História Who Killed? - Capítulo 9


Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassino, Escolar, Mortes
Exibições 31
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ohayo minna! ^-^

Estamos prestes a chegar no capítulo 10, onde revelaremos quantos capítulos a fic irá ter.

Espero que gostem do capitulo...

Capítulo 9 - Desvendando o mistério.


*Who Killed*

_Episódio 9: "Desvendando o mistério."_

Um novo dia começa, ao acordarem, os alunos se reúnem no pátio.
Os alunos ainda eram os únicos na escola, pois como o diretor havia dito só sairiam dali quando descobrissem o assassino.
Os outros alunos que correram da escola, não pretendem voltar até que o caso esteja resolvido.

Kan estava sentado junto de Naomi e Raiden, não demora muito e Nara também chega.

Naomi: Então Kan, por que a cara de preocupação?- falou como se nem estivessem presos numa escola prestes a morrer.

Kan: A Kin... Não entendi o porque da identidade dela ter uma data de nascimento tão antiga...- respondeu duvidoso.

Nara: Deve ter sido algum erro, ou sei lá!

Então Kaguh passa correndo por todos.

Yasue: Que diabo é isso?!- diz enquanto Kaguh passava quase levando os outros.

Kaguh: Desculpa, é que lançou um jogo novo e acabei de baixar, to louco pra jogar, fui!

Keiko: É um besta mesmo...

*Quebra de Tempo...*

Já estava quase anoitecendo, quando Ekko pede que todos se reúnam no refeitório, e assim foi feito, parece que ele queria dar um aviso importante.

Ekko: Bom, com todos os ocorridos, deixamos passar algo muito importante!

Riku: Do que está falando?

Ekko: Não me diga que já esqueceu?

Aya: Você está falando de Miro, não?

Ekko: Na mosca! Esquecemos do vídeo que Miro deixou para nós, e agora com as luzes ligadas, podemos finalmente ver quem era o assassino!

Naomi: Tem razão! Ficamos esse tempo todo bancando os lerdos...

Kan: Bom, então vamos logo.

Keiko pede que todos se acalmem, e esperem, então ela vai rumo a sua bolsa, ela pega um gravador de voz, e retorna até todos para mostrar a eles.

Keiko: Eu encontrei isso... na boca do Katsuo, aparentemente é por causa disso que aquelas vozes saiam dele.

Então Keiko liga o áudio, que demonstra exatamente as vozes de cada um dos mortos.

Nara: Então era por isso que estavamos ouvindo aquelas vozes. Interessante...

Raiden: Quem liga? Está quase na hora do jantar.- Aiko da um tapa em Raiden, o repreendendo.

Aiko: Gordo sujo!- fala com nojinho após ter tocado nele.

Todos vão até a sala de vídeo, e se preparam para ver finalmente quem era o culpado.
Ou quase todos...
Eles começam a assistir o vídeo.
Miro estava sendo perseguido pelo assassino, até que é finalmente alcançado e acertado.
Miro estava no chão, parecia chorar um pouco, e agonizava, então ele filma a cara do assassino, que o perseguia, o assassino é....

YUD!

Todos ficam surpresos ao ver que Yud era o assassino, e se surpreendem mais ainda ao perceber que ele era o único que não estava na sala, aliás, ninguém viu ele o dia inteiro.

Aya: Certo! Vamos organizar uma busca pelo Yud, aquele que achar... mata!

Keiko: Tem razão maninha...

Riku: Não podemos deixar esse maldito viver! Concordam?- nesse momento, todos concordam balançando a cabeça em afirmação.

A procura começa, cada um vai para um canto, procuram até ter anoitecido totalmente, porém, ninguém consegue encontrar Yud.

Kin: Será que procuramos em todos os lugares?

Ekko: O único lugar pelo qual não procuramos... foi o teto!

Então, todos correm para o último andar, e ao chegarem, abrem a porta que ficava no telhado, e levava para o teto.
Ao chegarem encontram Yud lá em cima, sentado, admirando as estrelas.

Kan: Yud...

Nara: Eu e... Você... que nojo!

Riku: Viemos matar você, seu desgraçado!

Yud permaneceu quieto por um momento, até seus olhos se encheram de lágrimas.

Yud: Não fui eu!! Acreditem em mim!- falou, porém todos o olharam com nojo, e logo não acreditaram.

Nara: Como não foi você? Nós vimos!

Aiko: É muita cara de pau, você nao cansa de mentir né?

Ekko: Aquele dia, com aquela faca... e aquela sua arma, como pudemos ser tão cegos?

Kin: Seu maldito, vamos acabar com você!!

Yud: Kin! Até você? ATÉ VOCÊ?!- Disse começando a se alterar.

Kin: Não fale... como se fossemos melhores amigos.

Então todos gritam com raiva, e partem para cima de Yud que já estava um tanto que na beirada do prédio.
Sem nem pensar, todos o empurram, o fazendo cair do topo do prédio, e Yud somente grita enquanto cai.

Yud: Não... Não... acreditem em mim! O assassino é...- nesse momento Yud se choca com o chão, morte direta.

O sangue de Yud começa a se espalhar pelo chão, o seu corpo foi totalmente esmagado com o impacto da queda, afinal, era um prédio muito alto.

Todos ficaram observando Yud lá de cima, ninguém sentiu nenhuma culpa, nenhum remorso, ninguém iria lembrar de Yud, ou se quer mesmo tocar no nome dele de novo.

Ekko e Kan vão até o diretor e o avisam que o caso está resolvido, sendo assim, o diretor os libera do castigo, e aproveita para ligar para os outros alunos, e comunicar que todos já podem retornar para a escola.

Sendo assim estava tudo resolvido, não é mesmo? Mas... Será que está mesmo?

*QUEBRA DE TEMPO...*

Duas semanas se passaram... as aulas retornavam, e dessa vez, todos os alunos estavam indo, parece que haviam até mais alunos, tanto que... chega um novo aluno, um novo aluno na sala de 17 e 18 anos, um novo aluno... na sala do grande massacre.

O nome do aluno, é Leori.

Nome: Leori Matsuri (Lêori)

Idade: 18

personalidade: calmo mais pávio curto, tímido, amigável

O que gosta de fazer: Jogar futebol.

Leori parecia ser um bom aluno, embora seja um pouco quieto demais.
Leori chega na sala, as meninas já não vão muito com a cara dele pelo seu jeito de "safado", menos Aiko, ela estava adorando a chegada no novo aluno, já queria dar e ainda tava vestida...

Leori chega na sala, se senta na frente, e logo Ekko e Kan vão até ele.

Ekko: Sabe da reputação dessa sala? Por que veio pra cá?

Kan: Você não é do mal né? Vai ser um bom companheiro?

Leori: Wooow, muitas perguntas. Não sou do mal, sou um bom companheiro, vim para me tornar um detetive, e sei sim do grande massacre.

Ekko: Ótimo, já resolvemos o caso mas melhor manter os olhos abertos, você é suspeito, pode ter tido relações de fora, nunca se sabe...

Leori: Acho que algo que eu sei bem, é não ser descoberto, hehehe.

Aiko de longe observava Leori, e ia ao delírio em seus pensamentos.

Aiko: Um Poldo!- disse bem baixinho, porém foi o suficiente para Kin ouvir.

Kin: Safada!- disse sorrindo de canto.

E assim foi... o dia foi passando, nada de mortes, somente um dia normal, ou talvez nem tanto, quem é esse Leori? Ele pode ser um perigo? E quanto a Yud? Ainda há muitas duvidas.

To be Continued.


Notas Finais


O que acharam do capitulo?

Gostaram da revelação? Será que Yud é realmente o assassino?

Tantas dúvidas *-*

Dêem sua opinião aí em baixo!!^-^

Não se esqueçam de favoritar(se gostaram) ~_~

Até próximo domingo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...