História Why You? - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jihope, Jinkook, Sugav, Taegi, Vhope, Yoonhyung, Yoontae
Exibições 189
Palavras 1.187
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Bicha Venenosa


Bicha Venenosa

 Acordei sentindo um vazio estranho, acho que é fome, abri os olhos estilo “quero muito voltar a dormir” e vi que Yoongi não estava mais na cama.

- Invade minha cama e ainda me abandona no meio da noite, não estou valendo mais nada mesmo, não que ele fizesse muita diferença, é claro – (Falo sozinho mesmo, porque adoro conversar com pessoas inteligentes, ou seja, eu mesmo).

 Me troquei ainda no estilo “quero muito voltar a dormir” e desci as escadas no estilo “queria estar morta” porque não posso voltar a dormir e me sentei a mesa para tomar café.

- Bom dia Tae – Sorriu estilo “falei isso por educação” e voltou a comer.

- Somente dia, não tem nada de bom em acordar e ter que olhar pra sua cara – Ouvi um “bicha venenosa” ecoar em minha cabeça.

- Você não acha que já comeu bastante nesses seus dias de “eu me odeio e odeio todo mundo”? Vai acabar engordando mais  – Por puro reflexo, juro que não foi de propósito, acabei jogando minha xícara em sua direção, mas acertou na parede, infelizmente – Está louco menino? Você poderia ter me machucado – Disse espantado.

- Primeiro, essa foi minha intenção, segundo, eu como o quanto eu quiser, pois o problema é meu, terceiro, cale a boca antes que eu quebre todos os seus dentes da frente – Disse por fim e voltei a comer acompanhado de um maravilhoso silêncio.

- Me esqueci de que você também tem TPM – Ouvi ele dizer bem baixo para si mesmo.

- O grande vai tomar no cu que estou mandando pra você está tão alto que nem ouvi essa sua audácia – Me levantei e sai porta a fora encontrando Jungkook me esperando em frente ao portão – Não acha que estamos grudados demais?

- Que desvalorização é essa? Se não quiser minha companhia, me avise que vou embora agora mesmo, encosto – Credo, que grosso, parece até estar de TPM.

- Brincadeira mozão, fica chateado não chaveiro de satanás, sabe o quanto eu não te odeio não é? – O abracei pelo pescoço e ele abraçou minha cintura me tirando do chão por um momento.

- Parem com esse doce todo em frente a minha casa ou eu mando exorcizar vocês – A voz de Yoongi surgiu do além e virei um pouco a cabeça para ver que ele estava saindo com seu carro.

- Primeiro, a casa é minha também, segundo, não se preocupe Yoongi, quem sabe um dia você arranje alguma pessoa doente mental que irá te suportar – Jungkook riu contra meu pescoço me fazendo cócegas – Vamos mozão – Puxei Kook pela mão e começamos a caminhar.

- Bicha venenosa gente, não vou mentir, adorei – Jungkook disse rindo.

- Ele ainda está olhando? – Perguntei e ao invés do filhote de satanás olhar disfarçadamente ele virou tanto a cabeça que daria um bom cosplay de menina do exorcista, viado sabe nem disfarçar e acaba estragando os esquemas.

- Está sim e não parece nada feliz – Abraçou minha cintura de lado ainda olhando pra trás – Vou confessar, adoro fazer ciúmes, principalmente no anão perdido da Branca de Neve.

- Bicha venenosa – Disse e rimos juntos.

***

- TAEHYUNG – Em um grito da pantera asiática, ouvi meu nome ser jogado ao vento e vi um Jungkook correndo parecendo uma fusão de pato com pinguim – Estou desesperado – Disse apoiando as mãos nos joelhos e recuperando um pouco do fôlego perdido na corrida.

- Credo menino, veio correndo mais que queniano atrasado para o trabalho, pra que tanto desespero? – Soou meio tedioso, porque eu não estava nenhum pouco interessado no que ele queria falar, mas vou bancar a bicha educada.

- O Jin – Respirou fundo e se jogou dramaticamente no chão colocando a mão no peito – Ele me chamou pra sair.

- MENTIRA – Gritei e todos ao redor direcionaram seus olhos para mim – Vão cuidar da vida de vocês e me deixem surtar em paz – Respirei fundo antes de continuar – Sério isso Jungkook? Olha, não brinca comigo, sou cardíaco desgraça – Bati em sua perna e ele se sentou olhando minha alma, odeio quando ele faz esse negócio sinistro.

- Estou falando sério Tae, ou eu estava sonhando mesmo – Deu de ombros.

- Meu casalzinho deu certo e eu nem precisei ajudar – Bati palmas alegre.

- Acho que não vou aceitar – Suspirou pesado.

- Ou você me leva daqui agora Deus, ou eu faço churrasco de Jeon Jungkook – Apontei para o céu incrédulo e Jungkook abaixou meu braço pra evitar passar mais vergonha do que já passa.

- Estou falando sério Tae, não sei lidar com pessoas, e eu sou todo estranho – Apoiou o cotovelo na coxa e a mão na testa.

- Como assim? Você lida super bem comigo.

- É que você é tão estranho que eu me identifico, então não fico pilhado com isso, mas o Jin é diferente entende? Nem sei porque ele me chamou pra sair, será que ele estava drogado? – Questionou assustado e eu bati em minha própria testa, mas me arrependendo logo depois, porque doeu para um senhor caralho.

- Primeiro, vou fingir que não me ofendi, segundo, você por um acaso mora em uma caverna? – Perguntei e ele me olhou confuso.

- Não, que pergunta é essa Taehyung?

- Então você não tem nenhum espelho em casa – Segurei seu rosto com as duas mãos formando um biquinho em seus lábios – Você é bonito pra porra, me pergunto se sua mãe não tem photoshop no útero, porque meu Deus, você quase chega ao meu nível – Fingi jogar o cabelo para trás e ele revirou os olhos.

- Só me ajuda a mudar um pouco meu visual, fechado? – Estendeu sua mão e eu a apertei de volta com a minha.

- Fechado, hoje na minha casa, depois da aula.

***

 Encontrei Jungkook apreensivo em frente ao portão da universidade e fomos andando até minha casa, maldita hora que vendi meu carro.

- Vamos botar um pouco mais de cor em você e pintar seu cabelo, ok? – Sugeri, mas ele não me respondeu – Jungkook?

- Oi, Faça o que quiser, estou em suas mãos – Disse roendo uma das unhas.

- Então vamos logo, estou ansioso para ver você se contorcer inteiro parecendo demônio fugindo de água benta quando eu colocar uma blusa branca em você – Ri da careta estranha que ele fez e o puxei escada á cima.

- Taehyung, a gente precisa conversar – Encontrei Yoongi parado em frente á porta de meu quarto.

- Agora não Yoongi, estou ocupado – Tentei passar pela porta, mas o mesmo me impediu quando segurou em meu braço.

- Jungkook pode esperar, vamos conversar agora – Apertou de leve meu braço.

- Não quero Yoongi, agora me solta, por favor, conversamos outro dia – Jungkook deu um passo á frente indo em direção a Yoongi, mas o segurei – Não precisa Kook, entre, por favor, já estou indo – O mais novo me obedeceu mesmo sem querer e entrou no quarto fechando a porta logo em seguida – Me solta caramba, já está me machucando – Tentei me soltar.

- Vamos conversar agora Taehyung – Apertou um pouco mais meu braço e me arrastou até seu quarto.


Notas Finais


VIM DO ALÉM PRA CAUSAR DISCÓRDIA
BSJDSJVSBBDJSJHVDN
Desculpem o cap pequeno
Annyeong My Little Monsters


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...