História Why Me? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 6
Palavras 1.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi,
Boa Leitura

Capítulo 1 - Capitulo 1


Fanfic / Fanfiction Why Me? - Capítulo 1 - Capitulo 1

(Shay)

-Oi gatinha!-disse Joe, meu namorado e sorri o beijando

-Oi! Como foi a aula?-disse enquanto caminhávamos de mãos dadas, claro que meu sorriso está estampado no meu rosto, eu o amo muito. Sabe a esquisita apaixonada pelo Mister Popular? Então, ele não me notava, mas me encantava e me fazia (ainda faz gelar) só em olhar pra mim, ele é o capitão do time de basquete da escola e  todas as garotas querem ele, e sim tenho um pé atrás com "isso", mas sei que ele me ama tanto quanto eu o amo e que não enfeitaria minha testa com dois chifres.

-Chata como sempre, mas daí vejo você e tudo melhora!-disse ele e sorri o beijando de forma rápida.

-Que bom saber disso! Eu Te Amo!-disse sorrindo e ele me beijou colocando seu braço em meu ombro após sentarmos no banco debaixo de uma árvore linda e cheia de vida, assim como eu me sinto ultimamente, apesar das constantes discussões com meu pai (filha unica  e pai bastante protetor).

-Vai ter uma festa na casa do Chris e eu ficaria muito feliz se você fosse! Para nos divertimos um pouquinho mais!-disse ele em um sussurro e sorri.

-Hoje? Mas que horas?-disse e ele suspirou. Ele sabe o quanto me pai é cuidadoso comigo e isso o faz ter muita raiva dele, isso é errado e eu odeio quando ele toca no nome do meu pai de forma "errada", Acabamos por brigar toda vez que o meu pai se torna assunto da conversa, meu pai até hoje não gosta dele, ele nunca gostou, nunca aceitou esse namoro para ser mais sincera.

-Às 10!-disse ele e infelizmente vou ter que recusar pela segunda vez, eu sei que estou sendo uma idiota e vou acabar o perdendo , mas quem dita as regras sobre mim é Drake Husmann e às dez horas devo estar em casa, caso atrase um minuto recebo bronca de uma hora ou mais (e também essas coisas de pai super protetor). Não sei porque tanta preocupação comigo, afinal tenho cinco armários atrás de mim! Já me acostumei com isso, mas as vezes penso que vou ser assaltada e quando vou ver são eles! Meu pai Drake Husmann é um milionário herdeiro de um dos maiores escritórios de advocacia e da cidade onde vivemos, seu pai John Husmann é um renomado advogado (e um dos cinco homens mais ricos do país), tem boas impressões aqui e no mundo afora, e como sempre... Temos que seguir os passos da família, e como sou filha única ele quer que eu seja uma advogada ou empresária (que no caso ele é os dois), mas eu não gosto e confesso que sou muito ruim em contas, odeio cálculos, acho que sou uma vergonha pra ele e para meu avô (que deve estar se contorcendo no caixão por ter uma neta tão burra em cálculos como eu). Eu amo desenhar, amo moda e também dança, eu me sinto livre! Fora que gosto de vídeo games e todas essas outras coisas que meninas da minha idade e ricas (as patricinhas, sabe?) detestam ver (pelo menos as que conheço), eu me sinto diferente delas, sou mais "humana" . Amo ajudar os outros e não faço isso por imagem (assim como elas e seus pais loucos por dinheiro) e sim porque amo. Tenho uma boa conselheira amorosa, Ashley (minha prima e melhor amiga desde a infância), ela é a pessoa mais fofa que já vi, ela me apoiou quando perdi a coisa mais preciosa dessa vida, minha madrasta  Caroline Oliver que morreu há três anos por causa de uma bala perdida (outro motivo para Drake ser tão protetor) tudo porque o marido de uma das clientes dela, perdeu a causa e acabou matando a mulher dele e também minha madrasta, ele iria atirar em todos nós nesse dia, mas minha madrasta (boadrasta) se meteu na frente, eu fiquei imobilizada ao vê-la cair no chão, eu não conseguia parar de chorar, foi uma cena horrível, ela me fazia sorrir, foi a primeira "namorada" do meu pai que eu gostei em considerar como uma mãe pra mim. Após tudo isso, entrei em depressão por dois anos, apenas no começo decidi voltar a ser quem eu era antes. Conheci Joe em uma jantar de família  e após uma mudança (radical) em mim  ele começou a me seguir em minhas redes sociais e quase tive um infarto após longas conversas com ele, por mensagem. Nós saímos para um jantar e ele me pediu em namoro,  Ashley assim como meu pai, não confia nele, para ela, ele é um "ganancioso" que só está comigo por causa do meu dinheiro e para fazer raiva a Jessica. Eu não consigo acreditar em algo assim, ele não faria isso comigo, eu o amo tanto!

-Não vou poder ir, me desculpa!-disse e ele virou a cara, aparentemrente com raiva. Me levantei ao ver Ashley me chamar com a mão. Finalmente acabaram-se as aulas.

-Tchau!-disse saindo de perto dele que continua a não olhar na minha cara.

-Vamos bruxa!-disse Ashley e sorri

-Vamos vaca!-disse e ela fez uns chifres na testa enfatizando o que lhe chamei e saímos rindo.

-óculos bonito Jim!-disse ela para o meu motorista (nosso na verdade) e ele sorriu fazendo um gesto cordial com a cabeça assentindo e entramos no carro, partindo direto para casa. Não vi Joe apenas Chris e Diego (amigos dele) que estavam comendo uma garota atrás dos muros da escola.

-Obrigada!-disse sorrindo e fechando a porta do carro.

-Filha?-disse Drake e estranhei descendo as escadas junto de Ash.

-Pai? Não deveria estar no escritório?-disse e ele sorriu assentindo

-Sim, mas já tenho minha decisão sobre sua proposta!-disse ele e sorri junto de Ashley que rói as unhas agora, quase não tem!

- Sério? E então... O que achou?-disse sorrindo e ele me abraçou beijando minha testa, ele é super fofo, apesar de mudar de humor ao ver Joe, ele o odeia, nunca gostou dele.

-Bem convincente mas claro que não aceito deixar você sozinha por aí então...-disse ele elevando o tom de voz ao ver que iria interrompê-lo.

-Eu aceito tirar os seguranças mas você terá um novo segurança!-disse ele e o olhei indignada.

-O quê? Você não confia em mim? Pai!-disse e Ash vinha da cozinha com meu sorvete de morango em mãos.

-Filha é para o seu bem e olha é só um e ele é muito eficiente e responsável!-disse ele e bufei cruzando os braços.

-Mas pai Eu já tenho 17 anos, não sou mais uma criança! Sei me defender!-disse e ele soltou uma risada fraca e me abraçou.

-Meu amor, eu te conheço muito bem então esqueça essa historia de não ter nenhum segurança, ele chega amanhã, não seja grossa com o rapaz! Ele só vai trabalhar!-disse ele beijando minha testa e saindo de casa.

-Ele tem razão!-disse Ashley e a fuzilei com meu olhar e peguei meu porte de sorvete o colocando no refrigerador, vendo sua cara de  indignação que me fez sorrir.

-Shay! Ele tem razão sim, você é a unica filha dele e ele te ama muito a ponto de fazer essa loucura! Ele só quer seu bem! Entenda o lado dele! Vocês perderam algo importante! Nós perdemos!-disse ela e bufei assentindo e enxugando uma lágrima.

-Você tem razão, mas espero não vê-lo no colégio, pelo menos isso!-disse sorrindo e ela riu e nos abraçamos.

-Agora vamos! Estou a um dia sem ver minhas redes sociais!-disse ela me puxando e correndo sobre as escadas.


Notas Finais


P.s: Resolvi refazer essa historia, já havia postado, mas a paguei por falta de criatividade para continuá-la, a "consertei" e aqui está ela novamente, espero que goste :)
xoxo
Ass: Mah <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...