História With a Little Help From My Friends. - Capítulo 28


Escrita por: ~

Visualizações 53
Palavras 1.621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 28 - Aquele Com A Vaca da Tracy.


Fanfic / Fanfiction With a Little Help From My Friends. - Capítulo 28 - Aquele Com A Vaca da Tracy.

Tracy está me irritando de uma maneira que não consigo entender, ela tem essa voz extremamente bipolar que fica incrivelmente aguda nos momentos mais aleatórios e o jeito que ela joga o cabelo para trás, um lembrete constante de que gosta de ser admirada. Desde que o resto do grupo (que antes conversava próximo às barracas) se aproximou da fogueira, ela vem monopolizando a conversa nos contando histórias sobre sua vida clichê de adolescente americana, para meu azar ela também é líder de torcida e assim que ela compartilhou esse detalhe sobre a sua vida, Henry e Thereza começaram a enche-la com perguntas que só faziam com que seu ego inflasse ainda mais, eles passaram o que pareceram horas conversando sobre como as pessoas os subestimam e ela ficava sempre repetindo como achava que o que eles faziam deveria ser considerado esporte. Ha! até parece, não consigo nem imaginar como eles anunciariam essa modalidade nos jogos olímpicos, pensei em comentar isso com Cameron, até poderíamos ter dado boas risadas da futilidade de Tracy, mas quando o olhei ele parecia estar bastante entretido.Eles começaram a compartilhar memórias sobre os campeonatos que ocorrem anualmente todo verão - eles estiveram juntos na maioria deles, porém nunca se encontraram - esses campeonatos funcionam mais como uma desculpa para adolescentes ficarem bêbados e dormirem juntos, Henry e o resto das meninas sempre voltavam para Deadwood com histórias bem engraçadas, o que me fazia desejar secretamente em ser um membro da equipe, mas infelizmente sou uma desastrada nata, incapaz de fazer uma simples diagonal.

- Não acredito! Você é a capitã das Ravens?  - Henry pergunta com o queixo no chão.

- Não mais, fui deposta ano passado - ela tira a franja do rosto e cruza as pernas.

- Por quê? - Thereza pergunta, os olhos iluminados pela curiosidade.

- Conhecem a Bevin? Bevin das Ravens?

- Alta, morena, ótima postura... teve um lance com o HotDog no clássico passado? - Henry apoia o queixo na mão e troca olhares com Thereza, ansioso para saber mais um fofoca.

- Quem é HotDog? - Cameron pergunta, representando o resto de nós. Não temos nem noção sobre o que eles estão falando.

- HotDog é o armador principal dos Ravens - Thereza esclarece rapidamente, olhando para Cameron por cima do meu ombro.

- A própria - Tracy ignora a interrupção e responde a pergunta de Henry. Em seguida, ela faz uma pausa dramática e ergue as sobrancelhas, fazendo com que sua plateia permaneça com os olhos vidrados nela, ávidos por mais - Ela realmente tinha uma ótima postura... uma postura legal para trair a melhor amiga - ela passa a língua pelos dentes e o queixo de Henry cai ao mesmo tempo que o de Thereza.

- Conta tudo - Thereza, que a 5 segundos atrás estava sentada ao meu lado, se encontra colada em Tracy. Reviro os olhos.

- Ainda lembro da cachorra dizendo "Tracy, torcer é pra ser divertido" - ela faz uma careta enquanto supostamente imita a voz de Bevin - Mas querem saber o que mais divertido ainda? vencer!

- Eu sempre digo isso! - Henry sempre costuma a surtar antes de qualquer apresentação, lembranças dele gritando para as meninas ficarem em forma e encolherem a barriga, invadem minha mente. Entendo que ele faz isso porque sente que está em desvantagem com relação as outras, ele sempre é o único capitão em todas competições, e não quer que usem isso contra ele, por isso as BeeFive trabalham 10 vezes mais que as outras líderes de torcida. Henry é muito rígido e perfeccionista, mas não é uma má pessoa, é só uma pessoa que teve que dar muito duro pra chegar onde chegou.

- Conta logo, o que aconteceu entre você e a Bevin - como sempre, a curiosidade está deixando Thereza impaciente.

- Ela pegou o HotDog. Ele era o meu namorado - ela leva a mão ao peito e dá um suspiro pesado.

- EU NÃO ACREDITO - Henry balança a cabeça de um lado para o outro lentamente.

- Nem eu! eu sempre fui uma ótima amiga, deixei aquela vadia ficar na minha casa durante a separação dos pais dela. E como ela me retribuiu? se agarrando dentro da piscina, um dia antes da nossa apresentação, com o meu namorado! - queria muito que Bevin estivesse aqui para poder se defender, aposto que Tracy é uma ótima editora de histórias, sempre manipulando as pessoas para ficarem do seu lado. E a propósito, não é como se Bevin estivesse mexendo a língua sozinha, HotDog também estava lá, ela não é a única culpada.

- Diz que você pegou os dois no flagra - Thereza junta as duas mãos em frente ao rosto como se estivesse orando.

- Não é como se eles estivessem tentando esconder - Tracy dá uma risada amarga.

- E aí? - Henry instiga, tentando fazer com que Tracy pare de fazer tantos rodeios na história.

- Você quer saber como eu encontrei eles? - Henry mal espera Tracy terminar a pergunta e já está fazendo que sim com a cabeça - Eles sempre colocam aqueles horários de recolher, que são completamente inúteis...

- Verdade, é só os inspetores saírem que está todo mundo fora da cama - Thereza solta uma risadinha, Tracy concorda com a cabeça.

- Fato, mas eu sempre gosto de dormir cedo antes de qualquer competição. Porém nesse dia, eu decidi vagar pelo hotel, sabe? tentar ver se encontrava alguns concorrentes ensaiando à coreografia de última hora - ela dá uma piscadinha maliciosa para Henry - Foi aí que encontrei eles quase trepando dentro daquela piscina.

- Eles te viram? - Thereza pergunta.

- Claro que sim - ela revira os olhos - A vadiazinha da Bevin até tentou se desculpar, mas eu mandei ela para aquele lugar antes que tentasse.

- Sabe, acho que você não deveria colocar a culpa toda na garota - resolvo dizer baixinho.

- Como é que é? - Tracy se vira para mim com olhos faiscando de raiva.

- O que eu quero dizer é que ela não fez tudo sozinha - reformulo.

- Ela era minha melhor amiga, isso por si só já faz ser uma traição do caralho - ela projeta o lábio inferior um pouco mais a frente, formando um bico.

- Ele era o seu namorado!

- Por que você tá defendendo ela, se simpatiza com esse tipo de pessoa? - ela olha para Thereza e depois para mim, seu olhar semicerrado insinua várias coisas. Ela tá querendo dizer que eu já fiz isso com Thereza? quem essa garota pensa que é?!

- Eu só acho que você deveria responsabilizar os dois e não somente a garota - já que Bevin não pode se defender, decido tomar suas dores.

- Whatever, eu já me vinguei dela - ela joga o cabelo para trás e vira o rosto para o outro lado, me ignorando totalmente.

- O que você fez? - Henry pergunta.

- Pedi para que as meninas do apoio ficassem um pouquinho fracas na hora de levantar a Bevin - abro a boca, horrorizada com a declaração sem remorso de Tracy.

- Foi você que fez ela quebrar o braço? - Thereza reflete a minha expressão.

- Claro que não,  você não tá ouvindo a história? - Tracy solta um suspiro impaciente - As meninas do apoio que deixaram ela cair - ela diz lentamente com sua vozinha irritante.

- Mas você acabou de dizer que pediu para elas fazerem isso - Erick contesta.

- Eu sugeri que elas fizessem - essa menina é definitivamente louca - Mas a decisão foi delas.

- Então foi por isso que te tiraram da equipe... - Henry comenta vagamente.

- Exatamente - Tracy fala olhando para mim, não posso evitar notar a forma como todo o seu corpo tenta parecer superior, seus olhos possuem um aviso silencioso que agora consigo ler, eles dizem "não se meta comigo ou então eu quebro os seus braços como se fossem gravetos", devolvo o seu olhar e espero que ela consiga entender o "tá querendo me assustar? melhor tentar outra vez"

- Você não acha que exagerou um pouquinho? quer dizer, ela só beijou seu namorado. Eu sei que é horrível, mas o mundo é lotado de garotos, poderia ter acontecido algo mais grave com a Bevin - minha opinião sobre Tracy está 100% formada, ela esconde um monstro por trás da fachada de boa garota.

Quer dizer, eu tive um leve vislumbre de sua personalidade durante a "conversa" que tivemos mais cedo. Vamos colocar os pingos nos is, ela me olhou como se eu fosse uma tendência que ela já havia superado há muito tempo, só faltou dar aquela famosa revirada de olhos, que por sinal ela deve ter dado porém não tive o prazer de ver. Bem no fundo, eu queria estar errada sobre ela... queria que ela fosse aquele tipo de garota que você gosta com o tempo, ela é a pessoa mais fácil para dividir uma cabana, jamais teria coragem de pedir para Ethan, ele é homem e não o conheço, essa combinação me faz ficar atenta a qualquer movimento brusco. E temos o Cameron, mas ele está fora de cogitação.

- Querida, quando você tiver um relacionamento de 3 anos e isso acontecer, aí sim eu vou aceitar sua opinião. Enquanto esse dia não chega sugiro que continue com a porra da boca fechada - eu quase posso ver veneno escorrendo pelo canto de seus lábios. Ela deixou a máscara cair por alguns segundos, mas logo se recompõe e sorrir para mim e quando abre a boca para voltar a falar, é sobre um assunto totalmente diferente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...