História Who Knows? - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs
Personagens Chandler Riggs, Personagens Originais
Tags Chandler Riggs
Exibições 25
Palavras 4.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEY PESSOAS!

Sorry a demora, MASSSSSSS esse foi um mês muito corrido pra mim (ainda está sendo)

Mas consegui escrever esse capítulo e postar pra vocês!

Não vou postar mais nenhum capítulo até dia 7 de dezembro pois tenho trabalhos e provas finais no Colégio, minha formatura do inglês e da escola. Enfim tem muita coisa! Porém depois estou de férias!!! E vou me dedicar completamente a fic! Aumentando a frequências dos capítulos.

Obrigada por todos os favoritos fico muitoooo feliz! Vocês são fodas!


Ah e... shippam Lendler? Respira amigo(a)!

Capítulo 20 - CAPÍTULO 19 - VOCÊ A AMA SÓ NÃO ASSUMIU PRA SI MESMO


Fanfic / Fanfiction Who Knows? - Capítulo 20 - CAPÍTULO 19 - VOCÊ A AMA SÓ NÃO ASSUMIU PRA SI MESMO

Leiam as notas iniciais! 

- Coloca o leite - digo a Chandler que fazia as panquecas cuidadosamente - Isso aqui, quebra o ovo - o entrego o ovo e uma xícara e ele analisa a xícara e joga o ovo com força dentro da mesma e eu grito - NÃO! - Rio

- O que?

- Você é burro ou só se faz? - pergunto a ele que estende o dedo em resposta - Tá deixa que eu te ajudo. Eu faço primeiro, bate na borda da xícara e depois quando ele rachar, abre e pronto! Daí você joga na mistura. - mostro tudo calmamente e vou até a lixeira com as cascas em mãos.


- Ah.... o negócio branco não vai? Ei! Não joga fora! - Eu ri

- Isso se chama casca, e - as jogo no lixo - Não utilizamos para receitas. - ele ri

- Quanto eu coloco desse pó branco? - ele pega o saco de farinha e olha
 

- Não é pó branco - ri - Isso é farinha de trigo. - coloco a xícara recém usada na pia e quando olho para Chandler ele estava cheirando a farinha - Não! - ele espira e a farinha cobre o seu rosto eu ri alto enquanto ele tirava a farinha dos olhos.

- Não ri! - ele tossiu e eu não parei de rir - Para! -  não parei - AH É? - ele pega a farinha e joga em minha direção e acerta toda a minha blusa

- Você é muito infantil! - Pego mais farinha e arremesso acertando sua calça e camisa ele para de rir e me olha sério.

- Para! Você que é uma criancinha! - pega mais farinha e eu repito seu ato, prontos a atirar a farinha que, já dava sinal pelo chão, semi cerramos os olhos.

- Solta isso! - gritamos juntos

- Não! - gritamos juntos novamente

- Cala a boca! - Eu grito

- Para! - ele grita - Olha a minha roupa!

- Olha a minha!

- Você é irritante! - gritamos juntos e nesse momento as farinhas viraram armas que voavam pela cozinha.

Eu pulei nas costas de Chandler que se mexia para me derrubar, peguei o saco de farinha e joguei em cima dele e consequentemente do chão inteiro, ele me derruba e quando meu corpo encontra o chão eu grito e fico lá mesmo e quando ele se abaixa mais farinha vai em seus olhos e eu rio, ele se deita no chão em cima de mim e começamos a rolar e brigar pelo saco de farinha que estava no chão.

- Me dá! - Chandler tentava alcançar o pacote, ele segura meus braços e me prende se aproxima de meu rosto e diz olhando em meus olhos.

- Chega! - controlo minha respiração aos poucos e ele sorri

- Me solta agora - digo a ele que nega - Sabe que eu posso muito bem dar uma joelhada no seu amiguinho aí em baixo - sorrio e indico com a cabeça ele ri

- Você não vai, Eu sei que não. - levanto uma sobrancelha

- Mais que droga! Da pra me... - ele me interrompe

- Cala a boca... - ele diz e eu paro e o olho - Seu rosto... tá sujo... - seus olhos brilham como diamantes em minha frente, e me prende fazendo com que minha respiração fique pesada, e eu nervosa.

Ele limpa minhas bochechas com o dedo e sorri, fico envergonhada pois com seu toque uma sensação nova e ao mesmo tempo estranha percorre meu corpo e sinto todos os pelos do meu corpo se arrepiarrem.

- Por que está sorrindo? - pergunto com a maior coragem do mundo e ele sorri novamente

- Nada, eu só fiquei feliz...

- Por que? - pergunto

- Porque eu percebi que você reage aos meus toques extamente como eu reajo aos seus - ele sorri envergonhado.

***

 #####

ELY💝: E o que ele disse?

ME: "Porque eu percebi que você reage aos meus toques extamente como eu reajo aos seus"

ELY💝: AÍ MEU DEUS QUE FOFO!

ELY💝: E VOCÊ?

ME: Não disse nada, ele me soltou e eu fingi não ter escutado.

ME: Limpamos as coisas e voltamos a conversar normal, ele até foi buscar a mala dele.

ELY💝: ELE VAI DORMIR AÍ?

ELY💝: AÍ! QUE TIRO! COMO ASSIM!?

ME: Não sei se vai

ME: Kkkkkk

ELY 💝: Quer saber o que eu acho?

Ely está digitando...

ME: NÃO!

ME: NÃO PRECISA!

ME: Eu preciso ir, tenho que terminar de arrumar minha mala.

ME: Beijos!

ELY💝: Okay...

ELY💝: Aproveite! I Love you

ME: I Love you too!

####

Ri com as mensagens, e continuei a arrumar minha mala, separei as roupas suficientes para dois dias fora de casa, uma roupa para usar amanhã e fechei a mala no exato momento que eu ouvi a porta sendo aberta.

- Let! Eu cheguei! - Disse Chandler que apareceu no meu quarto com uma mala de mão média

- Oi! - sentei na cama cansada e Chandler deixou a sua mala no chão ao lado das, sim das, minhas

- Vai se mudar? - rimos

- É o necessário, duas malas de rodinha só! - dou ombros

- Correção duas malas de rodinhas grandes.

- E lotadas, ainda falta isso - Pego o babyliss em cima da cama - Abre a azul - Peço e assim ele faz e me olha assustado


- A outra não está menos lotada? - Eu nego e rio 


- Vamos ter problemas para fechar-  digo tentando fechar o zíper e ele ri

- Eu ajudo - na sua falha tentativa ele me olha - Não fecha!

- Vamos ter que sentar em cima... - meu telefone toca e eu o pego - Boa sorte!

CALL ON~~~

- Oi Let! Aqui é o Robert!

- Ah oi Robert, está tudo bem? - estranho ele me ligar do nada

- Sim, confesso que estava perdendo os cabelos para organizar tudo para San Diego mas está tudo certo agora. - Eu ri - Me deixe perguntar uma coisa...

- A vontade! - fico curiosa e começo a andar em círculos pelo meu quarto

- Era você que estava cantando nos vídeos do Chandler há uma semana atrás?

- Sim era eu.  - Rio

- E você gosta de cantar? -

   

  Onde quer chegar Robert? 


- Claro, mas não levo jeito pra coisa. 


- É claro que leva! Que bom que gosta pois você vai cantar na Comic con! - paro de andar e arregalo os olhos fazendo Chandler, que tentava fechar a mala, me olhar 


- Não! Não! E não! 


- Não estou te dando escolha, desculpa. Mas você leva jeito e eu e os organizadores do evento achamos que seria legal ter um acontecimento como esse e como gostamos da sua voz...


- Você ficou louco? Eu não consigo! O que eu vou cantar? Como assim? - Me sento na cama 


- Três músicas, de preferência de sua autoria incluindo aquela dos vídeos. Você tem mais alguma?


- Eu... e...eu tenho.


- Ótimo! Cante as duas e faça um cover ou algo do tipo. Te vejo amanhã! 


- ROBERT! 


CALL OFF~~~~~~

- Aí! Caralho! - coloco a mão na boca não acreditando

- O que aconteceu? - Chandler se senta na cama e me olha

- Eu vou ter que cantar na Comic con! - ele abre a boca e me abraça - Eu não vou conseguir!

- Vai sim! Eu não acredito! Você vai ser a melhor cantora que já passou naquele palco!

- Não! Eu não sou cantora! Não vai ser você que vai subir naquele palco, entende?

- Ei! Para - ele me olha - Você merece tudo o que esse mundo tem de bom, você vai conseguir e vai ser a pessoa mais feliz naquele palco, vai pular de felicidade e vai expor o seu sorriso mais bonito no seu rosto, e quando descer daquele palco vai me abraçar e meu coração apreensivo vai se acalmar. Então para de ser apavorar! Você não tem que ligar para nenhuma daquelas pessoas e no que elas podem pensar! Você estar feliz! Isso que importa! Espanta essa vergonha, porque eu digo uma coisa não tem como não se apaixonar por essa sua voz, a sua beleza, e você como pessoa! Você é capaz de tudo e agora minha cara, VOCÊ VAI CANTAR NA COMIC CON! - sorrio

- EU VOU CANTAR NA COMIC CON!

- SIM VOCÊ VAI!

- EU VOU RIGGS! Vou deixar todas as inimigas no chão espera só! - ele ri

- Isso mesmo! Perfeita! - Eu sorri

- O perfeito não existe!

- Talvez não... - nós rimos

***

P.O.V CHANDLER RIGGS


- É amanhã... - Ela respira fundo e eu sorri

- Nervosa? - pergunto e a olho

- Não. - se levanta do sofá

- Você vai cantar, não está nem um pouquinho?

- Sim! - Rio - Tá três músicas. Tá! - respirava fundo

- Calma... - Ela me interrompe

- Eu sei, que sou completamente apta para tal ação. Só que isso não impede o nervosismo, e sabe...  se pensarmos bem - ela se vira em minha direção - Isso tudo é culpa sua! - da ombros

- Você vai me agradecer por isso. - Me levanto

- Eu espero que sim. - Ela ri - Bom Riggs, vou dormir. Você vem? - acento e a sigo até o quarto.


Ela se deita na cama e fecha os olhos, eu pego a coberta em cima da cama e me deito o chão nada confortável mas é melhor. Logo ela abre os olhos e levanta a sobrancelha.

- Vai dormir aí? - ela pergunta

- É. - Ela ri

- Aí não é nada confortável. - abraça o travesseiro

- Ah é sim, olha tem uma janela ali, o piso é de madeira - Ela ri - Ou seja eu não vou passar frio... - me interrompe

- Riggs

- Oi!?

- Vem logo. - Eu sorrio e levanto do chão, cuidadosamente me deito ao seu lado nos cobrindo, ela se vira para meu lado e sorri de olhos fechados.

Fico a observando dormir serena e tranquila, seu peito subindo e descendo repentinas vezes, seu rosto tão perfeito. Cada pedacinho dela me encantava, tanto por dentro quanto por fora. Um sentimento louco e novo me percorria a cada toque, a cada palavra, desde que a conheci. Me arrepio involuntáriamente só de lembrar o dia em que a vi, parece que meu corpo já aprendeu como reagir a ela... isso é... Eu acho que eu...

Ela se deita em meu peito e sorri, meu coração parou e eu sorri.

- Boa noite Riggs.

- Boa noite...

Boa noite a minha pessoa preferida nesse mundo.

***

- LET! NÓS CHEGAMOS! - uma voz ecoava em minha cabeça, mas nós continuavamos do mesmo jeito

Nunca dormi tão bem quanto essa noite, tão seguro. Eu pediria de joelhos para Deus nos deixar dormir assim por mais uma hora.

- LET! EU VIM TE VER, JÁ ESTÁ NA HORA DE VOCÊ IR!

Ah quem é essa pessoa chata! Poxa nos deixe dormir!

- SHIIII! - ouvi muitos passos - Gente! Aí! Que fofos!

- Não podemos acorda- los!

- Mas é preciso! Faltam menos de uma hora para o táxi parar aqui na frente!

- Isso é maldade!

- Tá vamos?

- Vamos! Mas primeiro... isso! Pronto! - escutei um barulho de câmera e uma grande movimentação no quarto, abri meus olhos lentamente sem me mexer. Tendo a visão de Cami, Duda, Laura e Ely em nossa frente. Me assustei e as olhei

- O que fazem aqui? - sussuro

- Elas moram aqui! - Ely diz

- Eu sei mas! - comecei a falar e as meninas fizeram sinal de silêncio, olho para baixo e vejo Let deitada em meu peito, ela dormia e nossas mãos estavam entrelaçadas, suas mechas de cabelo caídas em seu rosto, e seu coque bagunçado a deixava...

- Vocês estão lindos! - Duda e Cami falaram e Laura ri

- Estava bom dormir? - Laura

- Estava perfeito, mas alguém nos acordou! -reviro os olhos

- Vocês têm menos de uma hora para estarem lá em baixo, prontos! - Laura

- Vamos fazer o café. - Cami

- E você acorde ela, se arrumem - Ely - e seja fofo! Ela odeia que a acordem!

- Eu também! - digo e as meninas e Ely mostram a língua - Okay... eu - olho Let - vou acorda-lá. - Elas saem do quarto enquanto eu observo Let só desvio o olhar quando um barulho me chama atenção

- Ei! - era Duda - Olha o seu celular... - Ela sai do quarto e eu pego o meu celular, vejo que há uma mensagem dela e abro o chat.

Uma foto( foto do capítulo )... uma foto nossa, ainda dormindo cinco minutos atrás. Essa foto estava perfeita! Eu ia guarda-lá muito bem, assim eu posso voltar para o paraíso pelo menos um pouco!

- Let. - a chamo e nada - Let. Temos que acordar, estamos atrasados. - Nada!

Okay outra tática!

- Ei... - passo meu polegar em seu rosto e ela resmunga sorrindo em seguida. - Desculpa por isso, mas precisamos acordar. - ela resmunga - Vamos minha pessoa preferida! - sussuro em seu ouvido e ela sorri e abre os olhos.

- Bom dia - diz calma - Pessoa preferida? - eu ri

- É claro! Bom eu espero que eu seja a sua também! - ela sorri

- É mais do que isso, você é meu melhor amigo! Né? - nós rimos e...

Tá confesso, doeu! Por que isso doeu?

- Por que temos que acordar? - ela resmunga

- Porque hoje temos Comic con! Temos que pegar um avião pra San Diego daqui a pouco! - digo calmo

- Então nós temos que ir... - eu ri

- Sim! - beijo sua testa e um arrepio percorre meu corpo

- Sabe, você é o único que sabe me acordar! - ela sorri

- Então devo fazer isso mais vezes! - nós rimos


***

P.O.V LET

Estava no banho, tinha pouquíssimo tempo para me arrumar e comer. Chandler já estava na sala, mas também! Homens! Tomam um banho, trocam de roupa e só! Se bem que Chandler deve demorar para escovar o cabelo.

Troco de roupa (foto do capitulo) e passo meu perfume. Faço uma pequena bolsa com o celular, carregador, fone, chaves de casa e a carteira com os documentos e dinheiro. Pego minhas malas e a bolsa, e vou até a sala onde todos estavam. Sentados na mesa farta com pão de queijo, bolo e café.

- Quem fez o pão de queijo? - sorrio deixando as malas ao lado da porta

- Eu! - Laura diz e eu me sento ao lado de Laura e Chandler

- Muito obrigada! - ela ri e eu me sirvo - Mas e aí, como foi a noite? - Cami e Laura ficaram quietas não entendi muito bem o porque. Bom talvez seja por vergonha de Chandler.

- FOI MARAVILHOSA! - Duda diz e eu rio

- Vão com calma! Vocês têm 17 anos! - digo e Cami ri

- Não era 16? - Chandler pergunta

- Não! Só eu tenho 16, quase 17 mas... - volto a atenção para Duda - Então... Me conte.

- Quando nós chegamos no apartamento... - olho de canto de olho e vejo Chandler envergonhado - Os beijos já começaram - Eu ri - Daí... - olho para Chandler e tampo os seu ouvidos, as meninas riram e ele me olha com uma cara de "Obrigada Jesus! Mas acho que não vai funcionar" - Rolou. - Duda completa animada e eu ri e soltei Chandler

- Fico feliz por vocês, só...

- Cuidem-se! - Laura diz

- Tá bom Mamãe! - nós rimos

- Cadê o Ely? - pergunto

- CHEGUEI! - Ely aparece na porta e eu rio

- Onde estava?

- Comprando sorvete. Quer? - Eu ri e nego

- Let acho que precisamos ir. - Chandler diz se levantando

- Ah Okay... - Me levanto

- Nós também vamos descer. - Laura diz

Pego minha bolsa, Chandler pega sua mala e eu as minhas. Chamamos o elevador e descemos, o táxi amarelo já estava na porta do condomínio, Chandler coloca a sua mala no porta malas junto das minhas.

- Tchau... - Abraço todos e sorrio

- Tchau meninas. Obrigado pela foto Duda. - Chandler acena e aponta para o celular me deixando curiosa

- Aproveitem! - Cami diz

- Estaremos acompanhando de pertinho vocês. - Laura diz e eu sorrio

- Boa sorte! - Duda diz e nós entramos no táxi, abro o vidro e grudo na janela.

- I love you! - Ely diz e eu sorrio

- I love you too! - o táxi começa andar e eu aceno para elas, logo quando a distância era considerável entre nós paro de acenar e olho para Chandler.

- San Diego?

- San Diego!


***

Todos já estavam no avião, o vôo já iria decolar e isso me lembrou de quando vim para Atlanta. Há dois meses atrás, quem diria que ao falar "Adeus Brasil!" Minha vida mudaria tanto como mudou, e que nós iriamos conhecer tantas pessoas como conhecemos. Acho que se tudo isso acontecesse com a Let do passado, ela iria chorar como se estivesse prestes a morrer, mas essa Let já cansou, pra falar a verdade não sei mais como faz isso. Acho que nunca terá mais nada que me machuque como já machucou, eu espero.

Olho em volta e vejo Norman e Andrew surtando com algo, rio e volto a observar. Steven conversando com Lauren (até o final dessa viagem sair um beijo) todo o elenco rindo até Robert estava sorrindo, normalmente ele está estressado ou nervoso mais hoje não. Olho o lugar ao meu lado vazio, abaixo a cabeça mas logo uma voz me chama atenção.

- CHEGUEI! - era Chandler

- Finalmente! - todos bufam

- Desculpa se eu tenho muitas fãns! - ele dá ombros e eu reviro os olhos

- Posso me sentar aqui? - ele aponta para a poltrona e eu o olho

- Por que você pergunta? - ele ri e quando ia sentar Normani o impede

- Desculpa Cinderela, mas eu vou sentar aqui. Afinal Andrew quer falar com você. - Rio enquanto Norman se senta ao meu lado

- Okay... qualquer coisa, grita. - Chandler diz e eu sorri

- Eu sei me virar sozinha Riggs.

- Eu tenho algumas dúvidas! - ele da ombro

- Tchau Chandler! - Norman o "expulsa" e eu ri

- Não que eu não tenha achado engraçado, mas por que fez isso? - observo rapidamente Chandler a conversar com Andrew

- Nós precisamos conversar. - ele diz e eu levanto uma sobrancelha desconfiada.



10 minutos antes...

P.O.V NORMAN

- É... sexta Comic Con. - Diz Andrew - O tempo passa!

- Ah qual é?! Vai chorar agora Andrew? - reviro os olhos e debocho

- Vai dizer que não bate uma sensação de "puta merda! O tempo passou!" - faz aspas com as mãos

- Deixa de viadagem! - ele ri

- Como vai as paqueras?

- Hum... nada! Você acredita que rejeitaram esse corpinho aqui? - aponto pra mim mesmo

- Acredito! - ele ri - Já pensou em pedir ajuda? Tipo o Chandler...

 - O Chandler tá mais perdido do que cego em tiroteio! Não consegue resolver nem a própria vida! - Andrew concorda e ri - Acho que vou pedir pra Let, ela parece ser mais centrada... ou não! - nós rimos

- Você gosta dela né?

- Sim! - dou ombros - Nós somos próximos, ela é maneira.

- Falando nela... - O olho e começo a mexer no celular - O que deu nela? - ele aponta pra Let que olhava para a janela pensativa.

- Deve estar pensando.

- Faz uns cinco minutos já! Será que ela e Chandler?...

- Sei lá, os dois são bem confusos. Mas se ele fizer alguma coisa...

- Nós vamos matar ele! - rimos

Quando de repente, uma mensagem chega em meu celular era de Duda, a irmã de Let. A abro e vejo um foto, espero carregar...

- Olha! Paquerinha... pode ser um...- a foto carregou - Wow! Acho que não é paquerinha.

- Quando foi essa merda?! - pergunto começando a ficar agitado

- Calma ae! Eles não namoram nem nada! Né?

- NÃO! NÃO! Isso que é o pior! Ah se ele fez alguma coisa...

- NÃO! Ele não fez! Só? Eles são MUITO confusos! Eles não namoram nem nada do tipo e... olha isso!

- Temos que falar com eles! Agora!

- Como assim?! - Andrew passa a mão no cabelo

- Talvez eles estejam confusos sobre os sentimentos ou sobre eles mesmos! Talvez possamos ajuda-los!

- Okay... isso pode ajudar! - ele ri e eu o olho - O que você não faz por ela? Nunca te vi assim.

- É... a baixinha me mudou um pouco. - ele ri

- Tá mais, quem vai falar com quem? - Nos olhamos

- EU VOU COM A LET! - gritamos juntos

- Eu vou com ela! - digo e ele nega-  Andrew!

- Tá bom! Tá bom! - Eu ri

- CHEGUEI! - Chandler


- Finalmente! - todos bufam


- Desculpa se eu tenho muitas fãns! - ele dá ombros e eu bufo

- É... - bato nas costas de Andrew - Boa sorte! - ele ri e me direciono a Let.


P.O.V LET

- Devo me preocupar? - ele ri

- Não, me trate como alguém especial. Confie em mim. - Eu o olho

- Quem disse que eu não confio? - Ele ri - Então...

- Você e Chandler... - ele comeca e eu suspiro

- Ahwn não!

- O que vocês... tem? Que dizer... - reviro os olhos

- Isso é sério? 


- O que vocês sentem... 


- Eu não vou participar disso... - tampo meus ouvidos com as mãos-  Lá Lá Lá Eu não te escuto Lá Lá Lá!

- Preste atenção em mim! Criança! Pare!

- Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá! - continuei

- Let Smelly eu estou pedindo que pare! Agora! - paro

- O que...

- Funcionou! - ele ri

- Olha aqui...

- Me escute! - segura  minhas mãos que gesticulavam como toda vez que falo - Eu vou te fazer uma simples pergunta e quero que responda! - suspiro 


- Okay Normani... vai em frente!

- O que tem com o Chandler? - soltei uma risada abafada

- Eu já disse, nós somos amigos! - ele revira os olhos

- Vamos fazer uma promeça! Fale a verdade.

- Isso é beste....

- Faça!

- Eu prometo.

- Lá vamos nós de novo, O que você tem com o Chandler?

- Nós somos amigos - ele me encara com um olhar mortal e eu tremo na base - Porém, somos amigos especiais. Ele é especial.

- Você fez a promeça!


- E eu não estou mentindo! - aumento um pouco o tom de voz - Ele é especial pra mim! Como ninguém jamais foi, nem as meninas! Ele é diferente! Nós somos diferentes, um diferente bom. Mas somos amigos! Melhores amigos e nos tratamos como tal!

- Qual é?! Vocês não são um "casal de melhores amigos"! Pare com isso little girl! Vocês não agem como tal, eu vejo o jeito que se olham, como reagem aos toques uns dos outros! Como é meloso ficar com vocês enquanto conversam! Esquecem de tudo, vocês são diferentes. Podem não ser um casal de fato, não agora ou talvez nunca mas...

- Eu sei Norman! Eu estou perdida okay?! Nunca tive esse sentimento estranho com ninguém! Mas eu sei, Eu sei que isso aqui não é amor! Não como vocês acham! Amor... é uma palavra muito forte pra ser utilizada aos ventos.  - suspiro - Então sim Norman, eu estou perdida.

- Vem cá! - ele me abraça e eu coloco a cabeça em seu ombro

- Eu gosto dele, de um jeito inexplicável. Sou sortuda por tê-lo, entende? - ele afirma - Mas é cedo para definir o que tem dentro de mim ou tomar alguma atitude. Eu prefiro que fique como está, um casal de melhores amigos, e só! Como eu disse eu gosto dele, mas eu não disse como...

- Você é mais orgulhosa do que a Lauren eu em!? - abri um sorriso gigante

- Normani?

- Oi? 


- Posso te fazer uma pergunta?

- Claro.

- Por que fez isso? - o olho

- Porque, você estava muito perdida! Sério! Ficou meia hora olhando pra jan...

- Norman! - ele me olha

- Porque eu achei que poderia ajudar - ele suspira - E... Eu me importo com você baixinha. - Podia jurar que vi seus olhos brilharem, como provavelmente os meus estavam.

- Posso te pedir uma coisa?

- Vai em frente.

- Não seja assim.

- Como assim?

- Não me faça criar esperança, nem expectativas. - suspiro

- Por que? O que quer dizer?

- Só... não faça, por favor.

- Tudo bem... não vou. - levemente fecho os olhos e adormeço


P.O.V CHANDLER RIGGS

- Sério cara, me responda.

- Não! Qual é o seu problema? Eu só queria sentar ao lado dela, por que eu tenho que falar com você sobre ela? - pergunto

- Me diga, eu posso ajudar.

- Olha obrigada, mas. Eu sei muito bem o que eu sinto, só não sei como agir. Quantas vezes já falei com os meninos sobre isso, já ensaiamos tantas vezes só pra eu achar as palavras certas pra falar com ela. Mas toda vez que escuto sua voz tudo é apagado da minha mente, eu sou a pessoa mais feliz por tê-la. Ela sabe como falar, como agir, é louca, e completamente diferente de tudo... de todas...

- Está funcionando?...

- Os arrepios em meu corpo cada vez que ela me toca, como eu me dereto quando ela ri. Como foi bom descobrir as suas reações aos meus toques, como é decepcionante vê-la sem aquele sorriso que eu me esforço ao máximo para sempre estar exposto em seu majestoso rosto. E como já fracassei falando a verdade que... "ela é perfeita" mas sempre sou surpreendido com "O perfeito não existe", só eu sei a dor de mil facas me perfurando só de imaginar alguém fazendo algum mal a ela, eu poderia bater nessa pessoa até que parace de respirar, é... - sorrio - ela é o meu perfeito, eu acho.

- Cara! Qual é o seu problema? Por que não fala isso pra ela? Você percebeu o que acabou de dizer? Você praticamente a ama!

- Eu gosto dela, amar é uma palavra muito forte para se dizer aos ventos...- Rio - E tenho medo de estragar tudo, prefiro que fique como está. E se for pra ser, será. Ela provavelmente não me vê assim, então... tudo isso de amor não é possível na nossa idade, deve ser passageiro. E quando isso passar, tudo vai continuar como antes. Só que sem os arrepios e os olhares, você vai ver. - a olhei deitada no ombro de Norman a alguns bancos a frente, e sem querer sorri

- Você a ama. - Andrew ri

- Não!

- Sim, você a ama!

- Não, não amo!

- Sim ama!

- Andrew será que você não ouviu tudo o que eu aca...

- Você só não assumiu pra si mesmo.





Notas Finais


GOSTARAM?

SÓ DIGO UMA COISA! VAI FICAR MELHOR... CADA VEZ MELHOR!


Comentem amores!

Amo vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...