História Wings - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Anjos, Bangtanboys, Completa, Conto, Juventude, Mortes
Visualizações 6
Palavras 393
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Asas Estranhas


Fanfic / Fanfiction Wings - Capítulo 2 - Asas Estranhas

Enquanto você sobrevive, você desaparece algum dia

Se continuar distraído, você vai ser varrido

Se você não tiver a coragem, confie

Tudo vai se tornar ontem de qualquer jeito, então do que adianta?-Tomorrow

--------------------------

Teve uma vez em que eu e os meninos levamos a bronca do ano me lembro bem quando minha mãe conversava com sua amiga que por coincidência era uma das mães de meus amigos. O rosto que ela fez quando escutava as palavras de sua amiga era indecifrável, me recordo vividamente de ter ficado de castigo por ter saído mais uma vez naquela semana sem ela saber com um dos meninos.

Foi um pouco dramático de sua parte ter me posto de castigo, mas eu a entendo era seu papel de mãe não podia achar injusto suas decisões. Meu pai infelizmente soube da situação não foi algo muito amigável o tom a qual ele usou comigo para se comunicar, ele havia me mandado ir o visitar no seu lugar favorito.

O trabalho obviamente.

Meu pai nunca se quer havia me chamado para visitá-lo quase nunca eu o via, só o via no jantar ou em algum domingo que ele ficava em casa. Naquele dia as verdades foram jogadas na minha cara com palavras frias e sem compaixão do homem que sustentava o meu lar, prefiro nem comentar o como me senti um lixo quando ele disse que eu nunca o daria orgulho. E com as verdades jogadas pelo homem também surgiu os meninos vieram que passaram pela mesma situação que eu, mas de um jeito diferente claro, os pais deles fizeram a mesma coisa já que por eles (os mais velhos) serem amigos de longa data sempre faziam os mesmo sermões para todos. Eu entendia o fato de mamãe me xingar e por de castigo só não conseguia admitir os sermões de meu pai que nunca foi presente em minha criação ele nem se quer sabe que dia é meu aniversário. Naquela noite eu sai com os meninos não consigo me lembrar bem do que aconteceu só me lembro de ver uma luz muito forte em minha direção.

Aquela noite foi a última vez que os vi sem aquelas asas estranhas.

Eu tenho um longo caminho a percorrer, mas por que eu estou correndo no mesmo lugar?

Eu grito de frustração, mas os ecos de ar são vazios

Espero que amanhã seja diferente a partir de hoje

Eu apenas espero



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...