História Who Owns My Heart? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich
Exibições 157
Palavras 2.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem pessoal, primeiramente, eu devo dizer que isso se trata de um repostagem de uma fic minha que eu não havia concluído e por isso acabei excluído. Entretanto uma voz veio na minha cabeça e disse que eu precisava terminar essa historia. Então, tomei vergonha na cara e aqui estou eu :v

Se tiver algum leitor antigo que acompanhava a fic na primeira postagem lendo, eu peço desculpas por ter excluído ela sem mais nem menos, mas dessa vez não pretendo decepcioná-los e só vou parar de postar quando ela estiver encerrada.

Ja aos leitores novos, sejam bem-vindos a essa historia louca e divirtam-se :v

Então, eu não quero ter que postar os capítulos antigos todos de uma vez. Então estou com a ideia de postar de 3 a 5 capítulos por dia até dar os 35, por razões de:

1 - Dar tempo de eu revisar todos os capítulos antes de postar, ja que faz tempo que eu os escrevi, há alguns erros que precisam ser corrigidos :v

2 - Chamar a atenção de novos leitores :v Marketing é tudo né nom!?

3 - E o principal motivo, dar tempo de escrever os novos capítulos. xD

Não sei se alguém ainda vai se interessar, mas vamo que vamo :3

Divirtam-se!

Capítulo 1 - Amizade colorida


Uma das questões mais presentes em meus pensamentos atualmente é: Como chegamos a esse ponto de dependência sexual em nossa relação? Éramos apenas bons amigos que dividiam e ainda dividem a mesma casa. Não é que eu não esteja gostando, muito pelo contrario, acho que não consigo mais viver sem isso. Mas as coisas aconteceram tão rapidamente.

E pensar que tudo isso começou como uma simples brincadeira...

 

 

Flashback On

 

21:30 de sexta-feira. Duas semanas atrás!

Gray estava deitado em sua cama esperando o sono chegar, pois teria um longo dia no amanhecer do próximo. Contudo ainda estava muito cedo para quem está acostumado a dormir depois da meia-noite. Sua atenção, que até então estava voltada para o teto, foi tomada ao ouvir a porta do banheiro se abrir e ver Natsu sair de lá. Este se encontrava enrolado com uma toalha na cintura e o cabelo molhado chamando ainda mais a atenção do moreno. Não era a primeira vez que o via assim, mas ver seu amigo naquela situação sempre atiçava sua curiosidade e queria muito poder sana-la.

- Nada melhor do que um banho gelado antes de dormir. – exclamou Natsu indo em direção ao seu guarda-roupas.

- Sim, mas eu não to com o mínimo de sono agora. – reclamou Gray.

- Entendo, mas se não estivermos disposto amanha para ajudar a Erza ela vai nós matar.

- É. Eu nem acredito que vou ter que passar meu sábado ajudando ela.

Gray não fazia questão de esconder seu descontentamento com a ideia

 - Nós concordamos em fazer isso pela recompensa. – Natsu tenta anima-lo.

- Pelo menos a recompensa valerá a pena.

Sem que Gray percebesse, Natsu ja havia trocado sua toalha enrolada a cintura por uma cueca boxer branca quase idêntica ao que o moreno usava. A noite estava relativamente quente para se obrigarem a ter que dormirem vestidos.

- Agora vamos ter que tentar dormir, querendo ou não.

O rosado sentou-se em sua cama e começou a passar a toalha pelo cabelo para terminar de seca-lo, pois não queria molhar o próprio travesseiro. Gray ao observar a cena, pôs-se a sentar em sua cama e esboçou um leve sorriso.

- Você está certo, mas eu acho que podíamos tentar fazer alguma coisa ate sono chegar, o que acha?

- Tipo o que? - Natsu pareceu meio confuso.

Gray ficou um tempo em silencio observando a cara confusa do outro.

- Posso te fazer uma pergunta? – disse olhando fixamente para os olhos do amigo no outro lado do quarto. – Mas você deve ser sincero na resposta.

Natsu ficou ainda mais confuso, mas estava curioso para saber do que se tratava.

- Tudo bem, pode fazer. Eu vou ser sincero.

O moreno ficou mais uma vez em silencio observando a face do amigo. Isso estava começando a irritar o rosado. Mas Gray parecia se divertir com isso.

- Você teria coragem de fazer sexo com outro cara? – perguntou como se fosse a coisa mais normal do mundo.

- O que? Mas que tipo de pergunta é essa? – indagou um pouco assustado.

- Ei, você não pode responder minha pergunta com outras perguntas. E você disse que seria sincero. – advertiu com um sorrisinho malicioso.

- M-mas... é que... eu acho... er...

Natsu demostrou um certo nervosismo hesitante no começo. Então respirou fundo antes de responder a pergunta.

- E-eu acho que sim. – seu rosto corou violentamente com o as palavras que saiam de sua própria boca

- Ótimo – ao dizer isso o moreno se levantou da sua cama e foi em direção ao amigo que não percebeu a aproximação pois estava com a cabeça baixa por vergonha do que havia dito.

Levou um susto quando viu que Gray estava a sua frente com um sorriso malicioso.

- Acho que você não vai se importar se eu fizer isso! – disse empurrando o rosado fazendo o deitar bruscamente de costas pra cama e ficando por cima dele.

- O que você pensa que ta fazendo idiota? – indagou Natsu tentando escapar.

O moreno não disse nada e quando o rosado menos esperava seus lábios foram tomados pelo os que estava em cima de si. No começo Natsu tentou resistir mais aos poucos acabou cedendo e abrindo espaço para o moreno explorar sua boca. Quando o ar lhes faltou separaram os lábios.

- O que isso significa? – indagou o rosado com o rosto corado.

- Você não respondeu “sim” a minha pergunta? – disse provocando o outro.

- Eu sei o que eu disse, mas não quer dizer que eu queira fazer isso agora. – disse um pouco irritado.

- Vamos la, Natsu. Você vai gostar. Eu prometo. – disse aproximando seus rostos.

- Não, você ficou maluco!? – disse tentando escapar, mas o moreno foi mais esperto e já estava segurando suas mãos contra a cama.

Gray aproximou seus lábios ao ouvido de Natsu para sussurrar com uma voz sexy:

- Sim, eu estou maluco. Maluco por você!

Natsu estremeceu um pouco.

- O que você está falando?

- Você é muito sexy.

- Para com isso, Gray. – disse com o rosto completamente vermelho.

- Deixe-me fazer uma coisa. Se você não gostar eu paro.

-Ei espera...

Seu protesto foi em vão. Gray começou a distribuir beijos pelo pescoço do rosado que começava a arfar com os toques. Ao perceber que o outro não iria tentar mais escapar, soltou as mãos dele e usou as usou para percorrer o corpo desnudo e definido abaixo de si.

O moreno alternava entre beijos e chupões no pescoço do amigo enquanto suas mãos ora brincava com os mamilos dele ora passeava pelo abdômen. Percebeu que Natsu começara a ficar excitado e aproveitou para roçar a sua recém-formada ereção na do amigo que soltou um gemido fazendo Gray sorrir em vitória.

Natsu estava cada vez mais entregue as provocações do moreno. Gemia e arfava com cada toque deste. Não queria que o outro parasse agora, muito pelo contrario, queria sentir até o final. Gray também nem pensava em parar agora.

Ao ver que o outro reagia bem ao seus toques o moreno desceu e foi ate os mamilos deste e começou a lambe-los e chupa-los fazendo o rosado gemer ainda mais. Não ficou ali por muito tempo e foi descendo pelo abdômen dele deixando um rastro de saliva ate chegar a região que queria. Parou para observar o membro de Natsu que ainda estava coberto pela cueca.

Natsu gemeu alto quando sentiu a mão de Gray apertar seu membro por cima do tecido branco e sem perder muito tempo o moreno retirou aquele pedaço de pano que o estava atrapalhando. Aproveitou e também retirou a sua.

Sem nenhum aviso prévio, Gray abocanhou o membro do Natsu fazendo o soltar mais um gemido alto. Começou subindo e descendo lentamente enquanto passava sua língua por toda extensão daquele delicioso membro. Natsu por sua vez estava delirando com o prazer que estava sentindo. Não imaginava que seria tão bom assim. Gray começou a intensificar as chupadas, queria ouvir cada vez mais o rosado gemer e estava funcionando. Tinha uma certa maestria no que fazia deixando o outro louco.

Natsu gemia muito, estava fora de si com os espasmos de prazer que sentia com seu membro em contato com os lábios do moreno. Poderia se desfazer a qualquer momento.

- Ahhhh Gray... isso é muito ahhhh bom. – disse entre gemidos.

O moreno se sentia muito bem ouvindo isso.

- Ahhhh eu estou quase gozando. – disse o rosado arqueando as costas para trás.

Apesar de querer proporcionar prazer ao outro, não queria que ele gozasse agora. Parou de fazer as chupadas e olhou fixamente para a face do mesmo. Natsu estava com o rosto levemente corado e a respiração um pouco falha. Olhava para o moreno com uma cara de questionamento.

- Por que você parou? - perguntou ficando ainda mais corado.

O moreno riu com a atitude do amigo.

- Porque você não pode gozar ainda. Não antes da melhor parte.- disse com um sorriso malicioso. – Mas agora eu quero que você me chupe.

- Hã!? – indagou um pouco surpreso.

- Qual o problema? Eu fiz em você e agora você deve retribuir. Você não vai querer que eu entre em você assim seco, né? – disse aproximando seu rosto ao do amigo.

- Mas... er... é que... – virou o rosto em constrangimento. – Eu acho que não consigo fazer isso como você. – disse a ultima parte quase em um sussurro.

- Tudo bem, eu confio em você. Você vai conseguir. – virou o rosto do rosado para si olhando em seus olhos.

- Tá, eu vou fazer. Mas não reclame depois.

- É assim que eu gosto. – deu um selinho no amigo e saiu de cima dele deitando-se na cama.

Sem demora, Natsu foi ate o membro de Gray e ficou um tempo “analisando” ele, deixando o moreno curioso. Mas sem pensar muito colocou tudo que podia de uma vez em sua boca fazendo o moreno jogar a cabeça para trás. Estava um pouco receoso e por isso fazia movimentos lentos e leves. As vezes deixava seus dentes roçarem no membro de Gray fazendo-o arrepiar. Apesar de não levar muito jeito com aquilo estava satisfazendo o moreno. Mas este queria mais intensidade e então agarrou os fios de cabelo rosas de Natsu e passou a controlar os movimentos. Natsu se assustou a principio mas sabia que era para dar mais prazer ao amigo e por isso não se importaria. Gray estava delirando com aqueles lábios macios em contato direto com seu membro. Se  não tivesse muito controle gozaria no mesmo instante.

Como não queria acabar com a noite ali, tirou a boca de Natsu do contato com seu membro.

- Sua boca é muito gostosa. – disse com um sorriso de canto.

O rosado apenas lhe retribuiu um lindo e tímido sorriso.

Gray puxou Natsu e o deitou na cama. Levantou-se e foi para trás dele. Começou a lamber gentilmente em volta do orifício do rosado fazendo ele se arrepiar. Foi lambendo ate chegar de fato aquele buraco apertado onde começou a lamber mais forte. Pegou alguns dedos e colocou na boca e depois enfiou um na entrada do amigo. Este estremeceu um pouco desconfortável. Logo que sentiu que podia continuar, foi enfiando ate ter três dedos no interior do rosado.

Natsu estava até gostando da sensação de ser preenchido e soltava alguns gemidos de prazer. Depois que percebeu que o outro já havia se acostumado, retirou seus dedos ouvindo um gemido protestante. Posicionou-se entre as pernas dele e observou sua cara que estava um pouco preocupada.

- Você esta com medo? – perguntou o moreno.

O rosado ficou um tempo em silencio e respirou fundo.

- Não. Eu confio em você.

Gray estava feliz com a confiança do amigo e tentaria não machuca-lo (muito). Começou a forçar delicadamente seu membro contra a pequena entrado do rosado. A medida que Gray entrava aos poucos no interior do amigo, este soltava gemidos de dor, mas sabia que se aguentasse tudo valeria a pena depois. Cada vez que entrava mais sentia seu membro ser “esmagado” pelas paredes apertadas do anus do outro. Natsu por sua vez estava sentindo muita dor. Algumas lágrimas começavam a escorrer de seus olhos. Quando já havia entrado completamente no rosado parou para que ele pudesse se acostumar.

- Esta tudo bem? – disse aproximando seu rosto ao do amigo.

- Claro que não idiota. Isso dói muito. – disse parecendo um pouco irritado com a pergunta.

- Calma eu sei que isso vai passar. – disse dando um selinho no amigo para logo depois começar a lhe distribuir beijos pelo pescoço e começar a brincar com os mamilos com sua mão na tentativa de amenizar a dor.

Com o tempo, Natsu já começara a se acostumar com a dor e fez um sinal para que Gray pudesse se movimentar dentro de si. O moreno deu mais um selinho nele e começou a fazer lentos movimentos de vai e vem. Sentia toda força do anus de Natsu se contraindo em seu membro e isso o deixava louco.

O moreno começou a intensificar as estocadas e atingir um ponto de prazer em Natsu que começava a soltar alguns gemidos também de prazer . Com isso, Gray começou a estocar cada vez mais fundo em Natsu fazendo o gemer demasiadamente. Gray começou a masturbar o amigo com uma de suas mãos livres. Natsu estava com os olhos fechados. O rosto levemente corado e com a boca entreaberta. Vendo aquela cena o moreno inclinou seu corpo para dar um beijo no rosado. Mas acabou sendo agarrado pelos braços deste em um abraço fofo fazendo o moreno corar um pouco também. Ambos gemiam muito e queriam mais.

- Ahhhh Gray mais ahhh rápido. – disse apertando ainda mais o moreno em seus braços.

- Ahhhhh ta... mas você precisa ahhhh me soltar um pouco..

Natsu obedeceu e Gray pode intensificar ainda mais as estocadas fazendo ambos gemerem demasiadamente. Gray deu mais um beijo com bastante luxuria em Natsu enquanto o masturbava.

Sentiam que iriam se desfazer a qualquer momento e queriam aproveitar a sensação ao máximo.

- G-Gray acho que eu vou ahhhh.

- Eu também hmmm....

Natsu foi o primeiro a sentir o clímax chegar e com uma estocada funda em seu interior o fez gozar intensamente na mão do moreno. Gray ao sentir seu membro ser comprimido pelo interior do rosado acabou gozando também em seu interior, acabando por cair com a exaustão em cima dele.

- O que achou? Não foi tão ruim assim uma relação com outro cara certo? – indagou Gray.

- Não. Foi muito bom. – disse um pouco envergonhado.

- Que bom que você gostou.

Ficaram alguns minutos ali aproveitando o aconchego um do outro e logo pegaram no sono.

 

Flashback Off

 

 

E assim começou nossa relação totalmente dependente de sexo. Passamos de uma simples amizade para uma amizade colorida.

To be continued...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...