História Will I love you? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Robin Hood, Tinker Bell
Tags David Nolan(encantado), Emma Swan, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Once Upon A Time, Storybrooke
Exibições 12
Palavras 558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tardo mas nao falho!
Obrigada a todos que ainda aguentam essa história maluca! Hahaha
Boa leitura, amores mios

Capítulo 8 - Dito e feito


Fanfic / Fanfiction Will I love you? - Capítulo 8 - Dito e feito

       - Claro!! Mas o que é tão importante que você não pôde me ligar antes de vir? 

       - Desculpe-me, Tinker... É muito importante mesmo! 

       - Bem, se é tão importante, diga-me! 

       - Killian. Ele foi preso.

       - O quê?! Como assim?! 

       - Eu e ele sofremos um acidente e agora todos acham que foi ele quem o provocou. 

       - Meu Deus, Emma! Isso é muito grave! 

  Conversamos bastante sobre como podemos fazer para tirá-lo da cadeia até o fim da tarde. 
  Tinker até que é boa nisso. E, se possível, antes de ir para casa, vou passar na casa do Robin. 
Ele é advogado, poderá ajudar muito! 
  
       - Obrigada por me ajudar, agora eu tenho que ir! 

       -  Vai falar com Robin? Eu te levo.

       - Sim.. Hã.. Como sabia? 

       - Deduzi.

  Estranhei. Iria insistir, mas agora, além de não parar de pensar em uma maneira de tirar Killian da cadeia, não parava de pensar no porquê eu ainda sou o contato de emergência de August.

  Chego com Tink na casa de Robin. Tocamos a campainha mais de uma vez, infelizmente, sem resposta. 

       - Ele não está em casa... Que droga! - Falei indignada. 

       - Ei... Espera aí! Ouviu isso? - Tinker disse, e nisso, segurou meu braço e me guiou até os fundos da casa. Lá estava Robin, sentado na grama, completamente parado, só mexia a boca. 
  Fomos até ele.

        - Ela vai me buscar... Ela vai buscar todos nós... Ela vai me buscar... - E continuava repetindo isso, várias e várias vezes.

        - Ela quem? - Indagou Tinker.

        - Ela! A sombra! A sombra, se você não corre até ela, ela corre até você! 

  Tinker ficou parada, olhando para ele com os olhos levemente arregalados.

       - Você está bem, Tink? - Perguntei percebendo o estado em que minha amiga se encontrava.

       - Ér... Sim! Estou ótima! Vamos embora, Robin não está em condições de nos ajudar.
       
  Estranho... Nunca vi Tinker assim! Por que será? 

  Saímos dali e Tinker me levou para a praia. Ficamos sentadas, em silêncio, feito duas estátuas, tentando processar o dia de hoje. 
  Recapitulando: August teve a ousadia de pensar que eu ainda poderia ajudá-lo, Robin está ficando completamente louco e eu ainda não consegui tirar Killian da cadeia. 
Eu simplesmente não sei mais o que fazer! Está ficando tudo cada vez mais complicado! Que bom que tenho Tinker ao meu lado... Por mais que ela, de vez em quando, não faça o que eu peço ou faça tudo completamente diferente, eu a amo e tenho certeza de que ela sempre estará aqui ao meu lado!
  Só não estou entendendo porquê ela anda tão estranha ultimamente... 

    No dia seguinte... 

  Acordei com dor de cabeça, merda! Dormi mal e acordei mal... Hoje o dia vai ser péssimo!

    Naquele mesmo dia, no fim de tarde...

  Dito e feito! Hoje o dia foi um horror! Briguei com Tinker, a situação de Killian só piorou, Robin ainda está daquele jeito e minha mãe e meu pai vão viajar. Isso mesmo, vão me deixar aqui sozinha. 
  Não. Eu vou sair de Storybrooke. Preciso de ajuda de fora para o caso de Killian. 

  Peguei meu carro e fui em direção aos limites da cidade. 
  Já dava pra enxergar a placa de "Saindo de Storybrooke" quando de repente, sinto alguém colocando um pano sobre minha boca e tapando meus olhos. 


Notas Finais


Desculpem por postar um capítulo tão pequeno... Mas está aí e no próximo veremos mais!
Beijossssssss

tt: @S3lenaBolinho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...