História With You - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Sebastian Verlac, Simon Lewis
Tags Amor, Clace, Clary, Colegial, Drama, Jace, Malec, New Adult, Os Instrumentos Mortais, Romance
Exibições 254
Palavras 1.339
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sei que demorei, mas to toda atolada na facul. Vou tentar ser mais rapida ok?
Espero que gostem!

Capítulo 10 - Carona


Fanfic / Fanfiction With You - Capítulo 10 - Carona

-Estou cansada Jace, tudo o que eu quero é ir para a cama. Fique a vontade com os sofá,  mas se for embora tranque a porta, ok? - continuei meu caminho rumo ao meu quarto, mas não fui muito longe. A mão dele segurou firme meu braço.

-Você descobriu? - seu maxilar travou, mas não combinava com a expressão em seus olhos. Havia vulnerabilidade neles. Eu não iria me entregar,  não queria prejudicar Simon, e depois de Magnus ter me sacado tão rápido,  eu me preparei mentalmente pra proxima vez que alguem fizesse a pergunta. Só não achei que seria tão cedo.

Estreitei os olhos, inclinei minha cabeça e pus pra fora toda a frustração que senti nesses últimos dias.

-Descobri o que Jace?! - passei a mão livre pelo cabelo. - A merda do motivo que te afasta de mim? - lágrimas apareceram em meus olhos,  elas eram totalmente verdadeiras. Mas não eram de tristeza, sim de raiva. Jace não notou, porem.

Ele me puxou para seus braços e me abraçou. Uma mão alisando minhas costas, a outra na minha cabeça. Assim, eu podia ouvir seu coração disparado. Sim, por medo de ser pego! Falou meu subconsciente, tirando qualquer esperança de que algo sobre nós dois foi real pra ele.

-Desculpa, desculpa. Eu não posso. - nos afastamos,  mas ele segurou meu rosto com as mãos,  para que olhasse pra ele. - Por que não confia em mim? - um segundo depois, toda a ternura em seus olhos foi substituida por raiva. - Por que ficou com o babaca do Mason?

-As duas perguntas tem a mesma resposta. Se você não pode ficar comigo em publico, me assumir, é porque não é bom pra mim. Vai acabar me machucando - mais lagrimas escorriam em um ritmo desenfreado - mais do que ja me machucou. Eu quero o melhor Jace.

-Não! Você não vai ser dele! Não vai ser de ninguem, só minha. - Jace começou a andar de um lado para o outro.

-Então me diz, por favor. Diz o que é e fico com você.  - eu menti claro, mas talvez ele fosse sincero, talvez houvesse uma louca explicação para tudo aquilo. Mas ele não foi.

-Eu não posso. Clarissa eu tentei resolver, mas ele é difícil, não posso sair. Mas não quero ficar sem você, então tem que ser assim, escondidos.

-Por que não pode sair? Se é tão grave assim por que começou? - parei de fazer perguntas, antes que me entregasse com elas.

-É complicado. Mas eu comecei porque nunca imaginei que me importaria. - eu queria acreditar, estava a ponto de concordar em ficarmos em segredo. Mas então meu subconsciente me lembrou  o real motivo. Tinham pessoas que gostavam de mim, e me contariam caso descobrissem nossa proximidade.

-Não dá Jace. Preciso seguir em frente.

-Com quem? O bastardo do Mason? - ele gritou e eu ja não conseguia segurar minha raiva e gritei também.

-Não sei! Com qualquer outra pessoa que não seja você!

-Você não pode fazer isso, será que não vê?!!!

-E por que eu não posso?!!!

-Porque eu te amo, porra!!! - eu congelei, Jace congelou. Não sei quanto tempo passou assim, um olhando para o outro. Finalmente fui acordada por meu subconsciente gritando “É uma merda de um truque, e você esta caindo!”. Reuni minha forças e fui para meu quarto, tranquei a porta atras de mim.

Pude ouvir um barulho de porta batendo alguns minutos depois. Ele foi embora, talvez tenha desistido. Talvez resolva mudar suas táticas de batalha.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Acordei decidida a esclarecer tudo e seguir em frente. Claro, a unica pessoa que eu podia falar sobre o assunto era Izzy. Fui até a cozinha com a esperança de encontra-la, e la estava ela.

-Bom dia! - seu sorriso era gigante. - Me conte tudo!!!

Parei para refletir,  sobre o que ela queria saber? Mason, claro.

-Como descobriu? - perguntei curiosa, Izzy não nos viu ontem.

-Todo mundo sabe! - ela balançou as mãos como se fosse algo incrível. - Mason dispensou Camille. Não que eles ainda estivessem namorado, mas ele ficava sempre disponível pra ele. Enfim, ele disse que “Estava em outra”. Todo mundo ligou os pontos, porque muitas pessoas viram seu show na pista!!!

Ela disse isso tudo sem nem parar pra respirar. Não tinha muito para contar pra ela, mas ia tirar proveito disso.

-Ok, te conto se me contar algo primeiro. - ela concordou com a cabeça e eu continuei. - O que Jordan ia ganhar caso ganhasse de Jace? E vice e versa.

-Nada demais, realmente. Era uma quantia em dinheiro, alta, porém nada que fosse difícil deles arranjarem.

-Então se Jace quisesse desistir, ele poderia sair sem dificuldade? - Isabelle deve ter sentido pena dos meus ultimos resquícios de esperança, porque havia tanta pena em seu olhar que me fez sentir idiota.

-Sim, querida. - respirei fundo. Pronto, agora tinha certeza que era tudo uma mentira. Coloquei um sorriso no rosto e perguntei.

-O que você quer saber? - ela sorriu diabolicamente.

-Como você agarrou aquele gostoso do Mason?

-Não sei, estava dançando, então ele apareceu, dançamos, bebemos e quando me dei conta estavamos nos beijando. - Não ia dizer, em hipótese alguma, que eu o beijei para provocar Jace.

-Voce deve ter dançado muito bem pra ter fisgado ele desse jeito. - rimos de seu comentário maldoso.

-Deixa de ser boba. E outra, ele pode estar falando de qualquer garota!

-Ah claro!  Vai a festa hoje?

-Sim, combinamos… - parei a frase no meio.

-Isso! Te peguei, sabia que você era a garota que ele está afim!

O resto do dia foi terrível,  Isabelle não me deixou em paz, nem um mísero segundo. Quando disse que precisa me arrumar para a festa, seus olhos quase faiscaram de alegria. Nossa, eu realmente devia estar mal esses dias.  

Optei por usar minhas proprias roupas dessa vez. Coloquei um shorts jeans curto, um cropped preto de alcinha, e uma quimono com estampa étnica por cima. Calcei meu all star branco, soltei meu cabelo e apliquei um pouco de rimel nos cilios. Fui para sala me encontrar com Isabelle, mas parei pelo barulho de vozes discutindo.

-Você não tem o direito de atrapalha-la. Se gostasse mesmo dela tinha desistido dessa merda. - Izzy se controlava pra não gritar.

-Eu tentei, juro! Mas não posso! - finalmente reconheci a voz de Jace.

-Se não tem o dinheiro pra pagar Jordan, eu te dou, agora.

-Não é isso Isabelle, as coisas estão mais complicadas agora. - ele sussurava pra ela.

-Besteira!  Você quer me enganar pra eu te ajudar. Deixa ela em paz Jace, estou te avisando.

-Eu não estou mentindo porra. E deixar ela em paz pra que? Ficar com o canalha do Mason?

-Você só não gosta dele porque a Camille quis ficar com ele em vez de você!

-Não seja estupida, ele é um canalha.

Entrei na sala, os olhos de Jace se arregalaram.

-Você estava ouvindo? - ele sussurou.

-Se eu ouvi você dizer que Mason é um canalha?  Sim eu ouvi, mas acho que prefiro tirar conclusões por mim mesma.  - alivio cruzou seu rosto. Idiota!

-Vou leva-la pra festa então. - olhei para Izzy, mas ela apenas estendeu balançou a cabeça.

-Seria otimo uma carona. - não ia deixa-lo ver que me importo com nossa proximidade.

Fomos em direção ao carro, Jaca correu em entrou logo, eu fui atras dele,  sentando no banco de trás. Isabelle balançou a cabeça e começou a dar volta para sentar no passageiro. Assim que a mão de Isabelle ia alcançar a maçaneta da porta, Jace acelerou e saiu com o carro. Olhei pra tras, e vi Isabele xingando seu primo. Me virei e cruzei com os olhos de Jace no retrovisor.

-Esqueci de dizer, a carona é so pra você.

O carro virou a esquina, não em direção a fraternidade, mas sim no caminho oposto.

-Jace, pra onde estamos indo?

-Você já vai ver. - ele disse com um sorriso ma voz.


Notas Finais


Alguem aqui é team Masory? Hahaha Sei que são todos Clace! Hahaha
Digam o que acharam do cap! ❤
Beijocas babies


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...