História Why Me? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 16
Palavras 3.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


x Um avisinho rápido sobre as postagens, vou tentar postar pelo menos uma vez por semana pode variar entre duas e uma, mas não prometo nada.

x E bom obrigada a você que lê e até a próxima.

Capítulo 5 - 04


  • TREVOR •

 

 

 

- Levanta ai vacilão. - acordo com meu melhor amigo me chamando da forma mais doce que uma pessoa pode acordar a outra.

- Já acordei. - digo sentando na cama, olhando ele com uma cara nada amigável.

- Não me olha de jeito não, se deixar você dorme até tarde e a gente tem ir logo. - diz ele.

- Pra onde ? - pergunto sem entender.

- Pra casa meu caro. - diz todo animado , e o sorriso dele refletiu no meu eu sentia tanta vontade de casa.

Durante a faculdade eu e Ethan dividimos o quarto , foi tudo como planejamos ir para faculdade juntos e dividir um quarto no campus eu sei isso é coisa de menina mas honestamente eu não me importo, a minha vida estava correndo tudo bem estava tudo perfeito e eu estava gostando do jeito que as coisas estavam se encaminhando mesmo caminhando de vagar desse jeito está bom pra mim.

Semana passada descobrimos que passando na faculdade, eu me tornei um matemático estou me sentindo o máximo por isso e Ethan acho que ele vai dar aula de Educação Física , nossa formatura vai ser na próxima semana, porém decidimos ir pra casa e voltar com a nossa família pra cá estávamos com muito saudade de casa para esperar mais eu estava com saudades da minha cama de encher a Paige, ela ficou bem brava quando descobriu que eu iria me mudar pra outro estado pra fazer faculdade mamãe tento ela fazer entender mas parece que não deu certo, achei que durante esses anos longe ela iria mudar sua opinião eu só sabia dela pelos telefonemas de mamãe que eram diários.

Os anos que eu passei aqui foram bons,conheci pessoas, me decepcionei com algumas me envolvi com garotas que não valiam o chão que pisavam, mas na faculdade o que mais queremos e esperando é diversão. 

Conheci garotas legais mais não sensacionais - isso foi bem esquito - alguém que eu queria dividir a vida e pra ser sincero se fosse pra me envolver com alguém tem que ser pra valer .Mas foi bom, muito bom serviu como experiência pra eu aprender mais sobre a vida agora eu sou um adulto formado preciso tomar um rumo na vida e eu sei que estou no caminho certo ,mais não á nada como nosso lar não é mesmo.

" Só uma coisinha que eu tinha me esquecido , meu nome é Trevor Bourne e tenho 23 anos "

- Já terminou aí ? - pergunta Ethan.

- Já !- digo terminando de arrumar minhas coisas, quer dizer uns últimos detalhes pois as roupas já estavam arrumados.

- Beleza quero ir logo pra casa. - diz todo arrumado.

Estava um clima agradável , saímos do nosso quarto com as nossas coisas e estava um vai e vem de alunos uns com malas outros não eu iria sentir falta dessa bagunça com certeza eu iria.

Nos despedimos de uns colegas que partilhavam das mesmas aulas que nos, pessoas que conhecemos durante as festas , é agora seria uma nova etapa na minha vida e uma das mais importantes eu estava muito excitado para descobrir como séria o meu futuro e com medo também.

Entramos no táxi e fomos direto para o aeroporto, fomos em silêncio apenas perdido em nossos pensamentos.

- O que você acha que vai nos esperar lá ? - pergunta Ethan quebrando o silêncio.

- Além dos nossos pais ? - pergunto e ele da risada e eu o acompanho.

- Isso , além deles. - diz ele.

-Sei lá , a gente vai ter que descobrir. - digo e o silêncio volta a reinar.

Fizemos o check-in logo em seguida embarcamos , eu estava ansioso pra ver minha família, logo em seguida minha mente fica tensa quando eu penso em Paige minha irmã mais nova pelo oque eu soube pela mamãe ela tem tipo ataques psicóticos depois que ela e Charlotte foram assaltadas quando voltavam da faculdade, minha mãe a todo momento nos telefonemas me tranquilizar mais toda vez que eu falava com ela no telefone eu sabia que não estava nada bem, eu estava preocupado com o que teria que lidar quando eu chegar em casa.

Ethan estava muito pensativo, estava me deixando preocupado logo ele que gosta de falar demais.

- O que ta pegando ? - pergunto.

- Sei lá cara , eu to com medo e preocupado. - diz ele olhando pra janela do lado de fora.

- Conte me mais. - digo rindo o olhando e ele solta uma risada fraca.

- Eu estou feliz , por voltar pra casa , mais com medo do depois sabe .Eu estou com muita saudade de casa e preocupado com a Charlotte e decepcionado comigo mesmo por não estar lá quando ela precisou , Trevor cara você não tem noção a Charlotte me ligo chorando. - diz ele ta legal disso eu não sabia. - Eu não podia fazer nada pra ajudar me senti inútil , eu escutei ela chorar por quase 1 hora seguida eu não poderia fazer nada só podia ouvir, eu estava desolado eu queria estar lá mas não podia , você deve estar se perguntando por que eu não contei cara você estava muito preocupado com a Paige não queria incomodar - finaliza ele.

- Você é meu melhor amigo cara , nunca me incomodaria eu também tenho medo do depois mais o jeito é enfrentar não vai dar pra trás né ? - pergunto.

- Claro que não , eu vou enfrentar só tenho medo do desconhecido. Na verdade eu sou verdadeiro cuzão. - diz ele , então nos começamos a rir.

- Ta legal isso não soou muito bem vamos ri porque é o que resta. - diz ele e eu concordo.

Somos melhores amigos desde eu colegial, tem horas que temos momentos de depressão que parecemos mais duas meninas com crise existencial como esse momento que acabou de acontecer mais sempre acabamos rindo da situação.

Depois de três horas de voo , havíamos chegado em Ohio eu esta apreensivo sei lá eu estava com saudades era um sentimento estranho, eu só queria rever minha família logo. Estou esperando minha mala junto com o Ethan ele estava inquieto deu pra perceber ele troca o peso do corpo alternando entre as pernas.

- Estamos em casa cara. - digo pra ele sorrindo eu realmente estava muito feliz.

- É. - ele diz meio nervoso.

Pegamos nossas malas e fomos em direção ao portão onde havia várias pessoas esperando seus parentes , eu corria o olho procurando meus pais quando eu achei abri um sorriso que parecia que iria rasgar meu rosto meus pais estavam junto com os pais de Ethan , Paige travou seu olhar no meu então ela veio correndo na minha direção e pulo em mim e me abraçou como eu sentiu falta desse abraço , então um soluço escapou de seus lábios.

- Hey! - digo a abraçando mais forte.

- Eu senti sua falta. - diz entre soluços.

- Eu também pequena, então eu acho que estou perdoado por ter ficado longe?- digo ela me soltou e sorriu e consentiu limpando o rosto com as costas das mãos.

- Meu filho! - diz minha mãe soltando um soluço.

- Mãe! - digo a abraçando , meu Deus como eu senti falta dessa mulher.

- Como você esta ? Meu Deus como você cresceu, está diferente. - diz passando a mão do meu rosto, me olhando de cima em baixo como se estivesse se certificando que que nada está errado se eu realmente estou bem.

- Não tem pai mais ? - pergunta meu pai ,eu vou até ele e abraço forte.

- Como foi lá ? - pergunta ele após desvencilhar do abraço.

- Foi bom , to formado. - digo sorrindo.

- Trevor! - diz Tia Rachel.

- Oi tia. - digo abraçando ela.

- Vocês cresceram. - diz ela me soltando.

- Pois é , foram 5 anos fora. - digo abrindo os braço , e eu aperto a mão do tio Will.

- Pai cadê a Charlotte ? - pergunta Ethan , logo percebi que ela não estava ali eu senti uma ponta de tristeza.

- Ela esta trabalhando querido, ela também se formou semana passada fiquei um pouco triste por que você não estar lá mais você sabe como ela é orgulhosa mais eu a conheço nem demonstrou mas eu sei que ela ficou chateada, ela arrumou um emprego durante a faculdade e ela ta trabalhando desde então eu ando preocupada com ela .- diz Tia Rachel enquanto vamos em direção a saída do aeroporto.

- Por que mãe ? - pergunta Ethan e no momento estou totalmente atento a conversa deles.

- Você sabe querido, depois do assalto nenhum de nós fomos mais o mesmo. - diz com uma voz preocupada.

Cada um de nós fomos no carro com os nossos pais, minha mãe me fez conta tudo que aconteceu durante os 5 anos mesmo ela sabendo de muitas coisas, pois ele me ligava todos os dias e me fazia contar o que tinha acontecido durante meu dia, meu pai como sempre soltando piadinhas , devido nossa cidade ser longe do aeroporto deu tempo de contar tudo o que aconteceu mamãe também me contou como andou as coisas quando eu estive longe , era bom estar de volta era bom estar em casa não há nada como o nosso lar.

Chego em casa eu fui direto pro meu quarto, ele continua o mesmo intacto aposto que minha mãe limpou ele está um cheirinho tão bom ,cheiro de limpo.Me jogo na cama , e logo cedo ao conforto do meu colchão como eu senti falta disso também.

Quando eu estava quase dormindo alguém bate na porta.

- Trevor? - chama minha mãe.

- Hum. - resmungo de olhos fechados.

- Vamos jantar na casa da Rachel. - diz ela.

- Ta bom. - digo.

- Ok , descanse um pouco. - diz ela e eu sinto um beijo na minha testa e ouço a porta ser fechada , logo caio no sono.

Eu não sei quanto tempo eu dormi , acordei sentindo o outro lado da minha cama afundar , abri os olhos e vi Paige ela tinha os olhos vermelhos e a ponta do nariz igual, quando eu ia abrir abrir a boca pra pergunta o que estava acontecendo ela foi mais rápido.

- Sem pergunta , sim eu estava chorando só me deixa deitar com você. - diz ela fungando eu apenas do mais espaço pra ela , e puxo o edredom .

Ela deita no meu peito e chora baixinho, eu apenas fico olhando para o teto eu queria fazer muitas perguntas mais eu resolvi deixar elas pra depois decido respeitar, e em minutos eu caio no sono de novo.

- Trevor? - escuto alguém me chamar mais eu estou com tanto sono que decido ignorar. - TREVOR. - grita a pessoa e eu sento com tudo na cama.

- AI ! - grita alguém logo eu reconheço ser minha irmã.

Ta tudo bem ? - pergunto coçando os olhos e com uma vontade enorme de rir.

- Fora o beijo que eu dei no chão , ta tudo bem.- diz ela.

- Foi você que me grito né !! - digo já tendo certeza que sim.

- É ,agora levanta vai se arrumar a gente vai janta no Ethan e as perguntas deixa pra mais tarde. - diz ela logo saindo pro corredor.

Que horas que é que já esta na hora da janta ?! Só acho que dormi demais.

Levanto tomo meu banho , e logo me pego procurando uma roupa pra impressionar Charlotte mesmo depois de muito tempo ela ainda meche comigo, mas que bosta está acontecendo comigo.

 

 

 

• CHARLOTTE•

 

 

Meu nome é Charlotte Dashwood tenho 22 anos , eu já disse que odeio meu nome? Mais mesmo assim se eu disse ou não vou dizer, odeio meu nome.

Agora eu vou contar um pouco bem resumidamente o que aconteceu durante esse cinco anos vamos lá .

Eu entrei na faculdade fiz T.I me apaixonei por isso , arrumei um emprego durante a faculdade. Me envolvi com caras idiotas, arrumei alguns colegas ,porém amigo mesmo só o Henry eu sei que poderia estar errada confiando em uma pessoa só mas essa é minha zona de conforto e eu não estou nem um pouco a fim de ultrapassar-la.

Eu fui assaltada junto com a Paige a irmã do Trevor a um tempo atrás quando voltávamos da faculdade , não um momento bom a única coisa que eu tenho a dizer é que eu não recomendo a ninguém.

Eu achei que iria morrer ou estrupada só que não aconteceu nada em parte o cara tentou estuprar a Paige eu fui pra cima do cara e ele também tentou fazer o mesmo comigo mais eu gritei e bati nele o mordi , foi horrível Paige ficou super mal mesmo não sendo tipo amigona dela , ela é uma pessoa muito legal, meiga e boa com as pessoas eu gosto dela mais eu não sou a pessoa apropriada pra ser amiga eu sou muito estranha é o que Henry vive dizendo .

Hoje meu irmão volta da Flórida eu sentia tanta falta daquele idiota, eu fiquei um pouco triste dele não ter ido na minha formatura mais não deixei transparecer mais eu sei que mamãe notou.

E bom meus pais , eles foram de mal a excelente depois que papai se demitiu e arrumou um emprego numa empresa do centro ele percebeu que estava sendo um belo de um bosta de marido e pai então tudo ficou em total paz.

E aqui estou eu no meu trabalho, até tarde pra variar , mais gostava muito do meu trabalho só que estou deixando de viver pra ficar trabalhando se já jovem eu já estou assim imagina quando eu ficar mais velha vou viver só pra trabalhar, mas gosto de trabalhar gosto de ser independe embora eu ainda more com meus pais tudo que falta é coragem pra sair de casa .

- Vamos Charlotte , já deu seu horário na verdade você passou dele pra variar. - diz Peter um cara que trabalha comigo a gente já deu uns pega mais só fico nisso mesmo ele é muito gato ele parece o Clark Kent sabe só que loiro ele é muito lindo , pena que é galinha só tem cara de santinho.

- Eu já vou me da mais 2 minutos , já estou acabando. - digo digitando as ultimas linhas de código que falta , isso não é fácil pra ninguém programar e eu tenho tanta preguiça tenho que ficar digitando horas e horas por dia, não to reclamando gosto do que eu faço mas é cansativo .

Eu trabalho numa empresa de designer que cria páginas a administradores eu não mecho no visual da página e no site em si , e sim no jeito que ela vai ficar essa é parte mais difícil, então aqui o cliente contrata nossa serviços ele explica do jeito que ele quer e a gente tem que se virar se o cliente não gosta a gente tem que se virar pra fazer um novo , teve um projeto meu que eu tive que refazer 2 vezes quase mandei meu chefe tomar naquele lugar.

- Então vou indo fecha tudo aí , ainda tenho que sair hoje. - diz Peter , eu apenas levanto minha mão fazendo um sinal de beleza sem tirar os do computador.

Levei acho mais um 30 minutos não sei , terminei e soltei um suspiro longo e me afundei naquela poltrona confortável e fechei os olhos. As pessoas acham que só porque eu trabalho na frente de um computador eu não canso não fico exausta , lógico que eu canso é cansaço mental o pior que tem porque mesmo você dormindo seu corpo não descansa se a mente não para, suspiro salvo o projeto no servidor desligo o computador fecho tudo e vou pra casa, olhei do meu relógio e eu estou atrasada eu disse pra minha mãe que iria chegar num horário e vou chegar no outro meu pai nem liga mais ,porém dona Rachel fica furiosa seu que vou tomar um sermão quando eu chegar em casa estou até visualizando a cena.

Vou andando pra casa , meu pai não quer me dar um carro porque segundo ele não vai dar algo pra eu me matar pois sou uma negação atras de um volante, mais uns 20 minutos em casa, ouço algumas vozes quando abro a porta deixo minha bolsa em cima do sofá e vou em direção a cozinha.

Eu vejo que todos então lá os pais do Trevor o próprio Trevor,Paige e Ethan, quando meus olhos encontraram com o do meu irmão eu me segurei pra não pular nele de tanta saudade.

Cumprimentei quase todos quando chegou no Ethan eu o abraçei tão forte como se fosse o último abraço que eu daria nele.

- Senti sua falta idiota. - digo ainda abraçada nele.

- Eu também baixinha. - diz ele e me da um beijo no topo da minha cabeça, solto dele e vou até Trevor e o abraço também que parecia surpreso com o abraço mas logo retribuiu.

- Também senti sua falta.- digo e ele solta um riso baixo.

- Eu Também anã. - diz.

- Não começa. - digo me soltando dele e ele ri e fica me encarando.

Olha pra minha mãe e na hora que ela ia abrir a boca eu sou mais rápida.

- Já sei to atrasada , e sim fiz hora extra de novo e eu já sei que isso pode me fazer mal trabalhar demais , mais agora a gente pode comer to morrendo de fome. - digo e todos riem.

E nosso jantar foi assim , histórias de quando eramos crianças e como foi durante os 5 anos dos meninos fora e como as coisas ficaram por aqui , minha mãe contou até de um "namorado" meu que eu trouxe a 2 anos , acabo com o coitado papai quase infartos , nosso namoro não duro 4 semanas o cara era muito mala e o pior eu gostava dele pra valer, resumindo a história ele me traiu.

Trevor me da umas olhadas que eu me sentia desconfortável , os 5 anos na Flórida fizeram muito bem para ele, parece que ele cresceu mais e está com barba ele está muito gato, apesar de a barba ter o deixado com cara de mais velho ele ainda sim está lindo. Tenho que parar com isso ele é melhor amigo do meu irmão.

 

 

 


Notas Finais


História também disponível na plataforma wattpad.
Link - http://my.w.tt/UiNb/6GdT5ojNsy

Personagens pra quem tiver interessado: - https://www.wattpad.com/336277690-why-me-%C3%97-elenco-personagem%C3%97


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...