História Wicked Ones - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Exibições 14
Palavras 1.741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Luta, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIER EU DE NOVO

Vou ter que postar mensalmente mesmo (na vdd quando eu puder mas né)
Sorry :(
Final de ano é 1porre
Mas enfim, eu já t com toda a história pronta e estou com outros projetos em mente e isso me bagunça mais ainda
BUUUUUT
Aí está, depois de um mês :')
Não se esqueçam da musiquinha nas notas finais
Bejos e perdoem por estar mei bosta

Capítulo 3 - Helping


|>| POV KYUNG |<|

 

Aquela noite foi uma das melhores. Como todas as garotas que eram designadas para o meu quarto acabavam saindo porque eu "encho o saco" delas, acabei jogando todas as minhas coisas pra minha cama e arrumei minhas coisas. Demorou umas 2 horas pra eu poder encaixar tudo nas malas e arrumar o resto do quarto para a próxima pessoa que fosse dormir ali. Me joguei na cama e peguei o notebook que estava na escrivaninha, indo para o Skype para ver se os menino estavam online. E eles estavam! Já tinha umas 300 mensagens em cada bate-papo por eu ter demorado. Iniciei uma chamada no nosso grupo e já fui recebida com xingamentos. Queria ver eles arrumarem aquele submundo que eles chamam de armário. Apenas Jin deixa arrumado, mas Namjoon consegue bagunçar só ao jogar um calção.

— CARALHO, GURIA! — começou Rapmonster — VOCÊ DEMOROU PRA CACETE!

— Fala baixo, ô mula. — avisou Jin, olhando para o Rapmonster e jogando uma almofada no mesmo. Ele abaixou a cabeça antes que o atingisse e deu risada. Logo, Jin voltou a falar com um sorriso no rosto — Mas realmente, você demorou. O que estava fazendo?

— EU estava arrumando as MINHAS coisas já que NÓS iremos sair daqui em breve, meus amiguinhos. Mesmo que seja para aquele manicômio. – respondi, sorrindo vitoriosa e olhei para o cenário deles, vendo a bagunça que Namjoon deixou — Mas pelo jeito, vocês vão ter mais trabalho que eu. Furacão Namjoon atacou novamente?

— Como você adivinhou? — bufou Jin.

— Ei! — protestou Namjoon — Que absurdo é esse? Eu não sou bagunceiro!

— Claro que não, meu amiguinho. Você está num nível muito mais elevado. — retruquei e ri um pouco mais — De qualquer maneira... Queria falar sobre o Jimin.

Ambos os garotos trocaram olhares pessoalmente e voltaram a olhar para a tela, no caso, minha imagem.

— Tem certeza que vai deixar ele ficar no PB? – perguntou Jin, referindo-se ao Purple Bulletproof — Digo, não que ele não mereça. Mas alguma coisa pode acontecer com ele... Sei lá.

— É...

— É justamente por isso que quero que ele entre. Se deixarmos ele fora do grupo naquele lugar, aquela gente vai comer o cu do Jimin. – um tom preocupado dominava a minha voz; olhei para baixo rapidamente mas voltei o olhar para a tela — Jimin até pode ser forte, mas se Yoongi decidir que ele está morto, não vai ter outra. E vocês sabem muito bem disso.

— Fora que nós realmente precisamos de mais um integrante... — Rapmonster se pronunciou — Eles estão no mesmo nível que nós, e tem um a mais.

— Mas teríamos que treinar o garoto para ficar no nosso nível. — disse Jin — Talvez eu possa...

— Não! — interrompi — Jin, você arruma as coisas ai. Eu vou arrumar as do Jimin. Rapmonster vai treinar ele.

Jin suspirou e Namjoon deu uma risada um pouco exagerada. Acabei por rir também, logo prosseguindo apenas com um sorriso no rosto.

— Jin, espero que entenda. Você é mais defesa e arrumar quartos. Rapmonster é mais ataque e bagunça.

— Tá. — Jin revirou os olhos e cruzou os braços.
— Para com isso, sua loira oxigenada! — gritou Rapmonster no momento em que o mesmo abriu os braços e se jogou na direção de Jin.

— SAIA DE CIMA DE MIM, BRUTAMONTES! — berrou o loiro, rindo.

A única coisa que pude ver, foi Rapmonster com uma expressão assustada, e logo depois, um borrão na imagem. Um barulho alto veio da minha caixinha de som, o que indicava que eles realmente tinham caído. Coloquei ambas as mão na boca para abafar minha risada que foi um pouquinho mais alta do que esperava.
Jin começou a se levantar e estava com o cabelo bagunçado e uma expressão assustadora toda voltada para Rapmonster, que se levantou subitamente, com seus cabelo verde todo arrepiado. Estava claro que ele se segurava para não rir da cara de Jin.

— Meninos, meninos... – limpei uma lágrima que saía dos meus olhos de tanto dar risada e bati uma palma — Eu tenho que ir falar com o garoto lá. E vocês tem que se arrumar também. Então ó... — Jin parecia estar mais nervoso por ter que arrumar o quarto sozinho; ele fuzilou Rapmonster apenas com o olhar — Vamos logo. Joonie, nos encontramos lá. A menos que você queira ficar ao lado da Omma.

— Eu vou matar vocês se falarem isso de novo.

— Não teria coragem de me bater, lindinho. E mesmo se tiver, quero ver conseguir fazer isso antes que os Black, terá meus mais sinceros parabéns. – provocou Namjoon.

— Vão logo, pestes. – mandou Jin, empurrando o seu colega de quarto logo em seguida.

Mostrei a língua e me levantei da cadeira enquanto acenava para a câmera.

— Boa sorte ai, Jin. Rapmonster, te encontro em 30 segundos.

— Quer competir? VOCÊ TA ME DESA-

E desliguei a chamada. Eu e Namjoon competíamos por tudo, ou seja, eu tinha que sair daquele quarto correndo e chegar até o quarto de cima. Mas para que ir pelo prédio se eu posso escalar? Eu tinha conseguido abrir a grade dos lados e em baixo, ou seja, ela parecia uma portinha que abre e fecha na vertical. Coloquei meus pés para fora da janela e segurei na grade, me pendurando quase que imediatamente; comecei a dar a volta e subir até chegar na grade do quarto de Jimin. Meus pés ficaram sem base, ou seja, eu teria que me esforçar mais agora: fiquei segurando a grade com a destra, e com a canhota eu segurei a janela. Usei a cabeça para conseguir abrir a janela passar meu corpo já que eu tinha feito o mesmo que eu fiz na minha grade. Não foi muito difícil já que eu estava constantemente entrando no quarto dos outros.

Ao conseguir olhar para dentro do quarto de Jimin, vi que estavam tentando abrir a maçaneta: Rapmonster. Ele provavelmente esqueceu a chave mestra novamente. Ou quebrou tentando abrir a porta. De qualquer maneira, eu já estava dentro do quarto. Jimin estava deitado em sua cama, dormindo com apenas uma cueca e bem relaxado, por sinal. Parecia que tinha voltado de uma guerra.

— King, eu sei que você já está ai. – disse Rapmonster do corredor num tom baixo, porém audível — Abre essa merda logo. Eu quebrei a chave semana psssda.

Dei uma risada baixa e fui até a porta, logo abrindo-a para o mais velho. Ele mal entrou e já foi direto para a cama do Jimin e o jogando da cama. O garoto caiu no chão feito uma merda e acordou assustado.

— O QUEM SÃO ACON- – ele gritou e foi interrompido pela minha mão em sua boca. Se alguém acordasse, iam ficar buzinando no nosso ouvido mais ainda e talvez mandassem o novato para outro colégio. Então era mehor evitar problemas.

— Boa noite, Jimin. – falei e sorri, tirando a mão da boca dele — Fica calmo, tá? Viemos te dar uma força.

Bom, a noite foi bem longa: os dois ficaram treinando e treinando, dando pausas apenas para repor o fôlego, enquanto eu arrumava as coisas do mais novo e dava dicas ao longe de como se defender e atacar. Tinha horas em que o Jimin pedia a seu instrutor para pegar mais leve, mas acontece que ele não sabia como. No Purple Bulletproof, eu e Jin chamamos Namjoon de Deus da Destruição quando ele quebra algo pois ele nunca conseguia segurar algo sem que isso acontecesse, o que dificultava quando tinha de ser delicado em certos momentos. Apesar de tudo, eu gostava disso. Jin era o cabeça do grupo, sempre aconselhando e delicado; Rapmon com seu heito desengonçado conseguia ser um amor quando queria, mas continuava sendo um furacão em qualquer lugar que fosse, e era bem esquentadinho também; e eu, que sou uma mistura dos dois. Me considero a filha dos dois amigos porque ambos sempre cuidavam de mim e foram eles que me ajudaram a me manter estável, me ensinaram coisas que eu poderia ter evitado ver e nunca me deixaram de lado. Eu daria a minha vida por eles… Meu pai mandou cartas de agradecimento aos dois por terem cuidado de mim já que ele não tinha confiança suficiente em seus capangas para cuidarem de mim. É uma lembrança tenebrosa que me assombra todas as noites antes de dormir, uma lembrança da qual eu gostaria de esquecer para sempre e que me deixou marcada pelo resto da minha vida. Já faz um bom tempo que não vejo meu velho pelo fato de que é complicado ele poder vir para a Coréia sem arranjar alguma troca de tiros com o pai de Min Yoongi, também conhecido como chefe da Máfia Coreana. Isso porque meu pai é o chefe da Yakuza, a máfia japonesa: motivo do qual eu e Yoongi não nos damos muito bem sendo… Amigos. Mas isso não importa agora. Eu odeio ele, e ele me odeia. A vida segue e eu não irei empacar por conta de um babaca que se acha o fodão.

 

.      .      .

 

Enfim a noite acabou e já começava a aparecer alguns raios de sol no céu. Hora de ir para meu quarto e dormir o resto da manhã que eu ainda tinha, para de tarde me arrumar devidamente pois descerei ao inferno. Fiz minha trajetória ao meu quarto pela grade novamente e me sentei na ponta da minha cama e olhando em volta como se estivesse esperando algo; como um presságio, Namjoon e Jin abriram a porta. Seus rostos mostravam uma expressão um tanto preocupada juntamente com seus olhos me encarando e se aproximaram de mim, com Jin sentando do meu lado e Nam flexionando seus joelhos, apoiando suas mãos em meus joelhos.

— O que vocês estão fazendo aqui? Temos que dormir. – os repreendi assim que pararam.

— Como você tá? – perguntou o mais velho, passando um braço pelo meu ombro.

— Eu to bem. – respondi e comecei uma guerra de dedões comigo mesma — Só que meio despreparada para dar de cara com Suga.

— Ô pestinha, se você amarelar vai ficar de castigo. – ameaçou Rapmonster e sorriu logo em seguida — Você não deveria estar despreparada já que foi você quem preparou grande parte da Operação P.I.D.E.

— Sou eu quem bota castigo nessa merda, Namjoon. – Jin retrucou e chutou levemente o outro garoto.

Os dois ficaram em silêncio quando  olhei para eles e deitei minha cabeça no colo de Jin. Fechei os olhos lentamente, sentindo a mão do loiro acariciando meus cabelos e Rapmonster se ajeitando para dormir num lado da cama.


Em breve, todo esse sossego iria acabar.


Notas Finais


SOUNDTRACK: https://www.youtube.com/watch?v=eXYLZBimTtE

Obrigada por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...