História Porque não viver? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescentes, Amigos, Amor, Automutilação, Depressão Na Adolescência, Drama, Romance, Vida Adolescente
Visualizações 20
Palavras 439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Nomes e cidade fictícia

Capítulo 1 - Apresentação


A gente nunca sabe quando uma coisa boa vai acontecer com a gente. Eu penso em milhões de coisas ruins que podeira ter acontecido comigo, porque nada costuma dar certo pra mim, mas eu nunca perdi a esperança de um final feliz.

 

Meu nome é Anthony Walters e eu tenho 17 anos talvez eu seja o cara mais palerma que alguém possa conhecer, eu estudo, vivo grudado no meu computador minha mãe até acha que eu tenho algum tipo de relacionamento virtual, eu deixou ela pensar que sim melhor do que ela saber que seu filho de 17 anos não tem nenhum amigo e muito menos namorada. 

Florença é uma cidadezinha com pouco menos de 22 mil habitantes, e é pra lá que estamos mudando, eu odeio isso, mudar, ter que tentar me enturmar com outras pessoas e fracassar, eu não gosto da escola é sem graça aqueles corredores enormes e cheio de gente, corredores cheios de pessoas vazias. As pessoas sempre me olharam estranho e eu nunca consegui olhar diretamente nos olhos de alguém eu era todo esquisito, magrelo, alto, que viva com o cabelo que parecia ter brigado com o pente pela manhã, com as minhas famosas roupas largadas, eu realmente era relaxado, mas era o meu estilo, meu gosto, raramente eu usava roupas com uma cor viva que não fosse preto, as pessoas até já me perguntavam seu eu era do Heavy Metal e não, eu só gosto do preto. Eu nunca sai com uma garota, nunca namorei, nunca fui ao baile da escola, nunca fiz amigos, nunca vivi de verdade, eu queria sair para um bar e encher a cara rir muito e dar em cima das meninas que lá estivessem, e assim que adolescentes da minha idade costumam se divertir, mas a minha realidade é essa

 

Isabel Walters grita: "-Filho, o jantar ta na mesma, desce logo Anthony." 

Eu não podia descer agora, estava quase zerando meu jogo preferido

Charles Walters abre a porta do quarto de Anthony: "-Vem, a familia precisa estar reunida pra comemorarmos nossa nova mudança, nova vida filho."

Nova? Só se for pra eles...

Então eu descia as escadas e lá estavam eles, meu pai Charles, Isabel minha mãe e Zoe minha irmã casula. Eu me sentei e meus pais fizeram como sempre, darmos as mãos e orarmos, eu queria muito que eles aceitassem o fato de eu ser ateu, começamos a comer e meus pais estão empolgados e não paravam de falar da casa, da cidade e dos bons vizinhos. Quando eu terminei de comer subi pro meu quarto pra mais uma noite sem dormir jogando no meu computador 


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...