História Why we love sociopaths? - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bella, Bts, Coréia Do Sul, Jimin, Lemon, Psicopatas, Roubo, Sexo, Violencia
Exibições 41
Palavras 553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTEEEEEEEEE EU TO MUITO ANIMADA ENTAO VIM TRAZER OUTRO Cap para vcsssss! Bjs da Unnie e byee.

Capítulo 17 - O AMOR ESTÁ NO AR!


Fanfic / Fanfiction Why we love sociopaths? - Capítulo 17 - O AMOR ESTÁ NO AR!

Jimin on

Estava entrando em casa, totalmente preocupado com Bella. Por um momento pensei em voltar e ajuda-la mas a mesma sempre diz: "CALA A BOCA E DEIXA QUE EU RESOLVO ESSA MERDA!"  Acabei rindo com este pensamento.

- Ahh Bella! Se você estivesse aqui - Falei me espreguiçando.
- Jiminie... sentiu minha falta? - olhei para a autora da voz e logo vi a pessoa no qual eu mais esperava... Bella!

- Ahhh, eu... não... quer dizer... sim... NÃO... Ahhh não sei - cocei a nuca em desespero, pois não sabia como reagir. Mas antes que pudesse dizer mais alguma coisa, Bella me puxa para um beijo quente e necessitado, tão bom, pois não existem palavras que medem oque estou sentindo neste momento.

O beijo dela é tao hipnótico que eu ficaria ali para sempre se pudesse, mas não posso. Infelizmente o ar nos fez falta e cessamos aquele momento prazeroso.

- Uau! Acho que estou bem exitado agora - Brinquei olhando para baixo.
- Ji-Jimin... eu... pre-preciso lhe co-contar u-uma coisa... quer dizer, se v-voce não qui-quiser tu-tudo bem... eu só... - Parecia ter esquecido de sua própria fala de tão nervosa.
- Calma, pode falar, você está grávida né? - Acariciei suas bochechas. Se ela realmente estiver esperando um filho meu... vou ficar tão feliz. Apesar de não saber do sentimento que está me corroendo, sei que é um sentimento bom, e que me faz sentir mal, e também me faz sentir bem.
- O-oque? NÃO! EU NÃO ESTOU GRÁVIDA! - Disse afastando minhas mãos de suas bochechas e corando por imediato.
- Então... oque aconteceu?
- Eu... eu... ACHO QUE TE AMO PARK JIMIN - A mesma falou tão rapido, que demorou a chegada dessas palavras ao meu sistema. Porém não corpo já tinha ouvido a tempos e, lá estava eu, beijando-a novamente. Enlacei meus braços em sua cintura aproximando nossos corpos e esquentando ainda mais o momento. A mesma pôs suas mãos em meu cabelo aprofundando nossos lábios. Nossas línguas dançavam harmoniosamente. Porém, novamente, o ar se fez ausente.

Paramos o beijo e logo, ataquei seu pescoço entrelaçando suas pernas em minha cintura, fazendo nossas intimidades se chocarem minimamente. Porém, o suficiente para me deixar de pau duro.

Comecei a subir às escadas sem medir passos, oque fez vários quadros cairem/quebrarem no chão. Mas não me importei, só queria Uma coisa, e este "ser", vale bem mais que alguns quadros.

Quando percebi, já estávamos no quarto. Joguei-a na cama e fiz sinal para me esperar. Tranquei a porta ( não moro sozinho então neh... ), e ataquei seu pescoço, dando varias mordiscadas, lambidas e beijos.

Comecei a apalpar sua coxa descoberta com a mao direita e subir para de baixo de sua camiseta, com a outra. Porém a mesma me parou, segurando mais ombros e olhando dentro dos meus olhos.

- Jimin, eu não quero sexo casual de novo... eu... - Pensa na maneira certa de apresentar as palavras, as quais eu não sei. - Eu quero algo mais profundo? - Fez um tipo de questinamento para si mesma, desviando seus lindos olhos para o lado.
- Entendi, mas - olhou para mim novamente - ninguém disse que seria casual... ou disse? - A mesma riu com a resposta e sussurrou me fazendo arrepiar-se
- Daddy... me fode...
   


Notas Finais


SOU MUITO MALVADA HAHAHAAA😈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...