História Why I Need Go? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Namjin, Namjoon, Seokjin, Suga, Taehyung, Vhope, Yoongi, Yoonmin
Exibições 50
Palavras 819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prologue- Welcome To My House


Fanfic / Fanfiction Why I Need Go? - Capítulo 1 - Prologue- Welcome To My House

-Feliz aniversário- Min sorriu, sem mostrar os dentes, focando seu olhar no pequeno ruivo que se encontrava ao seu lado.

Porém, ele não devolveu o sorriso, apenas fitou a janela aflito.

- Finalmente 18 anos- sussurrou de uma forma tão convicta que aquilo parecia de certa forma uma conquista- Você cresceu tanto, baby.







-Jimin- ela chamou o filho mais velho, claramente nervosa- Leve seu irmão para o quarto- engoliu como se sentisse um grade nó em sua garganta

Não que vê-la assim fosse algo novo, mas doía. Sempre doía.

Em um sinal de obediência, ele puxou o pequeno TaeTae para si e o carregou em seus braços, levando-o  até o quarto com um certo afobamento. Quando adentraram o mesmo, o ruivinho fez questão de trancar a porta. Seria perigoso se não o fizesse.

E aquela cena se repetiu.

O estrondo da porta sendo aberta com brutalidade.

A gritaria e o choro de sua mãe.

As palavras de ódio sendo derramadas uma sobre a outra.

O barulho de garrafas sendo quebradas...

-Minnie- o menor chamou, choroso. - Estou com medo- se encolheu nos braços do maior.

O ruivo abriu a boca para dizer algo, mas não pensou em nada para confortar o menor. Poderia dizer que nada iria acontecer, mas isso não era garantido. Poderia concordar com a afirmação do outro, mas isso não traria conforto algum para o moreno. Ou poderia dizer que iria o proteger, mas com que forças? De onde tiraria forças para confrontar alguém que tinha o dobro de seu tamanho e era muito mais forte do que ele? Afinal, ele era apenas uma criança...

Então sem saber o que fazer, apenas abraçou o pequeno e acariciou seu fios acastanhados.

Ele definitivamente odiava seu pai, com todas as forças que tinha...








-Jimin ou Taehyung?- questionou o pai vislumbrado com a quantidade de notas que aquele senhor colocava nas mãos sujas do pai daqueles meninos.

-O mais velho- Respondeu sem demonstrar expressão facial

-Jimin!- ouviu o berro esganiçado do homem

-Estou aqui...- olhou para o pai com um certo medo, mas se sua mãe estava ao lado, então certamente o homem não iria o ferir.









Jimin simplesmente não conseguia acreditar. Seus olhos estavam marejados e arregalados, suas mãos tremiam e sua voz não saia.

Taehyung berrava e chorava de maneira descontrolada, como se aquilo pudesse amolecer o coração gelido do homem e causar-lhe um pingo de compaixão e bom censo. Não adiantou.

Ele apenas observava a cena enquanto colocava um masso de cigarro na boca, sem nem ter a decência de esconder o pequeno sorriso que se formava em seus lábios.

A mãe tampava o rosto com as mãos, como se não quisesse ver seu filho indo embora com um estranho.

A família de Jimin sempre foi pobre, mas ele nunca pensou que chegariam a isso para conseguir dinheiro...








O pequeno ruivo estava encolhido no banco de trás do carro enquanto várias lágrimas escorriam por suas bochechas gordinhas, estava com tanto medo...

-O-onde você es-esta me levando?- indagou com a voz arrastada

Novamente ele não recebeu uma resposta. O homem de terno e cabelos negros continuou olhando para frente, concentrado na estrada.

Jimin apenas abaixou a cabeça e sentiu um grande nó se formar em sua garganta.








O ruivo acordou com o barulho das portas do carro sendo abertas.

O percurso foi tão demorado e o pequeno chorou tanto que acabou caindo no sono.

Com um pouco de receio e depois de hesitar bastante ele finalmente saiu de dentro do veículo.

Já era noite e a única coisa que iluminava a frente da casa eram dois postes de luz. E que casa!

Os olhos do pequeno brilharam ao olhar a faxada da casa, ela era grande e muito, muito bonita.

Sua atenção foi desviada para a entrada, quando ouviu passos se aproximando da mesma. O pequeno arregalou os olhos e correu para se esconder entre os arbustos .

-Não se esconda de mim- pôde ouvir uma voz grossa, seu corpo inteiro se arrepiou- Sei que esta aí, Jimin.

Ele tremeu de medo e se encolheu ainda mais atrás do pequeno arbusto. Como ele sabia seu nome?

-Se não vai sair, tudo bem- continuou a dizer, e logo pôde-se ouvir passos se aproximando dele- Vou até você.

E quando menos esperava, sentiu sua pequena mão gordinha ser puxada com força, fazendo com que ele se levantasse e saísse de trás daquele esconderijo ridículo e totalmente visível.

O homem não era muito alto, mas era, obviamente, maior do que o pequeno Jimin. Seus cabelos eram tingidos de um verde tão claro que poderia facilmente ser confundido com um azul, já seus olhos, eram negros como a noite. Em seu rosto havia um expressão séria, a qual, por algum motivo, fazia com que Jimin se intimidasse e abaixasse a cabeça.

-Bem vindo, baby- olhou-o nos olhos e esboçou um sorriso pequeno nos lábios- Primeira regra, não tente fugir de mim...


Notas Finais


Hoje é aniversário do nosso ChimChim! <3







Quem mais esta morrendo com o novo MV de BTS?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...