História Who are you? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 25
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HUUUUUUUUUL. ESPERO QUE GOSTEM SEUS LINDUS <3 <3 <3

Capítulo 3 - Boys and girls


Fanfic / Fanfiction Who are you? - Capítulo 3 - Boys and girls

~Sasuke~

Era ela. Não tinha nenhuma dúvida de que era. Ela estava diferente. Fechada. Ela tinha mudado muito, mas eu sabia que bem lá no fundo ela era a mesma pessoa. Não sabia o que a havia mudado, mas eu acreditava que eu tinha contribuído para que isso acontecesse. A minha Sakura não era japonesa então se for ela está também não será.

-Então...Sakura...o que te trouxe ao Japão?

-Como assim?

Precisava ser mais direto.

-Você não é japonesa.

Por um momento eu a surpreendi, mas logo essa expressão surpresa desapareceu.

-Nem vc...

Como ela sabia? Não faço ideia. Não sei se ela sabia que era eu. Se sabia não dava indícios de saber. A encaro e sorrio.

-Sim...

O intervalo acaba.

Me levanto da mesa. Isso vai ser divertido.

-O que me trouxe ao Japão foi o simples fato de eu querer vir para cá.

Olho para ela. Eu a deixei na defensiva. Ela está receosa. Ela tem seus segredos e eu tenho os meus. Acontece que todos nós temos segredos. Obscuros ou idiotas. Tem os segredos que nós vamos contar para alguém um dia e outros que nós vamos guardar conosco para sempre. O que define isso não é você ou a sua vontade, mas sim o que a vida e o tempo reservam para você.

Me dirijo para a sala. Com o canto do olho eu vejo ela morder o lábio inferior. Não consigo deixar de sorrir. Me lembro de quando ela me contou isso:

“Sasuke: me diga uma mania sua

Sakura: deixa eu ver.…eu mordo o lábio inferior quando estou nervosa, se bem que ando fazendo muito isso ultimamente, e não estou nervosa…eu acho...”

Suspiro. Não acredito que tive que chegar a esse ponto. O que no fundo não adiantou nada. Eu só pude descarta-la, mas agora aqui está ela novamente. Faz tempo não é mesmo Sakura? De algum modo eu gosto de te ver aqui. Eu já sabia do seu rosto, mas quando eu vi a foto você parecia uma princesinha, olhos verdes, cabelos loiros longos....

Olho para ela. Bem, não posso deixar de admitir que ela desperta um certo desejo em mim. Ela olha para mim.

-Perdeu alguma coisa?

-Não perdi nada.

-Então está olhando o que?

Da ombros.

-Nada.

-tsk.

Na verdade, eu já perdi muita coisa Sakura. O próprio sentido da vida eu já perdi e já desisti de procurar.

Entro na sala e me sento no meu lugar ao lado dela. Eu observo seus movimentos. Ela se senta e fica olhando para a janela.

-O que há de tão interessante para você ficar olhando?

-Nada demais. Mas eu tenho que olhar para algum lugar não tenho? Então eu escolhi olhar para esse jardim por que afinal ele existe para ser observado.

-Realmente. Mas por que olhar para o jardim exclusivamente?

-É uma boa pergunta. Eu poderia olhar para uma arvore apenas, para as flores, mas por que para o jardim? Poderia olhar para frente, para trás ou para os lados..., mas por que o jardim? Eu acho que ele me prende. O simples fato da sua existência me faz querer observa-lo.

-É uma boa observação.

Então me pergunto: por que estou tendo essa conversa com ela? Por que eu resolvi conversar com ela? Por que o que ela faz me importa? São perguntas que devem ter uma resposta complexa e eu não estou afim de analisa-las.

Ela volta a olhar para a janela e eu volto a observa-la.

Volto minha atenção para o professor que começa a falar:

-Turma temos muitos alunos novos e eu vou propor uma interação. Vamos fazer um trabalho em grupo. Vocês vão cantar uma música de um grupo. O mínimo são 4 membros e o máximo 10. Vou deixar vocês por conta disso nessa aula. Tem até o final da aula par me entregar a equipe e a música.

Os meninos já começam a se organizar.

-Sasukeeee venha cá. -que escandaloso esse menino.

Me levanto e vou até a rodinha formada.

-tsk...escandaloso.

Naruto olha para a Sakura.

-SAKURA-CHAN.

Ela olha para ele surpresa. Então Naruto acena para ela que vem em nossa direção.

-Oie!

-Sakura-chan quer entrar no nosso grupo?

-Mas só eu de menina?

-não tem problema.

-ok então- ela se senta em cima da mesa- mas que grupo vai ter só uma garota?

Eu não ligo. Mas os garotos parecem pensativos.

-Podiamos fazer um machup- ela diz de repente.

-É uma boa ideia- comenta Neji.

-Qual musica vocês querem cantar?

-Precisamos de um grupo com 5 membros masculinos-pontua Shikamaru

-Big Bang- Sakura se apressa.

Percebo que ela é do tipo que gosta de fazer as coisas do seu modo. Sorrio com isso, mas ninguém percebe.

-E você vai fazer quem?

Nesse momento uma garota se aproxima da gente. É a Ino.

-É meio difícil cantar com só uma garota não acham?- da um sorriso- sou Ino- se apresenta para a Sakura.

-Sou Sakura.

Hinata se aproxima também juntamente com a TenTen e a Temari.

-Hinata.

-TenTen

-Temari

Sakura sorri. Eu não ligo mesmo. Foda-se o que eles quiserem.

-Pois agora somos 10- diz naruto.

-BigBang e Red Velvet- Sakura sorri.

-Bang Bang Bang- interrompe shikamaru.

-E dumb dumb dumb- é a vez da Hinata.

Todos concordam com a ideia e eu nem me importo.

-Podemos nos encontrar depois da aula- diz Temari.

-Onde?

-Podem usar minha casa- digo. Quando mais rápido resolvermos melhor.

Todos concordam. Vamos todos comunicar o professor. A aula acaba.

Ultimo tempo.

As pessoas estão alegres e ativas com esse trabalho. Eu não vejo motivo para toda essa euforia, mas uma coisa me faz sentir ansioso para esse trabalho.

Por alguns breves momentos daquela aula eu me permito olhar para a Sakura. As vezes ela parece ativa e atenta a tudo que dizem. Outros momentos ela parece perdida em seus pensamentos. Eu não sei sobre o que ela pensa, mas por algum motivo eu tenho vontade de saber, de descobri-la. De fazer com que ela se abra. Algo me diz que o que se passa pela cabeça dela é interessante.

Eu afasto esse tipo de pensamento. Não vai me levar a lugar algum.

Então a aula acaba. Marcamos nos encontrar às três horas. Era uma hora. Eu saio do colégio e vou me dirigindo até o meu carro. Eu sempre paro longe da entrada, umas duas quadras para cima.

Me estaciono perto de um parque cercado de por muros.

Quando posso avistar o carro avisto também acima dele, sentada no muro uma garota com cabelos rosa.

-Sakura-murmuro

Ela tem um olhar distante. Parece querer algo do mundo. Ela fecha os olhos e começa a cantarolar alguma coisa que eu não consigo ouvir.

Eu devia ir até o carro e ir para casa.

Eu devia sair de perto dela.

Eu não devia me aproximar e nem sentar no muro ao lado dela.

Mas eu me aproximo.

Eu sento ao lado dela.


Notas Finais


?????????????
e agora em?
so no proximo capitulo
muaahahahahahahahahhahahaha
tantantaaan
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...