História Why you? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Bellamy Blake, Clarke Griffin, Dra. Abigail "Abby" Griffin, Indra, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Lincoln, Marcus Kane, Maya Vie, Octavia Blake, Personagens Originais, Raven Reyes
Tags Bellarke, Ramance, Revelaçoes
Exibições 50
Palavras 1.996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oins people ^^ mais um capítulo aí para vocês... espero que gostem
QUERIA AVISAR QUE QUEM ASSISTE LOST OU GREY,S ANATOMY CUIDADO TEM SPOILERS :D

Capítulo 4 - Always friends


Fanfic / Fanfiction Why you? - Capítulo 4 - Always friends

Uma música calma e suave embalava o sono de Clarke que se prendia cada vez mais ao cobertor, ela podia sentir o sol apontando em sua testa, trazendo um calor agradabilíssimo para o seu rosto pálido.

Quando Clarke abriu seus olhos e se espreguiçou na cama parou subitamente olhando para o relógio ao lado da cama, onde também se encontrava a bombinha de asma, que a loira não usava a meses. Os ponteiros do despertador marcavam seis e cinquenta e sete.

-Aí porra. - Clarke imediatamente tapou a boca, não costumava falar palavrão. Ela normalmente entrava as sete, mas hoje seria a primeira vez do ano em que chegaria atrasada.

A loira saiu do quarto ainda enrolada na toalha, passando vagarosamente pela sala para não acordar Bellamy, que fazia parte de uma cena cômica, estava jogado no chão com Bob em cima de suas costas. Clarke os deixou indo em direção a cozinha, preparou um lanche rápido e correu para o quarto. Pôs a calça jeans escura e uma uma regata cinza e pegou alguns livros no armário para as aulas.

-Que horas são? - o moreno ainda deitado, fez Clarke pular enquanto ela tentava achar sua jaqueta.

-Umas sete e pouca. - a loira pegou a bolsa as chaves e a jaqueta que estava jogada perto da mesa.

-Onde vai? - ele se levantou com dificuldade tocando em seu curativo aparentemente com manchas de sangue.

-Eu tenho que trocar isso. - ela bufou e ficou encarando o corpo do rapaz enquanto ele ajeitava seus cabelos castanhos. - Senta aí. - ela ordenou.

Quando a garota terminou de colocar a bandagem Bellamy contraiu seu abdômen com uma careta.

-Desculpe. - ela sorriu guardando o kit médico. Ele apenas ficou a encarando com aqueles olhos cor de amêndoa.- Bom, eu tenho que ir, já estou mais do que atrasada.

Bob pulava em suas pernas e ela se lembrou que não colocou a ração ontem. Foi até a cozinha a alimentou o cachorro que parecia mais feliz que o comum. Clarke ia saindo mas se lembrou de Bellamy e seu famoso café da manhã.

-Tem uma cafeteria do outro lado da rua. - ela falou depositando vinte dólares na mesa. - Irei pedir para o porteiro trazer para você, não é bom que você ande. Não atenda o telefone em hipótese alguma, volto na hora do almoço. - A porta se fechou encerrando o aceno delicado do rapaz.

De longe avistei Octavia com uma bolsa de água fria na cabeça sentada num dos bancos de madeira na porta da sala do professor Sinclair.

-Clarke até você chegou atrasada? - O. falou ainda de olhos fechados. - Obrigada por ontem, eu não sei o que deu em mim.

-Digamos que uns certos amigos beberam de mais e eu paguei o pato. - Clarke riu junto com a morena. - Desculpe por não ter te levado para casa, estava tudo uma bagunça.

-Relaxa. - agora ela já falava como normalmente sem qualquer sinal de preguiça. - Você não tinha obrigação nenhuma.

-Claro que tinha, como sua melhor amiga tinha que cuidar de você... - ela interrompeu a loira e completou.

-Nos piores momentos, nas piores situações e nas piores horas. - isso fazia parte de um juramento quando elas eram mais jovens, quando viraram oficialmente melhores amigas.

-Minha amiga, minha responsabilidade. - Clarke terminou. - Ainda tenho aquele colar de palha com uma flor branca. - Clarke se lembrou do dia em que todos foram a praia e trocaram "objetos" de valos sentimental.

-Lembra o Monty? Dando seu óculos para o Jasper. - ambas começaram a gargalhar.

-Ele nunca mais tirou. - Clarke completou.

-Também tenho o relógio de seu pai. - a morena segurou a mão de Clarke, e mostrou o pulso com o acessório.A loira se lembrou quase de imediato de Jake tirando o relógio do pulso e entregando a filha poucos dia antes de morrer. - Se quiser de volta...

-Não, ele é seu. - Clarke apertou a mão da amiga. - Ele marcou todos os momentos mais felizes e tristes da minha vida, ai eu conheci você e agora acho que ele deve marcar os seus momentos.

Ambas se olharam e se abraçaram apertando o máximo um corpo contra o outro.

-Tentei te ligar hoje de manhã para ver se estava tudo bem mas ninguém atendeu. -Clarke gelou e inventou uma desculpa rápida.

-A, eu d-devo ter perdido meu celular, não o achei desde ontem a noite. - Octavia apertou os olhos tentando confrontar a amiga.

-É bom que ache logo. - elas sorriram. Alguém se aproximou e tossiu atrapalhando o momento.

-Diretor. - as garotas o comprimentaram ao mesmo tempo. Thelonious Jaha parou cruzando os braços.

-Posso saber o motivo do atraso das senhoritas. - seu tom de voz frio e seco assustava em pouco.

-B-bom eu perdi o horário, meu despertador não tocou essa manhã. - Ele balançou a cabeça e mudou seu campo de visão para Octavia.

-E-eu... estava. - Clarke passou por cima da morena e tomou a fala da mesma.

-Na minha casa, e como eu perdi o horário ela não acordou também. - a loira gaguejou mas terminou a frase.

-Vocês estão péssimas. - Jaha parecia desconfiado mas logo foi embora, deixando sua nobre opinião sobre olheiras profundas.

-Obrigada princesa. - O. bagunçou o cabelo loira da amiga fazendo ela dar leves tapas em sua coxa.

O Sol estava no seu ponto máximo, o calor estava impossível. A jaqueta de Clarke já andava em seu braço e pequenas gotas de suor corriam a face avermelhada da garota que corria apressada para o carro. Logo sentiu em impacto e viu tudo cair no chão, se misturando com o material da outra pessoa.

-Desculpe eu não te... - Clarke ia completar quando viu quem era. Finn.

-Tudo bem, também estava distraído princesa. - ele sorriu e se abaixou para juntar o material.

-Obrigada Finn. - ela sorriu quando ambos terminaram de recolher os pertences.

-Ei Clarke. - ele a chamou quando estava mais longe. -Aceita tomar um sorvete comigo na sexta?

-Eu? Sorvete? - a garota corou e ficou atrapalhada. - S-sim claro.

-Até mais Clarke. - acenou para a loira com um sorriso descontraído. - As cinco!

Era meio anormal um garoto chama-la para sair, talvez seu temperamento meio instável, sua reputação de nerd e o apelido que não ajudava muito.

Princesinha ela pensou alto.

Clarke se jogou no sofá ao lado do garoto e ligou a tevê, passava uma série que ela estava louca para ver, Lost.

-Eles estão mortos o tempo inteiro, e no final eles podem descascar em paz porque se lembraram de tudo o que aconteceu na ilha. - Bellamy abriu a boca pela primeira vez.O garoto ainda estava só de calça.

-A, obrigada. - a loira mudou de canal e quase deu uns tapas na cara dele. Agora passava Grey's anatomy uma outra série que ela tinha visto apenas 3 temporadas, já que os estudos atrapalharam o acompanhamento da série.

-O Derek e o George morrem. - ele falou encarando a tevê.

-Vem cá, você não tem nada para fazer não? - Clarke cuspiu as palavras.

-Não. E você? - a garota revirou os olhos e se levantou. - Espera aí.

-O que foi? Mais alguma informação que eu devo saber?

-Chegou na parte em que a Meredith fica grávida? - ela bufou e saiu pisando duro em direção a cozinha.

O microondas apitou e Clarke correu de seu quarto e arrumou a mesa, ela até era boa na cozinha porém não fazia compras a mais de três semanas.

Só tinha um estoque de comidas congeladas e telefones de lanchonetes e pizzarias.

-Almoço na mesa. - ela gritou para que Bellamy ouvisse.

Dois pratos, um com lasanha bolonhesa e o outro com uma espécie de nhoque com molho branco e uma garrafa com refrigerante meio suspeito.

-Qual você quer? - o garoto se aproximou e puxou o nhoque para si.

O relógio apontava umas três horas da tarde e o cansaço batia fortemente em todos, Bob esticado no chão, Clarke no tapete com algumas almofadas e Bellamy no sofá numa posição totalmente folgada, todos assistindo a um filme de comédia canastrona. As pálpebras de Clarke estavam pesadas quase implorando para se fecharem, ela ainda lutava para ver o final do filme mas logo foi vencida pelo cansaço e sono.

-Clarke. - ao longe seu nome era dito de forma rude. - Clarke acorda! - era Bellamy a chacoalhando.

-O que foi? - ela se sentou toda torta, logo entendeu e foi atender o telefone.

-Alô?

-Clarke? Que voz de sono, te acordei?

Sim.

-Não, estava estudando.

-Queria saber como anda o paciente. - Roan riu.

-Vai bem... remédios em dia, alimentação boa. - falou meio ironicamente.

-Clarke ele não deve comer massa de modo algum, nem congelados, nada de gorduras e açúcares.Apenas alimentos frescos e caseiros.

-Mas o que pode acontecer? - falou mais sério olhando para o garoto que a encarava meio tenso.

-Várias coisas ruins... água é bem importante para hidratação. E verifique sempre a cicatriz.

-Ok. - ela brincavam com os pés descalços. - Obrigada novamente.

-Disponha Clarke. - ele falou com a voz mais suave. - Nosso progama ainda está de pé sexta de tarde? - Clarke arregalou os olhos e foi encorregando pela parede até tocar o chão. - Clarke?

-Claro Roan. - ela falou meio confusa e na adrenalina da ocasião. Como ela havia esquecido? Era seu dia de folga, e em vez de descansar o gastava com ela, provavelmente estava agendado em seu celular porém como ele estava dando uma volta na floresta...

-As quatro no Arkadia's?

-Tá ótimo pra mim. - respondi meio tensa.

-Ok, então tchau Clarke.

A loira deligou e passou as mãos pelo cabelo se encolhendo como um animal acuado na parede. Ela ainda tinha que desmarcar o encontro com Finn, não podia trocar o único dia em que Roan tiraria folga, o que era raríssimo, por um estudante que com certeza não fazia nada de tarde.

-É sobre mim? - Bellamy perguntou andando até a garota.

-Sim. - ela falou olhando para o chão. - Quer dizer não, temos que sair.

-Para onde vamos? - ele se apoiou na mesa.

-Se arruma logo. - Clarke falou indo para o quarto.

-Tem certeza de que sabe cozinhar princesa? - Bellamy falou olhando as frutas maduras.

-Sim. - Clarke começou caçando alguns legumes para fazer a tal comida caseira para o garoto.

-Quantos anos você tem? 16? - ele brincou com seu próprio cabelo.

-Tenho 17, mas fico feliz que me ache mais nova. - rebateu com um sorriso.

-O que você foi fazer hoje de manhã? - ele pegou uma caixa de chocolates.

-Faculdade, não pode comer isso aí. - a loira guardou de volta na prateleira.

-Nossa, passou mais cedo? - ele fez um "o" com a boca.

-Pois é, sou muito inteligente. - ela balançou os cabelos. - E você? Quantos anos? O que faz?

-Meu nome é Bellamy tenho 24 anos, e provisoriamente moro com uma criança. - Clarke riu e esperou ver um pequeno sorriso no rosto dele porém sem sucesso.

-Caramba, você é quase idoso. - ele ia rebater mas Clarke o puxou para perto, empurrando para o outro corredor.

-Calma ae, se quiser me beijar me paga um chocolate antes. - ele ergueu os braços em forma de rendição.

Raven estava no mesmo estabelecimento, comprado guloseimas e outros produtos que a loira não conseguiu ver, não seria bom ela ver o Bellamy, apesar da garota ter várias desculpas se isso acontecesse, não valia o risco. Assim que ela se distanciou Clarke pegou o garoto e correu para o caixa, fugindo da amiga.

-Por que você ficou assustada lá no mercado? - o olhar tinha uma pitada de mistério e curiosidade.

-Uma amiga minha estava lá. - ela disse colocando um pedaço de carne na boca. Ele balançou a cabeça de uma forma estranha.

-Gostei disso. - ele cutucou a carne de panela.

-Minha mãe me ensinou a fazer, fico orgulhosa sobre isso.

-Meus remédios? - Bellamy pareceu ignorar a informação de Clarke.

-Estão... - ela colocou a mão na testa para tentar lembrar. - Em cima da bancada de entrada.

Quando o garoto pegou os frascos viu uma foto de Clarke e Roan abraçados com uma fantasia engraçada, ele logo parou de encarar a foto com uma certa estranheza e voltou a mesa...


Notas Finais


Espero que tenham gostado...não aconteceu muita coisa eu sei perdoem +_+ até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...