História Wildest Dreams - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Drama, Harrystyles, Romace
Exibições 7
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A pessoinha da capa é a Bella....
😊😊😊
Obrigada por vocês que favoritaram a minha história 😍😍

Capítulo 3 - Reencontrando o Harry


Fanfic / Fanfiction Wildest Dreams - Capítulo 3 - Reencontrando o Harry

Olho para os lados e percebo que já está de noite, me levanto e vou fazer o jantar aliás, minha tia precisa descansar um pouco, ela quase se mata trabalhando, quando termino eu subo as escadas e vou no quarto da minha tia, bato na porta e ouço um " Entra", abro a porta e todo o céu quarto está totalmente arrumado, acho que eu peguei a mania da minha tia de deixar tudo em ordem.

- A mesa já está posta.

- Daqui a pouco irei descer.

- Okay... tia, eu não vou jantar, estou sem fome. - falo. - se precisar de mim estarei no meu quarto.

Fecho a porta e subo outro lance de escada até o sótão.

A lua ilumina o meu quarto e as estrelas deixam aquela noite mais linda, pego minha câmera e tiro uma foto daquele belo céu.

Fico um bom tempo observando as estrelas e lembrando do meu sonho, penso em cada detalhe do mesmo e a imagem do monstro aparece na minha cabeça.

Eu queria apenas esquecer aquele ser repugnante.

Fico olhando para o céu e relembrando meu passado... não é uma coisa que me traga muitas lembranças boas.

Eu sofria bulling por não ter uma mãe e um pai, sim, isso é muito estúpido... mas as crianças são seres estúpidos.

Eu tenho memória dos meus 7 anos que não me agradam muito, eu tinha duas amigas, o nome delas eram Jane e Lorena, elas eram boas amigas até fazermos 14 anos, elas me trocaram por amigas populares... ou seja me deixaram de lado porque elas queriam ter popularidade.

Depois disso eu mudei de escola e estou no Santiago desde os 15...

Isso está entediante, apesar de ter um belo céu sobre a minha cabeça, vou para o meu armário e vejo minhas roupas, opto por usar uma calça jeans, uma blusa branca, meu casaco preto e minha touca também preta.

Olho para o canto do quarto e vejo minhas botas pretas, calço elas e desço as escadas, vou na cozinha e vejo minha tia jantando.

- Tia... eu vou dar uma volta, daqui a pouco estou de volta. - falo.

Me aproximo dela e deixo um beijo na sua bochecha, passo na sala e pego meu celular e coloco no bolso do casaco.

Saio pelas ruas e começo a pensar na vida, nas coisas que eu fiz de errado, nas coisas que eu daria tudo para voltarem.

Não está tão frio quanto de manhã e isso me agrada um pouco.

Atravesso a rua quando o semáforo fica vermelho e continuo andando até uma cafeteria, entro no estabelecimento e todos os olhares são direcionados para mim.

Ando até a mesa mais afastada e fico lá sentada esperando um garçom vir perguntar o que eu irei pedir.

A cafeteria é totalmente arejada, tem uma grande janela que dá uma vista para uma rua bastante movimentada, fico olhando a rua até alguém corçar a garganta atrás de mim.

Me viro e vejo o menino de hoje mais cedo, qual é o nome dele?

É... Carlos?

Não.

Romeu... Não, é Harry.

Sim, é Harry.

Ele sorria para mim e esperava pelo pedido.

- Eu vou querer um café preto com pouco açúcar.

Ele anotou o pedido e foi embora me deixando naquela mesa sozinha.

Harry tem cabelos castanhos e encaracolados que vão até a altura do ombro, seus olhos são em um verde intenso, agora que reparei... ele é um garoto considerável "gostoso".

Ele não tem muita musculatura mas o seu corpo me chamou bastante atenção.

Fico perdida em pensamentos até ele chegar com o meu café, agradeço e tomo um gole do mesmo.

Ele se senta na minha frente e fica me encarando, o silêncio paira entre nós, eu olho nos seus olhos e me perco naquela imensidão verde.

- Seu cabelo é natural? - ele pergunta enquanto olha meus longos cabelos ruivos.

- Sim. - falo. - Obrigada... por ter me ajudado hoje de manhã.

Desvio o olhar e passo a observar a rua com pessoas apressadas que não notam aquele estabelecimento, como alguém pode ignorar um lugar tão aconchegante?

- Não precisa agradecer. - Ele sorrio e eu notei as covinhas que ele tinha.

Meu Deus que fofura... Eu vou apertar essas bochechas, preciso fazer ele rir mais para poder ver essas covinhas.

Tomo um pouco de café e volto a olhar para ele.

- Você não deveria estar atendendo as outras pessoas?

- Não... meu horário já acabou.

Ele me encarava.

Aquilo estava me incomodando?

Sim, muito.

Termino meu café e pago ao dono da cafeteria, sai do local e sinto que estou sendo seguida.

- Posso te fazer companhia até em casa? - Harry se aproxima.

- Claro.

- Então... onde você estuda? - ele me pergunta.

- Na Santiago... e você?

- Também, aliás amanhã será meu primeiro dia naquele colégio.

- Wow, vai fazer que ano? - pergunto me referindo ao ensino médio.

- 2° ano.

Será que ele irá ficar na mesma sala que eu?

Nossa, eu estou sendo paranóica demais.

- Você faz o 2° ano?

Ele pergunta e eu apenas concordo.

- Gostei das botas... - falo quando percebo que ele está usando uma igual a minha só que a dele é marrom, essa cor é marrom?

Ele solta uma risada abafada.

- Também gostei das suas.

- Obrigada.

Começamos a rir feito retardados, estamos à rir sem motivo algum.

Ele me olha e eu sinto meu rosto esquentar.

Droga, odeio ficar corada.

Desvio o olhar e foco nas pessoas ao nosso redor.

- Até amanhã... Bella. - ele fala.

Ficamos parados olhando um para o outro.

Ele se aproxima e me abraça, sinto o cheiro do seu perfume e eu desejo ficar ali para sempre.

Ele me dá um beijo na bochecha e nós nos afastamos.

Ele me olha nos olhos novamente e sorri.

As suas covinhas aparecem e eu sorrio de volta.

Ele dá as costas e continua seu trajeto.

Entro em casa e vejo a minha tia assistindo TV.

- Oi. - me sento ao lado dela no sofá.

- Oi, Bella... como foi seu passeio?

- Foi legal.

Não falo mais nada e nós ficamos à assistir o jornal.

Eu tento prestar atenção nas notícias mas meus pensamentos vão para aqueles olhos verdes, tenho certeza que aquelas duas esmeralda irão tirar o meu sono.


Notas Finais


Olázinho 😊😊😊😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...