História Without power - Camren - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren
Visualizações 64
Palavras 1.484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente!! Oieeee!! Desculpem a demora, eu estou lotada de trabalhos, tipo, não tenho momentos pra descansar dos estudos, pois são provas e slides que tenho que gravar minhas falas aliás kkkkk bom, aproveitem

Capítulo 5 - Capítulo-5


LaurenOn

Fiquei sem reação e depois que senti ele tentar colocar sua língua em minha boca, o afastei com raiva, ele começou a sufocar e percebi que eu fazia isso

–Nunca mais fassa isso! - Lhe dei um murro e cuspi no chão . Sai dali voltando pra casa irritada –Que merda! - Bati a porta e Camila levantou do sofá confusa

–Lo? - Tocou meu rosto e me acalmei sentindo Seu cheiro –O que foi?

–Só estou nervosa com a reunião de hoje - Beijei sua testa descendo minha mão pra sua cintura

–Ta bom então…- Ficamos a manhã assistindo, aheutei algumas coisas e a tarde fomos treinar, eu resolvi levar ela pro centro de treinamentos

–Bom, não é complicado, eu sou melhor lutando com minha forma humana - Digo e me sento no chão e ela faz o mesmo sentando em minha frente –Eu prezo protejer a todos, até os que não tenho intimidade na alcateia, por isso eu treino, pra me sentir útil e ajudar - Levantei os bracos –Vamos fazer o teste de velocidade hoje…esta com fome?

–Muita - Fala e sorrio pegando uma cesta cheia de comida

–Podea comer, mas…depois que conseguir ser rápida o suficiente pra pegar essa belezinha - Apontei pra sesta

–Não brinca com comida Lauren - Reclamou

–Se for bem, ja sabe, se não for também já sabe - Digo me levantando e ficando a uma certa distância dela –Tente pegar a comida antes que a coloque na boca - Seguro um sanduíche e ela se prepara –Agora - Sigo em uma velocidade normal e consigo morder o sanduíche e Camila chegou apenas no meio da caminho –Esta desmotivada, oque acha de ficar com mais fome? - Ela faz uma careta e chego perto dela e fico em uma posição –Faça o mesmo que eu - Levantei um braço e em um movimento rápido bati minha mão contra seu peito e ela voou longe mas flutuou antes de cair no chão –Você me surpreende lobinha - Digo e ela me olha emburrada

–Não ma avisou que ia fazer isso! - Uma brisa de ar foi se formando ao redor dela, opa, deixei alguém com raiva seus olhos brilharam assim como sua tatuagem, cheguei perto com cautela e lhe abracei

–Calminha lobinha - Falei em seu ouvido e o vento logo parou

–Desculpa - Disse cheirando meu pescoço

–Não tem problema, deve ta assim por causa da lua cheia também

–Também to de TPM - Disse baixo

–Então vai ser um combo nessa lua cheia - Eu ri

–Engraçadinha - Revirou os olhos e sorri, terminamos nosso treino com as reclamações dela, por ter que chutar uma árvore até quebrar, ela se irritou, mas votou ao normal, já estava de tarde e a lua apareceria a pouco no céu, levei ela pra onde tinha os betas e ômegas recém criados que não eram cuidados por mim, cada casa tinha um método, eu levei Camila pra casa ar e eram cinco horas, ela já estava mudando conforme a aproximação da lua

–É o seguinte - Lhe prendi pelas mãos e pés e senti alguém se aproximar, eram os vampiros

–Tudo bem? - O mais novo perguntou, apenas confirmei com a cabeça, coloquei Camila deitada no chão e me sentei em uma distância segura, fiquei observando e ao dar seis e meia as nuvens saíram de frente da lua me dando a visão do qual bonita ela estava, Camila apertou as mãos e já via a grande quantidade de suor que saía dela, cheguei perto tocando sua testa e ela estava quente, opa, me assustei de leve quando ela começou a se transformar, seus olhos estavam brancos dessa vez

–Camila? - Ela nada fez, continuou a me olhar –Camz? - Chamei de novo, ela dessa vez tentou se soltar –Opa opa lobinha - Tentei lhe acalmar pois ela estava colocando muita força, ouvi barulhos de tiros lá fora, olhei pela janela e arregalei os olhos ao constatar que eram caçadores –Merda… - Murmureu ouvindo Camila rosnar pra se soltar, me virei pra ela e tirei as correntes das patas deixando apenas a do pescoço –Desculpa por ter feito uma coleira - Digo segurando forte ao ela tentar sair correndo, peguei a pata dela com a tatuagem e falei algumas palavras a desmaiando, temporariamente, em menos de dez minutos estaria em pé, se não fosse lua cheia seria mais tempo

Carreguei ela e desci em uma passagem, claro que os caçadores viriam na lua cheia, os lobos ficam descontrolados o suficiente pra serem pegos fácil. Até que Camila é mais calma que outros, eu estava me sentindo fraca cada vez mais, lagrimas brotaram em meus olhos, eu sabis que alguem da alcateia tinha morrido, é incrivel essa ligação, mesmo não tendo muita intimidade. Amarrei Camila com as correntes na sala escondida e Acariciou seu pelo

–Daqui a pouco eu volto - Beijei sua cabeça e escutei um choramingo dela, sai de la

CamilaOn

Eu estava desnorteada, mas não conseguia me segurar, eu tinhá que sair, acordei e fiz força e soltando das correntes e subindo as escadas, uivei saindo pra fora, encontrando um cenário de gerra, dei a volta correndo pela floresta, minha visão estava vermelha e eu senta o cheiro de tudo quatro vezes mais. Senti uma dor intensa na minha perna traseira e cai capotando no chão, comecei a me contorcer, e vi um homem com um facão na mão, em um movimento ele levantou os braços, mas antes que ele cortasse minha cabeça , Lauren apareceu mais uma vez naquela forma de lobo e jogando longe sem matar, ela se virou pra mim e direcionou o olhar pra minha perna. Tinha alguma coisa diferente nela, parecia ter dificuldade pra se controlar, e eu nao conseguia me curar com seja lá oque for na minha perna, eu queria que Lauren me morresse de novo, ela ficou balançando a cabeça e ronsnou pra mim, ou algo atrás de mim pois sentir uma presença, eu me sentia inútil, ouvi sirenes e luzes oscilando entre o vermelho e o azul, Lauren me olhou preocuoada e tentei levantar ou voltar a ser humana, vi o homem que Lauren jogou longe sorrindo macabro com a mão na barriga, Lolo se deitou no chão atrás de mim, eu não me sentia mais afetada pela lua com ela por perto

–Senhor você está bem? - Um policial chegou perguntando ao caçador que assentiu fingindo passar mal –Meu Deus! - O policial gritou ao nos ver e caiu no chão amedrontado – Agente dezenove quero reforço! Tem dois lobos gigantes aqui - Ele falava trêmulo e outro policial chegou se assustando e apontando a arma pra nós, choraminguei de dor encolhendo minha perna e deitando minha cabeça no peito de Lauren outros policiais foram aparecendo e querendo chegar perto mas Lauren fingia que ia atacar os afastando, ela aproximou a cabeça de meu pescoço e me mordeu de novo, fechei os olhos me aconchegado mais a ela, uma corda foi lançada ao pescoço de Lauren e a puxaram, olhei pro seu rosto e ela se debatia, eram dez homens puxando ela, eu sabia que ela se soltaria

–A loba branca deve estar grávida pra tá sendo tão protegida assim - Revirei os olhos, na moral, humanos as vezes são leigos, ele nao percebeu que lolo era menina? Uma rajada de ar os jogou lonje e Lauren voltou a se deitar atrás de mim, um policial ligou pra alguém, estava estressado

–TEM DOIS LOBOS ENORNES AQUI SERA QUE DA PRA CHAMAR A GUARDA ANIMAL?! - Um deles gritou –Um negro e um braco, o negro está cuidando do branco e não deixa ninguém se aproximar…como quer que eu saiba se é macho ou fêmea? Ta ta…- Ele olhou pra nos duas e franziu o senho –Não sei…mas estão…não sei, o lobo negro está mordendo o branco…não é de forma…pra fazer mal...diria ate…carinhosa - Nessa hora ja estava de olhos abertos e Lauren lambeu a parte que mordeu, consegui me levantar e Lauren veio atrás sem tirar os olhos dos guardas e quando um deles se aproximou de mim ela tomou a frente rosnando pra eles que recuaram, corremos pro lado oposto da alcateia e ela me levou pra um lugar deserto e com um lago, voltei a forma humana cobrindo minhas partes íntimas e corando

–Obrigada lolo - Não sentia mais os efeitos da lua sobre mim, Lauren se deitou em forma de lobo e acabei voltando pra minha pois sentia frio, então teríamos que esperar um tempo pra voltar a alcateia pois poderiam nos seguir, ficamos deitadas nos esfregando uma na outra (risos) depois de duas horas voltamos a alcatéia, estava uma bagunça, vi a tia de Lauren olhando tudo seria, eu fiquei o mais perto de Lauren possível

–Olha a Lauren! - Alguém gritou e Laura olhou ora trás pra logo arregalar os olhos olhando pra sobrinha

–Lauren?!!


Notas Finais


Não revisei, pode ter palavras meio nada haver, meu corretor é pervertido e sacana!

Vamos ter umas historinhas no Cap que vem, e também personagem novo, queria fazer algo aleatório quem nem hora de aventura mas não deu kkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...