História Wings - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 73
Palavras 371
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble
Avisos: Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


tive um dia de bosta

Capítulo 1 - Spread


Fanfic / Fanfiction Wings - Capítulo 1 - Spread

De vez em quando, eu queria poder alertá-los de que são o canivete mais afiado num ato impassível. Eu exibiria minhas próprias cicatrizes mostrando que cada vez onde o veneno é exposto, eles rasgam meu peito. Profundamente. Sem piedade, enquanto milhões de vidas escorrem de mim. Sim, milhões, tolo é quem pensa que eles destroem apenas um de nós quando resolvem atacar. Uma vertente não sofre de modo individual.

A injustiça me acompanha nos dias e dói a velocidade na qual meus pulmões se comprimem, toda vez que uma novidade é jogada por aí. Mais sofrimento. Mais impasses pra mim, como se minha cabeça não pressionasse o bastante.

Quantos já são? Me pergunto.

E quantos serão? Questiono, de novo. 

Quando a primeira gota de uma cachoeira de lágrimas explode, eu sei o que é, de fato, se perder. No final só o que me resta é o escuro e já me acostumei: não importa se um coração ainda bate dentro de mim, o que sobra é sempre o escuro.

É o fim da linha. Penso. 

Mas eu errei. 

Quando olho pro lado e vejo que a solidão ainda não me alcançou, nada mais me diz o contrário. Com os próprios sonhos decapitados nas mãos, minhas alegrias baleadas pelo calibre mais fino, o brilho nos meus olhos espancados –não só uma, duas, ou três vezes –, acontece algo estranho.

Veja bem: eu me ergo.

 

De pé, eu trago uma péssima notícia para a sua transfobia. Minha gente anda de mãos dadas mesmo entre os becos do desamparo, mesmo que a dor os consuma desde as unhas dos pés até as pontas dos pelos da cabeça. Minha corrente não se quebra com o barulho do gatilho. Se enganou outra vez se foi isso que cogitou.

Estamos aqui. Existindo, resistindo debaixo dos seus olhos cegos. Nos parar é impossível.

Minha bandeira manchada de sangue será carregada com orgulho nos meus braços fracos, não importa o quão desgastante essa caminhada se torne em alguns momentos. 

A chama azul, branca e rosa continuará queimando em mim, mesmo que o mundo entorpecido não seja lugar pra pessoas como eu.

Parece radical, sei disso. Mas é verdade.

Meu povo é imaculado demais pra essa terra tomada por destruição. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...