História Wildest Dreams - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Liga da Justiça, Mulher Maravilha
Personagens Bruce Wayne (Batman), Diana Prince (Mulher Maravilha)
Tags Batman, Bruce Wayne, Dc Comics, Diana Prince, Liga Da Justiça, Mulher Maravilha, Wonderbat
Exibições 181
Palavras 1.749
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mil desculpas pela demora!
Estou tento problemas de criatividade para escrever, além de falta de tempo e um computador que não está me ajudando em nada. Sinto muito por demorar tanto, de verdade <3
Essa fanfic está chegando ao final e por isso vou tentar postar o mais rápido possível!
p.s. eu li todos os comentários anteriores e irei responde-los depois!

Capítulo 7 - Capítulo Sete: Begin Again


DIANA

 Ainda não conseguia acreditar que eu estava tomando café com Hugo na casa de Bruce e que os dois estavam morando juntos.

Enquanto eu conversava com Hugo, sentia o olhar maligno de Bruce sobre mim e por mais que eu tentasse ignorar isso, não conseguia. De alguma forma me senti culpada por não ter contado a ele o que tinha acontecido comigo em Nova Iorque naquela noite.

–  Diana, já que o destino quis nos juntar aqui hoje... Por que não saímos hoje à noite? – Hugo me pergunta e eu fico sem reação.

Olho pelo o conto do olho para Bruce que parece ter se engasgado com a comida.

Ele tosse e depois volta a comer.

– Não sei... – começo a dizer, mas sou interrompida por Hugo que segura a minha mão sobre a mesa me deixando constrangida.

– Vamos nos divertir como da última vez – ele diz.

Fico corada na hora.

– Tudo bem – respondo sorrindo.

Hugo abre um enorme sorriso mostrando suas covinhas lindas e isso de alguma forma mexe comigo e por um segundo eu esqueço da existência de Bruce nessa sala e apenas foco no homem que conheci naquela boate.

Seria interessante sair com ele novamente...

Terminamos de comer e Hugo se retira, pois tem que fazer umas coisas no centro de Gotham e assim ele me deixa sozinha com Bruce, que me olha de um jeito estranho.

– Quando ia me contar que tinha um namorado? – Bruce pergunta num tom de voz que não me agrada.

– Eu não tenho que contar nada para você – digo ácida.

– Tem razão – ele diz enquanto se levanta – Nem sei por que me importo.

O que ele fala parte o meu coração e isso me dá raiva.

Bruce me deixa sozinha na sala e então decido que o melhor seria voltar para minha casa e me distrair e pensar no que vestir para sair com Hugo.

Esse convite tinha vindo na melhor hora.

*

BRUCE

Decido que é melhor deixar Diana sozinha do que continuar ali e iniciar uma briga. E de qualquer forma eu tinha uma consulta médica marcada para hoje, que eu não poderia faltar de jeito nenhum.

Depois eu lidaria com o fato de que a mulher que eu amo está seguindo em frente com o rapaz que mora comigo.

O mundo era pequeno demais mesmo.

Subo para o meu quarto e pego minha carteira e chave do carro e depois desço rapidamente as escadas para não ter que dá de cara com Diana ou Hugo.

Saio da mansão e vejo algo que não me agrada muito.

Hugo dando um beijo em Diana.

Porra.

O que eu posso fazer para mudar isso?

Pense rápido Wayne, antes que você perca a garota de vez.

Deixo a chave cair no chão e os dois olham para trás.

Hugo com um sorriso no rosto e Diana assustada.

Pego a chave e olho feio para Diana.

Sigo para o meu carro.

Quando dou partida, ouço alguém bater no vidro do carona.

Era Hugo.

Abaixo o vidro para que ele possa falar.

– Será que você pode me dar uma carona hoje? – ele pergunta.

– Não – respondo grosseiramente e ele não entende.

Reviro os olhos para ele e o deixo parado ali com a maior cara de idiota.

Sigo pelas ruas de Gotham pensando em como fazer Diana gostar de mim novamente.

*

DIANA

Finalmente chego em casa e meu coração ainda continua batendo acelerado em meu peito.

O beijo que Hugo tinha me dado ainda estava em minha cabeça e isso me causava arrepios pelo corpo.

“ Hoje a noite vai ser quente Diana “ ele sussurrou antes de me beijar.

E que beijo!

Mas ai Bruce apareceu e as coisas ficaram confusas e eu não gostei da forma que ele me olhou. Será que eu nunca vou me livrar dele?

Ontem à noite tínhamos sido interrompidos quando Bruce me contou que não tinha mais nada com Vicki. Lembro de como essa noticia tinha mexido comigo e por mais que eu não queira admitir... Saber que Bruce estava solteiro me deixou feliz e de alguma forma fiquei esperançosa. Mas, sinto que devo sair com Hugo e seguir em frente. Tenho que deixar Bruce no meu passado e pensar no meu presente e futuro.

*

BRUCE

Ainda estou tentando processar tudo o que o médico tinha me contado em minha consulta. Parecia que o mundo não fazia mais sentido e que de alguma forma alguém lá em cima estava rindo de mim e me castigando por quem eu sou.

Não tenho cabeça para ir para a empresa e por isso decido ir para o outro lado da baia, preciso falar com o único cara em que eu confio e que é próximo de mim.

Clark tinha conseguido escapar do trabalho e me encontrou no café perto do Planeta Diário.

– Bruce você está com uma cara péssima – ele comenta assim que se senta em minha frente.

Não consigo responder ele de uma maneira superior, porquê as palavras somem da minha mente.

– Você está me deixando nervoso Bruce – Clark fala e abaixa os seus óculos e acho que ele está me examinando – Está tudo normal dentro de você, menos a sua respiração e o seu batimento cardíaco.

– Eu não posso ter filhos – digo sério e Clark parece não entender.

– Não estou entendendo – ele fala.

Respiro fundo.

– Eu não posso ter filhos, sou estéril.

– Mas...

– Vicki me enganou – digo.

Aquela mulher está fingindo que o filho que ela carrega é meu e eu sinceramente não sei o que pensar sobre isso.

Ela me traiu, eu a traí e agora ela mentiu para mim.

Sinto raiva, mas sei que mereço passar por isso para pagar todos os meus pecados.

– E o que você vai fazer? – Clark pergunta.

– Eu vou falar com ela e exigir que me conte a verdade – digo.

– E você vai contar a verdade para ela? – ele pergunta.

– Irei ser honesto com ela também – respondo.

– Boa sorte – ele diz e eu tento abrir um meio sorriso, mas é em vão.

Termino de tomar o meu café em silêncio e Clark está mexendo em seu celular.

– Mensagem da Lois? – pergunto.

– Na verdade é de Diana – ele diz e isso chama a minha atenção.

– O que ela quer? – pergunto.

– Quer conversar comigo – ele responde.

– Não comente que esteve comigo, por favor – peço.

– Seu segredo está a salvo comigo.

Penso em contar sobre o novo caso de Diana, mas deixo para que ela conte para ele. Com certeza ela iria falar o quanto estava caidinha por Hugo e o quanto achava ele bonito e maravilhoso.

Só de pensar nisso me dá vontade de vomitar tudo o que acabei de comer.

Me levanto  e me despeço de Clark e sigo o caminho de volta para Gotham, onde eu encontraria Vicki e pediria uma explicação para a sua mentira.

*

DIANA

Clark estava me esperando em um café perto do Planeta Diário e quando me vê ele abre um sorriso.

Precisava me encontrar com ele para eu me sentir mais calma.

Estava nervosa para essa noite e estava com medo de estragar as coisas.

– Quem bom que pode vir – digo.

– O prazer é meu Diana – ele diz.

Me sento em sua frente e respiro fundo para contar tudo o que estava me perturbando.

– Clark, preciso que você me ouça com bastante atenção e depois me diga o que eu devo fazer, porquê não consigo me decidir – digo.

– Pode falar Diana – ele fala.

– Eu te contei da minha noite em Nova Iorque, que conheci um rapaz chamado Hugo... Se lembra?

– Claro que sim.

– Então... Descobri essa manhã que Hugo está morando com Bruce e que os dois trabalham juntos!

Clark olha para mim com os olhos arregalados.

– Nós dois flertamos na frente de Bruce e eu não liguei muito para o fato dele estar bem ali nos vendo... Mas depois que ele me viu beijando Hugo na entrada da mansão... Não consigo parar de pensar no jeito que ele me olhou. Bruce me contou ontem que não estava mais casado com Vicki e eu me senti feliz com a notícia, como se alguma forma iriamos ficar juntos no final disso tudo. Só que eu não contava ver Hugo hoje e me sentir confusa sobre o que eu quero.

– Diana, é normal se sentir confusa sobre o que sente...

– Eu quero sair com Hugo, mas estou com medo do que pode acontecer no futuro.

– Eu acho que você deve sair com essa rapaz e ver o que vai rolar, tenta esquecer o seu passado com Bruce e curte o presente. Se você sentir que o Hugo não é o cara para você e que sua cabeça e coração ainda pensam em Bruce... Por que não tentar algo com ele novamente? Agora não tem nada que os impeça de tentar um namoro.

– Mas ele vai ser pai em breve, não sei...

– Diana, você tem que parar de se fechar e seguir em frente de alguma maneira! Pare de ter medo, você é tão mais forte do que isso – Clark fala.

– Você ficou bastante inteligente de uns tempos para cá...

– Como assim? Eu era burro antes? – ele pergunta e eu começo a rir.

Seguro suas mãos e as aperto.

– Muito obrigada – eu digo.

– Estou sempre aqui para você – ele responde.

E eu sorrio grata para ele.

*

CLARK

Às vezes eu me pergunto por que todos me acham lerdo.

Acho que as pessoas não conhecem Diana e Bruce e por isso falam essas mentiras sobre mim.

Os dois se amavam, mas não ficavam juntos por motivos que são tão fáceis de contornar... Sempre fui muito fã desse casal e torço para que fiquem juntos logo...

Espero que um dia eu encontre uma mulher pela qual eu não possa viver sem.

*

DIANA

Estou escondida no banheiro, enquanto Hugo está deitado na cama de um motel no qual decidimos  parar.

Por que estou me sentindo tão nervosa?

Já tive relações com ele antes...

Me olho no espelho e vejo o quanto estou assustada.

– Diana? – ouço ele me chamar do quarto.

Preciso beber mais.

Saio do banheiro e Hugo está completamente nu.

– Que bela vista – digo menos nervosa.

Ele abre um sorriso.

– Agora é a sua vez – ele fala enquanto se aproxima.

Hugo passa os braços em volta da minha cintura e me beija.

Sinto o meu coração bater mais rápido a cada toque e carícia que recebo e de repente não estou mais nervosa e começo a curtir o momento.

Mesmo que uma pessoa não saia do meu pensamento...


Notas Finais


Clark shippa o nosso casal também!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...