História Who Got The Power? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Little Mix, One Direction, Zara Larsson
Personagens Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Leigh-Anne Pinnock, Perrie Edwards, Personagens Originais
Exibições 62
Palavras 1.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Super Power, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Muito obrigada pelo feedback inicial :)
Boa Leitura!!!

Capítulo 2 - Dna


Fanfic / Fanfiction Who Got The Power? - Capítulo 2 - Dna

Perrie Point Of View

 

A única coisa que eu senti foi minha cabeça doer tão forte que me impedia de fazer qualquer coisa. Depois parecia que meu sangue estava sendo bombeado mais rápido e eu abri os olhos me deparando com um teto metálico.

Levantei com cuidado e me vi numa espécie de quarto de hospital. Olhei para os lados e não encontrei ninguém. Logo alguém abre a porta e eu me assusto, dando um pequeno pulo.

— Ah, você acordou! - um garoto moreno com barba por fazer e jaleco branco entrou na sala e se dirigiu a um pequeno armário que havia do lado da espécie de cama onde eu estava deitada.

— E você quem é? - perguntei planejando mil e um métodos de escapar caso ele tente algo.

— Meu nome é Zayn, Zayn Malik e eu só vou... - ele veio para o meu lado com uma agulha e não pensei duas vezes em dar um chute na sua genitália e sair correndo. Ele gritou algo mas nem ouvi pois entrei em desespero e corri mais ainda.

Olhei para trás pra ter certeza que o tal de Zayn não estava vindo atrás de mim e antes que pudesse virar para frente novamente, bati em alguém e nós caímos no chão.

— Meu Deus! - disse a garota, que logo vi que era Jesy - Você tá legal? - nós ficamos de pé e eu dei uma rápida olhada para trás novamente.

— Sim, mas vamos logo precisamos achar uma saída desse lugar e...

— PERRIE! - ela gritou e eu recuei a olhando espantada - Não se preocupe, estamos a salvo aqui.

— Aqui? O que é aqui?

— É um laboratório. Um grupo de jovens cientistas nos acharam desmaiadas depois que caímos por cima da Bateria.

— Bateria? - como assim? Eu já não estava entendo mais nada.

— Sim, é como se chama aquela pedra esquisita que brilhava. Não se preocupe, eles não nos fizeram mal, só nos ajudaram. E tem mais uma coisa... - nesse momento a vergonha tomou conta de todo meu corpo.

— Jesy.

— O que foi?

— Acho que chutei o... Você sabe... De um desses cientistas.

— Chutou o quê? - arregalei os olhos. Não sou boa com esse tipo de explicação.

— Você sabe! - falei entredentes e mexi a cabela, logo ela pareceu entender.

— Perrie, você chutou as bolas dele? - Jesy disse surpresa e eu fiz sinal para que ela não gritasse.

— Cala a boca! - ela começou a rir mais ainda me fazendo ficar mais vermelha do que eu provavelmente já estava.

— Não pensei que você fosse tão doida. - ela continuou rindo.

— Eu não sou, tá legal? Ele só veio para cima mim com uma agulha e eu detesto agulhas. - cruzei os braços.

— Era pra ver se estava tudo certo com você. Ele ia coletar seu sangue e fazer alguns testes.

— Então acho que devo desculpas a alguém. - Jesy saiu de perto de mim ainda rindo e eu andei até o local onde eu estava antes. Quando eu cheguei na porta, travei, mas logo respirei fundo e adentrei o quarto me deparando com Zayn sentado na cama respirando fundo. - Ér... Acho que te devo desculpas. - ele me olhou - Por você sabe... - chutei de leve o ar e ele riu.

— Tudo bem. Acho que a culpa foi minha por não ter me apresentado direito antes de pegar uma agulha e ir na sua direção. - eu ri de leve - Você tem medo?

— Do quê?

— De agulhas.

— Ah... Eu só... Não gosto. - cruzei os braços tentando não dar importância ao fato do meu medo de agulhas ser real e Zayn riu. - Enfim, será que você poderia me contar onde exatamente estamos? Porque eu encontrei minha amiga e ela me disse algumas coisas mas não é o suficiente para me sentir segura em estar aqui. Tenho muitas perguntas ainda.

— Você é bem curiosa.

— Tenho que ser. - o moreno fez uma careta se mostrando satisfeito com a minha resposta, levantou e me conduziu até a cama novamente,

— Conto tudo que quiser, mas antes preciso de uma amostra do seu sangue. Promete não me chutar novamente? - assenti, estendi meu braço e evitei olhar para o local, Zayn riu de leve - Bem, eu e meus amigos começamos recentemente a faculdade e fizemos um grupo de estudo para um ajudar o outro nas matérias e tudo mais. Acontece que o grupo foi ficando sério e nós montamos um laboratório no porão da casa de férias do pai do Harry. Recentemente descobrimos um artefato antigo que nos registros históricos é chamado de "vita navitas", que quer dizer "energia da vida" mas foi traduzido por alguns pesquisadores como "Bateria". - ele pressionou de leve um algodão sobre o local que havia tirado o sangue e logo eu segurei para que ele recolhesse a agulha - Quando localizamos a Bateria encontramos quatro garotas caídas por cima dela. Não tocamos nela já que pelo que parecia vocês tocaram e não deu muito certo. - ri constrangida - Então trouxemos vocês para cá para realizar testes.

— Espera um pouco, e o meu carro?

— Está garagem. - um alívio percorreu meu corpo. - Mas garanto que não é essa sua grande dúvida. - ele me olhou e eu fiz o mesmo.

— Tem algo de errado com nós por termos tocado na Bateria? - ele suspirou.

— Não sabíamos o que ela fazia exatamente até coletarmos o sangue da Leigh-Anne, que foi a primeira a acordar. Acontece que a a Bateria modificou o DNA de vocês quatro, de uma maneira aparentemente boa.

— Como assim? - engoli em seco.

— Fale com as garotas, elas vão te explicar melhor. - Zayn saiu da sala me deixando intrigada. Olhei para as minhas próprias mãos, não parecia que havia algo diferente.

Saí do quarto, andei pelos corredores e encontrei Jesy e sua mão estava pegando fogo, mas ela não parecia ligar. Eu corri até ela e e não sabia o que fazer.

— SUA MÃO TÁ PEGANDO FOGO! MEU DEUS! - ela me olhou e riu. Mas o que estava acontecendo?

— Relaxa, é só a modificação que a Bateria fez no meu DNA. - Jesy fechou o punho e o fogo simplesmente sumiu.

— Como assim? - a ruiva me conduziu até um local onde estavam Leigh e Jade conversando.

— Ah, olá Perrie. - elas vieram sorrindo.

— Não vão me dizer que a mão de vocês também pega fogo.

— Não, a Jesy é quem manipula o fogo. - as encarei com dúvida - Eu descobri que posso manipular o ar e a Leigh pode manipular a terra.

— Achamos que você pode manipular água então. - pisquei várias vezes até assimilar as palavras delas.

— Manipular a água? - perguntei sem entender - Como assim? - Jade riu. - Alguém pode me explicar o que está acontecendo aqui de uma maneira bem simples?

— A Bateria nos deu poderes, Perrie. Simples assim.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3 Kittykisses xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...