História Who Will Be The Princess? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 9
Palavras 614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Querida


Assim que os guardas abriram as portas a ruiva saiu correndo entre elas.

-Me desculpe Majestade não sei o que deu nela. - a morena fala se levantando do chão.

Posso ver boa parte de sua pele fora da camisola, mas do que eu já vi em uma mulher na minha vida.

-Alteza - a corrijo.

-Oh não, pode me chamar de Eve!

Solto uma gargalhada boba por sua piada.

- Você me parece ter um ótimo humor!

-Obrigada...Alteza. - ela olha para o jardim - Acho que devo ir atrás da minha sobrinha...

Hãn? Como assim Sobrinha? E porque ela fala comigo se eu fosse simplesmente um garoto normal?
Mesmo que no final de suas frases aja a palavra "Alteza" não é como se ela realmente estivesse falando com alguém assim.

-Eu sei que parece estranho. -continua ela - Mas sim sou tia de uma garota de 17 anos.

-Isso é meio incomum.

- Verdade...hum...eu vou indo agora. - ela se vira indo em direção a porta, calma aí...ela acabou de me dar as costas?
Seguro seu braço fazendo ela se virar. -Sim?

-Pode deixar que eu vou falar com ela.

-Não acho que seja uma boa idéia. Ela não está bem, e pioraria tudo vê-lo.

-Mas...

-Deixe que eu vou.

-Não...ela pode ser sua sobrinha...mas é uma das minhas selecionadas, e se ela não está bem eu tenho o dever de saber o que está acontecendo.

-Ok, Ok - ela levanta os braços se rendendo -Vá lá atrás dela, e depois que for agredido e enchotado não venha me dizer que estava certa ao tentar impedi - lo.

Ela me dá as costas mais uma vez, mas indo em direção às escadas. A observo ir pisando duro e balançando os quadris. Prestando bem atenção, isso é uma das coisas mais sexy's que já vi...uma garota brava usando apenas camisola.

Balanço a cabeça afastando meus pensamentos e sigo para o jardim, mas antes olho para os guarda que continuam no mesmo lugar. Merda esqueci deles.

- Não contém isso pra ninguém.

Eles apenas concordam com a cabeça. Assim que passo por eles os mesmos fazem uma breve reverência.

Encontro-a sentada no chão com os braços e cabeça debruçados sobre um dos bancos.

Diana Narrando.

- O que houve querida? -ergo minha cabeça encontrando um par de olhos azuis. Dylan.

-Não me chame assim...não sou sua querida!

-Hum me desculpe eu só estava tentando ser gentil.

-Não quero que fale assim comigo, não sou uma de suas queridas e não estou aqui por você.

-Mas...-sua voz soa confusa - Então porque está aqui?

Ele se senta no banco.

-É complicado.

-Eu gosto de coisas complicadas senhorita...?

-Crawford.

-Ok.

-Bom -me levanto do chão e sento ao seu lado no banco enquanto ajeito a camisola - Você já...amou alguém ?

Ele pensa por alguns segundo então responde:

-Creio que não. É por isso que está seleção está acontecendo preciso aprender amar uma de vocês.

-Isso soa tão inútil...e se seu verdadeiro amor não estiver fazendo parte desta seleção?

-É isso que temo. Mas se ela não estiver aqui não posso fazer nada além de me casar com a que mais simpatizo.

Dylan Narrando.

Nossa conversa foi pouco civilizada porque ela estava nervosa, mas digamos que foi uma boa conversa.

- Preciso ir. -digo me levantando do banco - Quer que eu diga aos guarda que você está autorizada a vir aqui quando quiser.

-Não quero favores seus.

-Ham...ta bem. -caminho em direção às portas. -Espera, você poderia me fazer um favor senhorita Crawford?

-Depende.

-Não conte para as outras garotas sobre está noite, é que o certo seria eu conhecer todas somente amanhã.

-Ta bom.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...