História Wicked Always Wins - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Chad, Doug, Evie, Jane, Jay, Lorrie, Mal, Personagens Originais, Princesa Audrey, Príncipe Ben
Tags Chadrey, Devie, Huma, Jarlos, Jonnie, Malen, Zelena
Visualizações 43
Palavras 1.632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, todo mundo! Trouxe o capítulo 3 para vocês! Boa leitura.

Capítulo 3 - A Nova Rainha da Ilha


Fanfic / Fanfiction Wicked Always Wins - Capítulo 3 - A Nova Rainha da Ilha

No dia seguinte, em Auradon...

Pov Hillary. 

Hoje é sábado! Finalmente! Não aguentava mais ter aula. Pra quem não me conhece, sou Hillary De Vil, filha de Carlos e Jane. Sou uma pessoa muito show!

Bom, vamos direto ao assunto. Hoje, eu, Corinne, Riley, Holly, Camryn e Cassie, vamos ao Lago Encantado para treinar nossos depoimentos do Jubileu das Joias! Aaaah... O Jubileu das Joias... Um momento único! Foi o que minha mãe disse. 

Me levantei da cama e fui fazer minhas higienes. Camryn ainda não tinha acordado, mas okay. Ela vai ver mais tarde! Escolhi uma roupa qualquer, mas simples. Agora sim! A Camryn acordou e foi fazer suas higienes. Uns 20 minutos depois, ela saí do banheiro. Saímos e fomos nos encontrar com as outras na frente da escola. Mas EU fui interrompida por um garoto de 1, 70, cabelos e olhos castanhos, com MUITAS sardas. Sim, estou falando do Cameron, meu irmão. Lá vem sermão... Odeio ser a mais nova.

Narrador ON.

-Aonde vai? –disse Cameron.

-Te interessa? –disse Hillary.

-Ahm... Sim! Se não eu não teria perguntado. –disse Cameron.

 -Ta bom, o que você quer? –disse Hillary.

-Já que você vai sair pra “seja lá o lugar que você for”, leva o Dude pra dar uma volta. –disse Cameron. –Sabe, eu tenho mais o que fazer. 

-Por exemplo? –disse Hillary. –Já sei! Flertar com as sem noção! Ou melhor, jogar vídeo game. Leva você! Eu vou estar ocupada.

-Ahm... Ta. Eu levo então. –disse Cameron. –Ta me devendo uma. 

-Não, eu não to. –disse Hillary, e saí.

Na frente da Auradon Prep...

-Você demorou de mais! –disse Corinne. 

-Ela só atrasou 2 minutos... –disse Holly.

-Por isso mesmo! Temos que ir pro Lago Encantado! –disse Corinne. 

-Aff... –disse Cassie.

-Vamos logo! –disse Riley.

-Ei Riley! –disse Bryan. –Ainda vamos sair?

-Ahm... Eu... –disse Riley, todas olhando para a mesma. –Eu...

-Sim ou não? Se for não, eu entendo. –disse Bryan. –Muita pressão.

Pov Riley.

Se eu falar não, ele vai achar que eu sou fria. Mas se eu responder sim, ele vai achar que eu to dando mole e as meninas vão ficar com raiva. E se eu mentir? Aí... eu vou ter que fazer isso. Pego meu celular e começo a mandar uma mensagem pro Bryan.

“Sim, a gente ainda vai sair. Mas finja que eu falei não. Só pra elas acreditarem.” 

O que eu to fazendo da minha vida? Eu to mentido pra elas...

Narrador ON.

-Ah, ta bom, então. Eu entendo. Você não é obrigada a sair comigo. –disse Bryan.

-Tchau. –disseram elas, e vão até o lago.

No Lago Encantado...

-Quem começa? –disse Cassie.

-Vai a Holly. –disse Corinne.

-Por que eu? Vai você! –disse Holly. –Você é a princesa. 

-Vai Holly! –disseram todas.

-Ai, ta bom! Pra que tanta grosseria? –disse Holly, e pega um papel. –Uhum! Cof, cof!! 

-Para de enrolar! –disse Camryn.

-Bom, eu queria agradecer a todos que estão presentes no Jubileu das Joias. Eu, Holly Sea Hook, serei digna de carregar essa joia comigo para a vida toda! Eu me sentirei honrada em ter essa joia que foi passada em gerações em gerações da minha família. Obrigada. –disse Holly.

-Mas que clichê. –disse Hillary.

-Então faça você! –disse Holly.

-Ta bom! –disse Hillary.

Na Ilha dos Perdidos...

As três garotas estavam indo a Dragon Hall, as escondidas.

-Vamos, é pra cá. –disse Eveline. 

-Eu não te perguntei! –disse Zafrina.

-Minha boca não é movida a perguntas! Você quer saber o porque sua mãe te deixou aqui e foi viver em Auradon, ou não? –disse Eveline.

-Que seja. –disse Zafrina.

-Dá pra falar um pouco mais baixo? –disse Hazel.

-NÃO! –disseram Zafrina e Eveline.

-Vocês são sabem mesmo serem discretas... –disse Farkle, filho de Freddie.

-O que você ta fazendo aqui? –disse Hazel. –Não devia tá em Auradon com a sua mãe?

-Sim, mas como eu vim passar uns dias com meu avô, eu to aqui. –disse Farkle. –Estão querendo entrar na Biblioteca dos Segredos Proibidos? 

-Sim, e como entramos? –disse Zafrina. 

-Ela é protegida por magia de sangue, que provavelmente não vai funcionar. Então... Isso vai abrir. –disse Farkle, segurando uma carta de tarô. 

-Uma carta de tarô? Sério? –disse Hazel.

-Sim. Vocês sabem, meu avô mexe com o “Outro Lado”. –disse Farkle.

-Ta, vai logo Facilier Junior! –disse Eveline. 

Farkle destranca a porta e eles entram. 

-Sabe, é meio escuro aqui. –disse Hazel.

-Serve? –disse Farkle, segurando uma vela.

-Da onde é que você tira esses negócios? –disse Hazel.

-Ele me ensinou. –disse Farkle. –Vamos, é por aqui.

-Como sabe? –disse Eveline. 

-Ele é um Facilier, me poupe. –disse Zafrina. –Mostre-nos. 

-E o que eu ganho com isso? –disse Farkle.

-Nada, você só vai ajudar e acabou. –disse Zafrina. 

-Nossa, okay então! Rainha da Ilha. –disse Farkle.

-Eu pensei que era a Malévola ou a sobrinha dela. –disse Hazel.

-Eu sou a nova Rainha da Ilha. –disse Zafrina.

-Nossa! A toda poderosa! Ui!! –disse Eveline. –Me poupe.

-Achei! –disse Zafrina. 

-O que? –disseram todos.

-O Livro de Feitiços da minha mãe. –disse Zafrina. –Que contém a Maldição do Espelho. 

-Como assim? –disse Hazel.

-É uma longa história. –disse Zafrina. –Primeiro, precisamos achar um jeito de como sair daqui.

-Eu acho que devíamos pedir ajuda pra sobrinha da Malévola. –disse Eveline. 

-A Mika? –disse Farkle.

-Sim, ela pode nos ajudar. –disse Eveline.

-Ou podemos muito bem pedir ajuda pra Marie. –disse Hazel. –Filha da Maia, que é neta da Morgana. 

-É uma ótima ideia. –disse Zafrina. –Para o Úrsula Fish & Fries! 

No Úrsula Fish & Fries...

Marie era a garçonete do lugar.

-Eu pedi mariscos frescos! –disse uma mulher. –Não esses!

-E eu pedi pro rei de Auradon me tirar daqui! E ele não fez isso! –disse Marie. –Olha como a vida é injusta.

-Melhor se acalmar, esquentadinha. –disse Edward, filho de Elise, neto da Rainha de Copas.

-Ah, me poupe! –disse Marie. –Vai me dizer que você queria estar aqui? 

-Não, mas também não precisa ser tão grossa com os clientes da SUA tia avó. –disse Edward. –Olhe, o jornal de Auradon.

-Falta apenas uma semana para o Jubileu das Joias de Auradon. Ao completarem 15, 16 anos, as seguintes garotas irão receber suas joias que são passadas de geração em geração, pela primeira vez. –disse a jornalista. –Vamos fazer uma pequena entrevista com cada uma das garotas. Princesa Corinne, como vai?

-Vou bem, obrigada. –disse Corinne.

-Como é que está se sentido em relação ao Jubileu das Joias, alteza? –disse a jornalista.

-Está sendo magnífico! Estou muito ansiosa para o Jubileu. –disse Corinne. 

-Estou muito ansiosa para o Jubileu. –zombou Zafrina. –Olá, Marie. Edward.

-Olá Zafrina, Eveline, Hazel e Farkle. –disseram os dois.

-Olhem! A Holly! –disse Farkle. 

-Senhorita Sea Hook, como se sente em relação ao Jubileu? –disse a jornalista.

-É fantástico! Eu nunca tinha ido a um! –disse Holly. –Deve ser completamente mágico! Se eu soubesse quem são meus avós, eu adoraria vê-los e convidar para o MEU Jubileu. 

-E você não os conhece, senhorita Sea Hook? –disse a jornalista.

-Infelizmente não. Meus pais nunca falam deles, atualmente. –disse Holly.

-Deve ser completamente mágico. –zombou Marie. –Aquela desgraçada! 

-Ah, que bom que ela conseguiu uma chance em Auradon. –disse Úrsula. –Ela está tão bonita. 

-Está espetacular. –disse Capitão Gancho. –Se ao menos ela nos conhecesse. 

-Sim. –disse Úrsula. –MARIE! Volte ao trabalho! 

-Aff... –disse Marie. 

[...]

A noite, naquele dia.

Em Auradon...

Holly estava em sua casa observando a Ilha dos Perdidos de sua janela. Lá, ela podia ver fixamente a casa de Marie.

“Olha só, é uma vilã

 Adoro seu visual,

Ela faz só o que quer

Não existe nada igual

Não tem que ser o que

Não quer ser

 

Sua vida eu quero ter

Ser livre, ser feliz

Sua vida eu quero ter

Isso é o que eu sempre quis...”

Na Ilha dos Perdidos...

Marie estava na sacada da sua casa, onde podia ver a casa de Holly à beira do mar de Auradon.

“Olha só, é uma Lady

Tudo em seu lugar

De manhã, toma seu chá

Mimos tem sempre lá,

É onde eu quero estar

 

Sua vida eu quero ter

Ser livre, ser feliz.

Sua vida eu quero ter

Isso é o que eu sempre quis...”

Em Auradon...

-Sua vida eu quero ter... –disse Holly. 

-Ta falando sozinha? –disse Uma, entrando no quarto de Holly.

-Ah, oi mãe! –disse Holly. –O que você ta fazendo acordada essa hora?

-Eu ouvi, vamos dizer, um zumbido. –disse Uma. –Está pensando neles de novo?

-Sim... As crianças da Ilha dos Perdidos deviam ter uma chance em Auradon! –disse Holly. –Eles não tem culpa.

-Eu sei, querida. –disse Uma. –Fale com o Tio Ben, ele vai saber o que fazer. Ou fale com o Bryan.

-O Bryan não. Ele é chato de mais. –disse Holly. 

-Hahahahaha! –riram as duas.

-Por que estão acordadas a essa hora? –disse Harry, entrando no quarto.

-Só estávamos tendo uma conversa de mãe e filha. –disse Uma.

-Ah, sim. E o pai pode entrar? –disse Harry. 

-Hahahahaha! Pode! –disse Holly. 

-Qual é o assunto? –disse Harry.

-Pai, você já pensou se o Tio Ben pode dar uma chance para as crianças da Ilha? Elas não têm culpa que seus pais são vilões. –disse Holly.

-Já pensei. Seria muito gentil. –disse Harry. –Eles não têm culpa, Holly, mas o Rei Fera que os aprisionou lá sem magia para pagar pelos seus erros. 

-E os seus pais? Eles são vilões ou são de Auradon? –disse Holly.

-Eles nunca falaram. –mente Uma.  

-Já é hora de dormir. –disse Harry, e dá um beijo na testa de Holly. –Durma bem. 

-Vocês também. –disse Holly, Uma e Harry saem do quarto dela. E o colar de Holly brilha, sim, era o colar da Úrsula.


Notas Finais


Curtiram? Então não se esqueçam de favoritar para não perder nada. Até o próximo capítulo e tchaaau!
-Aceito sugestões/pedidos para a fic.
-Algum shipp?
-Personagem favorito?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...