

- Vai embora – A minha voz saiu tão baixa e embolada por conta do choro que eu tenho quase certeza que quem seja que fosse ali do lado de fora do quarto, não havia me escutado.

 

- Mila, sou eu, abre a porta – A pessoa insistiu e eu levantei a cabeça quando finalmente reconheci quem estava ali. Sequei as lagrimas de meu rosto e me levantei do chão com calma – Mila? – Insistiu batendo na porta. Soltei um suspiro pesado e sequei as minhas lagrimas mais uma vez, que insistiam em cair em meu rosto e girei a chave e abri a porta com lentidão dando de cara com Ariana.

 

Fiquei ali lhe encarando por breves segundos. Eu mantinha a minha mão na maçaneta da porta incapaz de me mexer. A preocupação exalava nos olhos castanhos de Ariana, ela me encarava como se estivesse analisando, quando ela finalmente se mexeu e com dois passos largos em minha direção, o seu corpo já estava se chocando contra o meu em um abraço apertado.

 

- Own, Mila – Murmurou e eu rapidamente empurrei a porta fechando a mesma e retribui o abraço. Naquele momento eu me senti segura ali, eu não sabia explicar a sensação, mas eu só consegui chorar, eu sabia que agora eu poderia chorar.

 

Eu tinha a minha cabeça apoiada no ombro da mais baixa enquanto ela acariciava os meus cabelos. Nada mais foi dito naquele quarto, eu apenas chorei no ombro de Ariana, enquanto ela acariciava os meus cabelos, esperando pacientemente que eu me acalmasse. O que demorou uns bons minutos. Quando já estava um pouco mais calma, Ariana desfez do abraço e segurou o meu rosto com uma delicadeza que só ela tinha e secou as lagrimas do meu rosto.

 

- Verônica me falou que ela estava aqui – Comentou com a voz baixa e eu suspirei – Quando quiser conversar, eu estou aqui, mas agora, que tal um banho? Eu fico aqui com você hoje – Assenti sem conseguir falar nada. Apenas deixei que ela me guiasse até o banheiro do quarto. – Você quer que eu te dou banho, bebê? – Brincou, usando uma voz infantil, arrancando um riso fraco meu – Eu vou buscar no meu quarto as minhas coisas, para mim poder dormir com você, não vou demorar, prometo – Avisou e eu assenti, ela deixou um beijo em minha testa e em seguida saiu do banheiro me deixando ali.

 

Fiquei parada no mesmo lugar, até que ouvi o barulho da porta do quarto se fechando. Soltei um longo suspiro e comecei a retirar a minha roupa. Eu já havia tomado banho, mas eu realmente precisava de mais um banho, ele me fazia relaxar. Depois de tirar a minha roupa eu entrei no box e liguei o chuveiro. Fechei os meus olhos quando senti a agua quente caindo sobre mim, mas eu não me permitir pensar em Lauren, eu não iria chorar novamente, não iria mesmo. Fiquei pensando na premiação que aconteceria amanha, uma ansiedade tomou conta do meu corpo, era a primeira vez que iria sozinha, como Camila Cabello, eu não sabia se estava preparada para isso. Ultimamente as coisas foram acontecendo tão rápido.

 

- Mila, cheguei – Escutei a voz de Ariana e rapidamente desliguei o chuveiro. Puxei o roupão que tinha ali pendurado próximo ao box e enrolei em meu corpo, saindo de dentro daquela caixa. Sequei o meu pé no tapete no chão e sai de quarto com um pequeno sorriso no rosto – Olha só, já está até sorrindo – Ariana comentou. Diferente de antes, agora ela vestia um short rosa de algodão, marcando suas coxas e uma camiseta um tanto quanto larga. Ela estava bastante confortável enquanto arrumava a cama, para deitarmos.

 

- O banho me relaxou – Digo com um sorriso tranquilo e ela sorriu, suas covinhas fofas me fizeram sorrir automaticamente.

 

- Eu não separei roupa para você, fiquei com medo de abrir esse seu guarda roupa ai que você chama de mala – Falou com uma careta no rosto e eu ri baixo. Ariana vem implicando com a minha mala, desde que nos encontramos no aeroporto de Miami, antes de virmos para cá.

 

Fui até a minha mala e peguei uma calcinha boxer e vesti e em seguida tirei o roupão e joguei para longe de mim, não precisei abrir a outra parte da mala pois decidi colocar um moletom cinza que eu havia ganhado de uma fã no aeroporto, assim que cheguei em Londres. Me virei e Ariana estava sentada na cama me olhando com um sorriso no rosto. Suspirei com um pequeno bico nos lábios e caminhei até a cama e me deitei naquele colchão macio, me arrastando até ela para poder apoiar minha cabeça em seu colo.

 

- Ela veio me pedir desculpas – Murmurei cortando o silencio que se exalou naquele quarto. Eu sabia que ela não falaria nada, e esperaria o meu tempo. – Disse que me ama, e que está arrependida de tudo e que vai lutar por nós...

 

- E não era isso que você queria? – Perguntou calma, sua mão acariciava o meu cabelo. Fiquei um tempo em silencio, os meus olhos já começava a embaçar pela as lagrimas teimosas que insistiam em sair de meus olhos.

 

Suspirei e me sentei na cama rapidamente, secando os meus olhos. Ariana me encarava atenciosa, fechei os meus olhos e suspirei mais uma vez.

 

- Porque ela demorou tanto? – Soltei a pergunta que rodeava a minha cabeça. A minha voz embargada. Dessa vez quem suspirou foi Ariana.

 

- Porque, o que talvez para você, possa parecer simples. Para ela não é, e talvez ela precisasse desse tempo para aceitar tudo isso, se aceitar....

 

- Você está defendendo ela – Acusei – Você é a minha amiga aqui, você tem que ficar do meu lado – Quando falei isso, Ariana riu, sim, ela riu.

 

- Eu não estou do lado de ninguém – Se defendeu e eu bufei me jogando na cama.

 

- Não podia ser tudo mais fácil? Sei lá, porque eu não me apaixonei por você? – Murmurei com a voz chorosa.

 

- Porque não daríamos certo, porque o seu destino é ao lado dela – Ariana respondeu calma e se deitou ao meu lado – Eu sempre te falei isso – Ah olhei, e ela me olhava sorrindo. Sua mão escorregou pelo o pequeno espaço entre a gente até encontrar a minha mão, e ela entrelaçou nossos dedos – Quando eu fui atrás de você pela primeira vez, eu confesso que minha intenção era outra e sim, eu queria você, eu queria que você se apaixonasse por mim. Mas hoje... – Os seu dedo polegar acariciava as costas de minha mão – Mas ai começamos a conversar, e ai eu percebi o quanto nos dávamos bem, parecia que eu lhe conhecia a anos, foi quando eu percebi que não daríamos certo, e sei que você pensa a mesma coisa – Sorri fraco e assenti – Nós somos muito parecidas, e no fundo, no fundo, eu sempre quis que você se acertasse com a Lauren, porque é ela quem realmente pode te fazer verdadeiramente feliz e isso não tem o que discutir. Tudo bem, que quando isso acontecer, essa amizade gostosa vai acabar, se é que você me entende – Balançou as sobrancelhas sugestiva e eu soltei uma breve risadinha – Mas acho que você sobrevive sem os meus dedos – Piscou e eu lhe dei um leve tapinha no braço – Eu estou brincando, mas o que eu quero te dizer agora, de verdade. Olha para mim – Disse em um tom sério e eu á olhei – Tudo é fácil, são vocês duas que sempre complicam – Desviei o olhar – Quando começamos isso, entre a gente, sabíamos que isso iria despertar a Lauren, e fazer ela enxergar tudo, porque é quando percebemos que estamos perdendo aquilo que amamos a gente acorda para vida, e se não desse certo, você seguiria sua vida de verdade, não era isso? – Perguntou e eu a encarei novamente – Não era isso que você queria? Que ela viesse? Ela veio Camila. Não se fecha para ela, não se fecha para isso que você sente, não prolonga esse sofrimento de vocês, se ela está ali para você novamente, mesmo que tenha demorado, não importa, não tenha medo de se entregar, de se jogar para esse sentimento de vocês, se der errado, tudo bem, você tentou, você não está sozinha agora, entende....


Notas Finais


Eu tenho vontade de guardar a Ariana em um potinho ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...