História Wings of Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Suga, V
Tags Lemon, Romance, Vhope, Yaoi, Yoonmin
Exibições 104
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura

Capítulo 3 - Que a infelicidade comece!


Fanfic / Fanfiction Wings of Love - Capítulo 3 - Que a infelicidade comece!

 Esse primeiro dia de aula aconteceu tudo que eu imaginava para o resto do ano, apanhar, conhecer gente nova, me entediar com a gente nova, querer sair da sala o mais rápido possível e por ultimo não menos importante achar um lugar bom e confortável que haja puro silêncio do jeito que eu gosto... Como eu gostaria de voltar para Daegu... Como eu gostaria de voltar para os braços do meu TaeTae... Eu estou sofrendo, toda vez que lembro que estou em Seul meu coração chora, chora por lembrar-se do que deixei para traz, chora pelo amor que nunca vou recuperar, chora por sentir saudades daquele que era capaz de me fazer feliz...

-Yoongi... Yoongi... Min Yoongi! Acorda cara! O diretor esta fazendo chamada...

-Hum? O que? Chamada...?

-Sim! É quando ele decide fazer alguma coisa nova no colégio, ele chama todos os alunos no auditório. Vamos!

-no auditório-

-Bom dia! Alunos e alunas de School Of Bright Minds. Tenho um comunicado muito importante para fazer! Nosso querido colégio se tornara um tipo de ‘’universidade’’ explicando simplificadamente vocês meus alunos terão o belíssimo privilegio de dormir nas nossas instalações. O funcionamento será o seguinte, cada um estudara no seu horário normal de aula e também terá aulas extras e no tempo ‘’livre’’ podem escolher aquilo que lhes interessa para experiência. A parte melhor é que vocês não têm escolha se querem ou não ficar aqui, quem decide são os seus pais!

Depois do comunicado do diretor se ouve um ‘’Aah!’’ de todos os alunos. Depois desse tumulto todo vem a parte que eu gosto... Procurar um lugar calmo e silencioso para mim, procurar não, pois já achei um lugar quase inabitável, um ótimo lugar! Vou ate o ultimo andar o local em reforma e me sento quase no mesmo lugar coloco meus fones e uma musica ‘’apology’’ de IKon fecho meus olhos e ouço a musica em um tom razoável nem muito alto e nem muito baixo, ao meu gosto pode se dizer médio. A musica acaba e entre pausas de uma para outra ouço um som de alguma coisa batendo, me incomodo com tal barulho e abro os olhos e avisto Park sentado no estilo ‘índio’ com a cabeça deitada para direita me olhando fixamente... Levo um pequeno susto...

-Aah! –arregalo um pouco meus olhos e o olho assustado

-Aaah! –ele encolhe suas pernas e abraça as mesmas

-Aaaah! –o encaro- p-porque voe gritou?

-Não sei! Porque você gritou?!

-Por quê? Porque você me assustou!

-Ah foi isso! Desculpa é que não queria interromper o seu transe, e você estava tão fofo... Hipnotizante...

-Do que esta falando?... Ah esquece... –coro um pouco e sinto minhas bochechas queimarem

-Hun... Você esta vermelho! Ta tudo bem?! –Park se aproxima de mim e coloca uma de suas mãos sobre minha testa, coro mais ainda

-E-Eu estou bem... Não se preocupe –seguro em sua mão e lentamente a tiro de minha testa

Agora percebo que Park me olha intensamente, novamente com a cabeça caída só agora para o lado esquerdo, ele leva a sua mão esquerda ao meu rosto e com o dedão acaricia minha bochecha. Meu olhar se encontra com o dele, nossas respirações se tornam ‘’uma’’ pela tamanha aproximação, o silencio toma conta e nós ficamos ali nos encarando por um tempo...

-T-Tinha um... Cílio... Aqui –Park fala em um tom médio o abaixando a cada palavra

Depois de sua fala continuamos a nos olhar e só ai percebo que ainda seguro sua mão direita enquanto a esquerda continua sobre meu rosto. Souto sua mão e dou um paço para trás pisco por incontáveis vezes meus olhos e coro, coro violentamente... O vejo me olhar e estender suas mãos novamente dou mais paços para trás e no momento de ‘’desespero’’ pego minha bolsa rapidamente e corro em direção a saída deixando-o para trás...  O que diabos acabou de acontecer...?! Deus! Senti que meu coração ia saltar para fora a qualquer momento... O que o Park...? Isso? O que foi isso? Aquele idiota! Alem de atrapalhar meu momento de paz, faz isso? Mas que diabos...

-Yoongi... –sinto meu ombro ser tocado ouço baixinho a voz mais não consigo definir a quem pertence, viro-me para trás com medo de ser o Park

-Hoseok... Ah que bom... –suspiro aliviado      

-Queria me ver tanto assim? –ele sorri e lhe dou um tapa no braço- Ai! Qual é? Estressadinho!

-O que você quer?

-Saber se vai ficar no colégio... Quero dizer, dormir...

-Provavelmente sim, tenho certeza que meus pais vão adorar a idéia... Infelizmente, e você?

-Estou na mesma situação que você... Ah é mesmo, sabia que iremos ter colegas de quarto? Dois por cada quarto...

-Isso tem como piorar? Nunca mais terei um momento de silencio... Se não é o Park é outras coisas que ‘’caem do céu’’ para tirar meu sossego!

-Park? O Prince? Vocês se conhecem?

-Hoseok! Por favor, não me encha de perguntas assim, e, além disso, eu não to afim de conversar agora! Eu vou pra casa aproveitar meus últimos momentos de paz... Tchau.

-Ei! Yoongi! Pode me contar que historia é essa... Yoongi! Min Yoongi!

O deixo praticamente falando sozinho e continuo o meu caminho. Enquanto ando coloco uma de minhas mãos sobre o peito e sinto que meu coração já se acalmou... Mas porque continuo lembrando daquilo?! Realmente, agora mais do que nunca penso que Park é um louco! Após me dar um soco é gentil e depois rude, ao me encontrar de novo é gentil, fala-me que não importa se os outros o machucam, me observa enquanto estou em paz, grita sem saber o motivo... E me olha carinhosamente e... Ah! Não sei! Não entendo! Só quero distância dele quanto mais melhor.

Chego em casa e como sempre não vejo meus pais, que sempre, sempre estão muito ocupados, mas já não ligo para isso. Vou ate a cozinha e vejo um bilhete preso na geladeira...

‘’Querido filho já sabemos do assunto do colégio, por favor, arrume suas malas e se prepare para ficar na School Of Bright Minds a partir de amanhã. Beijinhos da mamãe’’

E que a infelicidade comece...   


Notas Finais


beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...