História Wildest Dreams - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Nick Jonas, Shailene Woodley, Theo James, Wilmer Valderrama
Personagens Demi Lovato, Nick Jonas, Shailene Woodley, Theo James, Wilmer Valderrama
Tags Demi, Dilmer, Hot, Wilmer
Exibições 108
Palavras 1.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeyn, calma, não vai chover hoje, mas corre esse risco.
Não reparem o cap ta bem pequeno, deve ter dado nem mil palavras mas é mais fofinho e vocês merecem capítulos assim depois de tudo que passaram nos últimos.
Enfm, boa leitura ❤

OLHEM AS NOTAS FINAIS PELO AMOR DE JEOVÁ.

Capítulo 53 - Ela amava seu bebê mais que tudo


Fanfic / Fanfiction Wildest Dreams - Capítulo 53 - Ela amava seu bebê mais que tudo

Duas semanas se passaram desde que toda a história com Mellie havia acabado, o casamento de Demi e Wilmer está melhor do que nunca, naquele dia eles iriam descobrir o sexo do bebê o que estava deixando ambos os dois bem ansiosos. Quando Demi acordou ela percebeu que Wilmer ainda tinha a mania de a observar enquanto dormia. 

- Bom dia... - Demi disse abrindo os olhos 

-  Bom dia, sabia que você murmura enquanto dorme? - Wilmer perguntou 

- O que? Não - Demi disse 

- Pois está enganada, meu amor - Wilmer disse 

- Você é ridículo - Demi disse e deu um tapa no ombro dele

- Mas você me ama mesmo assim - Wilmer disse 

- Ah, eu finjo bem - Demi brincou - Brincadeira, eu amo sim - ela disse e o beijou e ele retribuiu o mesmo 

O beijo começou a se intensificar de uma forma que Demi foi parar em cima de Wilmer e praticamente se sentou em cima dele, eles sabiam para onde aquele beijo que ficava cada vez mais quente iria os levar. 

- Tem certeza? - Wilmer perguntou interrompendo o beijo 

- Tenho, não vamos parar agora - Demi disse voltando a beija-lo 

 - Demi... - Wilmer interrompeu o beijo novamente e ela o interrompeu 

- Eu já estou sem sutiã, quer que eu tire a blusa ou não? - Demi perguntou 

Wilmer não disse nada, ele mesmo tirou a blusa de Demi tento os seios dela diante de si, ela deu um sorriso maldoso e voltou a beija-lo e ele colocou sua mão no traseiro dela e o apertou. Quando Demi ia separar seus lábios Wilmer mordeu seu lábios inferior impedindo que isso acontecesse, ela selou seus lábios novamente e logo os separou levando seus lábios ao pescoço de Wilmer chupando o mesmo com a intenção de marca-lo as vezes mordendo o mesmo, fazendo Wilmer se arrepiar a cada vez que os lábios dela tocavam seu pescoço.

Quando Demi tirou seus lábios do pescoço dele ela exibiu um pequeno sorriso ao ver as marcas vemelhas que ela havia feito no pescoço de Wilmer. Ela agradeceu mentalmente por Wilmer já dormir sem camisa o que permitiu que ela não tivesse problemas para ir até o seu peitoral definido, ela começou a lamber seu peitoral e passou sua mão por dentro da bermuda que Wilmer vestia colocando sua mão em seu membro e apertou o mesmo fazendo Wilmer gemer e jogar a cabeça para trás, ela começou a praticamente masturba-lo com sua mão e a cada movimento que ela fazia sentia seu membro ficar cada vez mais ereto. 

- Ah, Nena... - ele gemeu 

- Eu quero que você diga o meu nome -  Demi disse 

- Minha Demi... - Wilmer gemeu

- Esse não é o meu nome... - Demi disse e apertou seu membro novamente fazendo ele soltar um leve grito 

- Demetria! Meu Deus, Demetria! - Wilmer gemeu alto e ela soltou seu membro 

Quando Demi soltou seu membro Wilmer inverteu as posições ficando sobre ela, ele beijou seus lábios e em seguida desceu passando por seus seios e quando chegou em sua barriga beijou a mesma como se estivesse beijando o bebê. Wilmer levou sua mão até o short de pijama que Demi vestia e logo tirou o mesmo e sem enrolar ele levou sua boca a intimadade dela.

A língua de Wilmer fazia o seu trabalho enquanto Demi gemia e se segurava ao máximo para não gritar até que não conseguiu mais se segurar. 

- Will... - Demi gemeu

- Isso te excita? - Wilmer perguntou e ela assentiu - Eu não estou ouvindo 

- Sim. Sim, muito - Demi disse depois de alguns segundos - Eu entendo se estiver querendo se vingar mas vamos logo com isso 

Wilmer realmente estava de fato se vingando de Demi pela tortura que havia feito com ele, mas depois de tanto tempo que eles não se tocavam daquela forma graças a gravidez que estava louco para estar dentro de sua esposa. Ele tirou a bermuda que usava para dormir e posicionou seu membro e a penetrou lentamente fazendo com que Demi abrisse mais as pernas e as entrelaçasse no torso de Wilmer permitindo uma penetração mais intensa, ele começou com movimentos lentos e logo em seguida intensificou os mesmos na força e velocidade fazendo Demi gritar e gemer alto, não demorou para ambos alcancarem o orgasmo e ao chegarem onde queriam Wilmer saiu de dentro dela e se jogou na cama ao lado dela. 

- Eu estava sentindo sua falta - Demi disse meio ofegante 

- Eu também - Wilmer disse - Mas depois que o bebê nascer podemos fazer isso à vontade

- Com certeza - Demi disse e sentiu um chute do bebê e colocou a mão na barriga - Opa, já vi que você está acordadob

- Ele está está mexendo? - Wilmer perguntou 

- Está, olha - Demi disse e colocou a mão dele na sua barriga e o bebê mexeu novamente - A doutra disse que ele pode ficar agitado depois de certas ações 

- Estou vendo - Wilmer disse e sentiu o bebê de novo e sorriu - Ele vai ser o melhor jogador do time de futebol 

- Mas se for uma menina vamos ter trabalho com ela, de qualquer forma vamos descobrir isso hoje - Demi disse 

- Vai ser um menino, eu sei que vai - Wilmer disse 

- Se eu que sou a mãe não faço nem ideia, como você sabe? - Demi perguntou 

- Ah isso eu não posso dizer - Wilmer disse aproximou seu rosto da barriga dela - Não conta para ela da nossa telepatia - ele brincou fazendo ela rir 

Eles ficaram na cama conversando com o bebê por mais alguns minutos, depois eles se levantaram e se arrumaram para ir para o hospital para fazerem o ultrasom que iria dizer o sexo do bebê. Eles contaram os dedos dos pés que já estavam completamente formados.

- ... Oito, nove, dez dedos - Demi contou com um sorriso enorme no rosto

- Dez dedinhos perfeitos - Emma disse 

- Agora vamos contar os das mãos - Demi disse

- Tudo bem, e depois vemos o sexo - Emma disse e Demi e Wilmer assentiram - Já conseguiram concordar em um nome?

- Estamos esperando o sexo do bebê para voltarmos a pensar nisso - Wilmer respondeu - Embora eu tenha certeza que é um menino 

- Eu já disse, é menina - Demi disse 

- Apostaram quanto? - Emma perguntou já sabendo que eles haviam apostado 

- Cinco dólares - Demi respondeu

- Imagino o quanto devem ansiosos é o primeiro filho de vocês - Emma disse

- Realmente - Demi e Wilmer disseram em uníssono 

- Bom, vamos contar os dedos das mãos - Emma disse - Aqui temos quatro, cinco, seis...

- Sete, oito... - Wilmer contou tentando ver os dedinhos do bebê no monitor 

- Nove, dez... Onze - Demi terminou e depois de alguns segundos percebeu o que havia dito 

- Onze? - Wilmer disse olhando para ela 

- Eu acho que isso não é um dedo - Emma disse olhando direto para a imagem 

- É um menino, não é? - Demi perguntou

- Meus parabéns - Emma disse olhando para eles 

- Eu não disse! - Wilmer disse com um sorriso vitorioso 

Demi não disse nada, ela apenas olhou para a tela do ultrassom e sorriu, aquele era o seu menininho, seu filho que estava crescendo a cada dia que se passava dentro de si e ela amava mais do que tudo.


Notas Finais


Heeyn again, eu pedi pra vocês olharem aqui porque o seguinte, pelos os meus cálculos faltam só 11/12 capítulos pra fic acabar e eu quero terminar até esse ano, então não estranhem se sair dois ou três capítulos por semana.
Enfim, esse foi um cap mais pequeno, mais fofinho, Amorzinho, e tals, continuem comentando porque vocês sabem que eu amo ler.
Enfim, beijos de bolo e até o final de semana. 💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...