História Wings Society - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Namjin, Não Usem Dorgas, Surubangtan, Taejin, Vhope, Vmin, Wings
Exibições 62
Palavras 1.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTAAAAAAAYYYYYYYY
APROVEITEM O CAPÍTULO!!

Capítulo 3 - Blood Sweat and Tears


Capítulo 3- Blood Sweat and Tears

"My blood, sweat and tears, take them all." 

Eles entraram e formaram uma fila em frente a Jin, que não estava mais surpreso a essa altura, claro que seriam eles. Mas o que ele não acreditava era como eles podiam estar tão diferentes. 

A começar por Jungkook. O mais novo parecia mil vezes mais magro, bem diferente do adolescente saudável e atlético que Jin conhecia. Mas esse era o único problema que Jungkook aparentava ter, porque assim como os outros ele estava estonteante. Já Jimin estava com os cabelos prateados e arrumados a perfeição, Seokjin nunca havia visto Jimin tão sexy em toda sua vida, e o mais estranho: ele estava ao extremo oposto de Jungkook na fila, o que era completamente estranho pois Jimin nunca estava longe de Jungkook.

Yoongi estava do lado de Jungkook, igualmente sexy e perigoso, e no seu lado estava Hoseok. Os fios ruivos de Hoseok pareciam estar em chamas de tão vibrante que estava a cor alaranjada e ao seu lado estava Namjoon, tão radiante quanto a 20 minutos atrás.

Taehyung se juntou aos outros na fila e logo todos fizeram uma reverência e disseram em unissono: 

- Bem-vindo de volta hyung!

Seokjin observou toda a cena em silêncio. 

- Ele não se lembre não é? - Perguntou Jimin, olhando para Taehyung. 

- Não, ainda não. - Respondeu ele. - Jin hyung, nós somos a Wings Society. 

Jin continuou em silêncio. 

- Somos uma sociedade responsáveis por casos, digamos, "especiais" da vida pós-morte. - Explicou Namjoon. Jin o olhou com desdém. 

- Então você são espíritos? - perguntou ele. 

- Acho que a palavra mundana mais correta para nos descrever seria anjos. - Namjoon corrigiu. 

- Anjos - repetiu Jin. Com uma aparência dessas ele não duvidava disso, Jin se repreendeu por pensar isso. 

- Sim, e você é o nosso líder. - completou Hoseok..

Jin respirou fundo. 

- Deixa eu ver, eu morrido do nada, literalmente do nada porque eu não sofri nenhum acidente, e vim parar em uma sociedade de anjos que cuidam de casos especiais de mortes? 

- Na verdade você não morreu hyung. - Corrigiu Yoongi. 

- E você é nosso líder. - Repetiu Jungkook. 

Jin piscou no mínimo 4 vezes antes de respirar fundo de novo e dizer:

- Olha, a algumas horas atrás eu havia acordado na minha cama e agora um bando de "anjos" estão dizendo que sou líder da "sociedade" deles. Isso com certeza não é um sonho porque eu não tenho criatividade suficiente pra imaginar algo desse tipo, mas de uma vez por todas: Quem são vocês e o que está acontecendo? Por que estou aqui? 

- Eu já disse hyung, somos a Wings Society e você é o nosso líder. - Tae repetiu calmamente e tudo fez menos sentido ainda. 

Jin estava frustrado, mais do que confuso, e de repente ele parou para pensar: nunca mais veria seus pais (não que se vissem muito antes), não veria seu Namjoon, nem seu Taenem seus outros amigos. Ele estava perdido em um pesadelo. 

Quero acordar.

Todo o pouco de bom senso que lhe restava fazia com que ele rezasse para uma explicação lógica, mas não tinha. Ele simplesmente estava lá. Pessoalmente, Jin sempre se considerou um ateu, nunca acreditou em anjos, espíritos ou Deus, talvez tivesse em um inferno pessoal por ser tão cético. 

Analisando toda a situação Jin finalmente chegou a conclusão que: se de fato tinha perdido as memórias, precisava delas de volta. 

- Quero minhas memórias de volta. - Jin concluiu em voz alta. Pela primeira vez sua voz não saiu insegura ou confusa, saiu firme pois essa era uma das poucas certezas que ele tinha. 

- Sobre isso, você não pode tê-las agora hyung. - Disse Tae. 

Sua certeza foi por água abaixo. 

- Como assim? - Era só o que me faltava

- Acontece que você acabou de voltar de uma missão muito cansativa e complicada hyung. - Disse Jimin, se aproximando de Jin e o abraçando. 

Jin retribuiu o abraço, mesmo não estndo certo do porquê, talvez fosse pelo fato de que Jimin sempre foi muito cuidadoso consigo, mesmo Jin sendo o mais velho. 

- Por favor, só me expliquem o que está acontecendo. - O de fios cor de rosa implorou pela milésima vez. 

- Explicaremos hyung, mas primeiro se sente que ainda tem muita coisa  para ser contada. - disse Hoseok. 

Jimin se afastou de Jin e o guiou atéo trono do outro lado da mesa puxando o mesmo para que o mais velho pudesse se sentar.  E assim Jin o fez, se surpreendendo com o quão macio era o trono, ele percebeu também que já estivera nessa sala várias vezes em seus sonhos, Talvez os sonhos não fossem uma coincidência. 

- Com fome hyung? - Perguntou Jungkook. 

- Não Kookie, só quero entender as coisas. 

Jungkook corou ao ouvir o apelido e desviou o olhar para os próprios pés, que só agora Jin percebeu que estavam descalços. Por que Jungkook era o único descalço? Isso preocupou Jin, pois logo em seguida ele percebeu o olhar raivoso de Tae sobre o mais novo, pouco antes de ir se sentar a sua direita. Então Taehyung realmente estava estranho, Jin ousava até dizer bipolar, afinal em uma hora ele estava um doce e na outra estava hostil. 

- Bem, já ouviu falar no limbo Jin hyung? - Começou Yoongi E o mais velho assentiu, percebvendo que seria uma longa história. - Digamos que trabalhamos nele. 

- Você provavelmente já ouviu falar nessa história de que pessoas boas vão para o paraíso e as pessoas más para o inferno, acontece que não é bem assim. Existem diversas dimensões as quais as pessoas são enviadas após sua morte, e antes de serem enviadas nós avaliamos os casos que erraram muito no caminho, suicidas, psicopatas, etc. - Disse Hoseok.

 - Recentemente recebemos a informação de que haviam pessoas voltando a vida na mesma dimensão e estavam bagunçando a realidade de lá, então você foi encarregado de cuidar desse caso pois era o único com capacidade para esse tipo de missão. Acontece que isso lhe custou muito de suas habilidades e você em entrou em um estado de "coma" espiritual e estava entre a morte e a consciência, ficando preso naquela dimensão e perdendo todas as suas memórias. Porém conseguimos te trazer de volta hyung, porém é normal nesse tipo de viagem sofrer sequelas, ou seja: o seu corpo carnal esta mais fraco que o normal, então qualquer coisa pode resultar em sua morte. - Explicou Namjoon. 

- Caso esteja se perguntando, corpo carnal é sua forma física, no momento você ainda está se desfazendo dela para entrar em seu corpo espiritual. Como uma borboleta que sai do casulo hyung. - Completou Tae. 

- Então eu também sou um anjo? - perguntou Jin, nada dessa história fazia sentido. 

- Você é bem mais do que isso... - Comentou Jungkook, recebendo um olhar de desaprovação de todos ao seu redor.

- O que ele disse de errado? E se eu não sou um anjo, o que sou? - Jin quis entender o porquê de serem tão hostis com o mais novo.

- Nada hyung, Jungkook é o mais novo entre nós por isso é muito confuso e fala coisas que não devia. Não dê ouvidos a ele. - Disse Jimin, e Jin sentiu um aperto no coração ao ver tamanha frieza com a qual ele se referiu ao mais novo. Seu Jimin não era assim. 

- E tecnicamente você ainda é meio humano. - Completou Namjoon. 

Pelo que Jin havia entendido ele tinha ido em uma missão suicida do além para outra dimensão para pegar um idiota que não sabia nem ressucitar na dimensão certa, só que na metade do caminho deu merda e agora ele estava no limbo e sem suas memórias. Ah, e toda sua vida era fruto de um coma espiritual.

Fascinante. 

- Certo, algo a mais que eu precise saber? - Jin não queria deixar nenhum detalhe de fora. 

- Por enquanto esse é o máximo que podemos te contar hyung, o resto virá com sua memória. - disse Namjoon. 

- Okay, e eu tenho algum quarto aqui ou coisa do tipo? É que foi um dia tão longo e eu só quero dormir. 

- Tem sim hyung. Vem que eu mostro o seu quarto! - Disse Taehyung se levantando da cadeira. 

- Muito generoso da sua parte se oferecer Tae, - Namjoon interrompeu. - Porem acho melhor que eu o acompanhe, caso ele tenha mais dúvidas. 

Jin olhou para Tae, que estava exitante em deixá-lo sozinho com Namjoon, porém o mais velho o puxou para um abraço. 

- Não se preocupe Tae, ficarei bem, só preciso de algumas horas de sono. - O de fios rosados disse, soltando o menor. 

Namjoon guiou Jin para fora da sala e la foram eles para as escadas. 

- Já ouviram falar em elevador? É uma invenção revolucionária de onde eu venho. - Seokjin comentou após algum tempo. Namjoon soltou uma risada discreta. 

- Você costumava gostar delas, dizia que éramos preguiçosos demais e que se não fosse por elas seríamos todos obesos. - Namjoon respondeu melancólico. - Mas você costumava ser muito mais em forma também. 

Jin tentou, sem sucesso, não interpretar isso como uma ofensa. Namjoon acabara de chamá-lo de magrelo? Ele mesmo era uma vareta humana, pelo menos na Terra, porque agora que Jin parou para reparar, Namjoon tinha sim músculos bem definidos. 

- Você também costumava ser muito mais discreto ao reparar nos outros hyung. - Namjoon sorriu de lado e Jin sentiu o rosto esquentar. 

- Cala a boca! 

-  Bem, pelo menos o fator mandão ainda não mudou em você. - Namjoon riu e se Jin não tivesse tão cansado teria dado um soco naquele rosto ridiculamente perfeito dele. 

Após alguns  lances de escada eles finalmente chegaram ao último andar, o andar de Jin, que diferente dos outros andares tinha apenas uma porta. 

- Esse é seu quarto hyung. - Namjoon disse e foi se retirar, porém exitou e se virou para Jin. - Posso te pedir um favor hyung? 

- Pode. 

- Por favor hyung, cuide do Tae, estou preocupado com ele. 

Jin franziu o cenho. 

- O que ele tem? 

- Antes éramos muito próximos, mas de um tempo para cá ele tem agido muito estranho, não sei o que tem acontecido, ele não me conta mais as coisas. Sinto como se ele estivesse escondendo algo. 

Seokjin estaria mentindo se dissesse que não havia reparado, porém para ele todos estavam estranhos e escondendo algo. Mas ele ia descobrir o que estava acontecendo. 

- Certo. Amanhã vemos isso com calma. - Jin disse. 

Namjoon assentiu e voltou a descer as escadas. 

Amanhã será um longo dia. E assim Jin entrou no quarto. 

 


Notas Finais


^^ Espero que tenham gostado!!!
Sinto muito a demora >.< Fim de bimestre, eu estava atolada de trabalho e provas.
Não revisei o capítulo mas logo farei isso, desculpem os erros!
Amo vcs!! <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...