História Why do you attract me so much? - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Carter Reynolds, Jack & Jack, Nash Grier, Taylor Caniff
Personagens Cameron Dallas, Carter Reynolds, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Nash Grier, Personagens Originais, Taylor Caniff
Tags Amor Não Correspondido, Colegial, Festa, Romance
Visualizações 32
Palavras 1.916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Fala gente, então foi mal, por não postar domingo, é porque eu saí e não deu tempo, mas eu vou postar hoje só pra não ficar sem capítulo essa semana, e também tive um bloqueio de criatividade, mas já estou melhor. Então vamos lá; adicionem aos favoritos e a sua biblioteca e vamos lá...

Capítulo 14 - I'm sorry, but i can not, no more...


Povs_Ana

Acordei com uma puta dor de cabeça, então decidi ir tomar um comprimido qualquer, mas senti alguém com a mão envolta de mim e logo olhei para o lado, observando Cameron dormindo com a bochecha toda amassada, que coisa fofa, só não apertei porque minhas unhas iriam o machucar. Tirei suas mãos de minha cintura e levantei devagar, ainda estava em choque que ele tinha dormido aqui comigo, eu precisava de alguém, não estava nos meus melhores momentos, mas voltando ao assunto, me levantei fui ao banheiro e tomei uma ducha rápida, e acabei percebendo uma coisa que nesses 2 meses não tinha percebido, tinha um relógio dentro do banheiro, perto da porta, olhei rápido pra ele e vi que eram 7h20, faltava apenas 10 minutos para as aulas começarem, mas eu não iria não estava com cabeça pra isso, mas eu iria acordar Cameron, não quero o arrastar pra todo lugar comigo e acabar atrapalhando sua vida com meus dramas. Sai do banheiro com a mesma roupa que estava quando entrei pois eu iria voltar a dormir, mas antes tomaria um remédio e acordaria Cameron.

Ana- Cameron... Ei acorda, falta 10 minutos pros portões abrirem, você precisa ir pra escola.- disse quase num sussurro.

Cameron- Não mãe, eu não quero, me deixa aqui por mais 5 minutinhos.- disse com a cara enfiada no travesseiro.

Ana- Hahaha, Cameron não é sua mãe sou eu amor, levanta quirido, ou você acha que vai faltar hoje, você precisa ir pra escola anda, levanta daí.

Cameron- Não. Hoje eu vou ficar aqui com você, e também não quero ir pra escola.

Ana- Não precisa faltar por causa de mim, eu estou bem, só preciso descansar um pouco.

Cameron- Eu também.

Ana- Mentira, você só quer faltar, é diferente. - disse rindo e acendi a luz do quarto.

Cameron- Pode ser também- respondeu coçando os olhos.

Ana- É sério, vai pra casa, não quero atrasar sua vida.

Cameron- Você não tá atrasando minha vida, eu gosto de ficar com você, e você sabe que sempre que precisar eu vou faltar na escola e fazer coisas do tipo.

Ana- Sim mas eu não gosto disso.

Cameron- Ok, eu vou... Pra casa, não tô afim de ir pra escola, e também minha mãe não para de enviar mensagens perguntando porque eu não voltei pra casa.- disse rindo e levantando indo em direção ao banheiro e logo se trancando lá

Ana- Ok Cameron, ok.

Cameron- Mas eu volto- disse colocando a cabeça pra fora do banheiro e semicerrando os olhos e voltando a cabeça pra dentro do banheiro bem devagar, como se estivesse me espionando, e logo eu cai na gargalhada.

Fui para sala e tomei meu comprimido com uma caneca de achocolatado, eu sei que o certo era com água, mas não estava disposta a sujar mais um copo só pra por água, então vai com o que eu tava tomando mesmo. Logo Cameron apareceu na cozinha bocejando, e como eu sou um amor de pessoa, fiz Waffles e suco pra ele, e também umas torradas pra mim, logo ele comeu tudo de uma vez e foi se sentar nó sofá, sentar não, se jogar, porque ele parecia uma amoeba esparramado naquele sofá.

Ana- Cameron!

Cameron- Calma amor, eu já vou, só tô esperando a comida descer direito.

Ana- Você terminou de comer já faz 5 minutos, a esse ponto ela já deve estar no seu intestino.

Cameron- E eu pensando que você gostava de mim.

Ana- E eu gosto, só que você me prometeu que me deixaria sozinha.- disse me jogando num puf de panda que tinha ali na sala, e sim eu tinha colocado lá.

Cameron- Ok ok, já tô saindo.

Logo ele se levantou me deu um beijo e disse tchau, e saiu pela porta logo a batendo não com muita força. Então resolvi ficar ali no sofá mesmo, pensando em como minha vida estava horrível e como poucas pessoas conseguiam a melhorar de vez em quando.


Povs_Nash

 Graças a Deus não tinha que ir pra escola hoje, pois ganhei suspensão de 2 dias por aquele babaca, eu tentei dizer a diretora (minha mãe) que ele estava assediando a Ana no meio da aula, mas claro que minha mãe iria dizer que eu estava inventado, e que eu tinha que parar de ser infantil, então acabou que ele saiu ganhando. Como eu ficaria em casa resolvi ir no apartamento da Ana, para ver como ela estava, e também conversar com ela, não aguentava mais continuar naquela situação, precisava tirar aquele peso das minhas costas e ir conversar com a mesma.

Cheguei na rua do prédio dela e sai do carro, como o porteiro já me conhecia me deixou passar sem dar explicações, pois ele já tinha me visto com a Ana, chamei e elevador e fiquei esperando cerca de 2 minutos e quando ele abre me deparo com Cameron.

Cameron- An...Oi.

Nash- Oi- digo seco, pois sabia que ele estava com a Ana.

Cameron- Veio ver a Ana?

Nash- Sim, preciso resolver umas coisas com ela.

Cameron- Cara, deixa ela, não fica insistindo, se ela já disse que não quer nada porquê continua com isso?

Nash- Cameron, eu sou seu amigo e tal, mas eu acho que não lhe devo satisfação sobre isso, aliás, acho que você deva sumir da vida dela.

Cameron- Ué... Por que?, só por que você fez merda, e eu fui o único que me ofereci pra ajudar, quando o bonitinho decidiu pagar uma de babaca?

Nash- Acho que isso não é da sua conta cara- disse me aproximando mais dele.

Cameron- Cara sai de cima dela, ela não quer mais nada depois da merda que você fez. Eu tô indo, não vou mais perder meu tempo aqui, e se eu souber que você fez alguma coisa pra ela, ou tentou forçar ela a fazer alguma coisa... Você tá acabado, isso você pode ter certeza.

Nash- Cai fora cara.

Cameron- Não vou mais discutir com você, meu recado eu já dei.- disse e saiu andando."Babaca" murmurei pra mim mesmo quando o vi sair e logo entrei no elevador indo pro andar da Ana.

Pensei varias vezes em não bater e simplesmente ir embora, mas eu precisava saber se ela estava bem, e eu ainda não acredito que ela chamou o Cameron pra ficar com ela, em vez de me ligar, mas isso era irrelevante agora, só queria me explicar e saber sobre seu estado. Bati 3 vezes na porta e ela gritou um "JÁ VAI" com raiva era engraçado com ela ficava com raiva fácil e parecia um gnomo bravo, mas também sua voz ao mesmo tempo me causou um arrepio, eu estava com medo do que iria acontecer. Logo ela abriu a porta e fez a maior cara de tédio que eu já vi na minha vida, e logo a fechou de novo.

Nash- Ana abre a porta, quero falar com você...

Ana- Garoto, some da minha vida, tá difícil?

Nash- Não vou sumir da sua vida até você me deixar explicar.

Ana- Explicar o que, não quero  nada contigo não menino, some da minha vida vai.

Nash- Não até você abrir essa porta.

Ana- Se eu abrir e deixar você se explicar, você promete que vai sumir e não vai vir mais atrás de mim?

Nash- Prometo- disse mesmo sabendo que era mentira.

Logo ela abriu a porta com a mesma cara de tédio que estava a 2 minutos atrás

Ana- Entra de uma vez, já tô sem paciência.

Nash- Ok, mas só me diz como você tá, eu vi o que o Nate vez ontem no meio da aula, por isso a gente saiu na porrada.

Ana- Eu tô com duas orelhas; uma boca; um nariz e dois olhos que nem você, agora para de enrolar e fala logo.

Nash- Tô falando sério Ana, você realmente tá bem?

Ana- Não quero falar sobre isso, só fala logo o que você quer...

Nash- Ok... Então, eu fiquei sabendo o que aconteceu com você naquele dia em que a gente... você sabe, mas então... Eu queria pedir desculpas, por te julgar sem saber, e dizer tudo aquilo, e te fazer ficar daquele estado, mesmo você não tendo culpa de nada,  eu me culpei por tudo que fiz você passar, e senti o peso nas minhas costas, e nunca me senti tão mal que nem me senti depois que soube a verdade, eu não deveria falar isso, mas eu... Gosto muito de você,  na verdade acho que Te amo-  disse essa última parte bem mais baixo,  e agradeci por ela não ter ouvido pois não queria adimitir isso- volta pra mim? Por favor- disse me aproximando dela a acariciando sua bochecha, e pela primeira vez eu vi ela sem reação alguma.  Fiquei a encarando durante 1 minuto, e eu me perdia em seus olhos fundos cor de âmbar, que escureciam quando estava brava, raramente se encontrava gente com olhos daquela cor, e eu achava lindo, que nem tudo nela. Mas logo o silêncio se quebrou quando ela me respondeu.

Ana- Eu queria Nash... Mas não posso, estou com Cameron agora, e depois de tudo que você me falou... Não sei se posso te perdoar, então minha resposta é Não, acho que nunca poderíamos voltar ao que éramos antes, você me magoou como ninguém tinha feito antes, agora eu gosto do Cameron, e ele me faz bem, você teve sua chance e estragou ela, por causa de uma discussão, que na verdade nem discussão foi, pois só voce falou, e as poucas palavras que me disse me fez pensar o porquê da minha existência, e eu não vou deixar você simplesmente aparecer aqui é tentar falar poucas palavras que vão fazer eu voltar correndo pra você, como eu sei que muitas meninas já fizeram, mas comigo é diferente, não sou essas meninas, que você faz de troxa e depois pede desculpas e elas largam tudo de novo as fazendo voltar pra você. Espero que você não fique possessivo que nem o Nate, eu não te odeio, mas também não posso te perdoar assim tão fácil assim. Então me desculpe, mas minha resposta é Não.

Nash- Ana, não faz isso comigo, por favor, volta pra mim, eu prometo que nada disso vai acontecer de novo, só volta pra mim, por favor- disse a abraçando, mas ela não é correspondia, só ficava com os braços pra baixo parada.

Ana- Desculpa Nash, mas não posso fazer isso com Cameron, e nem me arriscar mais, eu já passei por muita merda esse ano, não to querendo arriscar mais do que já arrisquei.

Nash- Ana, volta pra mim, mesmo que tudo que eu fale pareçam em vão, eu prometo que não é.- disse segurando seu rosto próximo ao meu e a dei um beijo, mas ela não correspondia, e eu tentei, eu a beijei durante 2 minutos direto e a mesma não moveu um músculo.- não faz isso comigo.- disso a encarando com olhos marejados e  ainda com as mãos em seu rosto e a mesma já chorava.

Ana- Eu queria Nash, mas não posso mais, eu não aguento toda essa pressão.

Nash- Ok, eu entendo- disse a soltando e secando suas lágrimas.- tchau, sempre que precisar me liga, me envia mensagem, qualquer coisa, só não me esquece.

Ana- Okay.

Nash- Okay.

Disse e saí do apartamento dela logo batendo a porta com força, por causa de raiva de mim mesmo por ter causado tudo isso. Eu precisava de um tempo, precisava relaxar, precisava beber, só isso.


Povs_Ana

Assim que Nash bateu a porta eu me derramei em lágrimas, por que ele fez isso comigo? A gente poderia estar bem agora, mas ele tinha que estragar tudo, e lá vou eu a estaca zero, chorar até meus olhos incharem. Não aguento mais, eu preciso de uma saída, eu nescessito de uma saída...



Continua?...




Notas Finais


Pronto, capítulo postado, mais uma vez, me desculpem por não ter postado domingo, por que na verdade eu nem iria postar esse capítulo hoje, eu iria postar só no domingo que vem, mas eu me sentiria culpada e com a consciência pesada, e também com raiva, pois eu sei como é chato só ter um capítulo por semana, pois muitas escritoras que eu leio as histórias ficam sem postar por semanas e eu quase morro por isso, mas bom, eu postei então tá aí... adicionem aos favoritos e a sua biblioteca, e eu volto domingo com mais um capítulo.

Beijos de açúcar


XOXO Algodão Docyy 🍭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...