História With Love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Tags Abo, Alpha&omega, Changkyun Omega, Couple, Jooheon Alpha, Jookyun, Mbb, Monsta X, Romance, Skate
Visualizações 94
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Six


Fanfic / Fanfiction With Love - Capítulo 7 - Six

- Vocês tem certeza que essa roupa está boa, Hyungs? – Chang perguntou fitando seu reflexo no espelho que cobria quase uma parede inteira de seu quarto.
- Sim.
- Não.
O mais novo ali franziu o cenho, confuso com as respostas opostas de Hoseok e Hyungwon.
- Hoseok, tá boa sim, para de frescura. – Hyungwon revirou os olhos e deu um tapinha no braço do namorado.
- Tá mostrando demais, não acho uma boa ideia ir você ir assim, Kyun. - Jealous detected.
Changkyun bufou, pegando o celular jogado em cima da cama e logo enviando para Minhyuk uma foto sua, mostrando suas vestimentas. Depois de alguns minutos em silêncio esperando o outro lhe responder, virou-se para os outro dois presentes e apontou para a tela de seu celular.
- Minhyuk falou que ficou ótimo. – Fitou os rostos de seus hyungs. Enquanto Hyunwon tinha uma feição serena e um pequeno sorriso nos lábios, Seok estava com as sobrancelhas juntas e os braços cruzados. – Vou assim então. Annyeong! – Sorriu rápido e escapou pela porta do seu quarto. Quando o som da porta de entrada da casa sendo fechada foi ouvido, Hyungwon foi até Hoseok, lhe dando um empurrão não muito de leve.
- Se você fizesse o Changkyun se atrasar, eu te mataria!

 

 

 

Changkyun lia com atenção as instruções que Minhyuk havia lhe passado de como chegar até o local marcado de se encontrarem para que fossem juntos na tão esperada festa. O loiro já havia explicado que se pudesse teria ido busca-lo em sua casa, mas os seus amigos haviam lhe arrastado antes que pudesse fazer qualquer coisa, então mesmo que já tivesse chegado na casa de Shownu, o loirinho iria encontrar-se com Changkyun em algum lugar conhecido pelo moreno e de lá iriam rumar até a festa. Andou mais alguns metros, parando em frente de uma lanchonete, que em pouco tempo, para Changkyun havia virado um ponto de referência para sua localização em Daegu. Não demorou muito para que ouvisse o som de passos se proximando, e ao se virar encontrou a típica cabeleira loira e o grande sorriso de Minhyuk.
- Oi Chang! Desculpa pelo atraso, um alfa do segundo ano meio que me atacou quando eu tava vindo pra cá. – Riu soprado e agarrou o pulso de Chang, começando a caminhar pelo mesmo caminho na qual tinha feito para chegar ali.
- Como assim te atacou?
- Bom, a festa nem começou ainda e já tem gente dando PT lá no meio da galera, ai parece que esse cara acabou enchendo a cara antes da hora e tava meio brisado, falando que queria achar a princesa dele, algo assim. Daí eu fui sair e acabei passando por ele, o retardado me puxou pelo braço e me fez cair no sofá junto com ele. Ele tentou me beijar algumas vezes, mas eu bati na cara dele. E eu juro que vi o Hyunwoo com a maior cara de bunda desse mundo! Acho que se não fossem aqueles amiguinhos dele, ele teria voado no cara!
- Hm, devo ficar feliz por você?
- Deve.
- Isso é ótimo, Min! – Sorriu para o outro e o abraçou de lado, gargalhando junto com o loiro logo em seguida.

Não demorou muito para que os dois ômegas estivessem entrando pelos portões da casa de Hyunwoo. Minhyuk era cumprimentando por grande parte das pessoas, e muitas dessas analisavam Chang de maneira estranha, com sorrisinhos sacanas e olhares interessados.
- O Jooheon tá aqui? – Changkyun perguntou baixinho quando entraram dentro da casa.
Estava um amontoado de pessoas dentro da sala,  o som estava alto e uma parte das pessoas ali dançavam, enquanto outras apenas conversavam enquanto bebiam algo.
- Tá sim. Mas provavelmente deve estar enfiado no quarto do Hyunwoo fazendo vários nada só para se livrar da perseguição.
- Perseguição? – Franziu o cenho.
- É, não sei se já percebeu mas ele é um tanto cobiçado, só que não dá bola. Eu já te falei isso, né? Enfim, sempre que tem esse tipo de evento tem uma galera chata que fica atrás dele. – Explicou. – Agora esquecendo um pouco disso, vamos dançar? Se você estiver afim de de bater um papo ou até mesmo dar uns pegas no Jooheon, depois você pode, ele só dá as caras depois de um tempo, quando todo mundo já está distraído o suficiente pra não ficar rondando ele. – Disse puxando para o centro do local um Changkyun corado pela sua fala.

Depois de um certo tempo, lá estavam os dois ômegas mexendo o corpo conforme o ritmo da música que tocava alto. Chang não sabia ao certo quantos  alfas já haviam o barrado ali querendo dançar consigo, mas ele simplesmente não deu bola para nenhum deles e permaneceu junto de Minhyuk, que também não estava ligando muito para os alfas alheios. Em certo momento, quando olhou em volta não avistou mais o loiro, pensou em sair para ir procurá-lo, já que não queria ficar sozinho no meio de pessoas que não conhecia, até que sentiu um toque suave em seu braço, o fazendo virar-se.
- Oi, Chang. Está sozinho?
- Oi Jooheon. Eu, hã... O Minhyuk estava comigo agora mesmo, mas parece que ele sumiu.
- Ah, eu e o Shownu descemos agora há pouco, eles devem estar juntos. Acho que nós dois fomos abandonados. – Riu, sendo acompanhado pelo menor. – Então o que acha de ficarmos juntos, huh?
- P-Pode ser. – Sorriu sem mostrar os destes, se pondo ao lado do alfa quando este o chamou para ir consigo. Jooheon pegou em sua mão, ato que fez Changkyun corar um pouco, mas não recuou. O mais alto o guiou até um canto mais afastado da festa, no quintal da casa, não haviam muitas pessoas por ali, algumas estavam em casais, conversando, e outras apenas sentadas no gramado, querendo estar longe de toda a movimentação.  
- Me desculpe pela pergunta inconveniente, mas eu preciso saber de uma coisa. – Jooheon começou, recebendo um aceno do ômega para que continuasse. – Quantos alfas você já namorou? – Os olhos do mais baixo dobraram de tamanho ao ouvir aquilo, seus bochechas queimavam ainda mais e agora seu olhar estava direcionado para seus próprios pés.
- E-Eu... Pra falar a verdade, eu nunca tive um relacionamento sério com alguém.
- Nunca? Tipo, nunquinha mesmo? – Inclinou-se para frente, ficando mais próximo de Changkyun, este que escondeu o rosto com as duas mãos, sentindo-se ainda mais envergonhado. – Aigoo, desculpe, é que foi inevitável não perguntar.
- Inevitável por quê? – A voz de Chang saiu baixinha.
- Porque eu realmente quero poder ser o primeiro. - A boca do mais baixo fez um perfeito “O” ao ouvir a frase vinda do maior. Sério mesmo que Jooheon havia gostado tanto assim de si? Incapaz de formular alguma resposta digna, apenas fixou o olhar em algo que não fosse o alfa a sua frente e brincava com a barra da blusa que usava.
- Eu tenho que ir. – Disse rápido, girando os calcanhares e pronto para dar no pé, mas foi impedido pelas mãos de Jooheon que em um movimento ágil agarraram a cintura fina do ômega, logo se pondo ao lado deste. Sem ao menos perceber, quando sentiu o toque das mãos grandes nas laterais de seu corpo, Changkyun prendeu a respiração e seu coração falhou uma batida. “Ok, é apenas agitação. A gente mal se conhece, isso é estranho.”
- Eu vou com você. 


Notas Finais


eita.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...