História Who lives with me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien
Personagens Dylan O'Brien, Personagens Originais
Tags Dylan O' Brien, Romance, Sexo
Visualizações 23
Palavras 1.699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Ficção, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa FANFIC esta sendo escrita com todo o meu amor pelo Dylan o brien kk , a historia contará o romance do mesmo com a guria Vanessa Diaz , espero que em tantos quanto eu de escrevê-la 🌈🌈

Capítulo 1 - 20:01


POV: Verónica Diaz ��

 

Meu primeiro dia de intercâmbio e já começou errado , cheguei tarde de mais na casa da família que iria ficar com migo até o final do ano , e perdi o horário do colegio , nem pude conversar muito com o casal , pôs eu ainda tinha que conversar com o Diretor sobre minha inscrição , e eu estava muito ansiosa para meu primeiro dia de aula em Idyllwild Arts .

 

Chegando no colégio havia alguns olhares em mim , me senti meio desconfortável , mais tentei ignorar o máximo o possível .

 

Quando finalmente achei a sala do diretor entrei e ele já estava me aguardando .

 

- sente-se senhorita Verónica Diaz - ele disse fazendo sinal para que eu me sente na cadeira a sua frente , e logo ele sentou e eu também - muito prazer , eu sou o Sr. Bartolomeu, o diretor do colégio se você ainda não percebeu - ele soltou um riso e eu dei um sorriso de lado - mais enfim , eu tenho um compromisso agora e chamarei um dos nossos melhores alunos para lhe mostrar toda o nosso colégio , aqui está o seus horários - ele me entregou um tablete meio rosa dourado e uns papéis com números de salas .

 

- Ok então ... - tento pegar tudo .

 

- poderia esperar lá fora ? - disse Bartolomeu apontando até a porta e ligando algo que parecia ser um alto falante pela escola .

 

Me retirei da sala e me sentei em um dos bancos pretos pequenos do lado de fora da sala do Sr. Bartolomeu .

 

Pov: Dylan O'brien ��

 

- ATENÇÃO SENHOR DYLAN O BRIEN COMPARECER NA SALA DO DIRETOR COL URGÊNCIA - os altos falantes ecoavam pelos corredores e salas de todo colégio .

 

Ninguém demonstrou o mínimo de importância com os anúncios , acho que é pelo fato de eu nunca ter feito nada de errado e também .... ser o nerd dessa porra ....

 

Olhei para os lados e ninguém me olhando apenas as caras de peixes mortos de todos os alunos e do professor , realmente ninguém estava nem aí .

 

- Dylan ? , não vai até a sala do Sr. Bartolomeu para receber mais um de seus prêmios estudantes ? - falou o professor parando de escrever no quatro e virando o seu olhar para mim .

 

- é .... claro que não , eu tô indo lá pra levar alguma artivertencia , porque eu sou desses caras da pessada , mal e fluência .... ou algo do tipo - me abaixei envergonhado quando percebi que todos me olhavam agora e alguns riam .

 

- o que seja , apenas vá - falou o professor voltando a atenção ao quadro .

 

- sim senhor Gregório - falo saindo da sala rápido .

 

- MEU NOME É VENÂNCIO - ele grita da sala mais dei de ombros e sai o mais rápido do corredor .

 

Coloquei minhas mãos no bolso da calça e andei até a sala do diretor que era no segundo andar e eu ainda estava no primeiro .

 

Alguns minutos depois de caminhada 

 Acabei chegando na sala do diretor e vi uma garota baixa de cabelos escuros e olhos em um tom de mel , ela veio me comprimentar mais acabei ignorando estava com muita raiva e um pouco chateado por ninguém nunca me notar nessa merda .

 

- Senhor Dylan , veio rápido - falou o meu tio , mais conhecido como o Diretor desta escola , sim , ele era meu tio .

 

- é , tanto faz , o que você quer mesmo ? - levei uma mão até a minha nuca e puxei alguns pequenos fios de cabelo , tenho essa mania.

 

- bom , eu tenho que sair e hoje tem uma aluna nova , e eu chamei você para que você leve ela pra conhecer toda Idyllwild Arts - ele falou e eu logo comecei a encarar ele com raiva .

 

- O QUE ?! , claro que não ! , tenho mais o que fazer né , faça o meu favor velhote - falo me dirigindo até a maçaneta da porta .

 

- Dylan espere , eu preciso de você vai , só hoje - ele falou me fazendo parar na porta .

 

- sério isso ? - pergunto irônico cruzando os braços me virando ficando de frente para ele .

 

- sim Dylan - acabei cedendo e revirando os olhos .

 

Ele entrou na minha frente abrindo a porta .

 

- Verónica , esse é o Dylan , ele é um ótimo aluno da qui , e ele vai lhe mostrar toda a Idyllwild Arts , e qualquer coisa é apenas vir até a minha sala que minha secretária irá lê ajudar - ele deu um sorriso antes de dar as costas para nós dois e descer as escadas e sumir de vista . 

 

- Oi eu sou - a voz dela era fina e doce , parecia de criança , mais ela é a causadora de mais umas horas aqui dentro desta escola então não , ela não é boa , a interrompi .

 

- eu já sei , Verónica , olha não tô aqui pra ser seu amigos tá , apenas para te mostrar a escola então se você puder ficar quietinha - falo curto e grosso e ela se calou  fazendo uma espressao meio triste .

 

- bom , aqui é a educação física - aponto para uma sala grande mais para um ginásio.

 

Comecei a mostrar a escola para ela e ela continuava calada durante todo o caminho .

 

Quando a pequena "excursão" acabou , e todos da escola já tinham ido embora e só tinha o zelador que limpava o chão ...

 

e esse é o fim ... já sabe seus horários ? - pergunto olhando para ela com um olhar irônico .

 

a não , o diretor me deu só os papéis das minhas salas nada mais ... - seu olhar que antes era para baixo me encararam .

 

Bom , apenas chegue às 7:30 que você fica livre de qualquer suspensão ou algo parecido , não se atrase - falo dando de ombros .

 

Pov :  Verónica Diaz ��

 

O tal do Dylan saiu me deixando sozinha na quela escola vazia 

 

�� que babaca ��. [penso]

 

ele sabe que horas são para eu pegar um metro pra ir até a casa da quela familia .... a .... esqueci o sobrenome dela ... A FAMÍLIA QUE ESTÁ ME ABRIGANDO , pronto .

 

Não sei nem se tenho dinheiro para isso , aff mais também não importa .

 

Saio da escola e quando vejo já estava escuro , com poucos estrelas no céu , ajeitei a minha mochila nas minhas costas e peguei meus fones de ouvido e meu celular , colocando na música:

 

��Wires��

 

Desliguei o aparelho e guardei dentro do meu bolso esquerdo e comecei a andar .

 

Acabei entrando em um metro que tinha perto que aliás o casal tinha me indicado para usar quando voltar do colégio .

 

Era apenas 15 dólares a passagem e eu tinha vinte .... então acabei pagando né , não estava querendo ser assaltada e nem querendo andar .

 

Entrei e me sentei do lado de um ... garoto ... eu acho ... , eu não sei , ele estava de capuz e não dava para ver seu rosto .

 

Ignorei isso não é importante agora ..

 

Foram se passando os minutos e aqueles míseros minutos que mais pareciam horas.

quando a cabeça do rapaz caiu sobre meu ombro , ele dormia !

 

Ele estava  babando no meu ombro , tudo o que eu queria era sair da li o mais rápido ...

 

Eu não estava mais aguentando aquele rapaz dormindo e babando por todo o meu ombro estava mais do que nojento estava me incomodando E MUITO .

 

Não me contive e tentei acorda-lo mexendo um pouco em sua cabeça , mais , quando eu estava mexendo nele , o trem freiou com tudo fazendo ele cair no chão e acordando rapidamente.

 

E eu pode ver que era ....

 

AONDE EU TÔ !? - ele gritou .

 

no trem indo para algum lugar - falo tentando ajudar ele a se levantar mais ele se assusta e recusa me olhando com raiva , que logo passou .

 

Meio óbvio que eu tô indo pra algum lugar né - ele se levanta e eu sentei novamente no meu banco , e logo em seguida ele sentou do meu lado 

 

tá ... mais exatamente pra onde você está indo ? - falo virando minha cabeça para o encarar , acabei percebendo que ele era bem mais alto que eu , moreno, nossa , o nariz dele era bem fofo até vendo desse ângulo ... do que eu tô falando !? , credo , ele me deixou sozinha na quela porra , ele não é fofo nem aqui e nem na china.

 

e agora isso é da sua conta ? - ele fala me olhando pelo canto dos olhos e colocando os fones de ouvido dele que ele tiro do bolso do moletom vermelho dele.

 

desculpa senhor grosseria - falo , ele deu de ombros e ficou encarando o que estava à frente dele , revirei os olhos e olhei pro chão colocando meus fones novamente .

 

(...)

 

 

Depois disso só foram mais alguns minutos agonizantes do lado dele em completo silêncio , poxa , no brasil eu não ficava quieta , eu conversava com quem eu bem quisesse .

 

Mais eu não quero conversar com ele então pouco me fodendo pra isso...

 

Quando o trem deu a última freada a multidão saiu correndo e eu também , o senhor grosseria saiu primeiro do que eu e eu nem vi aonde ele ia , não sei bola e deixei meus pensamentos focarem em mim e não nele .

 

A noite caiu e a temperatura também , estava muito frio e eu nem um casaco tinha levado para escola , eu estava congelando quando finalmente avistei a casa do....

Da família lá 

 

continua ?????????

 


Notas Finais


Continua ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...