História Winter of December - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias American Horror Story, Doctor Who, Skins, Supernatural, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens 11º Doctor, 12º Doctor, Alaric Saltzman, Amelia "Amy" Pond, Ashildr "Me", Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Castiel, Clara Oswald, Damon Salvatore, Dean Winchester, Donna Noble, Elena Gilbert, Elizabeth "Effy" Stonem, Enzo, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Henrik Mikaelson, Hope Mikaelson, Irmã Mary Eunice McKee, Kaleb Westphall, Katherine Pierce, Kit Walker, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lana Winters, Malachai "Kai" Parker, Mary Winchester, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, River Song (Melody Pond), Rory Williams, Sam Winchester, Stefan Salvatore, The Master, Violet Harmon, Vivien Harmon
Exibições 16
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A primeira parte dessa temporada está acabando :3

Capítulo 9 - Final Decisions - Part I


Haviam se passado dois dias depois que Kol revelou “segredo” em meio a uma festa, graças a sua irmã. Ele e Katherine ainda não se falaram desde então, mas o clima de tensão deixava tudo mais confuso para os dois. Paul teve a brilhante ideia para quebrar o clima enquanto todos estavam assistindo um filme na sala.

- Então, eu estava pensando em irmos jantar fora, sabe? Comidas diferentes e caras enquanto colocamos as cartas.
- Se for pra tirar um A de assassinato, estou dentro. – Rebekah falou em um tom sarcástico, mas Paul a chutou.
- Que cartas, Paul? – Kol ajudou sua irmã a se levantar e olhou para o mesmo.
- Ah, você sabe!
- Na verdade, não, não sei.
- Aquilo que você na...
- Tá! Tá! Tá bom! Entendi! – Kol o interrompe para evitar um constrangimento.
- Que horas nós saímos? – Katherine pergunta.
- Hm... Hoje! Se arrumem e vamos sair para comer fora!
- Não deveríamos ter reserva? – Bonnie perguntou.
- Não seja pessimista! – todos o olharam com olhar de negação e voltaram a olhar para a TV.
- É sério que vocês preferem ficar assistindo The Duff enquanto poderíamos estar comendo em algum lugar por aí?
- Sim! – todos afirmaram.

Paul virou os olhos e foi para a cozinha, se trancando na mesma. Ele abre a geladeira e vê um pote de sorvete, abrindo o mesmo e vendo feijão dentro.

- É por isso que eles vão pro inferno. - resmunga e guarda o pote na geladeira de novo, destranca a cozinha e vai para o quintal, se sentando na grama e olhando para cima, se perguntando o que iria fazer na noite.
Na sala, Kol percebe Katherine olhando para ele enquanto estavam assistindo o filme. Apesar de querer conversar com ela, ele se sente desconfortável e sai de casa, indo para as ruas da cidade, sem rumo. Katherine resolve ir atrás dele, deixando Agnessa, Rebekah e Bonnie. Bonnie percebeu uma estranha pressão entre elas.

- Ah... Eu vi um pote de sorvete na geladeira. Quem quer? - Bonnie perguntou para quebrar o gelo.
- Eu enchi de feijão para causar chilique em alguém. - Rebekah contou entediada.
- Ah, por que é só isso que você sabe fazer, não é? Causar intrigas! - Agnessa falou irritada.
- Pelo menos eu não matei o irmão de ninguém!
- Por que eu não atirei em você primeiro mesmo?
- Você não seria tão estúpida de fazer isso!
- Inteligente o suficiente, na verdade.

Rebekah bufou e saiu de casa, indo para as ruas sem rumo.

- Desculpe, Bon, já vi esse filme. O cara não pega a coroa e sim a garota. - Agnessa sai da sala e sobe para o seu quarto, se trancando no mesmo.

Do outro lado da cidade, um casal feliz anda pelas ruas tranquilamente. Ela havia saído da cadeia, e ele tinha uma eternidade ainda com ela. Elena e Damon. Juntos de novo no relacionamento mais confuso já visto. Eles estavam saindo de uma festa no bar, Mystic Grill, se enchendo de beijos e carícias até que Damon empurra ela para um beco.

- Damon... A-aqui? - a garota era pressionada contra a parede e apalpada pelo seu namorado.
- Pode acreditar! - ele sorriu malicioso e continuou a beijando ferozmente.

Ele envolveu as pernas da garota em sua cintura, se roçando na mesma, ele se inclina para sussurrar algo em seu ouvido mas é interrompido ao ser empalado por uma estaca nas costas por uma criatura desconhecida. A mesma atravessa seu peito direito que perfura o ombro de Elena que solta um grito. A pessoa joga o corpo de Damon no chão, enquanto Elena tenta correr mas logo é puxada para o beco. O Assassino joga ela várias vezes contra a parede até que a mesma caia no chão, com o rosto inchado e coberto de sangue. A mesma olha para seu amado uma última vez antes de ser esfaqueada várias vezes no estômago e peito, ela tenta dar um soco na pessoa mais o Assassino esfaqueia sua mão. Elena soluça e se afoga em seu sangue várias vezes, até o Assassino empalar sua garganta com uma faca, ceifando cruelmente a vida daquela pobre humana.

Damon acorda ainda no beco, a estaca havia sido retirada. Elena não estava mais do seu lado. Havia gritos mas ele não importava, se levantou e viu uma caixa em formato de coração no chão escrita com  bilhete dizendo "Para meu namorado. Feliz Dia dos Namorados atrasado, Damon!". O homem sorriu e abriu a caixa mas logo deixou a mesma cair. Havia um coração dentro da caixa, um coração humano, os gritos nas ruas continuavam e uma multidão parecia estar em choque. Damon foi para a rua ver o que estava acontecendo até ver sua amada, pendurada pelo pescoço na Torre do Relógio. Suas tripas estavam de fora e um sorriso estava desenhando seu rosto, graças a um enorme corte. Todos da multidão olharam para Damon, o mesmo estava coberto de sangue e suas mãos pingavam a mesma substância até ele levar um tiro no ombro esquerdo, mas o mesmo sai dali correndo, desviando dos tiros que a polícia o dava.

Damon sabia onde Katherine morava, ela não era muito sútil com ele. O mesmo foi até a casa onde ela morava mas foi atendido por Bonnie.

- Ah, merda...
- Damon... Ah, meu Deus... O que aconteceu? - ela perguntou mas ele não dizia nada. Apenas saiam lágrimas de seus olhos. - Damon, de quem é esse sangue? Damon? Responda!
- É da Elena... - o homem falou pesadamente antes de se ajoelhar no chão e cair em prantos.
- Isso é... Mentira. Não. Isso é mentira! - a garota estava incrédula e deu passos para trás até ouvir o sinal de plantão na TV.

"Uma jovem com o nome de Elena Gilbert foi brutalmente assassinada pelo namorado Damon Salvatore, que a estripou e guardou seu coração em uma caixa. Os policiais ainda procuram o acusado que ainda está foragido."

Katherine chega em casa sem dizer nada, Damon nota a presença dela e a segurou furiosamente pelo pescoço.

- POR QUE, KATHERINE? POR QUÊ? - a mesma estava sendo sufocada enquanto Bonnie estava assistindo.
- Damon, Katherine tem todos os motivos para matar a Elena mas não foi ela. Solta ela! - Damon olhou para a bruxa e jogou Katherine para dentro de casa, indo em direção a Bonnie mas Damon é impedido por uma barreira invisível.
- Me deixe entrar! Me deixe entrar! - ele gritava mas Bonnie resolveu ajudar Katherine.
- O que aconteceu?
- A Elena morreu... - Bonnie falou com algumas lágrimas no rosto.
- Então, o quê? Ele acha que foi eu?
- Sim, mas não foi, certo?
- Óbvio que não! Até porque... - Katherine foi interrompida ao ver Bonnie sendo atingida por uma estaca na barriga, as duas olham para a porta. Damon estava lá, com estacas provavelmente feitas de galhos. Katherine se levantou. - Damon... Pare!

Antes de tentar impedi-lo, Damon atinge uma estaca em sua barriga.

- Você a matou... Agora é a sua vez! - o mesmo mirou para o coração dela mas seu pescoço foi quebrado por Paul, que estava no quintal e escutou a discussão. O mesmo corre para a ajudar Katherine e Bonnie, livrando-as das estacas.

- O que está acontecendo? - Paul fez questão de curar as duas na hora.
- Damon perdeu sua versão com defeito de mim, e agora veio e matar.
- Cadê todo mundo dessa casa?
- Vocês saíram, só ficou eu e Agnessa. - Bonnie respondeu
- Bem e cadê ela?
- Eu não... Sei... - Paul bufa e olha para o corpo de Damon.
- Bom, alguém vai ter ajudar. - ele anda até p corpo do vampiro e o puxa para dentro. Alguém vai ter a mente vasculhada.


Notas Finais


Baixem o Joanne, mas primeiramente recomendo a faixa Hey Girl, melhor música ;u;


Aqui jaz, Elesma Gilbert.
"Meu apelido é quero dar"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...