História Wildest Dreams - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 54
Palavras 1.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Policial, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLAAAAAA

primeiramente, queria pedir desculpas pela sumida, e queria avisar que, devido as minhas duas notas vermelhas, eu vou ficar um tempo sem aparecer no site. Sim, duas vermelhas vai me deixar ate dezembro mais ou menos sem mexer em eletronicos.
aproveitem <3

Capítulo 7 - Seven


Fanfic / Fanfiction Wildest Dreams - Capítulo 7 - Seven

Jungkook 
 

Acordou mais cedo que o normal. Preparou-se para ir ao colégio, não se apressou por conta do horário. Enquanto caminhava com a mochila em uma das mãos, foi pensando em tudo o que tinha acontecido no primeiro dia na Califórnia. Muitos fatos o impressionava: o fato de ter conseguido sete colegas de uma vez era um deles. Queria mais que fossem amigos, melhores amigos, mas por enquanto, somente colegas. Se sentiu mal e culpado por não ter se despedido deles e de Jimin. Na verdade, queria ter ficado lá até ele ir embora. Era estranho, sentir algo por ele, e que nem ele mesmo sabia definir.

Em meio de tudo, pensou seriamente sobre sua sexualidade, até então, sendo identificada por ele como heterossexual. Jimin era tão comum, porque despertou algo não identificado em um garoto tão tolo como Jungkook? - JUNGKOOK! - ouviu uma voz familiar ao chegar no portão de entrada do colégio. Kim Taehyung?

 — Pare de gritar, seu estúpido. — ouviu outra voz familiar, só que dessa vez, mais perto.

Respirou fundo e rezou para que a sua timidez não transparecesse tanto e virou o rosto, encontrando Yoongi e Taehyung vindo em sua direção com mochilas nas costas.

— Oi, Jungkook! — Taehyung acenou, feito uma criança.

— Oi, Taehyung. — ficou com vergonha em cumprimentar Yoongi. Não sabia o que ele achava dele, se o odiava, ou se tinha gostado dele.

— Olá, Jung. — o garoto sorriu docemente — Você estuda aqui também?

— S-Sim. E vocês? Também? — olhou os dois, temendo a resposta.

— Sim, fomos transferidos para cá devido a algumas... algumas situações. — Taehyung sorriu quadrado, aparentava trocar de assunto, e Jungkook percebeu isso.

— Bom, e de que ano vocês são? — entrou junto com eles no colégio, atraindo olhares... olhares femininos.

— Primeiro ano, sala 10. — Yoongi o olhou, arrumando as alças da bolsa nos ombros.

— Nossa, eu também! — sorriu — Parece que vamos ser colegas.

— Aah, que legal! Eu achei que só seria eu e Yoongi aqui. — o mais alto se animou, saindo correndo para a sala, fazendo o pálido rir.

— Não entendo esse garoto... — comentou, fitando o chão — Vamos, Jungkook. Ou vamos nos atrasar. — seguiu o mais velho até a sala. Apesar da surpresa de ter Yoongi e Taehyung em sua sala, estava meio sem cabeça para estudar. E a sua primeira aula seria de química. Bah, odeio estudar, odeio escola, odeio tudo.

Enquanto a aula rolava, sentiu o olhar de Lisa. Pelo que sabia da garota, era a mais desejada do colégio, mas não deu bola para a garota. Preferiu ficar observando a tabela periódica no livro, pensando que sua vida poderia ser como ela: organizada, cada coisa com algum sentido e alguma informação. Pensava se Jimin estava bem, sabia do motivo de ele ter faltado, e era sua culpa. 
 



Jimin 
 

 

Finalmente o dia de trabalho no restaurante tinha acabado. Estava agradecendo por ser sexta-feira. Jimin tinha feito tudo o que estava ao seu alcance: o seu trabalho, e o trabalho dos outros. Além de ter lavado a louça pelo resto do dia, ainda teve que servir algumas mesas e ajudar na recepção. Ficava exausto só de pensar que teria o sábado para trabalhar também. Ao chegar em casa, se jogou na cama, respirando fundo e limpando o suor que repousava na sua testa. Podia sentir o quarto quente por causa da sua própria temperatura. Estava realmente um lixo. Decidiu, depois de um leve descanso, ir tomar um banho e cair na cama, para dormir o resto do dia.

Pelo menos era o seu objetivo, até ver o telefone tocar. Número desconhecido. Até se assustou. Normalmente se classificava como uma pessoa um tanto quanto apagada, não tinha números de quase ninguém, a mão ser de sua omma e dos sete amigos mais próximos. E geralmente, quem lhe ligava mais era sua progenitora, para dar algum aviso que ela achasse importante. Hesitou em atender, depois de cinco toques, deslizou o dedo no botão de atender chamada.

— Alô? — levou o celular ao ouvido, enquanto abria o guarda-roupas à procura de algum pijama ou qualquer coisa confortável.

— Alô? Jiminie? — arrepiou ao ouvir a voz grossa e tímida de Jungkook do outro lado da linha.

— Sim, sou eu, Jungkook. — um sorriso involuntário se formou em seu rosto, e logo se deitou em sua cama de novo.

— Ah, sim... tudo bem, Jimin? — perguntou, ainda mais tímido. Aish, tão fofo. Jimin percebeu que ele estava nervoso, então faria de tudo para que o garoto se soltasse.

— Tudo sim, e você? Como foi o seu dia? — foi perguntando, enquanto balançava os pequenos pés no ar.

— Tudo bem também, e meu dia foi completamente normal. — foi breve, instalando um ar de silêncio por ali, que durou quase dois segundos, mas teve a intensidade de longas duas horas — Sabia que Yoongi e Taehyung são da nossa sala agora? — ele ainda estava tímido, mas mesmo assim, a conversa estava rolando. Estava indo tudo muito bem.

— Não, eu não sabia... — na verdade, ele sabia sim — Como isso aconteceu?

— Eles disseram que foram transferidos. — outro intervalo de silêncio foi executado — Bom, hoje meu dia foi bem cansativo, fiquei o dia inteiro... — não completou a frase. Não podia, em hipótese alguma, dizer que trabalhava antes do momento por pura necessidade, e não por opção.

— O que fez o dia inteiro? — Jungkook perguntou, inocente.

— Eu... eu fiquei... jogando... jogando basquete. Isso mesmo, fiquei jogando basquete o dia inteiro. — se sentia o maior filho da puta do mundo por ter mentido, e se sentia mais ainda por ter que mentir para Jungkook.

— Basquete... realmente é bem legal. Mas sei o quanto é cansativo.

— Você joga, Kookie? — perguntou, mais uma vez sorrindo involuntariamente. O seu sono, que antes era incomodativo e que fazia seus olhos fecharem a todo momento, agora se tornara ausente. A sensação foi substituída pela sensação gostosa de ouvir a voz e a risada de Jungkook.

— Jogo sim. Quer dizer, sempre quando posso.

— Uuh, garoto ocupado... — brincou, ouvindo a risada do mais novo, acabando por rir também.

— Com a mudança pra cá, ultimamente não venho tendo tempo. Aliás, ninguém aqui tem. — enquanto o garoto falava, Jimin pode ouvir alguns gritos femininos chamarem por ele ao fundo.

— Jungkook... — Jimin ia falar algo sobre, mas foi interrompido pela dona dos gritos. E sua curiosidade pra saber quem era foi mais alto.

Oppa, você pode me ajudar? — ele sentiu algo se formar em seu peito. Deduziu ser raiva.

— No quê? — o outro perguntou, ainda ao telefone.

Na minha lição de casa.

— O que ganho com isso?

Um abraço? — após ouvir aquilo, borbulhou de raiva e quis, naquele mesmo instante, ignorar suas dores musculares e ir na casa de Jungkook e matar ele e a tal garota oferecida.

— Ok, te ajudo. — já era demais, acabou desligando a chamada e o celular.

— Espero que você faça muita lição de casa pra essa vadia, Jeon Jungkook.


Notas Finais


é isso amores, e mais uma vez, desculpa pela demora. sarangheo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...